Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Novidade"

Vocalista de Os Campeiros leva cultura gaúcha para as escolas

22 de outubro de 2013 0

Espedito Abrahão não para. Depois de lançar o primeiro CD solo, Um Canto Terrunho, o vocalista do conjunto Os Campeiros leva para as escolas um projeto cultural que prevê nos colégios públicos palestras por meio do Financiarte.

jACKELINE sANTOS (2)

Foto: Jacqueline Santos

O projeto ganhou o mesmo nome do CD: Espedito Abrahão – Um Canto Terrunho. Na semana passada, Espedito falou sobre a cultura gauchesca para cerca de 150 alunos do 5º ao 8º ano da Escola Municipal de Ensino Fundamental Vereador Marcial Pisoni.

O músico ainda cantou músicas próprias e tradicionais. Pelo jeito, a galerinha da foto abaixo gostou…

jACQUELINE sANTOS (1)

Foto: Jacqueline Santos

 

Meu Tempo, o novo CD de Daniel Barros

21 de outubro de 2013 1

Ao escutar o novo CD de Daniel Barros, fica claro porque o artista  foi indicado a cinco categorias do Prêmio Vitor Mateus Teixeira. Letras que emocionam, bons arranjos e melodias, e parcerias com outros grandes artistas marcam o terceiro disco do caxiense.

A canção que dá nome ao CD, Meu Tempo, de autoria própria do artista, traz um pouco do passado e do presente do músico, vivências percebidas também em De Volta e Teus Olhos.

As participações especiais ficam por conta de Luiz Marenco, Os Tiranos, Lázaro Nascimento, Valdir Verona, Lúcio Yanel e Oscar dos Reis. Até mesmo a famosa Pra não Dizer que não Falei das Flores, de Geraldo Vandré, que tornou-se hino estudantil contra a ditadura militar (mais conhecida como Caminhando), surge repaginada na voz de Daniel.

A capa do CD é um show à parte: uma ilustração do artista plástico Vasco Machado que  traz o músico ao lado do cavalo Mocito, um crioulo tostado malacara de 12 anos, bem encilhado. No encarte, uma imagem do Negrinho do Pastoreio  pintada em 1973 pela mãe do artista, Lourdes Cecília Bazo (In Memoriam).

O CD foi lançado em setembro no Paiol, no dia 7, quando foi gravado também o DVD, que deve ser lançado no final do ano. Daniel Barros tem 35 anos de carreira e já tocou por 10 anos com José Cláudio Machado.

CD Daniel Barros

Tatiéli Bueno lança regata da grife que leva seu nome

19 de outubro de 2013 0

A voz feminina e marcante já é conhecida dos caxienses e, aos poucos, a grife também. A cantora Tatiéli Bueno lança mais uma peça da coleção que leva o seu nome e divulga sua carreira nos palcos gaúchos: uma regata nas cores vermelha, preta e branca.

Credito leonardo Kael

Foto: Leonardo Kael

A coleção conta ainda com moletons, camisetas, bloco de recados e adesivos que trazem a marca da cantora, criada pela designer Marilia Valmorbida.

As peças já circulam pelo Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, Goiás e também pelo Peru, Chile e Austrália, com amigos da cantora. As camisetas e regatas custam R$25 e o moletom, com bolso e capuz, custa R$ 65.

Crédito Estúdio Bastian

Foto: Guilherme Bastian

A guria de 26 anos faz parte da nova geração de músicos que Caxias do Sul vem formando e dá um tom mais contemporâneo a canções regionais, já venceu o Enart e foi uma das atrações do Galpão Crioulo gravado em setembro em Caxias (foto abaixo). Há um ano, investe na carreira solo. Ela ainda forma dupla com Anderson Oliveira.

Gostou da grife? Então entra em contato com Tatiéli. Telefone: (54) 9149.9303 – Email: taticantora@hotmail.com. Ou procura a guria pelo facebook e veja mais fotos das peças!

7

Foto: Ale Lorenzi

São Jerônimo classifica finalistas do Enart

14 de outubro de 2013 0

Neste final de semana aconteceu em São Jerônimo a última inter-regional do Enart. Os classificados disputarão a final em Santa Cruz do Sul, nos dias 15, 16 e 17 de novembro.

Clique aqui para conferir os classificados em São Jerônimo. Esteio, Uruguaiana e Caxias do Sul já haviam sediado as suas inter-regionais.

Agora é muito ensaio e trabalho para fazer bonito na final!

Na Feira do Livro, espaço para o gauchismo

12 de outubro de 2013 0

Para aproveitar  o último final de semana da Feira do Livro, o blog traz mais algumas sugestões.

Para quem tem gosto especial pela lida de campo, Doma – Treinamento do Cavalo Crioulo é uma boa pedida. A obra é de André Santos, pela editora Martins Livreiro. A proposta é apresentar os melhores métodos de treinamentos de cavalo para competição e serviço, mostrando o que deve-se fazer e o que deve-se evitar fazer durante a doma. O autor doma cavalos há mais de 20 anos. Na feira, está sendo vendido por R$ 80.

