Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Filme catarinense encerra FAM 2012

22 de junho de 2012 0


Tão arraigado na cultura local quanto o “manezismo”, o surf transcendeu a sua relação apenas com o esporte para solidificar-se como um estilo de vida. Com o perdão do trocadilho, mas surfando entre o universo lúdico e o contexto social o jornalista, diretor e roteirista Luciano Burin compôs um rico cenário sobre o surf no documentário Pegadas Salgadas.

Vencedor do Edital Catarinense de Cinema de 2009 e todo rodado na Ilha de Santa Catarina, o filme fará as honras do encerramento do 16º Florianópolis Audiovisual Mercosul, durante a Mostra de Longas, hoje à noite, no Centro de Cultura e Eventos da UFSC. A entrada é gratuita (veja programação aqui).

Pegadas Salgadas é o único catarinense a integrar a seleção de longas da maratona do FAM, que exibiu mais de 70 produções das Américas do Sul e Latina (obviamente inclui-se o Brasil) em oito dias de atividades.

Mas dividirá a noite com outro longa, Bonsái, drama do diretor Cristián Jiménez e adaptado da obra que leva o mesmo nome do escritor Alejandro Zambra. As exibições estão programadas para às 21h, logo após a cerimônia de encerramento onde serão conhecidos os destaques dos juris oficial e popular das mostras competitivas (Curtas Mercosul, Catarinense, Doc-FAM e Infanto-juvenil).

Carioca radicado na Capital, o diretor Luciano Burin vive a expectativa de estrear Pegadas Salgadas oficialmente na cidade que serviu de cenário e personagem para o longa. Até então, o longa só havia sido exibido no Lisbon Film Fest, em Lisboa (Portugal) no domingo passado. É portanto o seu lançamento nacional.

Blogueiro e repórter setorista de surf, Burin explica que, pelo projeto aprovado no Edital, Pegadas era para ser um média-metragem. Por conta própria, o diretor bancou a ampliação da duração, compondo um documentário em longa-metragem digital.
O filme traz dezenas depoimentos de personalidades emblemáticas _ entre pioneiros e atletas em atividade _ que ajudaram a consolidar a cultura e o negócio que projetaram Florianópolis para o mundo e colcoram a Ilha na rota de uma rentável indústria e a transformaram e uma grife de life style. De como uma geração mudou os modos e costumes de um povo em relação a marginalização de um esporte a sua aceitação e promoção.

Como a natureza do tema pede, imagens espetaculares e uma trilha sonora pontual e local (assinada pela banda ART Project, de Florianópolis) compõe a narrativa lúdica e movimentada, mas também avança para questões pontuais como a preservação do meio ambiente e os conflitos com o crescimento desordenado, o localismo frente a imigração, o impacto do esporte no turismo e como tudo isso influencia a sua prática. Pegadas Salgadas sairá do FAM para retornar à Europa, onde será exibido na França.


Envie seu Comentário