Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Pela extinção da EPTC

26 de fevereiro de 2010 49

Nada pessoal. Penso que a EPTC deva ser extinta, mas não sou contra a empresa, nem desgosto dos azuizinhos, embora conheça gente com ganas de um dia transformar um azulzinho numa pasta de carne e sangue rojada ao meio-fio. Eu não. Sempre fui bem tratado por azuizinhos nos raros contatos que tive com eles. Até esbarrei em alguns tolerantes – a tolerância, você sabe, é a virtude dos sensatos, dos bem-humorados. Em outra palavra, dos inteligentes. Logo, os tolerantes azuizinhos com que deparei devem ser bem fornidos desses predicados, o que talvez até seja fruto de algum incentivo oficial da empresa, curso, recomendação, sei lá.

Ponto para a empresa.

Mas ela deveria ser extinta.

Ou muito reduzida.

Uma das razões é o fato de a EPTC ser uma experiência frustrada. Poderia ter dado certo, não deu. Porque o porto-alegrense não gosta da atuação da EPTC. Claro, haverá quem goste: os milhares de funcionários da empresa, seus amigos, seus parentes, talvez até um ou outro cidadão isento. Mas, pela minha avaliação empírica, epidérmica, subjetiva e eminentemente pessoal, a maioria da população não gosta. Ao menos não gostam as pessoas com quem falo, que nem são tão poucas.

Só que, como disse, trata-se de uma avaliação empírica, epidérmica, subjetiva e eminentemente pessoal. Nenhum desses adjetivos se aplica ao segundo motivo pelo qual a EPTC deve ser extinta como fosse o pássaro dodô. Um motivo relevante.

A segurança pública.

Antes de 1998, não havia EPTC. A fiscalização do trânsito cabia à Brigada Militar. Óbvio: a EPTC tem outras funções, mas elas podem ser exercidas por uma secretaria. Atenho-me à fiscalização. A Brigada Militar não queria exercer esse trabalho. Quando lhe foi suprimido, a Brigada festejou: em tese, restaria mais tempo e mais pessoal para as atividades de segurança pública propriamente ditas: a repressão, o combate ao crime.

Não foi o que aconteceu. Sem a exigência de controlar o trânsito, a presença da Brigada nas ruas tornou-se rarefeita. Sente ao volante do seu carro e saia pela cidade. Você vai cruzar por viaturas de azuizinhos em ruas vicinais e avenidas, vai se espantar com azuizinhos de campana atrás de árvores e debaixo dos viadutos, vai ver azuizinhos espreitando carros estacionados sem permissão na área azul. Todos esses azuizinhos você encontrará; não encontrará nenhum brigadiano.

Imagine agora que, em vez de mil azuizinhos, Porto Alegre dispusesse de mil brigadianos controlando o trânsito. Que, em vez das viaturas da EPTC, rodassem pela cidade viaturas da Brigada.

É a segurança ostensiva, tanto reivindicada pela população.

E que funciona, está provado.

Por que não repassar os recursos da EPTC à Brigada, num convênio entre a prefeitura e o Estado? Por que não treinar os brigadianos para o controle do trânsito? Sob o ponto de vista legal, é possível. Sob o ponto de vista da funcionalidade, factível. Sob o ponto de vista da sensatez, recomendável.

* Texto publicado hoje em Zero Hora

Comentários (49)

  • Vinicius Kirsch diz: 26 de fevereiro de 2010

    E do ponto de vista financeiro? Será que vai gerar $$$ igualmente ao que se arrecada com a EPTC?

  • Daniel diz: 26 de fevereiro de 2010

    David,

    Eu o subscreveria seu texto caso tal fosse a introdução de um abaixo-assinado e mais enviaria uma segestão para que fossse adotada em todo o país.

    Daniel.

  • Claudiopoa diz: 26 de fevereiro de 2010

    Também sou a favor da extinção da EPTC, mas sou contrário estadualização das funções da SEGURANÇA PÚBLICA. Entendo que cidades grandes ou METRÓPOLES, como a grande Porto Alegre, deveriam ter um sistema de segurança próprio e unificado.

    Todas as funções de segurança (preventiva, repressiva, judiciária, técnica pericial, bombeiros, trânsito…) deveriam ser unificadas em uma ÚNICA POLÍCIA. No Brasil, isso poderia começar a ser feita pelas grandes cidades (São Paulo, Rio de Janeiro, BH, Poa…), liberando mais policiais estaduais para pequenos e médios municípios.

    O financiamento dessa nova Polícia deveria ser FEDERAL, pelo menos até que se fizesse uma reforma federativa descentralizadora (mais recuros para estados e municípios), e o comando seria compartilhado entre os municípios que fizessem parte da região metropolitana beneficiada.

    Nos EUA os policias começam debaixo, fiscalizando o trânsito e atuando como guardas de rua. Depois, conforme vão ganhando experiência e fazendo cursos, vão galgando cargos mais nobres na investigação e chefias. Esse sistema poderia se adotado por essa Polícia metropolitana e todas as outros sistemas de segurança pública brasileiros. Com isso poderiamos ver mais policiais nas ruas, como é o desejo de todos.

