Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Caxias do Sul"

Carteado no intervalo do tiro de laço

13 de março de 2015 0

Entre um tiro de laço e outro, a turma de amigos de Caxias e Garibaldi se reunia para um carteado. A única mulher da mesa, a laçadora Eliane Costa, 31, dava a deixa: Quem não vence no laço, tenta no jogo.

felipe nyland

Foto: Felipe Nyland

Mulher campeira

13 de março de 2015 1

O pé machucado não impediu Paola Moterle, 15 anos, de montar no cavalo rosilho de nome Nocaute e participar das provas de tiro de laço do rodeio do CTG Campo dos Bugres, que acontece até domingo em Caxias, nos Pavilhões.

Começou a laçar há pouco tempo, um ano, mas criou-se dançando m CTG. A preocupação com o cavalo bem encilhado e o colar dourado que carrega no pescoço, de Nossa Senhora de Fátima, sobre a camisa rosa, não deixa dúvida: a mulher serrana é campeira, mas também vaidosa.

felipe nyland

Foto: Felipe Nyland

Os laçadores de vaca parada

13 de março de 2015 0

felipe nyland

A coluna vem acompanhando o rodeio do CTG Campo dos Bugres, no Parque da Festa da Uva, que vai até domingo. Nesta quinta, os laçadores despontaram nas primeiras provas de tiro de laço. Só que o laço não correu solto apenas na cancha. Fora dela, pequenos laçadores botavam armadas e mostravam que tradição não tem idade.

Os amigos Gustavo Luiz Graciano, 12, e Leonardo Pereira, 8, passaram a tarde laçando vaca parada. Leonardo já é até campeão nacional da modalidade: representou o Rio Grande do Sul e voltou vencedor do Rodeio Nacional de Campeões , este ano em Santa Catarina. Concorreu com oito Estados e acertou 46 armadas. O sonho do guri? Ser campeão brasileiro laçando também a cavalo.

felipe nyland

Fotos: Felipe Nyland

Conheça Vinicius, o laçador

12 de março de 2015 0

Vinicius dos Santos Soares, 12 anos, treinava o braço para as provas de tiro de laço nos Pavilhões para o rodeio do CTG Campo dos Bugres, em Caxias. Depois das aulas, o destino dele será o parque. Não estará sozinho: companheiro de laço e de rodeio, o cavalo Lobo fará companhia ao jovem.

felipe nyland

Foto: Felipe Nyland

Lá vem o Artegão!

12 de março de 2015 0

roni rigon

Quando ele chega, os conhecidos já gritam: lá vem o “Artegão”. Díficil não reconhcer. O ônibus transformado em motor home em 1984 chama a atenção. Os móveis são em madeira, com estofados antigos.

Com ele, Amauri Tischer, 46 (sentado na foto) já viajou até por São Paulo. O apelido veio do nome da loja de artigos gaúchos, Artega. Até domingo, eles estarão no rodeio do CTG Campo dos Bugres, nos Pavilhões, em Caxias.

roni rigon

Fotos: Roni Rigon

Pai de gaiteiro de Os Monarcas acampa no rodeio

12 de março de 2015 0

Qualquer semelhança não é mera coincidência: o pai de um gaiteiro que integra um dos grupos gaúchos mais famosos montava o acampamento nos Pavilhões para o rodeio do CTG Campo dos Bugres, em Caxias,  onde receberá o filho e os companheiros do conjunto. Francisco Machado, 63 anos, é todo orgulho pelo filho Tiago Machado, natural de Caxias e acordeonista de Os Monarcas, que anima baile do rodeio na sexta. Serão esperados com um costelão.

felipe nyland

Foto: Felipe Nyland

 

Tradição: Sangue e nome de ginete

12 de março de 2015 0

O quadro do avô montado em um cavalo é a inspiração de Oripes Willian Silveira Rodrigues. Não contente em deixar a lembrança em casa, trouxe a foto para o acampamento no rodeio do CTG Campo dos Bugres, nos Pavilhões, em Caxias.

