Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Cris, a Fera - 13º capítulo

26 de novembro de 2007 38

Seria fácil matar aquele verme do Paulo Germano. Subi à cobertura pensando em uma forma de aliviar a Terra da sua existência. Ele era um cachorrinho, faria o que eu mandasse. Se lhe dissesse para ficar quieto e fechar os olhos, obedeceria. Poderia aplicar-lhe um bom choque, um choque que lhe fritasse os gorgomilos, para, em seguida, abrir-lhe a garganta com calma e método. Ah, isso seria uma delícia…

— Quer uma champanhe? — ofereceu, sorrindo.

— Desta vez tem champanhe! Nunca mais vou deixar minha geladeira sem champanhe.

Suspirei, enfarada. Por que não beber uma champanhota antes de liquidá-lo?

— Uma champanhe, então. Espero que não seja nacional.

— Não é, não é! É Clicot!

Levantei uma sobrancelha. Espreguicei-me:

— Aaaah…

— Está cansada? — perguntou, trazendo as taças.

— Tensa, talvez — ergui e abaixei os ombros.

— Quer uma massagem? Fiz um curso de massagista, uma vez.

Refleti por alguns segundos. Era uma boa pedida, uma massagenzinha. Aquilo me deu idéias. Poderia me divertir mais um pouco com o biltre do Paulo Germano. Olhei nos olhos dele.

— Presta bem atenção no que vou te dizer — falei, dedo em riste.

— Presta bem atenção!

— Estou prestando!

— Muito bem. Fica aí quieto, entendeu?

— Entendi!

— Só olhando. Entendeu?

— Entendi, entendi.

Comecei a abrir minha blusa. Comecei de baixo para cima. Um botão. Outro botão. Meu umbigo ficou de fora. Eu havia colocado um piercing e achava que ficara muito bem com aquele piercing. Muito bem, realmente. Minha barriga estava bem durinha. Oitocentos abdominais por dia. Abri o terceiro botão.

Olhei para o Paulo Germano. Ele fitava minha barriga com os olhos arregalados e a boca aberta. Em um segundo, a baba escorreria-lhe peito abaixo. Mais um botão se foi. Minha blusa estava completamente aberta. Fiz um movimento de ombros. A blusa escorreu por meus braços. Fiquei só de sutiã.

A respiração do Paulo Germano tornara-se pesada. Levei as mãos às costas. Clic. Desafivelei o sutiã. Paulo Germano mexeu-se no sofá, como se estivesse desconfortável. Notei que seus olhos haviam ficado marejados. Tirei o sutiã. Meus seios saltaram para o ar livre, nus. Seios rijos, bem sei. Seios de que me orgulho. A situação me excitara. Meus mamilos se intumesceram. Paulo Germano ganiu baixinho.

— Presta atenção — disse-lhe, em tom de mando.

Ele levantou o olhar dos meus seios e fitou-me os olhos.

— An?

— Presta atenção! Está vendo essa gargantilha? — levei a mão ao pescoço.

— Es-estou.

Baixei a mão até a cintura.

— Está vendo esse cinto?

— S-sim…

— Vou ficar nua da gargantilha ao cinto. É só da gargantilha ao cinto que você pode me tocar. Entendeu?

— Entendi, entendi — ele suava.

— Não pode me tocar nem acima, nem abaixo. Compreendeu?

— Compreendi, compreendi — ele tremia.

— Pode começar a massagem — ordenei.

Ele veio até mim, vacilante. Assim ficamos o resto da noite. Enquanto Paulo Germano me tocava, pensei que era sensato não matá-lo ainda, porque o porteiro do edifício do Fetter me viu saindo com ele, e outras pessoas podiam ter-nos visto. Isto é: o ideal seria esperar alguns dias para executá-lo. Quem sabe semanas…

Tenho de admitir que gostei da forma como ele me tocou. Com devoção, com paixão e, ao mesmo tempo, com suprema delicadeza. A certa altura, começou a chorar.

— Te amo! — dizia, entre lágrimas.

— Te amo! — e aquilo me enfarava, mas também me dava certo prazer.

Voltei para casa já quase de manhã. Antes de sair do carro, olhei-o muito séria.

— Eu te ligo, entendeu?

— Entendi, entendi…

— Entendeu?!? Não quero você me seguindo por aí.

— Entendi! Juro.

— Muito bem.

Abri a porta do carro. Antes de sair, saquei o sutiã da bolsa e entreguei-o ao Paulo Germano. Ele ficou com os olhos marejados outra vez.