  • Antônio Rosa diz: 26 de fevereiro de 2010

    David, pela primeira vez, não poderei concordar contigo. Caso a EPTC fosse extinta, muito provavelmente a Brigada não iria substituí-la nos pontos onde hoje se encontram os azuizinhos. Por quê? Simplesmente porque não há efetivo suficiente. Em tese, a existência da EPTC libera sim a Brigada para o trabalho de segurança propriamente dito. O que acontece é que faltam policiais, e faltarão ainda mais caso a Brigada volte a fazer a fiscalização do trânsito. Ora, o fato de haver diversos azuizinhos pela cidade não impede que haja também brigadianos junto deles ou perto deles, cada um fazendo sua função. E outra, acho importante a EPTC se a fiscalização for bem feita, porque vemos todos os tipos de barbaridades neste nosso trânsito. Sua extinção seria festejada por aqueles que andam a mais de 100 na Ipiranga. Bem, é minha opinião, e respeito a tua. Abraço do teu fã!!

  • Leandro Bandeira diz: 26 de fevereiro de 2010

    Prezado David,
    Discordo respeitosamente do teu ponto de vista, pois não vejo na extinção da EPTC a solução de um, possível, problema operacional de policiamente e combate a violência.
    Penso que recursos devem sim ser em maior número e melhores destinados para a segurança pública, pois os investimentos neste setor chegam a ser passíveis de ridicularização. Nossa Brigada Miliar não pode fazer mágica e, com isso, é obrigada a trabalhar com o que dispõe.
    Quanto a questão referente a imagem dos fiscais de trânsito e transporte, não podemos nos esquecer de que isso se deve ao fato de não gostarmos de sermos fiscalizados por nada e por ninguém, obviamente por nos trazer uma sensação de controle dos nossos atos. Mas isso se torna necessário tendo, em vista o número exagerado de barbaridades no nosso trânsito todos os dias.
    Não podemos nos esquecer que os azuizinhos não existem para nos prejudicar, sua fiscalização tornou-se essencial para uma melhor logística operacional do trânsito de porto alegre. Tudo isso segue um planejamento e precisa ser posto em prática e fiscalizado de forma concomitante.
    Não podemos nos esquecer, também, que se hoje andamos em ônibus, lotações e táxis, que mesmo não sendo novos, apresentam um pacote de especificações mínimas de segurança isso deve-se a EPTC e a fiscalização de seus agentes de trânsito e transporte. Se hoje nossos filhos andam em veículos escolares seguros e dentro dos padrões exigidos isso deve-se muito a esta atuação.
    Querido David, agardeço este espaço para marcar meu ponto de vista e desejo-te cada vez mais sucesso.
    Um forte abraço do teu fã, Leandro Bandeira.

  • Marcelo – RedeTV diz: 26 de fevereiro de 2010

    É verrrdade amigo!!!

  • JULIÃO diz: 26 de fevereiro de 2010

    O problema é que a EPTC e os azuizinhos multam muito pouco… muito pouco mesmo perto da quantidade de infrações que motoristas (especialmente dos taxista) cometem em Porto Alegre. Aqui quase ninguém obedece sinaleiras, placas de proibido estacionar, faixas de segurança, limites de velocidade e outras regras de trânsito, fora a falta generalizada de gentileza, urbanidade e respeito.

  • JOCA diz: 26 de fevereiro de 2010

    DAVID, SOU TEU FÃ, MAS NÃO CONCORDO. O QUE FALTA SÃO BRIGADIANOS, E COM OU SEM EPTC, VÃO CONTINUAR FALTANDO.VOU TE DAR UM EXEMPLO. NA ESQUINA DA BORGES COM A RIACHUELO,TODOS OS DIAS DEZENAS DE CARROS E MOTOS ENTRAM À DIREITA, MANOBRA PROIBIDA, QUASE ATROPELANDO PEDESTRES EM CIMA DA FAIXA DE SEGURANÇA. ALI DEVERIA TER UM AZULZINHO DE CAMPANA, SIM. IA ENCHER UM BLOCO DE MULTAS POR DIA. QUANTO AO POLICIAMENTO OSTENSIVO, OS GOVERNANTES(COMEÇANDO PELO LULA) DEVERIAM DEIXAR DE HIPOCRISIA E COLOCAR O EXÉRCITO, POIS OS CRIMINOSOS NUNCA ESTIVERAM TÃO À VONTADE. ABRAÇO.

  • Clésio diz: 26 de fevereiro de 2010

    Concordo 100% contigo quanto ao fato de Segurança, com certeza com a BM nas ruas seria bem melhor, mas em relação à quantidade que tu mencionou de Azuizinhos nas ruas eu nunca presenciei, faço um trajeto de mais ou menos 18 Kms tres vezes por semana, da minha casa, bairro floresta, passo pela minha nora e vou até a casa da minha mãe, e olha, raramanete, mas muito raramente mesmo vejo algum azulzinho na rua ou muito menos uma viatura.
    Eles adotaram o seguinte modo de trabalhar: ligue pra EPTC e denuncie as infrações, ou seja, quem fiscaliza é o POVO. Só encontro azulzinho em Área Azul , e quando acontece algum acidente, e mesmo assim, só quando são chamados, e nunca vi eles auxiliando nas nossas famosas tranqueiras de transitos. Acho que foi o Pior Orgão Público criado até hoje, também acho que deve ser Extinta.
    Obg pelo espaço David, abraços.

  • henrique diz: 26 de fevereiro de 2010

    Quem é contra é azulzinho é parente de azulzinho ou concursado! Por favor! É o que eu falo desde 1998! Essa indústria da multa não tem razão de existir! Já vi azuizinhos convivendo pacificamente com “guardadore de carros” nao regulamentados! (é só ir no centro, mercado público). É um absurdo, pagar área azul, ser coagido e pressionado por marginais e, ao reclamar com o azulzinho, ouvir que ele não pode fazer nada, que devo chamar a brigada! Bando de incompetentes, que se espalham pela cidade, interessados apenas em multar infrações e sem poder para mais nada a não ser anotar placas de veículos irregulares, muitas vezes, com ares de arrogância e superioridade!

