Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "show"

Gal e Caetano visitam Florianópolis e o Teatro Pedro Ivo nesta terça

17 de julho de 2012 7

Gal Costa e Caetano Veloso passaram por Florianópolis quase que despercebidos, entre segunda e terça-feira. Os baianos vieram para uma visita técnica ao Teatro Gov. Pedro Ivo, palco do show Recanto, que Gal apresentará no dia 21 de agosto (informações sobre venda de ingressos aqui).

A direção é de Caetano, que compôs a maior parte das canções do álbum homônimo. Ambos chegaram na tarde de segunda, hospedaram-se no Il Campanário, em Jurerê Internacional e foram ao local da apresentação.

Uma muito visita discreta e tranquila, contrastando com o estardalhaço policial causado na cidade na última vez que os dois colocaram os pés por aqui, há 36 anos. E sem a “campana” do delegado aposentado Elói Gonçalves.

Após aprovarem o teatro, Gal e Caê partiram no final da manhã de ontem para São Paulo.

Poderia ser uma passagem rotineira, mas a presença de Caetano Veloso e Gal Costa, juntos, em Florianópolis, tem um peso histórico.

É a primeira vez que dois ex-Doces Bárbaros (da mítica banda formada com Gilberto Gil e Maria Bethânia na década de 1970) retornam lado a lado à Ilha desde o episódio da controversa prisão de Gil e de um músico da banda por porte de maconha, em 6 julho de 1976. Desde então, todos os quatro integrantes estiveram em Florianópolis, mas nunca juntos.

Gal e Caetano retornarão à cidade no dia 20 de agosto e partirão no dia 22 à noite, um dia após o show.

Rito

Por duas ocasiões me debrucei sobre o caso da prisão do Gil. A primeira em 2003, para a revista Donna DC. A segunda, em 2006, para a revista Bizz, em decorrência dos 30 anos do episódio. Empreitada essa tocada em conjunto com o jornalista Fábio Bianchini.

Partimos um mês antes do deadline, com mais de 90% do material apurado (praticamente os arquivos da reportagem anterior.) Nem sombra de outro personagem da trama, o baterista Chiquinho. Chegamos à data limite para a entrega do material e nada. Até que o Bianchini tentou um último tiro, enquanto eu redigia noite adentro. Contatou o músico Arnaldo Brandão, no Rio de Janeiro, amigo de Chiquinho e do Gil.

Nada do batera, mas ele nos deu uma informação de ouro que praticamente colou toda a história e encerrou o ciclo: uma semana antes da prisão em Floripa, Arnaldo participou de um ensaio com o Gil, e este lhe pediu um “baseado” para fumar na volta para a casa, no Rio de Janeiro. Só que o Gil esqueceu o cigarro na carteira, e acabou lembrando da sua existência na fatídica batida policial naquela manhã do dia 7 de julho em Floripa.

O resultado foi um material de encher os olhos. Oito páginas dedicadas ao caso pela Bizz, algo documental, estampando inclusive uma foto do temido delegado Elói posando de Charles Bronson com uma metranca nas mãos.

Naquele início de julho de 1976, mais precisamente no dia 5, os Doces Bárbaros desembarcaram sob o mesmo tempo fechado, carrancudo e gélido que impera nesta semana. No festivo dia 7, o clima de expectativa pelo maior show nacional do ano naquela época foi atravessado pela notícia ação da polícia civil no Hotel Ivoran, onde os artistas e músicos estavam hospedados. E, consequentemente, pela prisão de Gil, flagrado com um cigarro de maconha.

Rodou também o baterista Chiquinho Azevedo, este carregado com uma quantidade maior da erva. O show ocorreu, naquela mesma noite, no Clube 12, graças a uma autorização judicial. Gil e Chiquinho ficaram na cidade por 15 dias, entre detenção e internação em clínicas da Capital. Foram condenados por porte de drogas, cuja pena foi convertida em tratamento.

Caetano, Gal e Bethânia deixaram a cidade revoltados com a situação. Caê até retornou poucos anos depois, assim como Gil. Já a Gal levou 33 anos, Bethânia reapareceu em seguida. A experiência rendeu algumas composições a Gil, como Gaivota (gravada por Ney Matogrosso), Cânhamo (que nunca foi gravada), e inspirou outras, a exemplo de Sandra (referência as companheiras de clínica) e Não Chores Mais.

Bonifrate e Efeito Lavanda na trova do Floripa Noise

20 de junho de 2012 0




Bonifrate


O universo não está sendo justo comigo. Show do Bonifrate e Galvão na melhor noite do FAM, mas o dever de ofício me obriga a assistir ao Febre do Rato, de Cláudio Assis. Haveria chances de atrasar o Floripa Noise?

