Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 22 setembro 2009

Muita conversa e pouca ação

22 de setembro de 2009 1

Faltam exatamente 23 horas para encerrar o prazo de inscrição de chapas para a eleição do Inter-SM. E, até agora, Marineu Ziani é o único candidato declarado. Há de mais três meses, o ex-presidente tem dito e reiterado que quer comandar o clube novamente e, pelo andar da carruagem, deverá fazer isso mesmo. Marineu pode até ter méritos para reassumir a presidência do Inter-SM (não dá para negar que o cara é persistente), mas o curioso dessa história é que a maioria dos membros do Conselho Deliberativo (as pessoas que decidem mesmo o pleito) não gostam dele. É um fato.

Quem botou os pés no Estádio Presidente Vargas nos últimos anos, percebeu isso claramente. Alguns fatos dessa história de amor e ódio (bem mais ódio, é claro) já foram narrados neste blog… E olha que ainda existem muitos outros, como da vez em que o ex-presidente foi “convidado a se retirar do campo” quando comemorava uma vitória com os jogadores no Gauchão de 2008… Foi constrangedor. Pois é, e para quem ainda acha que esse negócio de rejeição ao Marineu Ziani é coisa da imprensa, aqui vai mais um elemento. Questionado sobre o assunto, um eminente conselheiro colorado largou a seguinte pérola:

– Não é o Conselho Deliberativo que não gosta do Marineu. É a comunidade de Santa Maria.

Que os conselheiros do Inter-SM não querem que Marineu Ziani seja presidente, já está mais do que claro. A questão é: o que eles estão fazendo para impedir isso? As lideranças do chamado grupo de oposição queriam o deputado federal Paulo Pimenta (PT) ou alguma pessoa da confiança dele (Sidnei Pereira Henrique, no caso) encabeçando uma chapa. Só que isso não vai acontecer se Marineu não abrir mão de sua candidatura. É outra coisa que também está bem clara. Mas, mesmo assim, os conselheiros continuaram dando murro em ponta de faca, insistindo com Pimenta e esperando (sabe-se lá até quando) que o parlamentar resolva mudar de ideia. Assim, em um passe de mágica.

Se a maioria do Conselho Deliberativo quer mesmo impedir que Marineu Ziani seja presidente (fala-se até 28, dos 32 conselheiros aptos a votar), deve fazer algo a respeito. Mas fazer algo mesmo, e não ficar só especulando nos bastidores. Por exemplo: quantas pessoas já ligaram para Marineu para pedir que ele desista da sua candidatura para abrir caminho para Pimenta? Outra coisa: quem está disposto a encabeçar uma chapa de oposição (que certamente receberia o apoio irrestrito do deputado federal petista)? Pois é… Para um grupo que está tão preocupado com o Inter-SM, é muita conversa e pouca ação.

          

Postado por Ramiro Guimarães

Julgamento complicado

22 de setembro de 2009 0

Ninguém sabe ao certo o valor da dívida atual do Inter-SM. E ela pode aumentar consideravelmente nesta quinta-feira. Nesse dia, será julgado o recurso do clube no caso daquela rifa feita em parceria com o Botafogo, de Fagundes Varela (RS), em 2007. Na ocasião, gestão do presidente Marineu Ziani, o Inter-SM se comprometeu em vender 5.200 cartelas, num total de R$ 130 mil. Como vendeu apenas 41 (os dados foram passados pelo vice-presidente do departamento jurídico do Inter-SM, Alberto Olivier), o Botafogo cobra o restante na Justiça. O valor devido seria de R$ 65 mil, mas as cifras foram corrigidas e chegam a R$ 110 mil, valor que o colorado terá de pagar se for derrotado no julgamento de quinta-feira, na 10ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado, em Porto Alegre. O clube perdeu a ação em primeira instância, em junho. Segundo Alberto Olivier, se perder de novo, existe uma possibilidade remota de o Inter-SM entrar com recurso especial no Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília, o que teria de ser avaliado antes pelo Tribunal de Justiça do Estado. Ou seja, a situação que já era difícil pode piorar ainda mais. Se o Inter-SM perder a ação, terá 15 dias para pagar a dívida, caso contrário, será multado. Esse valor poderá ser bloqueado junto à Federação Gaúcha de Futebol (FGF), que repassa verba aos clubes referente às cotas de televisão. Vale lembrar que, dos cerca de R$ 500 mil que a Federação deve repassar para o Gauchão 2010 (pode ser até mais), R$ 120 mil já foram retirados antecipadamente.

Postado por Thaise Moreira