— Oh… — grasnou.

— Oh…

Saí pensando que teria de pegar minha próxima vítima durante a semana. Teria de ser logo, teria de ser na segunda ou na terça-feira. Meu dinheiro estava acabando e minha vontade de agir só aumentava. Cris, a Fera, ansiava por matar!

Mataria?
Hein?
Saiba em breve, no próximo capítulo de… Cris, a Fera!

Postado por David

Comentários (38)

  • Andrea diz: 27 de novembro de 2007

    Pô David. A Cris tá fraquinha… cadê a Fera? Não mata ninguém faz tempo… e a emoção? o sangue?

  • Pri diz: 26 de novembro de 2007

    Iiih…. tá com cara de que vai, inclusive, casar com o nome composto.
    http://contandoconfetes.blogspot.com

  • Rafael Peixoto diz: 26 de novembro de 2007

    Pô David,esperei esse tempo todo e ela nada,nem um choquezinho com o bastão. Será que ela vai se apaixonar pelo Paulo Germano? O cara merece, ele trata ela tri bem. Abraço cara, muito bom o folhetim.

  • Morena diz: 26 de novembro de 2007

    Estou imaginando a cena de Cris, a fera…aliás imagino todas, mas confesso que quero ver sangue…

  • Marcelo Cabana diz: 26 de novembro de 2007

    Po Davi, agora já vi tudo, esta tal de Cris não passa de uma cordeirinha, é no íntimo é igual a todas, um pouquinho de atenção e acham que estão mandando mas estão dominadas.

  • Ferreira diz: 27 de novembro de 2007

    Esta Cris… Cada dia que passa esta se rendendo ao amor do Paulo….Vai acabar na cama com ele… E mais ainda ele vai é tirar ela da cadeia depoi..
    Grande abraço

  • Marcus Varella diz: 27 de novembro de 2007

    É isso aí. Cris, a fera, é prima da Mara Tara.
    Não sei se é choque pós-traumático da prova do Juremir Machado, cara, mas eu achei muito engraçada a frase da “champanhota”. Ela e “o biltre do Paulo Germano” levaram o prêmio da noite.
    Um abraço

  • Pri Sanches diz: 27 de novembro de 2007

    Aiaiaia a Cris está se rendendo as lamúrias do Paulo Taipa Germano.
    E quando ela vai matar alguém de novo??? Nem estou mais levando fé na Cris…
    Davi não demora tanto pra colocar o próximo capítulo, por favor!
    bjuuuu

  • Pri Sanches diz: 27 de novembro de 2007

    Aiaiaia a Cris está se rendendo as lamúrias do Paulo Taipa Germano.
    E quando ela vai matar alguém de novo??? Nem estou mais levando fé na Cris…
    Davi não demora tanto pra colocar o próximo capítulo, por favor!
    bjuuuu

  • Cristiano Franco diz: 27 de novembro de 2007

    Pô David! Mulheres realmente podem ser vilãs, mas a Cris se deu muito mal ao cair em tentação. Deste jeito vai acabar presa e pobre.

  • José Maria diz: 26 de novembro de 2007

    Ele esta morto. A paixão que não é correspondida nos leva a morte. Não mata ele. Ele dará todo o dinheiro que a fera necessitar.

  • Morgana diz: 26 de novembro de 2007

    GENIAL!
    MARAVILHOSO!
    FANTÁSTICO!

  • Leivir diz: 26 de novembro de 2007

    Muito bom!Mais um ainda hoje!

  • Diego diz: 27 de novembro de 2007

    Nada de capítulos no fds. Entendo você. Chopps com colarinhos onde palitos de dente se sustentam e, mulheres bonitas.
    POdia nos brindar com essa Cris na cama com vontade…Abs.

  • Estéfani diz: 27 de novembro de 2007

    Xiiii…acho que essa Cris realmente não é uma fera…tá demorando muito para agir..nós todos queremos ver ela em ação, porém concordo com a idéia de que o Paulo Germano, apesar de ser uma baita taipa, não merece morrer..no fim, ela vai se apaixonar por ele..Abraços

  • bibiana diz: 27 de novembro de 2007

    eu to sentindo um certo descaso da parte do Davidzinho quanto ao blog, nos velhos tempos tinha sempre um novo post, e agora esse capitulo de cris a fera que eu jah li vinte vezes, de ontem ainda, continua aqui, e nao tem nada novo!!!
    por meio deste expresso a minha indignação!!!
    beijoss

  • Sergio diz: 26 de novembro de 2007

    Eu faleri que o Paulo Germano é um anjo, enviado pela divina providência, para salvar a alma da Cris, atormentada pelo demônio.