  • mano guri diz: 26 de fevereiro de 2010

    é lamentável…………. ta ruim pra todo mundo, como que voces não tem segurança particular???

    falando sério, falta mesmo é EDUCAÇÃO nesse país!!! policiamento também, mas no carnaval vi muitos policias rondando porto alegre. ontem também, vi eles passeando, com suas viaturas ford novinhas pagas com o dinheiro de quem? ahn? nem preciso responder né? e também tem muito policial atrás de balcão…….

    a eptc deve continuar sim, mas devia ser uma força-tarefa sempre em conjunto com a brigada.

  • Peterson Rangel diz: 26 de fevereiro de 2010

    David,
    Concordo com o que escreveste…Principalmente no quesito segurança…O que nos garante os azuizinhos a não ser a aplicação de multas?
    Nossos carros não ficam seguros em momento algum e isso é preocupante.
    Fora a segurança, temos questões tão urgentes quanto, por exemplo, o trânsito na cidade que se mostra cada vez mais caótico e sem aparente solução. Então, qual a função do azulzinho?
    Nada pessoal também, só acho que deveria se criar um outro meio que oferecesse maior segurança e isso implicaria em pensar se BM seria tal solução…
    Parabéns pelo texto!

  • arthur diz: 26 de fevereiro de 2010

    david, a brigada já não tem contingente pra atender 1/3 da cidade, imagina se tiver que cuidar do transito.

    Sem falar que o preparo pra fiscalizar o trânsito é bem diferente do de policiar a cidade. E os vários azuizinhos contratados, vão todos pra rua? Vão fazer curso pra virarem brigadianos? Eles são fiscais de trânsito, não podem sair prendendo flanelinha, ou coisa parecida.

    O pessoal odeia a EPTC porque ela funciona: já vi gente xingando azulzinho porque foi multada por estacionar em lugar proibido, ou porque estavam andando a mais de 80 por hora na Ipiranga… e ainda vem dizer que é a “indústria da multa”. Não é patético isso? Se as pessoas não cometessem infrações, não seriam multadas, é simples assim.

    Se o cidadão não sabe respeitar as leis de transito, tem que ser multado. A gente reclama tanto da impunidade aos políticos, mas quando somos nós que fazemos “burradas”, achamos injusto e queremos dar um ‘jeitinho’ pra não pagar a multa. Não é hipocrisia?

    Gosto muito de ler tua coluna, mas dessa vez achei ridícula essa tua opinião.

    Grande abraço.

  • William diz: 26 de fevereiro de 2010

    Realmente nao sei se a brigada é a melhor opcao para cuidar do transito, mas sim tinham que receber muitos mais recursos do que a Eptc, até porquea eptc é uma das instituições mais ineficientes na minha opiniao. Com todo esse contigente não conseguem controlar o transito de porto alegre. Podiam pensar em muitas solucoes inteligentes como por exemplo substituir sinaleiras só de pedestres por passarelas. E deixar de por placa de proibido estacionar onde realmente um carro estacionado ali não atrapalharia.

  • MENDES diz: 26 de fevereiro de 2010

    DAVID, EXTINGUIR A EPTC NÃO VAI COLOCAR MAIS BRIGADIANOS NA RUA. ACHO ATÉ QUE SERIA PIOR, POIS OS DESVIARIA DE SUAS FUNÇÕES NA SEGURANÇA. TODO MUNDO SABE QUE O CONTINGENTE É INSUFICIENTE. OUTRA COISA: A EPTC FAZ VISTORIAS EM TÁXIS, TRANSPORTE ESCOLAR E LOTAÇÕES, TAREFA DA MAIOR IMPORTÂNCIA. QUEM FARIA ISSO? O DETRAN? EU CIRCULO BASTANTE POR PORTO ALEGRE E VEJO AS BARBARIDADES DOS MOTORISTAS. TEM QUE MULTAR, SIM. É SÓ VER QUANTAS MORTES TEMOS NO TRÂNSITO TODO ANO, E VAMOS CHEGAR À CONCLUSÃO QUE AS MULTAS ESTÃO LEVES DEMAIS. PERGUNTA A OPINIÃO DA POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL.TEM MOTORISTA QUE SÓ SE AJEITA SE FOR POSTO NA CADEIA. QUE SEFAÇAM CAMPANHAS PARA AUMENTAR O POLICIAMENTO. ISSO SIM É O CERTO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Júlio Fernando Huwe diz: 26 de fevereiro de 2010

    Obedeção as leis de trânsito e não vão ter ploblema com ninguém.

  • Rodrigão, um torcedor… diz: 26 de fevereiro de 2010

    Só concordaria com o fim da EPTC se os agentes, que ficariam desempregados, fossem chamados de Vermelhinhos…

  • Izonir Júnior diz: 26 de fevereiro de 2010

    Muito bom David!
    Concordo com o seu ponto de vista, a EPTC, deveria sim ser extinta. Acredito que a Brigada nas ruas, daria um ar de segurança maior as pessoas. Pois se há um “azulzinho’ em um locla de pouca segurança, não adianta muito, mas se há uma viatura da brigada a história é outra, pois ao mesmo tempo que eles estão cuidando do trânsito, podem oferecer proteção aos habitantes da cidade.
    Grande abraço!

