Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Procura pode levar a um segundo show de Paul na Ilha

22 de março de 2012 2

Poucos mais de 32 mil ingressos serão postos à venda para o show de Paul McCartney em Florianópolis. Há uma expectativa entre os organizadores de que a procurar levará a um esgotamento recorde e não descartam a possibilidade de um novo show do beatle em Florianópolis. Se as vendas bombarem e haver demanda terão o trunfo para barganhar mais uma data na Ressacada. Já imaginaram isso?

Há lastro para isso. Paul se apresenta no dia 25 na Capital e só voltará a tocar no dia 5 de maio, em Guadalajara, no México.

Mesmo se tratando de um show no meio de semana, há uma perspectiva de que o Ressacada lote. O presidente do Avaí, João Nilson Zunino, acredita nisso e se diz espantado com a procura desenfreada por ingressos desde a confirmação do show. Paul McCartney mobiliza uma legião de fãs, muitos ardorosos seguidores que não encontram limites geográficos para acompanhar seu ídolo. São fãs da cidade, de outras regiões, de outros Estados e países, como os devotos argentinos. É comum encontrar grupos que perambulam por cada escala das turnês. Se há uma lição crível nestas últimas cinco décadas é não substimar a beatlemania.

Os ingressos custarão entre R$ 280 e R$ 760 e a comercialização começará a partir da 0h do dia 26, em esquema de pré-venda exclusiva (pelo site www.zetks.com), para assinantes dos jornais do Grupo RBS, sócios adimplentes do Avaí Futebol Clube e membros de fã-clubes credenciados pela produção do cantor (mais detalhes aqui!). A partir da 0h do dia 28 entra em operação a venda para o público em geral tanto pelo site como nas bilheterias da Ressacada. A faixa etária limite para entrar no show está sujeita à classificação indicativa da Justiça.

Comentários (2)

  • marlete kamers diz: 22 de março de 2012

    deve-se priorizar o pessoal local,pois sempre ficamos para trás nessas turnes grandiosas,vamos dar valor ao nosso povo catarinense,injusto eu não conseguir comprar um ingresso porque um argentino comprou primeiro,,,,

  • Renato Sá diz: 26 de março de 2012

    Moro em Floripa, um absurdo o que a Marlete disse. Acho que de brincadeira né? Esse xenofobismo não cabe mais, não tem fundamento racional, certo?
    Pois pela proposta da Dona Marlete, florianopolitanos não poderiam ir ver shows como Roger Waters em Porto Alegre, Ozzy, U2, Strokes, Iron, Metallica em SP. Ou ainda irem ao RJ para ver o Rock in Rio…. É essa a proposta? Acho que não né….

    De todo o caso, tomara que tenhamos um 2º Show…. ainda mais que eu ainda não consegui comprar o meu ingresso….

Envie seu Comentário