Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "homenagem"

Marenco é eleito o melhor cantor nativista de 2015

28 de dezembro de 2015 0

Luiz Marenco encerra um ano de ouro. Leitores do Diário Gaúcho o elegeram como o melhor cantor nativista de 2015. Ele ficou com 49% dos votos. Os Fagundes tiveram 37% e Luiz Carlos Borges, 14%. Em novembro, Marenco e Pirisca Grecco viajaram para a China acompanhados dos músicos Paulinho Goulart, Gabriel Selvage e Duca Duarte. O motivo eram quatro shows na cidade de Donguann, lar de vários gaúchos moradores do Oriente.

12390990_953374404698261_900857438321838327_n

O ano foi, especialmente, o do lançamento do CD Sul, com 14 canções – letras de Sérgio Carvalho Pereira que ganharam a melodia de Marenco. Elogiado pela crítica, o projeto original é um livro de 160 páginas com o álbum encartado. Marenco é reconhecido não só pela qualidade da sua música, mas pela simplicidade. É acessível aos fãs, à imprensa e conhecido incentivador de novos talentos. Na Serra, participou de Sensibilidade, álbum de Tatiéli Bueno, e Das vezes que pensei escrito, de Fábio Soares.

De aniversário no último dia 22, ganhou o carinho dos fãs nas redes sociais, que viram um Marenco colorido e estilizado (abaixo), sob o olhar de Roseli Marenco (irmã do músico). O quadro foi baseado em outro retrato, regalo do artista Gonza Rodriguez ao amigo (imagem acima).

12360078_953374534698248_2718400520942469434_n

Fotos: Arquivo pessoal, divulgação

CTG Imigrantes e Tradição celebra conquista do Fegadan

17 de novembro de 2015 0

Integração, amizade, família. Tudo isso eu vi neste domingo quando o CTG imigrantes e Tradição, de Caxias do Sul, celebrou a conquista do Troféu Rotativo do Festival Gaúcho de Danças (Fegadan), onde eles conquistaram 12 prêmios: 1º lugar nas categorias Mirim, Juvenil, Birivas, 2º nas Adulta e Veterana, Musical Biriva, troféu de melhor acampamento e cinco troféus de indumentária.

É o segundo ano que a entidade leva para a casa o Troféu Rotativo (também é o segundo do festival) e é resultado da dedicação, do esforço pessoal e coletivo, mas vai além disso: é a celebração de uma cultura sadia, que reúne em um mesmo ambiente pais e filhos, avôs e netos, crianças e adolescentes. E quando eu vi as invernadas postarem-se no salão, dançarem o Balaio, o Xote Carreirinha, eu lembrei dos meus tempos de prenda, lá no CTG Rodeio Serrano, de São Francisco de Paula. Voltei no tempo, aliás.

Muito dos valores que carrego aprendi dentro do CTG. Disciplina, responsabilidade, valorização à cultura regional, apego à entidade e à própria família.  Porque, meus amigos, a entidade do gaúcho é sua segunda casa. Tu não troca (pelo menos não a toda hora, como se vê por aí). Me senti assim no Imigrantes.

O Imigrantes e Tradição foi criado em 1984. Hoje, são 125 dançarinos. O Fegadan foi uma reivindicação dos grupos de dança do estilo Paixão Côrtes (ou campeiro, como é conhecido) ao MTG, que não tinham um festival próprio.

— É gratificante um troféu desses. É o nosso “Enart” — resume o patrão Fernando Razia.

Confira algumas imagens da confraternização:

Invernada Mirim

IMG_9354

Invernada Juvenil

IMG_9356

Invernada Adulta

IMG_9359

Invernada Veterana

IMG_9358

Organizadores do acampamento

IMG_9363

Todo o CTG

IMG_9364

Fotos: Manuela Teixeira

Leitor campeiro: CTG de Bento Gonçalves é homenageado

11 de novembro de 2015 0

O CTG Presilha da Serra, de Bento Gonçalves, foi homenageado pela Câmara de Vereadores com uma Portaria de Louvor e Agradecimento, em sessão solene do dia 27 de outubro. A entidade completou 19 anos em 2015. Fundado em agosto de 1996, o CTG, cujo atual patrão é Anselmo Garcia de Mattos, tem seu galpão situado no bairro Vila Nova II e conta com cerca de 400 sócios. Vida longa ao Presilha da Serra!

 Vinícius Stelari Leão

Foto: Vinícius Stelari Leão, divulgação

Sem acordo, sem dia dos CTGs

11 de setembro de 2015 0

Foi adiada por 15 dias a discussão do projeto de lei que institui o Dia Municipal dos CTGs pela Câmara de Vereadores de Caxias. Na terça-feira, por maioria de votos (16 x 5) foi aprovado o pedido de vista do vereador Henrique Silva (PCdoB). Ele alegou que patrões de entidades tradicionalistas, em contato com o seu gabinete, alegaram desconhecer a proposta.