  • Carlos Felipe diz: 26 de fevereiro de 2010

    Bom, eu sou da opinião de que tudo que envolva a palavra “militar” no nome não presta no Brasil. É uma instituição enferrujada, que pensa que ainda controla o mundo, e que pode fazer o que bem entender, e que virou uma espécie de “navio pirata”, ou seja, toda a escória que não prestaria pra nada “em terra”, acaba entrando nesse navio pra tentar ganhar a vida. Gostei da ideia da única polícia que um de seus leitores deu aqui nos comentários, e do plano de carreira que os policiais poderiam ter. Ou seja, a melhor solução seria sumir com a EPTC e a Brigada Militar do mapa. E recomeçar, do zero, pois o que temos está “viciado” e contaminado.

  • cesar diz: 26 de fevereiro de 2010

    Como ZH permite que um de seus colunistas seja a favor da impunidade, para não ser multado basta nao cometer infrações, nos EUA e na Europa a fiscalização é muitissimo mais rigorosa que aqui e ninguem fala da industria das multas, a EPTC não multa nem 5(cinco) % do deveria multar. Esta bem arrumada a RBS de colunistas um defende o sadismo dos carroceiros e que a Caixa pague por uma aposta nao realizada outro defende mais anarquia no transito.

  • Spitz diz: 27 de fevereiro de 2010

    Que absurdo !

    Seguindo este raciocínio, talvez deveríamos acabar também com a SAMU, DMLU, DMAE…
    Todos estes serviços seriam feitos por brigadianos !

    O assunto é técnico e deve ser tratado como tal.

    Também não gosto da EPTC, mas porque ela não faz o que deveria. Sincronismo de sinaleiras e fiscalização de locais proibidos de estacionar melhoraria muito o trânsito. Caminhões de entrega param em qualquer lugar, assim como os táxis e pais que deixam o filho na escola.

    Em geral a população não gosta da EPTC porque ela multa – mas só multa quando estamos cometendo infrações. Não cometa infrações e não terá problemas com ela.

    A EPTC deve é ser profissionalizada, não extinta.

    Para a BM, mais verba e mais serviço de inteligência para as drogas, roubos de carros e bancos.

  • Daniel Silva diz: 27 de fevereiro de 2010

    É uma boa tese, merece debate. “Vestir” os azuizinhos de brigadianos já causa o impacto de presença da polícia perto do cidadão, atuando 90% como orientador e fiscal do trânsito e 10% como polícia.
    Outras questões: Quanto arrecadou a EPTC desde sua instituição??? No que aplicou os recursos???
    No site da EPTC não encontrei essas respostas, onde está a transparência e a publicidade???

  • Cristiano diz: 27 de fevereiro de 2010

    Caro!
    Vi sua coluna após vaga viajem no site e seu blog.
    A Brigada não deixou de treinar e nem de fiscalzar o trânsito, A Policia pode sim e desempenha essa função.
    Concerteza em vez de um agente da EPTC, um POLICIAL DE MILITAR, daria segurança, fiscalzação e respeito, a PM não abriu dessa função.
    Faça um pequeno comparativo.
    Porque a prefeitura criou a empresa? Para mais e mais CCs muito bem remunerados.
    Compare o salário de um azulzinho e de um policial militar?
    O valor de horas extras pagas pelo municipio e compare com o Estado.
    Se esses recursos fossem destinados PM para Equipamento e Pessoal, muito bem remunerados e valorizados, sendo que toda a base que foi gerada pela EPTC, sendo necessário ampliação na BM.
    Além do policiamento ostensivo e preventivo, com muita sensação de segurança.

  • clovis diz: 27 de fevereiro de 2010

    Caro Jornalista David Coimbra

    Li tua coluna e posso te dar uma idéia de como extinguir a EPTC.

    Basta que todo condutor não use mais o cel., nas esquinas, viadutos, entre as 9h e 11h30min e entre as 14h e 17h30min, de segunda a sexta feira. Sábados, domingos e feriados os azulzinhos não atuam, fazem horário bancário. Nestes mesmos horários, não estacione nem para deixar as crianças no colégio, as façam descerem em movimento, é somente uma questão de treino.
    Nas esquinas que houver um semáforo e grudado neste cruzamento, e existir uma faixa de segurança, mal posicionada, para evitar de parar, em cima da faixa , e uma multa ser consignada pelo agente estrategicamente escondido, de uma volta em outro quarteirão e assim não seja multado. O cinto de segurança pinte com tinta fosforescente, assim o agente não te multará por imaginar que estejas sem cinto.

    Como os salários dos agentes da EPTC é fruto das multas, logo sem infrações não haverá verba para tal e a auto-extinção é automática, é uma questão de tempo.

    No programa, do teu colega Sr. Lasier Martins, CONVERSAS CRUZADAS, quando um dirigente da EPTC, foi questionado o que era feito com o dinheiro arrecadado com as multas, tal dirigente respondeu: “10% é gasto com educação no trânsito e 70% é para pagar o salário dos funcionários”.

    Recentemente, nos jornais e TV de POA, um coordenador foi demitido ou transferido quando os próprios agentes gravaram o seguinte dialogo: “quero saber porque vocês não aplicam uma multa por agente, quem não multar não terá direito a fazer horas extras e mais vocês sabem que o dinheiro das multas pagam o salário de vocês?”

    Vários cidades do RS, como Cachoeirinha, Gravataí, Santa Cruz e noutros estados como em Santa Catarina, são utilizadas semáforos com temporizador, ou seja o condutor fica vendo quanto tempo falta para haver a troca do semáforo, assim evitando as colisão com danos materiais, lesões ou até a morte dos passageiros.

