Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

O maior corno do mundo

23 de novembro de 2007 12

HISTÓRIA FALADA

Meu amigo, coitado, esse meu amigo era o maior corno de todos os tempos. Ok, talvez perdesse para o imperador Cláudio, de Roma — como bem lembrou o leitor Henry —, traído mais de uma centena de vezes pela depravada Messalina.

Mas de sete namoradas que esse meu amigo teve, todas as sete o traíram. O pior é que a culpa, de certa forma, era dele próprio, por Deus que era.


Assiste aí:

Postado por David

Comentários (12)

  • Márcio Specht diz: 23 de novembro de 2007

    Cara, tu é imbatível. Genial !
    eheheheh
    :)

  • Deborah diz: 23 de novembro de 2007

    Quiquiéisso ?!não sei qual é o pior: o amigo-corno; o amigo do amigo-corno ou a mulher… Manda os três pro meu consultório, DJÁ ! Em horários diferentes, de preferência.
    Bom, mulher costuma ser um bicho fiel. Se ela trai, pode ter certeza de que, por trás tem um fulano que deu motivo.
    Beijãozão.

  • Nádia Duarte diz: 23 de novembro de 2007

    Muito boa, como sempre!! Mas esta história de “… um amigo meu…” (???? hehehe)

  • Luis Felipe Tusi diz: 23 de novembro de 2007

    É David bem dizem que a dor de corno é tão antiga quanto a dor do parto.
    E te afirmo que os cornos existem desde o tempo das cavernas! Enquanto um hominídeo comemorava o nascimento do filho, mal podia imaginar ou comprovar por DNA que o guri era na realidade filho do peludo da caverna ao lado!

  • Marcelo diz: 23 de novembro de 2007

    David, muito boa a história. Penso que, na realidade há várias espécies de cornos. Acho, também, que ser corno é apenas questão de tempo. Todos seremos cornos um dia. Mas tem o corno esperto. Conheço um. Já estava com saco cheio da sua mulher, mas não queria o divórcio para não ter que pagar pensão alimentícia. Resolveu, então, apresentar a dita a um amigo meio assim, romântico como a sua mulher (a do corno), mas um pouco babaca, desses que se apaixonam facilmente. O corno esperto forjou situações para sua mulher e seu amigo ficarem à sós. Resumo da missa: o amigo e a mulher do corno se apaixonaram, ela pediu divórcio para se casar com o tal amigo, o corno esperto, feliz da vida, escapou da temida pensão alimentícia e foi à luta, na calçada da fama.

  • Carmen Flores diz: 23 de novembro de 2007

    Isch…coitado do amigo. Corno sete vezes?To até com peninha dele..hehehe

  • Henry diz: 23 de novembro de 2007

    Bah, eu não consigo ver, aqui do serviços, teus videos da História falada, mas mesmo assim vou fazer meu comentário. Aliás, é uma pergunta: Maior crno da história não foi o Imperador Cláudio, marido da Mensalina? Não seria então o segundo maior corno?

  • giovani poletto diz: 23 de novembro de 2007

    David conta logo o que aconteceu com o teu “amigo” que eu fiquei curioso, mas tu me fez lembrar de quando a gente era criança, e tinha vergonha de falar sobre os nossos problemas e sempre dizia que era de um amigo. Abraço.

  • Márcio diz: 23 de novembro de 2007

    Corno: ou fomos ou seremos! Espero que já tenhamos sido.

  • Ricardo diz: 29 de novembro de 2007

    Me explica uma coisa. Como é que é ser `industrialmente corno`???? Caramba, essa me deixou aqui matutando… Uma duvida industrial….

  • Jonas Rafael diz: 30 de novembro de 2007

    Conheço um cara assim, Bom, ele não foi sete vezes, mas tomou umas bem duras. E pior, todo corno que ainda corre atrás da mulher não precisa procurar explicações para a tragédia.

  • MÁRIO BORDIN diz: 23 de novembro de 2007

    Duas coisas que todo homem terá na vida: CORNO E FUSCA. ( ou pelo menos uma das duas opções….pode ter também as duas opções ao mesmo tempo…rs…existem muitas variações para a combinação ). ABRAÇO

Envie seu Comentário