Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

O CASO ÍNDIO...

22 de abril de 2010 15

Eu sou totalmente contra falar sobre a vida pessoal dos jogadores, sem que eles me autorizem pra isso ou me contem aquilo que pode ser divulgado.

Não me importa o que eles fazem depois do treino, no dia de folga, durante a noite, com copo, sem copo, com puff, sem puff, em casa, na casa dos outros, na balada ou na igreja.

Essa semana tivemos que colher informações sobre o machucado da mão do zagueiro colorado. Como ele teria acontecido, onde, com quem, e tudo mais…

Esta é uma informação que não sou eu, Débora, que gostaria de saber ou divulgar. Como jornalista, acabei tendo que ser porta-voz do atleta/ídolo colorado, com o seu torcedor, seus admiradores, simpatizantes. E até com aqueles que não torcem pelo bom futebol dele.

Ao ouvirmos o jogador, e dar voz a ele através no nosso trabalho, confiamos naquilo que está sendo dito. E, até que se prove ao contrário, esta é a verdade que passamos para os nossos telespectadores.

Não posso acreditar que perdemos horas de trabalho sendo enganados por afimações falsas, como se aquilo que batalhamos para transformar em credibilidade, fosse uma mera brincadeira.

Falar a verdade, desde o início, daria por encerrado um assunto que, por mim, já está indo longe demais. É como o goleiro que falha e, já na saída de campo, assume o erro. Pronto, ninguém vai ficar martelando na tecla do gol sofrido por uma infelicidade, porque o responsável pela falha, assumiu isso humildemente.

O Leandro, ontem, sabia da festa no apartamento que era dele, mas não é mais, só que ele emprestou a chave, para que um amigo particular, mas que não conhece o Índio, ficasse lá, nessa visita a Porto Alegre. Hoje ele disse que não sabia de festa alguma, e que é amigo do Indio ha 11 anos e que o apartamento não é mais dele, portanto, ele não tem a chave. Mas como esse amigo particular dele, ficou no antigo apartamento dele, se ele não é mais o dono e não tem a chave?

Por favor… acho que estão querendo brincar com o nosso trabalho e, logo, com a sua inteligência, querido torcedor, de ambos os times.

Por mim, não há verdade alguma no que foi dito até agora… mesmo que eu não tenha nada a ver com isso.

Comentários (15)

  • Thiago SM diz: 22 de abril de 2010

    Olha Débora, concordo plenamente contigo, ter que ficar investigando a vida particular de jogador é dose. Porém, essas declarações do Leandro se tivessem o intuito de esclarecer só pioraram as coisas.

    Parabéns pela ótima coluna e que tu continue linda desse jeito.
    Abraço

  • Luis Camargo diz: 22 de abril de 2010

    Vai pro tamque, mas fique de boca fechada!!!!!!

  • Lucas diz: 22 de abril de 2010

    Jornalismo virou uma piada atualmente. A verdade é que o assunto só interessa ao jogador e ao clube. A verdade é que se o jogador nao fala nada, a imprensa, uma das maiores vergonhas nesse mundo, iria criar histórias e com certeza seria pior, então você não pode falar mal do jogador por omitir.

    A verdade é que o jornalismo é uma fábrica de dinheiro e fábrica de opinião, ao invés de ser um veículo de informação …

    Acho que já foi longe demais essa história do índio, a verdade é que é mais uma forma da imprensa tentar sugar dinheiro e manipular a opinião pública por meio de polêmicas que não deveriam interessar a ninguém e sem nenhum tipo de evidencia.

  • luiz carlos knopp diz: 22 de abril de 2010

    Embora reconheça que é dever do jornalista, buscar a verdade, neste caso tá parecendo muito programa de “fofoca” do que qualquer outra coisa.

  • francisco correa diz: 22 de abril de 2010

    POIS É DÉBORA, A GENTE SABE QUE BOLEIRO GANHA A VIDA COM OS PÉS, E POUCOS COM A CABEÇA! POR ISSO, COMO DIRIA ROMÁRIO, ELES DE BOCA FECHADA SÃO POETAS! BJS. LINDA.