    A poucos meses, em matéria de ZH, dirigente da EPTC, analisando a queda de veículos no arroio Dilúvio, atribuiu a mesma a velocidade dos veículos e diz que se os acidentes fossem num mesmo ponto, colocaria uma defensa e o problema estaria resolvido e diz mais que colocará pardais. Se analisarmos os pontos das quedas, notamos que a maioria ocorreu nos cruzamentos das pontes onde existem semáforos sem temporizador, como alias, não existem nenhum em POA.

    Na curva após o Zaffari, sentido bairro x centro, em frente a rua João Guimarães, num período de 8 meses dois jovens perderam a vida, e não havia nenhuma defensa colocada pela EPTC, no lado oposto existe defensas.

    Mas se a meta de qualquer órgão de trânsito é preservar a vida, por que não colocam as defensas, os semáforos com temporizador? Porque se as multas somente pagam salários de onde sairia verba para outros gastos que preserve a vida?

    Melhor então é investir em pardais que rende mais.

  • Carlos Santos diz: 28 de fevereiro de 2010

    Com uma mixuruca redução de impostos, todos otários do país compraram automóveis.
    Agora o resultado está aí.
    Por que não pensaram antes?

  • JULIÃO diz: 28 de fevereiro de 2010

    Eu já penso o contrário: PELA EXTINÇÃO DA BRIGADA MILITAR. Polícia não pode ser militar, a não ser em regimes ditatoriais e totalitários. Quanto a fiscalização do trânsito, é constitucionalmente uma função MUNICIPAL.

  • RICARDO BERTOLETTI diz: 28 de fevereiro de 2010

    EU CONCORDO OS AZULZINHO COLOCAM UMA FARDA DA EPTC E ACHAM QUE SÃO OS DO MUNDO,ELES NÃO ORIENTAM,ESSE BANDO SÓ PENSA EM MULTAR E GANHAR DINHEIRO.ATÉ O CHEFE MANDAVA QUE ELES TINHAM QUE CHEGAR COM MAIS MULTAS.

  • Gerson Da Silva diz: 28 de fevereiro de 2010

    Parabéns, ao exímio colunista ZH; VAMOS EXTERMINAR (EXTINÇÃO JÁ):
    SAMU, DMLU, BRIGADA, CONGRESSO NACIONAL, SENADO FEDERAL, Deputados das meias (cuecas), Governadores da propina.
    E sem esquecer é claro da EPTC.
    Devemos sim, tolerar os mensalões, as maracutaias, as falcatruas, os falsos moralistas, os cabides de emprego, as pseudo-licitações entre outras hipocresias, ou seja, o “jeitinho brasileiro”.
    Quando acontecer um acidente, não chame a EPTC: ESTACIONE NO PASSEIO(LUGAR DE PEDESTRE É NA VIA “PARA DISPUTAR COM O VEÍCULO UM LUGAR AO SOL)
    FALE AO CELULAR, CONVERTA EM LOCAL PROIBIDO, NÃO USE CINTO SEGURANÇA
    QUANDO AVANÇAR O SINAL VERMELHO (SUA SORTE SERÁ NÃO SER FLAGRADO POR UM FISCAL), A COLISÃO E A MORTE DE UM SER HUMANO É APENAS MAIS UM NÚMERO;
    LOCAIS DE PROIBIÇÃO DE ESTACIONAMENTO PARA QUE (SE O TRÂNSITO FLUI),
    FISCALIZAR NÃO! (FECHAR OS OLHOS, SER TOLERANTE).Educar para o amanhã!

  • Andrey diz: 2 de março de 2010

    Meu irmão é azulsinho e ele esta PUTO DA CARA com vc…
    mas eu concordo com a tua opinião….
    mas acho q c a brigado for para as ruas q seje com a msm efetividade dos azulsinhos…
    Abraços…
    tu é o cara…xD

  • clovis diz: 2 de março de 2010

    Caro Andrey
    Se teu irmão ler com atenção o que eu escrevi, verá que o que está explicito nas intrelinhas. A causa da rejeição por grande parte da população dos azulzinhos e os prodedimentos administrativos equivocados, que já externei em outros comentários, é culpa exclusiva da Cupula diretiva. Os agentes são vítimas. A copa do mundo está próxima e nem se fala numa política para o trânsito a niveis de sinalização de cunho Universal. Imagina, milhares de turistas que irão alugar veículos para circular na cidade, em pontos Turisticas, nao terem uma informação correta de sinalização. Sao centenas de semáforos queimados, encobertos por árvores, faixas de segurança incorretas, enfim um caos, como nunca visto. Voce sabia que nestas Avenidas Perimetrais modernas de nossa cidade, onde são circundadas por defensas tubulares, onde condutores sao mutilados e mortos pela ineficácia dos projetos de engenharia tupiniquim? Sei que nenhum agente é responsável por estas obras.
    Caro Andrey, ainda bem que voce entendeu o que eu quis dizer, extinguir a EPTC é força de expressao, mas arregaçar as mangas e fazer um trabalho sério no trânsito, salvando vidas, se faz necessário URGENTE.
    Uma outra coisa, Andrey, 50% das mortes no trânsito seriam evitadas se houvesse uma campanha maior para o uso do “CINTO DE SEGURANÇA”, ele pode salvar a sua vida.
    Em São Paulo, onde existe Engenharia de Trafego, em pesquisa feita por aquele orgão, 96% do condutores usam o cinto, 85% do passageiro da frente usam o cinto e somente 16% dos passageiros do banco de trás usam o cinto de segurança. Se projertarmos este dados para nossa cidade, com certeza seriam piores pela falta de fiscalização. Somente no cruzamento entre a Av. Aparicio Borges com a rua do Presídio, num periodo de 10 meses morreram, em dois acidentes 6 jovens porque nao usavam o cinto de segurança.