O trançado em couro cru inspira   a obra “Mão Gaúcha – Trançados em Couro Cru”, de Enyltho Paixão Coelho. Com 116 páginas, mostra desde a preparação do couro até a feituras de tranças, corredores, nós e botões, com ilustrações didáticas. Está por R$ 100 na feira.

Se o assunto é música, a história da dupla de acordeonistas Irmãos Bertussi, marco da música regionalista, está reunida em Irmãos Bertussi – Coração Gaúcho, de Charles Tonet e Angela Tonet, lançado em 2012.

Já para quem quer aprimorar seus conhecimentos, o caxiense Valdir Verona é o autor de Ritmos Campeiros no Rio Grande do Sul – Ao Violão (lançado em 2012), voltado às batidas e dedilhados com a mão direita. A obra traz partituras, tablaturas e CD encartado. Verona é violonista e grande pesquisador dos ritmos regionais.

13559250971

Espedito Abrahão lança "Um Canto Terrunho"

11 de outubro de 2013 0

Vem de Caxias a novidade da música: Espedito Abrahão, do conjunto Os Campeiros, lança o seu primeiro CD solo: Um Canto Terrunho. O álbum traz ritmos como chamarrita e valsa, pouco explorados pelo grupo ao longo dos 22 anos de existência. Gildinho e Vanclei, d’Os Monarcas, fazem participação especial na canção Prosa de Campeiro.

Abrahão tem 48 anos e é o fundador de Os Campeiros, onde é vocalista.

- Esse trabalho solo é a realização de um sonho. Tem músicas de baile, mas canções para escutar também. Deus quem sabe pode ser estendida para todo o país, pois, apesar do cunho gaúcho, tem um linguajar conhecido por todos. A essência das músicas que componho vem do campo, mas a inspiração é algo que vem de Deus – explica o cantor e compositor.

Divulgação

Tchê Barbaridade volta ao som fandangueiro

07 de outubro de 2013 2

A pilcha está de volta e também o som que marcou o início da carreira do Tchê Barbaridade. O Grupo lançou o CD 100% Gaúcho – Volume II, pela gravadora ACIT. O trabalho é a continuidade de um projeto iniciado em 2011, de mesmo nome, que resultou em um CD e um DVD, e que traz de volta o estilo fandangueiro dos primeiros trabalhos do conjunto, que gravou o primeiro disco em 1989.

Roni Rigon

Vale lembrar que, por volta de 2006, o Tchê Barbaridade foi um dos grupos que se voltou para o estilo “tchê music”: aboliu as pilchas, alcançou projeção nacional e teve música tema de novela da Rede Globo. Como tudo tem um preço, foram discriminados e barrados nos CTGs.

- Comercialmente, o projeto “tchê music” foi um sucesso, construído com empresários de São Paulo que não tinham identificação com a cultura gaúcha. Era um estilo mais popular, músicas com mais suíngue, na tentativa de atingir outros nichos. Porém, nosso público se afastou – conta “Marcelo do Tchê” para o blog.

A música do novo trabalho “Até onde os pila der”se aproxima de sucessos como Moça Fandangueira, Ao som de um gaitaço e De a cavalo. É a tentativa de chamar de volta um público que, no ano em que o conjunto completa 26 anos, chega na sua terceira geração de fãs. Abaixo, confira o clipe de “Até onde os pila der”.

Campeiro não tem enfeite, a nova música do Baitaca

05 de outubro de 2013 2

Campeiro não tem luxo, não se acostuma com comida moderna e, se a bota é esfolada, é porque não é de passeio. Pelo menos é assim que Baitaca retrata em “Campeiro não tem enfeite” a vida de quem se criou “a campo fora”. A canção está no novo CD que o cantor missioneiro acaba de lançar, pela gravadora ACIT.

Quem cresceu no campo se reconhece nos versos bem humorados do artista. O álbum tem 13 faixas e participação dos músicos Ney Mattana, Robison Boeira e Marlon Castilhos.

Veja o vídeo!

Baile das Mimosas

03 de outubro de 2013 0

Já tem mais de 430 mil visualizações no Youtube o vídeo Baile das Mimosas, versão gaúcha do popular Show das Poderosas, da cantora Anitta. A música mantém a mesma melodia, mas com letra adaptada para o linguajar campeiro e utiliza frases como: Prepara que agora é hora de bailar com as mimosas e Gaiteiro puxa o fole que é pra nós ir dançando.

A dupla que gravou a canção, Germano Fogaça e Lawrence Wendt, já é conhecida dos internautas gaúchos pelas paródias. Ela é top, de Mc Bola, virou Ela é xucra. Já Amor de chocolate, do Mc Naldo, virou Amor de Churrasco.

Ficou curioso? Então confira no vídeo o “Baile das Mimosas”