Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Conheça as representantes da 25ª RT no estadual de prendas

21 de maio de 2015 0

Duas prendas são as representantes da 25ª RT na Ciranda Cultural de Prendas que começa nesta quinta-feira na cidade de Rio Grande.

O concurso elege as primeiras prendas estaduais, que serão conhecidas neste sábado após uma verdadeira maratona: prova escrita sobre História, Geografia e Folclore do Rio Grande do Sul, prova artística (cantar, declamar ou tocar, e dançar uma dança tradicional e uma de salão), mostra folclórica e prova oral.

Para quem não conhece, o concurso tem três fases: interna, quando os CTGs elegem suas primeiras prendas; regional, quando são escolhidas as representantes das 30 regiões tradicionalistas e, finalmente, estadual. Conheça quem são as nossas representantes:

daniele do amaral (1)

Foto: Daniele do Amaral, Divulgação

Liengred Barbosa Cardoso (foto acima), 17 anos, 1ª Prenda Juvenil da 25ª RT, é a prova que ser gaúcho é muito mais do que nascer no Rio Grande do Sul.

Nascida em Salvador (BA), foi adotada aos oito meses por um casal caxiense durante uma viagem. Ganhou dois irmãos e duas irmãs mais velhas.

No concurso, declamará a própria história nas estrofes da poesia Descendência, de Elton Saldanha, que retrata a cultura negra. Versos já cantados por ela na fase interna e regional do concurso.

– É uma poesia que mostra a força dos negros e da minha própria mãe. É uma homenagem. Com relação à minha naturalidade, revelada durante o concurso regional, não encontrei nenhum preconceito – explica.

Foto Studio Dal Monte

Foto: Julio César Dal Monte/Studio Dal Monte, Divulgação

Com 11 anos, Vitória Teresinha Albuquerque Bartelle, 1ª Prenda Mirim da 25ª RT, enfrenta uma preparação digna de adulto: desde janeiro, estuda mais de três horas por noite os aspectos relacionados à prova escrita. Há um ano, tem professores particulares de declamação e dança de salão.

Leva para o concurso a dança de salão Bugio, o Xote de Carreirinha como dança tradicional e a cultura religiosa ao falar de Nossa Senhora de Caravaggio.

Integrante do CTG Ronda Charrua, o gosto pela dança motivou o ingresso no concurso. Tão logo foi eleita prenda da região, informou à família: iria ao estadual.

– Dançar é o que mais gosto. O que me deixa mais nervosa é a prova escrita, que vale mais – diz.

Envie seu Comentário