  • Amanda diz: 27 de novembro de 2007

    aiiii que agoniaaa!!!!

    vamoooo david!!!!!!!!

  • MÁRIO BORDIN diz: 27 de novembro de 2007

    A Cris tá numa maré de azar….quem sabe ela não aproveita estas situações e alivia o stress….é bem provável que com uma boa noite de sexo ela largue de mão essa paranóia assassina.

  • Ricardo diz: 30 de novembro de 2007

    hiiiii
    fera????
    parece que está mais para gatinha manhosa, já…

  • Rodrigo Schmitt diz: 27 de novembro de 2007

    Ele é colorado ou gremista? Se for colorado pode despachá-lo para o outro mundo.
    Beijos Di!

  • bibi diz: 26 de novembro de 2007

    quando ela vai mata alguem hein??

  • Dina diz: 27 de novembro de 2007

    Ô David…. já fui inúmeras vezes no teu blog pra ver o próximo capítulo…. sei que tá esquentando, que o chopp é inevitável, mas lembra dos seus “leitorinhos”…. escreve o 14ª!

  • Xaves do 8 diz: 26 de novembro de 2007

    Ah não, a Cris tá é se derretendo pro Paulo Germano…
    Se não vai matar larga ele de mão, ele é um fraco!

  • Marcos A. da Luz diz: 27 de novembro de 2007

    To achando que a Cris achou um domador,essa fera ta muito mansa e de coracao mole.
    Eles podiam fazer uma dupla,o taipa do Paulo Germano seria seu motorista pelas noites do bomfim,atras da proxima vitima.

  • Luzia Vargas diz: 26 de novembro de 2007

    Davi…
    q duvida tu me colocas!!!quer ou não quer o sangue de Paulo Germano…então penso…e se penso, e se penso logo existo!!por quanto tempo existira Paulo Germano???to achando q a fera vai virar gatinha…vou esperar os proximos capitulos…

  • Paulo Braga diz: 28 de novembro de 2007

    Em que momento ela colocou o sutiã? por que no 12º capítulo ela dizia: “Não vesti sutiã. Não havia nada entre a pele dos meus seios e o meu corpo.

  • Ana Paula Schneider diz: 26 de novembro de 2007

    Aiiii David!!!
    Não mata ele não, tá!!!!

  • Dioni diz: 27 de novembro de 2007

    Eu acho que o Paulo Germano que vai acabar matando ela…

  • Marcelo Cabana diz: 27 de novembro de 2007

    Po Davi, tá de férias…? quando teremos outro tão esperado capítulo da saga de Cris na noite portoalegrense?

  • Márcio diz: 27 de novembro de 2007

    David, vamos nos respeitar: estipula um horário certo para, diariamente, postar os capítulos. Abraço.

  • Renatinha Porto diz: 26 de novembro de 2007

    Hummmm…tá rolando um clima… mais um capitulozinho depois? Mais tarde, talvez?? Beijinhos de quem esperou por esta parte o finde inteirinho….ai, ai..

  • Cátia diz: 27 de novembro de 2007

    Ah não mata o cara não, mata os outros huahahaha… acho que ela deve deixar o germano vivinho pois precisa satisfazer sua carência afetiva, mata os outros e volta pra ele toda noite, pode usar até como álibi (falso)acho que ele não ia se negar…

  • Carol diz: 27 de novembro de 2007

    Oh David corre e coloca o 14° capitulo ai que eu tenho que sair e so volto amanha!!!!

  • Amanda diz: 26 de novembro de 2007

    aiii david…mata logo o apulo germano vai!!!

    ta me dando um agonia de ver a cris desse jeito…tem que matar logo, sem enrolação!!
    (e que venha o 14° pq daqui uns dias a vitima vai ser vc!!):P

  • Gabriel Gehres diz: 27 de novembro de 2007

    só não manda ela pra pinhal

  • Francine diz: 26 de novembro de 2007

    ahhhhh… só isso.. ta parecendo novela das 8h!!! cade a açao???
    quem sabe amanha….

  • Amanda diz: 27 de novembro de 2007

    aiiii que agoniaaa!!!!

    vamoooo david!!!!!!!!

Envie seu Comentário