Cardápio do festival Floripa Noise oferece hoje uma noite de trova roqueria e folk lisérgico. Guitarrista e compositor Bonifrate (foto), da cultuada banda carioca Supercordas, e o Projeto Lavanda, do ilustrador e músico Galvão Bertazzi, inebriarão o ambiente da Escola de Música Rafael Bastos, no Centro da Capital.Recomendaria ao nobre educandário que liberasse seus alunos para prestigiarem este encontro.

Bonifrate nos presenteou ano passado com um dos melhores lançamentos do ano, o álbum Um Futuro Inteiro (por aqui), presente nas principais listas de 2011. Galvão, que além de dominar os traços (é o autor das tirinhas Vida Besta) e as tintas, faz uma revigorante transgressão da moda de viola ao rock _ ou transgrede o rock à moda de viola.

Ele estará lançando o seu primeiro CD, com 13 faixas e um encarte/poster ilustrado pelo próprio (ouça em Efeito Lavanda) que eu já reclamei o meu para colocar na minha parede.


 

Ugly Kid Joe vive? Sim, e estará em Floripa em agosto!

19 de junho de 2012 2

Quem deu a letra foi o Felipe Lenhart. O Blueticket anunciou a venda de ingressos. Os egressos dos anos 1990 lembrarão do hit Everything About You. Sucesso da banda californiana Ugly Kid Joe, que, vejam vocês, estará em Floripa no dia 9 de agosto, no John Bull Pub da Lagoa da Conceição. A informação está no site Blueticket. Já não tão moleques, os componentes da banda resolveram retomar os trabalhos no ano passado, aproveitando a onda de revitalização 90′s. Embalados pelo sucesso do álbum America’s Least Wanted, o Ugly Kid Joe chegou ao Brasil, mas no longínquo ano de 1994.

Face to Face

01 de junho de 2012 7

Quem vai para o show do Face To Face, domingo, no John Bull Pub? Garantimos aqui no Blog a presença de dois leitores. Basta responder primeiro e corretamente a seguinte pergunta: O que o disco Ignorance Is Bliss, quarto álbum, da banda tem em comum com os seriados televisivos dos anos 1990?

Os dois primeiros levam. Respondam nos comentários abaixo.

O Face To Face que está em périplo pelo Brasil traz apenas o vocalista, guitarrista e fundador Trever Keith. Trata-se de uma tour de celebração da memória do grupo que marcou o início do sucesso do hardcore melódico e o punk pop. Tanto que parte deste show será plugado, reverenciando os sucessos, mas vai centrar-se na versão acústica do repertório de Ignorance Is Bliss.  Lembrando que a noitada começará cedo, às 20h, com a banda End of Pipe, de Floripa, abrindo os trabalhos. Os gringos subirão ao palco às 22h e, se mantiverem a tradição, serão pontuais.


João Donato a caminho de Floripa

23 de maio de 2012 0

Mestre João Donato estará na Barra da Logoa para abrir a Semana do Meio Ambiente do projeto Tamar, no dia 2 de junho. Não se trata apenas de um grande músico, expoente da Bossa Nova. Donato personifica um gênero próprio, uma grife. Ele avançou no processo de construção de um novo conceito musical ao fundir a levada nativa com o funk, o jazz experimental e a psicodelia já no final da década de 1960. Seu repertório é vasto, afinal são seis décadas produzindo incansavelmente, mas eu já me daria por realizado se ele executasse na íntegra A Bad Donato, assombroso álbum de 1970. Fica a dica, professor!

Também é notória a sua fama de “grande presença” nas hostes artísticas. No show do dia 2 ele tocará com o Septeto Tamarear, composto por Cássio Moura, Camália Martins, Chico Martins e outras grande figuras da música da Ilha.
A venda de ingressos começa nesta sexta, na sede do Projeto Tamar.

 

Relato direto do front do Sabbath

22 de maio de 2012 2

Stella Bruk, amiga da estimada fotógrafa e roqueira Thanira Rates, nos enviou uma e-missiva e tanto sobre a reunião surpresa do Black Sabbath, dia 19 passado. Um sábado, por consequência e ironia quando o Black Sabbath iluminou o planeta a partir de Birmingham.


