Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Fecha a porta depois de arrombada

13 de julho de 2012 1

Agora o Taliesyn encerrará, de fato, as atividades. A trincheira até que resistiu, mas perdeu a batalha na Justiça dos homens! Uma decisão judicial pôs fim de vez às esperanças de manter o bar em atividade e o imóvel será oficialmente lacrado na segunda-feira. As poucas horas que restarão serão do balaco. Para passar o cadeado, tem Matinê do Rock neste sábado. Claro, Skrotes na jogada.

Claro que é mais um de tantos ritos que ainda cumpriremos por aqui. E que outras portas se abrirão, mas é que certo que deixaremos ali um pedaço das nossas histórias, é como uma naco da nossa memória e isso causa dor. O sentimento de perda, quando não também de derrota. Via no Taliesyn uma destas boas trincheiras, não só cultural, mas sentimental também. Era o ponto de encontro dos amigos, um centro de convergência de propósitos, gostos, aptidões e luta que pouco pude conhecer. Agora começará tudo de novo, aquela dispersão até que um novo espaço se abra.

O Taliesyn tinha vida. Era simples, básico, “limitado”, mas com o necessário para fazer nossas veias pulsarem: seus frequentadores. Poucos espaços aqui da cidade hoje tinham uma identidade tão forte, tão bem definida e poucos catalisaram tamanha empatia. Vi grandes shows ali, tomei meus últimos porres homéricos e vivi a maior história que está sendo escrita agora na minha vida.

Cheguei a cogitar (muito sério!) a possibilidade de comemorar meu casamento lá. Tudo bem, lá foi consumado. Eu planejava levar a minha filhota, que logo virá, para um “batismo profano”no Talis. Tudo bem, lá ela ouviu, do ventre da Ana, os primeiros e doutrinários shows (Superbug, Ambervisions, Pornô de Bolso). Muita coisa ficará lá dentro. Infiltradas até até emergirem pelas paredes como uma nova camada na memória daquele imóvel que até então desconhece-se quem é o seu dono de direito, de fato…Uma coisa é certa: aquele sobrado passa a ter uma identidade daqui para frente. Ali foi o Taliesyn, venha quem vier… Accepto damno januam claudere.

Ps: O Talis sempre foi autêntico, roto e sem concessões e nisso estava o seu charme. Mas é preciso denunciar aqui um mito: aquele Viagra nunca funcionou. Me garantiu foi uma diarreia que quase me levou pelo ralo.


Comentários (1)

  • sundays diz: 14 de julho de 2012

    ontem conversando com o Johnny , ele disse que tinha dois santos…são longuinho e são marquinhos! velho, tu sempre ajudou muito!!!! tu e a Ana sempre estiveram presente, tanto que a pequena maria já tá pogando na barriga da mãe. : ) abração mo velho, nos vemos quando a história recomeçar! talvez amanhã…

Envie seu Comentário