Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Começam provas do Freio de Ouro em Caxias

22 de maio de 2015 0

Caxias e o cavalo crioulo. Essa relação ficou mais estreita desde quinta-feira, quando começou uma das credenciadoras do Freio de Ouro. Animais da raça competem entre si e mostram habilidade e desempenho em provas baseadas na lida do campo. Dezessete machos e 15 fêmeas estão inscritos para a Credenciadora, que vai eleger quatro de cada para a etapa seguinte, a Classificatória (também em Caxias), que antecede a final em Esteio.

Ao longo desse período, a coluna mostra o universo dessa competição, também campeira, mas tão diferente do tiro de laço e dos rodeios. As provas que compõem as fases do Freio de Ouro são divididas em duas etapas: Morfologia e Funcional.

AS PROVAS

1. Morfologia

Avalia padrão racial e o nível de enquadramento do animal aos padrões seletivos da raça. São valorizados características como o equilíbrio estrutural, o relevo muscular, a firmeza da linha superior (do lombo). Ou seja, é uma espécie de avaliação da estética do cavalo.

morfologia

2. Funcional

Andadura: Exige-se do cavalo três modos diferentes de andar: tranco, trote e galope. O trote é a que tem maior pontuação porque é a mais usada pelo cavaleiro no campo. A troca de andar se dá com o movimento do corpo do ginete, que também deve apear (descer do cavalo).

andadura

Figura: O cavalo realiza um circuito demarcado por fenos, que avalia o equilíbrio nas trocas de mãos e patas, potência de execução e submissão às solicitações do ginete.

Volta sobre patas e esbarrada: Na volta sobre patas (foto 1), o ginete faz o animal girar sobre o corpo para um lado e em seguida para o outro. Pode fazer de uma a três voltas. Na esbarrada (foto 2), o ginete acelera o cavalo e solicita ao animal uma freada brusca. O cavalo praticamente “senta” no chão. O movimento é repetido no sentido contrário.

volta sobre patas

Foto 1

esbarrada

Foto 2
Fotos: Jonas Ramos

Mangueira: Trabalho com o gado. O cavalo tem que apartar um dos dois novilhos que estão na mangueira e mantê-lo afastado por 45 segundos do outros bovino. O cavalo tem de arremeter com o peito, ou “pechar” a lateral do novilho apartado.

Prova de campo ou paleteada: Duplas formadas pelo resultado da pontuação perseguem um novilho, que deve ser prensado entre as paletas dos dois cavalos. O nome paleteada é por conta disso.

Em um segundo momento, repete-se a prova de paleteada, de mangueira e acrescenta-se a conhecida como Bayard-Sarmento, prova em que o cavalo realiza uma série de movimentos, como correr, esbarrar e volta sobre patas para um lado e para o outro.

Agende-se

Credenciadora do Freio de Ouro
Quando: até 25 de maio
Local: Parque Nacional da Festa da Uva – Caxias do Sul
Promoção: Núcleo dos Vinhedos

Programação

SEXTA-FEIRA

7h – Início entrada animais Morfologia e Credenciadora
8h – Admissão Morfologia
10h – Morfologia – Início do Julgamento
14h – Reinício Julgamento Morfologia
17h – Admissão da Morfologia Credenciadora

SÁBADO

8h30min – Credenciadora aberta – Início etapa funcional / Freio do Proprietário
14h – Credenciadora aberta/Freio do proprietário
16h30min – Chá para Senhoras
Após as provas: Demonstração de Doma Índia (patrocínio Cabanha Rota dos Tropeiros)

DOMINGO

9h – Credenciadora/ Freio do Proprietário
12h – Premiação Credenciadora e Freio do Proprietário
14h – Campereada

Envie seu Comentário