Desde novembro de 2011, quando vazou a informação de que a formação original do Black Sabbath ( Ozzy Osbourne, Tony Iommi, Bill Ward e Geezer Butler) iria retornar com um novo álbum, o primeiro em 33 anos, produzido por Rick Rubin, muita coisa foi dita, desmentida, confirmada, especulada.
O retorno do Sabbath teve que ser adiado devido a descoberta de um câncer linfático por Iommi. Vencida a batalha contra o câncer, Iommi e a banda retomam os trabalhos do novo cd e uma turnê. Sempre cheios de surpresas, eles resolveram anunciar um show de ultima hora num clube relativamente pequeno, para três mil pessoas, na cidade natal da banda, Birmingham, com verba doada para a campanha contra o câncer.
A insatisfação do baterista Bill Ward com alguns termos contratuais, levou ao cancelamento de shows anunciados. Bill alegou diferenças de tratamento entre os membros da banda e a organização dos show. Tudo isso gerou muita especulação na imprensa por meio das redes sociais. Tal como um termômetro, alguns nomes para substitui-lo foram sendo jogados na rede para ver a reação dos fãs e da crítica.
O nome mais cotado para assumir a bateria era Vinny Appice, baterista da banda nas décadas de 80, inicio da de 90 e em 2007. O contemplado para juntar-se ao Sabbath foi foi Tommy Clufetos, que toca na de banda de Ozzy. E foi na noite fria de 19 de maio que o reencontro dos fãs com 90% banda original ocorreu. A noite foi somente do Black Sabbath, não houve banda de abertura. Em duas horas de show, os músicos que já estão com mais de 65 anos de idade, com exceção, é claro do baterista, mostraram que estão em plena forma.
Com o público em suas mãos, Ozzy fez o que quis. Provocou, tocou gaita, cantou como há algum tempo já não cantava e, é claro, não poderia faltar o tradicional banho de balde na platéia. Mas o dono da noite foi sem duvida Tony Iommi. A cada pausa entre uma música e outra, os fãs gritavam seu nome, que respondia timidamente com um aceno ou um sorriso. Até mesmo Ozzy em vários momentos fez reverência ao amigo, músico e agora vencedor depois da sua batalha contra o câncer. Uma parte do balcão do clube foi reservada aos familiares da banda, com destaque ao clã Osbourne, a esposa de Ozzy, Sharon e filhos.
Um dos momentos de total comunhão entre a banda e os fãs foi quando executaram Iron Man. O show foi inteiramente gravado inclusive com cenas e depoimentos de fãs antes e depois do show, material este que sera agrupado `as cenas das duas próximas apresentações da banda num documentário.
A banda fará mais duas apresentações, uma no Download Festival em junho na Inglaterra e outra em no Lollapalooza nos Estados Unidos.
Setlist
Into The Void
Under The Sun
Snowblind
War Pigs
Wheels Of Confusion
Electric Funeral
Black Sabbath
The Wizard
Beyond The Wall Of Sleep
N.I.B.
Fairies Wear Boots
Tomorrow’s Dream
Sweet Leaf
Sympton Of The Universe (intro)
Iron Man
Dirty Women
Children Of The Grave
Sabbath Bloody Sabbath (intro)
Paranoid


Avishai avistando

18 de maio de 2012 1

Um passarinho animado me cantou aos ouvidos que são grandes as chances de recebermos em Floripa no segundo semestre o baixista, compositor e cantor israelense Avishai Cohen. Nada menos que um dos senhores soberanos do jazz contemporâneo e que esteve no Brasil ano passado com o seu trio para uma única apresentação em Sampa. Na torcida aqui para que ele volte!



Deixa para acabar em 2014!

18 de maio de 2012 0

Se for para encerrar o mundo, que adiem para pelo menos 2014! Seria uma injustiça do universo para com os catarinenses, pois a sorte nos sorri com a possibilidade de pintar por Floripa em 2013 o Talking Heads David Byrne, na companhia de Tom Zé, e a sumidade viva do jazz Herbie Hancock. Acredite no seu santo, que ele é mais forte do que qualquer zica apocalíptica!


Face to Face, cara a cara em Floripa!

17 de maio de 2012 1

Foi mal aê no tracadilho! Mas é para avisar que banda norte-americana Face to Face fechou em Floripa a sua última escala da tour pela América do Sul. Será no dia 3 de junho, um domingo, no John Bull da Lagoa da Conceição. Amarrado e confirmado e eu dou fé!

Quer ver Stuart e Superbug?Promo Encerrada

10 de maio de 2012 2


Plantão 24h: Luiz Henrique Cudo e Antenor dos Santos Ribeiro Junior são os dois honoráveis que levaram os ingressos (um para para cada um) para a Matinê do Rock, hoje à noite, com Stuart e Superbug. Seus nomes estarão na portaria do Taliesyn Rock Bar.. Edição tipo hall da fama do rock alternativo catarinense. Stuart e Superbug são parte integrante do código genético do rock autoral a partir dos anos 1990. Um ele sonoro entre os polos 47 (Blumenau) e 48 (Florianópolis) que venceu o tempo.  A festa será, por assim dizer, um barulho histórico.

Levam os ingressos aqueles que acertarem primeiro a seguinte pergunta: “de qual santo a Superbug é devota?”