  • Osvaldo diz: 3 de março de 2010

    Concordo plenamente com você! A EPTC ainda é um resquício do autoritarismo marxista da era PT aqui pela capital. E um grande cabide de empregos. Pegue-se um companheiro leninista-trotskista que nunca ouviu falar de Lenbin e nem de Trotski, vagabundo, com barba por fazer, cara de sono por ter se acordado ao meio dia mas que tem um padrinho nas fileiras do PT e pronto! Mágica! nasceu um azulzinho! Faz cola dos macetes do código de trânsito e sai caneteando todo mundo só para exercitar o “poder do povo”. Abaixo os burgueses que tem carro! Ar condicionado? Multa em dobro! Tem que usar os corredores que foram construídos com dinheiro do BIRD e desviados para o Delúbio e José Dirceu! EPTC te PT até no nome! Quando o azulzinho veste a uniforme ele se transforma no super-homem com uma super-caneta. Cinismo é alegar que é para evitar mortos no trânsito, é só para arrecadar! Claro, indiretamente até que ajudam um pouco, mas não é desta forma que o trânsito se torna mais humano, pelo contrário, estimula a briga de condutores X pedrestes ao lançar uma campanha capenga e falsa sobre o n”novo sinal de trânsito”. Não educam, confudem e estimulam a discórdia. Acabar já com essa tropa de vagabundos. E a Dilma que me desculpe…

  • Onofre diz: 3 de março de 2010

    Esse cara fala como se brigadiano em blitz não cometesse abusos…acorda rapaz..CTB na cabeça de vocês…fala sério…

  • Zé diz: 4 de março de 2010

    Caro Osvaldo

    “Mágica! nasceu um azulzinho!”

    Todos os azuizinhos são concursados, do quadro da EPTC ou da antiga SMT.
    Os CC do PT sairam todos quando o partido perdeu a eleição. Isso é óbvio, não achas?
    Não fala o que tu não sabes, fica muito feio.

  • Luiz Claudio diz: 5 de abril de 2010

    Ora, não sejamos hipocritas a ponto de querer apontar o dedo para a EPTC. Se não houvesse um bando de motoristas arrogantes que se acham os donos das ruas de Porto Alegre, talvez ninguém fosse multado. Tem que se multar sim. É obrigação sim de todo motorista conhecer e observar as regras de trânsito. Ninguém é criança para ser levado pela mão e lhe ser dito o que deve fazer no trânsito. Esse papo de educação no trânsito é furado. O motorista quando qualifcado para dirigir deve saber de cor os seus direitos e deveres na via pública e ser exemplo. Se são habilitados para conduzir veiculos, não se justifica o desrespeito as regras de trânsito. Se provalecem e agridem os agentes da EPTC por que eles não tem poder de policia. Na época em que a Brigada Militar fiscalizava o trânsito o bicho pegava e ninguém se agigantava com o PM. Porque não pediam para extinguir a BM. Infelizmente a maioria dos motorista são desobedientes e ainda querem se justificar pedindo arrego pro agente . Dê a CESAR o que é de CESAR, e a DEUS o que é de DEUS. Cada faça a sua parte e parem de reclamar.

  • Clovis diz: 5 de abril de 2010

    Caro LUIZ CLAUDIO,
    Voce fala serio, se os motoristas não cometessem infrações, seria ótimo, mas a EPTC, seria extinta porque os salários deles, 70%, é das multas. Eles não desejam educação para o trânsito, ficalização preventiva, orientação, querem multar escondidos debaixo de arbustos, nas esquinas. Varios acidentes em Porto Alegre, tiveram como causa letal, os tubos com telas nos cruzamentos. Porque a EPTC não usa sinaleiras com temporizador nos cruzamentos com maior incidência de acidentes como existem em cidades como Cachoeirinha, Gravataí, Santa Cruz, Passo Fundo e tantas outras, também como em cidades Catarinenses. Sabe por que, diminiuem as multas e cai a arrecadação, pardal produz resultados financeiros e não precisa agentes fiscalizando. Faço um apelo ao Jornalista David Coimbra, que apoie o MOVIMENTO PARA PEDIR A VOLTA DA BRIGADA MILITAR AO TRÂNSITO DE PORTO ALEGRE. Leia o SITE http://WWW.jornaldacapital.com.br, onde exsitem listas para colherem 50.000 assinaturas para o plebiscito nas proximas eleições municipais.

