Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Inter 3 X 0 Jorge Wilstermann

30 de março de 2011 5

Pedi para o diretor do blog, Luan Ott, fazer a crônica do jogo entre Inter e Jorge Wilstermann pela Libertadores. Confere aí:

Quem esperava um show na partida entre o Internacional e o Jorge Wilstermann conferiu uma estrela em campo: Oscar.

O meia, além de abrir o placar depois de uma jogada que envolveu D’Alessandro, Kleber e Wilson Matias,  imprimiu qualidade com belos passes e grandes finalizações. O segundo gol, marcado com um chute de esquerda de D’Alessandro, foi conquistado graças, novamente, a Oscar, que jogou com liberdade e dominou o Beira-Rio. Saiu ovacionado pelos mais de 28 mil torcedores.

Apesar de falhas em algumas investidas, o Inter expôs sincronia, unidade, vontade de vencer. Desempenho que resultou, obviamente, em uma goleada.

Leandro Damião também mostrou serviço, mas não conseguiu as façanhas dos últimos embates. Tentou cabeceios, não emplacou. No entanto, fica a prova de que sabe trabalhar em equipe e repassar a bola nos momentos certos. Kleber, mesmo marcado ferrenhamente por Fernandez, teve fluidez na partida.

Detalhe relevante: o Jorge Wilstermann não é um adversário em potencial e quis mais foi evitar uma grande diferença no placar. Permaneceu na defesa durante todo o jogo, quase nem causando risco a Lauro. Isso não tira o mérito do Internacional, líder do grupo com 10 pontos.

Comentários (5)

  • ELTON diz: 31 de março de 2011

    Juventude 3 x 2 Grêmio. Quem fez a crônica desse jogo ?

  • Matheus diz: 31 de março de 2011

    -Já o Gremio teve uma noite épica e só não conseguiu sair vitorioso do grandioso Alfredo Jacone contra o poderosissimo Juventude porque foi roubado pela arbitragem, que validou o terceiro gol do Ju lá do meio da rua, isso acabou por prejudicar o Imortal que pretende representar junto a FIFA contra o arbitragem.

  • Daniel Aço diz: 31 de março de 2011

    Creio que a lei fundamental da vida – do homem para consigo, de cada um para seu próximo e da vontade divina para com os seus criados – é a lei do trabalho. A metáfora de Adão e Eva, expulsos do Paraíso, dá conta do que a eles (a Humanidade) estava reservado, especialmente muito trabalho, trabalho e trabalho.

    O Luan Lott escreveu um singelo e honestíssimo texto, de boa leitura. Parabenizo o David Coimbra pela oportunidade dada ao redator talentoso, pois trabalhar vale mais do que comentar, entre devaneios e delírios inumanos, exaustivos resultados de jogos de futebol.

    Na vida, quase tudo tem limites. Aqui, obviamente, não incluo nem a força de trabalhar nem a capacidade de expressar-se, certamente dois bens ilimitados.

  • marcia diz: 31 de março de 2011

    OSCAR JOGA MUITO!

    se o roth tirar ele do time vai assinar o atestado de burro definitivamente…

  • Lucas Eduardo diz: 1 de abril de 2011

    David…!!!

    O que você acha de trocar o Celso Roth pelo Murici Ramalho???

    O Murici é meio loco da cabeça, mas pelo menos não é burro igual ao Roth, e de quebra, vai dar ao inter o brasileiro deste ano, pois com esse elenco fica facil, ele adora um Brasileirão…

    Abraço.

Envie seu Comentário