Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 27 março 2012

De virada, Inter-SM vence o São Paulo, em Rio Grande, e se reanima

27 de março de 2012 11

O Inter-SM reagiu positivamente às dificuldades do momento na Divisão de Acesso. Enfrentando parte dos salários atrasada e vindo de uma goleada para o Farroupilha, o time treinado por Sérgio Savian derrotou de virada o São Paulo, de Rio Grande, em pleno Estádio Aldo Dapuzzo, na noite desta terça-feira. Os 2 a 1, no complemento do jogo suspenso na semana passada, foram de virada, e o alvirrubro chegou à quarta colocação do Grupo 1.

Na retomada do jogo, aos 40 minutos do primeiro tempo, as equipes saíram queimando substituições. Os motivos foram os mesmos: jogadores lesionados dos dois lados. No Inter-SM, a ausência do lateral-direito Tecko se confirmou. A solução encontrada pelo técnico Sérgio Savian foi deslocar o volante Rossi, que já estava em campo no jogo anterior, para a lateral. Quem entrou no time foi o volante Rafael Marques.

Em complemento do jogo suspenso em função de temporal, o Inter-SM do zagueiro Morelli (ao fundo, à esq.) conseguiu os três pontos

Logo de cara, o time da casa tomou a iniciativa e pressionou o Inter-SM. Coube ao goleiro Bastos seguir a rotina de salvar o time. Foram dele as defesas aos 43 e aos 46 minutos, em jogadas dos atacantes Tainã e Juliano. Bastos ajudou o time alvirrubro, mas não impediu o gol do São Paulo. E a abertura do placar veio de pênalti.

Se aos três minutos do primeiro tempo, na semana passada, o goleiro havia defendido a cobrança de Deivid, dessa vez não deu para ele. Agora, aos cinco minutos do segundo tempo, em pênalti cometido pelo próprio Bastos, Ânderson Ijuí bateu e marcou o gol.

A virada - A vitória do Inter-SM veio em um espaço de menos de cinco minutos. O primeiro gol saiu em contra-ataque bem encaixado, aos 31. Lucas Campos, que havia entrado há pouco, escorou para Vainer acertar chute no ângulo: 1 a 1.

A virada chegou em mais um gol de Vainer. Magno foi derrubado na área, aos 33 minutos. Pênalti que Vainer converteu aos 34. Com o 2 a 1 na mão, o Inter-SM conseguiu segurar o adversário. Ainda deu tempo para Mateus, do São Paulo, e Rogério Patrola, do alvirrubro, serem expulsos.

O Inter-SM jogou com Bastos; Morelli, Xavier e Darzoni; Tecko (Rafael Marques, depois Marquinhos), Rogério Patrola, Rossi, Paulo Henrique Miranda (Lucas Campos) e Vainer; Enzo e Magno. O time volta a jogar nesta quinta-feira, às 20h30min, no Estádio Presidente Vargas, contra o Guarani-VA.

Com desfalques, Riograndense se prepara para enfrentar o São Paulo-RG

27 de março de 2012 0

Desfalcado para o jogo desta quinta-feira, às 20h30min, contra o São Paulo, em Rio Grande, o Riograndense fará o último treino nesta quarta-feira manhã. No Estádio dos Eucaliptos, o técnico Tiago Nunes comandará, possivelmente, um trabalho de bola parada e um recreativo. Às 14h30min, a delegação embarca para Pelotas, onde ficará até poucas horas antes da partida.

Três ausências são certas: os volantes Rafael Pelezinho e Odair e o atacante Marcão cumprirão suspensão. As incertezas também se estendem à zaga. O titular Alex Silveira, que vem de uma torção no tornozelo e sentiu uma cãibra na panturrilha no jogo de domingo, contra o 14 de Julho, foi poupado do treino desta terça-feira.

Brasa, que substituiu Alex Silveira, fez tratamento com gelo, em separado. Com as duas dúvidas, ao menos o recém-contratado Sandro Müller está integrado ao elenco e aguarda a liberação legal para estrear.

Zagueiro Sandro Müller foi integrado ao elenco e espera que sua situação legal seja resolvida para estrear com a camisa esmeraldina

Na lateral direita, Maurício Pizzi segue fora, por lesão. Com Pelezinho, que seria opção, suspenso, e Diego Bottin, lesionado, sendo reavaliado, a vaga pode sobrar para Mário Mayer, que estava em avaliação no clube e será inscrito.

Após um período em avaliação, lateral-direito Mário Mayer (com a bola) será inscrito pelo Riograndense na Divisão de Acesso do Campeonato Gaúcho

Recuperado de lesão, o volante Rangel poderia jogar na lateral, mas não esconde a preferência pela função de origem.

– A gente está vendo como vai ficar a equipe, mas, por mim, estou bem para jogar – avisa Rangel.