    Um abraço

  • JOÃO PAULO BEZERRA diz: 14 de maio de 2010

    É preocupante uma pessoa que, com suas palavras, atinge um número incontável de cidadãos tenha a ousadia e irresponsabilidade de publicar uma bobagem tão grande, talvez por falta de conhecimento ou quem sabe até má fé!
    O trânsito já está um caos, onde ninguém respeita ninguém e a vida está em último lugar, “o que me interessa é passar por cima das motos e cortar a frente daquele engraçadinho que ousou me ultrapassar, que absurdo!”… Os agentes de trânsito, sejam da EPTC, sejam dos demais municípios, tentam colocar alguma ordem nesse caos! Os argumentos dos condutores infratores são sempre os mesmos: “…vai se espantar com azuizinhos de campana atrás de árvores e debaixo dos viadutos, vai ver azuizinhos espreitando carros estacionados sem permissão na área azul…”. Ou seja os “pobres” condutores brasileiros e gaúchos, os piores, só fazem tudo certinho no trânsito se virem o agente plantado, enraizado, no canteiro central observando os condutores e quem sabe dadom tchauzinho para eles… que lindos, aí sim serão amados pela população! Senhores agentes da EPTC não ousem sair desta posição afastando-se do campo de visão, limitado, dos condutores, pois a partir desse momento eles se transformam e vocês nada poderão fazer, pois vocês, seus fascínoras que só pensam em autuar, estarão escondidos! Ah, esqueci de dizer que os “Azuiszinhos” devem torrar ao sol ou ficar sob a chuva intensa, vocês são pagos para isso, não são pessoas humanas, são máquinas! Descupem-me a ironia, aos que perceberem, claro!
    A Brigada Militar, nobre Brigada, assumir o trânsito, é piada desses novos pseudo-comediantes Stand-up, tão engraçados, quanto os nossos politicos e cronistas! A Brigada faz milagre na segurança com os recursos e apoio governamental que recebe. Faça-me o favor, como se disse num dos comentários anteriores, porque não se tem um Brigadiano ao lado de um Agente de Trânsito?
    Pensem, sejam responsáveis com suas palavras e informem-se primeiramente antes de sairem falando esse monte de bobagens!
    Desculpem-me se o texto ficou mau construído ou truncado! Porém de que adiantar falar e escrever bem e não saber o que falar!?

  • CARLOS SILVEIRA diz: 29 de junho de 2010

    David, realmente seus conhecimentos empíricos estão falhos, a EPTC existe por uma imposição do próprio CTB, caso você não saiba. Ora caro jornalista, você deve estar vivendo em Londres,Paris,Berlim, aquí ninguém respeita a sinalização, caso contrário, não seriam autuados. A BM tem poderes para autuar também, isto não foi retirado, apenas repassado via convênio para EPTC. Tenha em mente que quem reclama , na grande maioria das vezes são os próprios infratores, acostumados e desrespeitar as normas de CIRCULAÇÃO. AS EPTC veio para ficar, a população tem que se acostumar a respeitar as normas.

    CARLOS SILVEIRA

  • Carlos Santos diz: 29 de junho de 2010

    A BM é uma instituíção caríssima; um quadro enorme, mas poucos realmente policiam.
    Assim que entram para a instituíção, fazem cursos para serem promovidos e se livrarem das ruas.
    Estão certos, a organização oferece.
    Antes todos brigadianos queriam cuidar do transito, pois o risco é muito baixo.
    Ninguém estava a fim de correr atrás de bandidos e criminosos.
    E agora que não cuidam mais do transito, onde estão???

  • alex diz: 9 de setembro de 2010

    Empresa caça Niquel

    Deeveria ser excluida da face da terra.

    Os comentários a favor são de funcionários, está provado.

  • Felipe Magalhães diz: 21 de junho de 2011

    Grande! Toda razão! Eu sofri um abuso de poder por parte da EPTC, corro o risco de perder a carteira e é por esta razão que continuo solicitando a leitura do meu e-mail no programa…

    Prezado amigos do PB, meus companheiros na volta da “firma”…

    Peço, por gentileza, que leiam esse e-mail, não estou pedindo apoio, peço voz na luta entre Davi e Golias, no caso u e a EPTC..

    Amigos, no dia 06 deste mês, estava voltando do trabalho, na Getúlio Vargas, às 18:10, pelo horário e local é possível imaginar o fluxo de carros, quando vejo um Agente de Trânsito “azulzinho” de bicicleta, auxiliando uma pedestre(bonita) a passar pela faixa de segurança, ele fez sinal para que eu parasse, eu buzinei e sinalizei que era impossível…claro se eu parasse geraria um engavetamento! Bom, o servidor público saiu atrás de mim e , exaltado, perguntou porque eu não atendi seu pedido…eu disse que era impossível pelo trânsito etc etc…Bom, ele disse ‘ah machão, vai levar uma continha em casa” aí eu me indignei, disse que era um absurdo que isso não ficaria assim…peguei e saí, olho no retrovisor e vejo ele me multando…faço o retorno na Getúlio e peço para ele se identificar, ele se recusou e ainda mandou eu entregar os meus documentos, aí eu disse que entregaria sem problemas, mas antes queria que ele se identificasse…como ele não quis eu saí indignado… Converso com outros agentes e descubro que ele é lotado na PCA – CENTRO, fone3289-4476, falo com seu supervisor Sr. Dagoberto o qual solicita para eu formalizar a reclamação. Bom, estava pensando não fazer, vá que ele tenha só me ameaçado etc…ontem recebo 3 multas! RECUSA DE ENTREGA DE DOCUMENTOS, NÃO DAR PREFERÊNCIA PARA PEDESTRE E RETI.REG.VEIC que eu nem sei o que significa!!

    Abuso de poder! Coação para interesses pessoais,ele queria se exibir que controlava o trânsito para pedestre, só pode ser isso!

    Por favor,sou fã de vocêse sei que podem ajudar a justiça!Corro o risco de perder a habilitação pq não quis ser submisso com tamanha injustiça!! Reclamei até no RECLAME AQUI, mas percebi que a EPTC não se manifesta,acho que ela pensa que está acima do cidadão, mas se esquece que trabalha para nós, que servem o público!!

    Por favor, peço alguma manifestação da gerência da EPTC, digo, acho fundamental o trabalho de agentes de trânsito, mas são ‘maçãs podres ‘como esse Agente que estragam toda a imagem da Empresa Pública.