O guri, de 17 anos, herdou não só o nome do avô, mas o talento do ginete. Criou-se montando em ovelhas em Itaqui, de onde é natural, e há um ano participa de gineteadas.
Willian, como é chamado, sabe que vai competir com ginetes experientes, alguns até do Uruguai e da Argentina. Medo? Não para o gaúcho que veio da fronteira.

– A gente faz pelo gosto, não pelo prêmio – explica.

O avô, hoje com 74 anos, não verá o neto montar em um cavalo. Mas a gente manda um recado: torcemos por Willian, Seu Oripes!

IMG_4301

Foto: Manuela Teixeira

Um gaúcho moderno nos Pavilhões

12 de março de 2015 2

Gaúchos cancheiros, acostumados com o tempo ruim, não se incomodaram com a umidade da chuva de ontem e de terça nos Pavilhões, no rodeio do CTG Campo dos Bugres, em Caxias.

Éverton Santos, 42, era um deles. Montava o acampamento para um encontro pra lá de especial: com amigos com quem estudou há 30 anos no colégio estadual Presidente Vargas. Acompanhando a modernidade, o encontro foi marcado pelas redes sociais e pelo whatsapp. De vez em quando, o gaúcho era flagrado na internet.

IMG_4319

Foto: Manuela Teixeira

Campeões nacionais de tiro de laço são da Serra

24 de fevereiro de 2015 2

Caxias do Sul da fé, do trabalho e dos campeões nacionais de laço. Vem da 25ª RT os 10 homens que consagraram-se os grandes vencedores do Laço Seleção no 17º Rodeio Nacional de Campeões, que ocorreu em Piratuba (SC), no início de fevereiro.

Nove são caxienses e um é de São Marcos:  Cassiano Palmeira Marques, Gilsandro dos Reis Alves, Valmir de Andrade Corra, Alan da Silva Ferraz (o são-marquense), Jean Garcia, Elizandro da Silveira, Leonardo Gobbi Trindade, Lucas Vanaz, José Claudio de Andrade e Luan Angelo da Silva.

– O sonho de todo laçador é ser campeão brasileiro. É uma emoção muito grande – diz Cassiano Palmeira Marques, que laça desde os cinco anos.

O time de 10 homens, todos entre 20 e 33 anos, acertou 94 de 100 armadas.
Amigos, laçam juntos em torneios e rodeios.

No laço Seleção Guri também dois dos cinco premiados nacionalmente vêm da 25ª RT:  Germano Keller de Oliveira e Amonrá dos Santos Domingos.  Na parte artística, o CTG Imigrantes e Tradição ficou com o 3º lugar nas danças Biriva.
arquivo pessoal

Foto: Arquivo pessoal, divulgação

Tradição valorizada na escola Abramo Eberle

03 de outubro de 2014 0

Ainda em ritmo farroupilha: inspirada na série 7 Lendas Gaúchas, a Escola Estadual Abramo Eberle propôs diversas atividades aos alunos do 1º ao 9º ano. Algumas turmas dramatizaram as lendas. Uma delas, a do Negrinho do Pastoreio, foi apresentada para toda a escola.

Diogo Sallaberry

Outras, inspiradas na Lenda do João-de-barro, usaram argila para criar a morada do pássaro. As lendas ganharam releituras: Um cartaz com o mapa do Brasil trazia os dizeres “esta terra tem dono”, frase de Sepé Tiaraju. Outras criaram composições plásticas, usando técnicas como a de luz e sombra, com lápis.

Diogo Sallaberry

A escola quer ser referência em tradicionalismo no Estado. Também no concurso de poesia literária da Semana Farroupilha, de 10 categorias, a instituição foi premiada em seis.

O blog deixa o desafio a escolas da Serra: que os temas referentes à cultura sulista não se restrinjam a setembro. Afinal, nós a vivemos no dia a dia. Por que não no dia a dia da sala de aula também?

Diogo Sallaberry

Fotos: Diogo Sallaberry