  • arthur diz: 22 de abril de 2010

    Mais uma colocação para ilustrar o seu comentário, se o amigo do Leandro não conhece o Indio, o que o Indio estava fazendo lá no apartamento com ele? E o apartamento ainda é de Leandro mas ele não mora mais lá a pelo menos um mês? a questão é: o que está em jogo é a reputação destes jogadores baladeiros que só denigrem a imagem do futebol, claro que eles tem que se defender uns aos outros, é que nem consumidor de droga, voce já viu algum deles entregarem alguém? Não, então eles vão negar até o fim, porque se eles se entregarem, pra começar perdem seus gordos e polpudos salários. O que eu vejo, são dirigentes coniventes com essas atitudes, talvez por também participarem destas festinhas. Tudo seria normal, se eles não fossem atletas e dependessem de sua forma fisica para desempenhar seu futebol satisfatóriamente. Acontece que praticando essas promiscuidades ficam sem condições e na hora de jogar o que se ve é esses jogadores se arrastando em campo e pouco contribuindo para o clube ao qual são contratados. Jogador de futebol hoje é uma pessoa publica que deve sim preservar sua imagem e sua integridade fisica, pois sendo contratados pelos clubes tem a obrigação de estar sempre em condições fisicas ideais. E o torcedor que indiretamente paga seus salários tem sim o direito de cobrar comportamento condizente com sua profissão, para isso recebem altos salãrios, os clubes fazem altos investimentos com suas contratações e o que se ve é que eles pouco se importam com esta situação. É lamentável que ainda existam pessoas que acham natural jogador de futebol frequentar baladas e beber altas doses de bebida alcólica, imaginem um cirurgião ir operar após uma noite de orgia? Cada profissão tem suas privações e jogador de futebol não pode ser baladeiro.

  • ANSELMO diz: 23 de abril de 2010

    SE VC Ñ TEM NADA Q VER COM A VIDA DELES PQ TA POSTANDO ISSO??? OU Ñ TEM ALGUMA COISA MAIS INTERESSANTE PARA POSTAR??? Q TAL FALAR DE NOVELA,CINEMA PQ FUTEBOL VC É FRAQUINHA, BASTA VER SEU BLOG SÓ FOFOCA . VALEWWWWWWW E Ñ FICA BRAVA Q VC FICA FEIA RSRSRSR

  • Daniel Garcia diz: 23 de abril de 2010

    Ô gremista, muda o disco aí vai…por quê não comenta sobre o 3X0 no Deportivo Quito…prepara o lencinho para enxugar as lágrimas domingo no gre-nal tá??

  • Raphael Alves diz: 23 de abril de 2010

    Bahh Debora, concordo que é muito chato ficar cheretando a vida das pessoas.
    Se o Índio aceitou falar ao público, que pelo menos falasse a verdade.
    E o Leandro, sem comentários, nunca fui com a cara dele mesmo.
    Valeu Debora!

  • luciano pohlmann diz: 23 de abril de 2010

    Por outro lado, a primeira notícia publicada, logo no dia seguinte ao acidente, dava conta que, “alguém” que estava na sala de espera da emergência do HCR, o Índio havia se ferido numa boate. E aí eu pergunto: qual o critério de Zh para publicar informações não confirmadas? A RBS optou por publicar uma informação que até agora não se confirmou. E como é que fica a pessoa que afirmou que o Índio estava em uma boate?

    Me parece que a RBS, na ânsia de publicar uma notícia polêmica, curiosamente dois dias antes de um jogo importante/decisivo da libertadores, se deu mal e agora quer colocar a culpa em terceiros por realizar um trabalho jornalístico incompleto e inconsequente. A não ser que alguém me prove definitivamente as vantagens de se publicar uma notícia para o meio futebolístico e para a sociedade, porque até agora só identifico desvantagens.

  • LUIZ GUSTAVO PIRES diz: 23 de abril de 2010

    DÉBORA:

    CABE AO REPÓRTER (JORANLISTA) PROCURAR A VERDADE, DOE A QUEM DOER. NO PRESENTE CASO, SE É QUE PODE SE CHAMAR ASSIM, “CASO INDIO”, ACHO QUE HOUVE EXAGERO POR PARTE DA IMPRENSA, BEM COMO FALTOU AO INDIO, A DIREÇÃO COLORADA E AO LEANDRO CORAGEM PARA DIZEREM REALMENTE O QUE OCORREU, JÁ QUE O FATO VEIO A PÚBLICO. O PROBLEMA É QUE VÁRIOS REPÓRTERES BUSCARAM AO MESMO TEMPO A NOTÍCIA E FICARAM DISPARANDO, COMO SE METRALHADORAS FOSSEM, INFORMAÇÕES E CADA UMA DELAS DIZIA ALGO DIFERENTE. NO FINAL, POIS PRÁ MIM JÁ ACABOU ESTA HISTÓRIA, NÃO FICOU PROVADO QUE INDIO ESTEVE NA TAL FESTA, NO TAL APARTAMENTO. PERGUNTO: ALGUÉM VIU INDIO NO APARTAMENTO ? SE VIU QUE APAREÇA. TEME O QUÊ ? LEANDRO AFIRMOU QUE INDIO ESTE NO APARTAMENTO ? LEMBRO QUE QUANDO SURGIU A NOTÍCIA NA IMPRENSA, O LOCAL EM QUE INDIO TERIA SE ENVOLVIDO NUMA BRIGA EM UMA BOATE, MAS NINGUÉM SABIA O NOME DA BOATE. TÃO POUCO O NOME DAS “MULHERES” QUE ACOMPANHAVAM INDIO. CHEGARAM AO CÚMULO DE DIZER QUE “PACIENTES QUE ESTAVAM NA EMERGÊNCIA DO HOSPITAL” AFIRMARAM QUE INDIO TERIA BRIGADO NUMA BOATE. QUAIS PACIENTES ? ELES ESTAVAM NA BOATE ? DEPOIS SURGIU LEANDRO, NÃO SEI DE ONDE, E UMA “TESTEMUNHA QUE NÃO QUIS SE IDENTIFICAR”. ORA, EU COMO LEITOR, GOSTARIA DE SABER QUEM É A TESTEMUNHA. POIS, SÓ ASSIM EU ACREDITARIA EM TUDO QUE FOI ESCRITO. POR ENQUANTO, ACREDITO NO INDIO E A DIREÇÃO COLORADA AFIRMARAM EM PÚBLICO. E VC AFIRMA QUE NÃO ACREDITA QUE PERDERAM HORAS DE TRABALHO SENDO ENGANADOS POR AFIRMAÇÕES FALSAS. SANTA INGENUIDADE DIRIA O ROBIN, AMIGUINHO DO BATMAN. AS AFIRMAÇÕES FALSAS SERIAM DE QUEM ? DO INDIO, DA DIREÇÃO COLORADA, DO LEANDRO OU DAS “TESTEMUNHAS QUE NÃO QUISERAM SE IDENTIFICAR” !!?? ABRAÇOS…

  • Elisa diz: 23 de abril de 2010

    loiraaaaa

    Jogador tem que jogar…. dar coletiva para mentir e melhor ficar calado!
    Tanto o inter como o grêmio!!
    Balada, mulher e afins.. podem mudar de profissão
    assino embaixo tudo que escreveu
    bjossss

  • Bruno Vitório diz: 23 de abril de 2010

    FEEDBACK: Débora, aproveito este espaço não pra comentar sobre o assunto em pauta, mas principalmente pra te dar um toque aí na tua parte profissional… acompanhei sua trajetória no toque de bola da band e depois/atualmente na RBS… até coincidentemente estive presente na sua formatura na Unisinos porque um amigo meu estava se formando em jornalismo naquele dia.
    Assim, tenho visto várias reportagens prontas suas daquelas que chamam pra TV, tipo pra mostrar um jogo anterior e tal como vários profissionais desta parte fazem em todas emissoras, o problema é que estás pegando um cacoete que tomou conta da Renata Fan também! Estás “forçando” de forma cantada tuas reportagens… isto para mim irrita muito não ouvir a voz real da pessoa e sim ouvir uma voz simulada, pausada e protocolada para explicar a reportagem… claro que não tem como explicar escrevendo, mas é que talvez a outros nao incomode, mas eu q olho muito o globo esporte, este tipo cantado de falar me aborrece muito pq parece um paraninfo lendo um texto pronto cheio de firulas. Não sei se tens como mudar, até pq pelo visto é uma caracteristica de muitos para causar alguma maior importancia da reportagem, sei lá… falo isso pq a Renata Fan é pior ainda, ela nem fala mais cantado de tanto que força, o estilo dela está cariocado com mistura de paulista, horrivel.
    Fica ai o toque, desculpe por incomodar e parabens ai pela carreira que estás construindo pq vc merece mesmo, até pela dificuldade q acredito ser de mulheres entrarem e se destacarem neste ramo. Bjao!

  • Nego Pedra! diz: 24 de abril de 2010

    Querida Débora!

    Vc é maravilhosa! Quero me casar com você!
    Não sou vagabundo, não sou mentiroso, não costumo me machucar com copos, não gosto de pufs e nem sou baladeiro!!! Que tal?
    Gostaria de me casar na igreja São José!
    Vc é a repórter mais linda do Rio Grande do Sul de todos os tempos!!!

  • Mauricio Martins diz: 25 de abril de 2010

    Te Amo Débora,Aprecio demais seu trabalho,e acho que você,está certo.Pode-se imaginar,aquele torcedor,que ama e defende,o seu time,o seu jogador,ai do nada,vemos que a história era mentira,realmente vergonha ne.Bjs Débora

Envie seu Comentário