Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Começa nesta quinta circuito de laço esportivo em Caxias

08 de maio de 2014 0

Começa nesta quinta a última etapa classificatória e a final do circuito de laço esportivo promovido pela Federação Gaúcha de Laço, em Vila Oliva, em Caxias. Nesta quarta, o Pioneiro publicou uma matéria sobre o assunto.

O blog complementa algumas informações. Na 32ª Campereada Internacional de Santana do Livramento, apesar do regulamento do MTG proibir a participação de entidades filiadas em eventos de não filiados, já que a festa contou com uma das etapas da Federação, o que se viu foi um recorde de público e de participantes.

— Superou as expectativas. Tivemos mais de 1.400 laçadores de mais de 80 cidades do Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Goiás, São Paulo e Argentina. No ano passado foram mais de 600. O público entendeu o convite e prestigiou a campereada. A gente respeita as decisões, mas também queremos ser respeitados. Tradição não se faz com monopólio e sim com integração — fala Sérgio Munhoz, presidente da Coordenadoria Municipal de Tradicionalismo e patrão de honra do CTG Rincão da Carolina.

Nesta quarta, eu conversei com Rogério Bastos, que administra as redes sociais do MTG e o Jornal Eco da Tradição. Segundo ele, o MTG não recebeu denúncias referentes à entidades filiadas ao movimento que participaram da Campereada.

Jefferson Botega

Foto: Jefferson Botega

Em Caxias, diferentemente de outras etapas do circuito, onde algumas aconteceram dentro de festas já reconhecidas no Estado, como a 32 ª Campereada de Santana do Livramento, o rodeio sedia provas exclusivas da Federação e é organizado em parceria com o recém criado Clube de Laço de Vila Oliva. A festa é, inclusive, a primeira promovida por um clube de laço no Estado.

Por isso, é difícil avaliar a dimensão que o evento terá. Solimar Daneluz, do Clube de Laço de Vila Oliva, está otimista. Já Cleber Vieira, presidente da Federação, analisa a possibilidade de, no próximo ano, uma final em uma cidade mais centralizada, para facilitar a vinda dos participantes.

Com tudo isso, o que se observa é a criação de clubes de laço  por aqueles que querem integrar as duas entidades: CTGs pelo MTG e clubes pela Federação.  Um exemplo é o Clube de Laço Cabanha Hulha Negra, com 35 membros, cujo patrão é Daniel de Macedo, membro também do Piquete de Laçadores Lajeado Bonito, de São Francisco de Paula.

10271522_255524501296753_8863084720980714930_n

Envie seu Comentário