    É um exemplo de abuso, só pelo fato de eu levar 3 multas em 5 minutos, no mesmo dia procurei falar com Sr. Dagoberto,hoje saí do meu local de trabalho para formalizar a reclamação, dá para perceber que não me conformo com o que aconteceu.

    Por favor, podem dar meu nome só do trabalho que não…mas sou fã de todos vocês, não me conhecem, mas conheço todos, são minha companhia…ah provavelmente no horário do ocorrido eu estava escutando vcs…me ajudem! Só levantem essa questão, não podemos ficar de braços cruzados co a EPTC. Isso é caso de polícia!

    Desde de já muito obrigado! Pelo amor de Deus divulguem isso!

  • Felipe Magalhães diz: 21 de junho de 2011

    O pior é que a EPTC não oferece ao cidadão o direito de defender-se, diz que há possibilidade de recurso, mas é a mesma coisa que nada.

    Imagina, no meu caso, eu fui multado por não ter parado na faixa de segurança, se eu parece, tu achas que a EPTC pagaria se batesse no meu carro? Não sei explicar o que estou sentindo, levei 3 multas indevidas, mentirosas porque um Agente de Trânsito abusou seu poder para ‘ganhar a discussão”, e tudo mundo diz que devemos agir com a razão, não sair para briga, mas até agora quem está levando o prejuízo sou eu.

  • Carlos Lima diz: 13 de outubro de 2011

    Antes de tudo penso que deveriamos opinar quando tivessemos colhido todas as informações necessárias para tal e não somente jogar al vento pensamentos e asneiras a fora.
    A EPTC não dá direito de recurso pois quen dá esse direito é a propria legislação e em suas várias instancias. Acontece que o cidadão por desconhecer as leis não recorre a última instancia que é o TJ pois ai sim o julgamento é feito e sem milongas.
    Quem reclama da EPTC são os imprudentes ou aqueles que fazem do transito terra de ninguem. Cumpram a legislação e dai a EPTC nada tem a fazer.
    Hipocresia tem limite.

  • Daniel Endrigo diz: 8 de abril de 2012

    as pessoas não gostam da EPTC porque ela cobra a ordem… Como todo brasileiro gosta de passar os outros para trás eles não gostam dele. A segurança já é precária com a brigada “fora” do trânsito, pois ela pode multar, imagina ela obrigada a isso. Só tu pensa que por que saindo a EPTC vai aumentar a brigada. Vc deveria pregar a ordem e não a bagunça.

  • Sheila diz: 9 de abril de 2012

    Discordo plenamente, caro Davi.

    Esse teu ponto de vista, análogamente, lembrou-me a piada do marido que chega em casa e flagra a esposa transando com o amante na sala de estar… Após o ocorrido, decide trocar o sofá…

    A Brigada Militar deveria ter um efetivo maior e ter mais recursos , mas francamente, pôr fim em time que etá ganhando??? não é por aí!

  • Arcobaldo Chinfronésia diz: 6 de março de 2013

    Discordo com você.

    A fiscalização deve ser feita por agente público federal, estadual e municipal. A falta de educação no trânsito é tanta que precisa o envolvimento de todas esferas governamentais, inclusive empresa pública. O que deveria ser debatido é a obrigatoriedade de ensino sobre trânsito nas escolas e a antiga matéria de OSPB – organização social e política e brasileira.

  • luis diz: 30 de maio de 2013

    Todo mundo odeia a EPTC..sabe porque????? sabe porque????
    Porque funciona!!!!!!! é só respeitar as leis de transito que ninguem será multado!!!! o problema é que todo mundo quer ser malandro…. estacionam em local proibido…nao usam cinto… falam ao celular enquanto dirigem…e por ai vai….todo mundo sabe oque não pode fazer..mas fazem….falta educação…..é melhor parar numa blits e perder a carteira, pagar multa..doque parar com a cara no poste!!!!!!Reflitam….

  • Vanderson diz: 14 de junho de 2013

    Discordo completamente com a extinçao da EPTC, na verdade ela deveria ser fiscalizada pra de fato exercer sua função, se vemos seus agentes muito mais preocupados em multar do que orientar e cuidar do trânsito, isso é puro reflexo da real finalidade de quem a criou, nosso governo e seus políticos. Lembra da Yeda Crusius? Colocou a Brigada Militar em peso nas ruas com uma cota diária de abordagens a veículos, multando quem pudessem. Nosso Governador Tarso Genro é contra as indicações de pardais. Das 6 últimas multas que tive acho que todas foram aplicadas pela Brigada Militar. A EPTC deveria ser moralizada e se tornar eficiente na prevenção e educação do trânsito e a Brigada Militar perder o poder de trânsito pra cuidar da fato da segurança.

  • joão luis da silva barreto diz: 11 de julho de 2014

    Concordo,tem que ser feito sem duvidas nenhuma por agentes de segurança publica(policiais)e os serviços de transito são nada mais que serviço relacionados a segurança publica, o que ocorre e que a ganância arrecadátoria dos municípios que fala mais alto, tudo pelo fato das alegações que são os responsáveis pela manutenção viária das cidades e nunca recebiam retorno destes gastos.agora recebem e onde esta a manutenção onde esta a segurança e com este novo cenário quem perdeu foi o povo os policiais sumiram , pelo menos antes eram ostensivos nas atividades de transito e não precisavam de reforço de outros orgãos nas barreiras.

  • clair bortoloto diz: 11 de agosto de 2014

    os azuizinhos ficam escondidos na av. baltazar de oliveira garcia aponta o radar p/ vc e já era EXC.VELOC.ATE 20%MAX nao adianta recorrer so ele está certo

Envie seu Comentário