Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Jô em casa — 18º Capítulo

14 de outubro de 2009 14

Jô não falou. Ficou algum tempo de pé, tentando se imaginar no esquema proposto pelo marido. Enquanto os pensamentos tomavam forma em sua cabeça, a irritação foi dominando-a, foi se adonando de sua alma, até se transformar em algo próximo da raiva. Porque, em resumo, a ideia dele, se colocada em prática, faria dela uma vagabunda vulgar e dele em um corno manso. Se Fábio não descobrisse as suas traições, ou fingisse não descobrir, ela aceitaria ficar com ele. Mas como ficar com um homem que, mais do que concordar, espera que ela saia de casa para se entregar a outros homens? Se este fosse o acordo original, se ao se casarem estivesse acertado de alguma forma, implícita ou explícita, que ela teria liberdade sexual, se desde o princípio fosse assim, tudo bem, ela podia conviver com isso. Mas não depois de um relacionamento tão antigo, regulado por normas tão tradicionais, um relacionamento que gerou filhos e uma casa e toda uma estabilidade burguesa. Ah, não!

Mas ao mesmo tempo…

Ao mesmo tempo…

Jô começava a sentir algo diferente em relação ao marido, ao casamento, a toda aquela situação. Precisava pensar mais um pouco, precisava decidir o que fazer. Tinha que ganhar tempo. Olhou nos olhos de cordeiro de Fábio e disse:

— Vamos voltar para casa agora.

— Mas a minha ideia, Jô? O que você achou da minha ideia?

— Falamos depois sobre ela, certo?

— Certo…

Caminharam lado a lado, em silêncio. Jô percebia que Fábio estava angustiado com a situação, mas ela não pretendia diminuir essa angústia. A cada passo ela ficava mais decidida, a cada passo compreendia mais o que estava sentindo.
Quando chegaram em casa, Jô anunciou que ia se recolher. Foi para cama. Dormiu um sono sem sonhos. No dia seguinte, não falaram mais no assunto. Volta e meia, Jô notava o olhar aflito que Fábio lançava em sua direção, mas ele não se atrevia a perguntar nada. Ele apenas calava. Karina e Lucas não agiram diferente. Como Jô se manteve à distância, ninguém ousou se aproximar.

Nada mais aconteceu no fim de semana.

Mas a segunda-feira chegou.

Fábio foi trabalhar.

As crianças foram à escola.

Jô ficou sozinha.

Então, ela cometeu uma loucura absoluta. Algo que ela não se imaginava capaz de fazer. Não havia planejado nada daquilo. Apenas teve a ideia e fez. Fez. Ligou para Lucas. Não disse alô. Disse:

— Quero que você venha aqui agora.

— Como?

— Aqui. Agora.

E desligou.

 

O que aconteceu??? O que fez Jô??? Saiba logo mesmo, no próximo capítulo de… Jô em casa!!!

Postado por David

Comentários (14)

  • Chinoca diz: 15 de outubro de 2009

    David, tá na hora do Fábio ficar por cima também. Poderia aparecer uma mulher linda na vida dele e ele dar um pé na bunda da Jô, ela tá ultrapassando os limites…

  • Homem Moderno diz: 15 de outubro de 2009

    Para um conto pornográfico esta muito excitante, mas para a realidade acho que o marido deveria aplicar a lei da Maria da Lenha e dar uns bons tabefes e botar ela porta fora, arrumar uma outra mulher gostosona, por que mulher que nem a jo é so ir na voluntários.

  • josé de alencar souza da silva diz: 14 de outubro de 2009

    Pronto ganhou mais um prêmio,mais um chifre na testa.

  • Francisco de Azambuja diz: 16 de outubro de 2009

    Bah! Sei lá qual a ocupação desse Fábio, mas ela daria um ótimo varal de Hotel!! Poderia pendurar os lençois de todos os quartos nos chifres dele!!!

  • ingra diz: 15 de outubro de 2009

    Concordo com o Jota, essa Jô certamente vai fazer muito mais do que simplesmente dormir com o Lucas hehehe
    Poxa David, assim você mata a gente de curiosidade ^^
    Beijo

  • Mônica diz: 19 de outubro de 2009

    Ta muito boa a história.
    Acredito que existem muitos Fabios por aí, que aceitam implicitamente. Eu conheço alguns.
    Sobre o acordo, acho que isso não é certo, mesmo que seja pra valorizar a família e anos de casamento.

  • Carina diz: 15 de outubro de 2009

    Se ela for esperta e respeitar sua casa,só irá conversar com ele sobre o assunto.Mas como é o David quem escreve,ela fará de tudo e mais um pouco na própria casa e na cama do casal…Acho maravilhosa essas loucuras,mas tem que ter alguns limites…O lar é para ser respeitado,certo David?!

  • Maria diz: 15 de outubro de 2009

    Bah! isso está ficando cada vez mais louco!!! David, por favor, não demore muito para colocar o próximo capítulo. Fico numa ansiedade só …. bjs!!

  • Paulo diz: 15 de outubro de 2009

    David tu é o cara!!!! que tal uma ninfetinha para o Fábio???? a velhaaaaaa!!!!

  • MARCOS diz: 16 de outubro de 2009

    estou me indentificando com o fabio!!
    fiz uma proposta igual a dela e hoje vivo muito feliz!!!
    mas sei de tudo q minha muller faz!!
    mas eu a amo!!
    mesmo sendo o corno manso!!!

  • MPH diz: 15 de outubro de 2009

    Tava ruim, mas ficou bom. A proposta de Fábio era: “proponho que você faça o que quiser, desde que faça longe de mim, desde que eu e as crianças não saibamos de nada.” Em nenhum momento, ele exclui parente. Então, desde que Fábio não saiba, tá dentro do acordo. É quase que nem no Mercador de Veneza…

  • Lucas diz: 14 de outubro de 2009

    Foi presenteado com alguns galhos.

  • Felipe diz: 14 de outubro de 2009

    Bah! Mas o que que ela fez!??

  • Jota diz: 15 de outubro de 2009

    Quem acha q ela simplesmente irá dormir com o Lucas, não conhece ainda o David. É claro q algo diferente vai acontecer. Mas estou desconfiado q o próprio David não anda sabendo mto bem q rumo tomar na história. hehehe

Envie seu Comentário