Jaison Barbosa (PDT), autor do projeto, diz que a 25ª RT chegou a aprovar o mérito da indicação que homenagearia os CTGs no dia 20 de Setembro. O projeto foi protocolado ainda no ano passado na Câmara.

Gabriel Lain

Foto: Gabriel Lain, Divulgação

Câmara de Caxias vota Dia Municipal dos CTGs

09 de setembro de 2015 0

Caxias do Sul pode oficializar um dia para homenagear entidades que cultivam as tradições gaúchas. Nesta quarta-feira (9), a Câmara de Vereadores vota o projeto que institui o Dia Municipal dos CTGs no município. A data proposta é 20 de Setembro. A sessão tem início às 16h30min. O projeto é do vereador Jaison Barbosa (PDT).

Gabriel Lain

Foto: Gabriel Lain

Reveja: Nico Fagundes em vídeo

25 de junho de 2015 0

O Rio Grande está de luto, e não poderia ser diferente. O historiador e folclorista Antônio Augusto Fagundes, que morreu na noite desta quarta-feira, em Porto Alegre, era respeitado tanto como poeta e estudioso das tradições gaúchas.

Nas redes sociais, músicos lamentaram a morte  e prestaram suas homenagens a Nico.  Reveja alguns vídeos com Nico Fagundes:

“Gaúcho”, Os Fagundes

Os Reis Magos

Galpão Crioulo

Nas redes sociais, tradicionalistas lamentam morte de Nico Fagundes

25 de junho de 2015 0

O Rio Grande está de luto, e não poderia ser diferente. O historiador e folclorista Antônio Augusto Fagundes, que morreu na noite desta quarta-feira, em Porto Alegre, era respeitado tanto como poeta e estudioso das tradições gaúchas.

Vários problemas de saúde foram enfrentado por Nico, como ele era conhecido, nos últimos anos: um derrame em 2000 e uma infecção que chegou a deixá-lo em coma em 2010. Nico nasceu em Alegrete em 4 de novembro de 1934 e é autor da letra do Canto Alegretense, canção que tornou-se uma espécie de hino regionalista.

Nas redes sociais, músicos e tradicionalistas lamentaram a morte de Nico e prestaram homenagens. Confira:

“Estamos todos de luto. Faltam palavras para dizer da tristeza da partida de Nico Fagundes, essa figura ímpar e fundamental para a nossa arte. Fica a certeza do seu legado e nosso compromisso em honrar sua memória e seu trabalho. Um beijo e um abraço apertado a sua família. Beijo Anita, mulher guerreira, companheira e amorosa.  Minhas lembranças de alguns momentos compartilhados sempre com amor e um beijo carinhoso. Saudade, pra sempre, Tio Nico.” (Shana Müller, cantora e apresentadora do Galpão Crioulo)

988551_983430021719602_4635739950909217086_n

“Antônio Augusto Fagundes ‪#‎NicoFagundes encilhou nuvens, que Deus te receba de braços abertos, querido poeta!!!” (Joca Martins, músico)

“Ainda criança tive o privilégio de conhecê-lo e por muitas oportunidades de encontrá-lo nas visitas ao Galpão Crioulo e nas andanças musicais. Sempre carinhoso e atencioso com meu trabalho, o Tio Nico foi (e seguirá sendo) uma grande referência, uma espécie de conselheiro e “avalista” do trabalho de muitos e muitos artistas gaúchos. Isso sem contar sua imensurável importância através de suas obras e pesquisas relativas ao tradicionalismo e ao folclore gaúcho. Meu abraço carinhoso à família Fagundes, em especial aos amigos Ernesto, Neto, Paulinho e Bagre, com quem tive mais contato. Aos seus filhos, um carinhoso abraço, e a certeza de que o orgulho que sempre sentirão por tudo o que o pai representa para nosso Estado, será um alento importante para superar a saudade desta grande perda. E preciso registrar o quanto gostaria de abraçar nesse momento, e transmitir meu carinho e admiração pelo incansável companheirismo, pelo constante zelo e cuidado amoroso da querida Ana! Uma guerreira! Fiquem com Deus!!!  Gracias por tudo, “Tio Nico!!!” (Juliana Spanevello, cantora)

11403022_832982953445699_457486277649659263_n

“Lamentavelmente perdemos hoje mais uma figura insubstituível para o tradicionalismo gaúcho. Nico Fagundes será saudado eternamente pela sua grandiosa obra, pela vida dedicada ao estudo do folclore e por manter viva a nossa cultura, a nossa arte e a nossa história. Sentiremos saudades. Fará falta. Estamos de luto.” (César Oliveira e Rogério Melo, músicos)

“Gravação do Programa Galpão Crioulo no ano de 2011. Com Rafael de Boni, Neto Fagundes e Antônio A. Fagundes.” (Valdir Verona, músico)

11539634_878908755480216_3409313686759864435_n

“Assim é e sempre será o ciclo da vida, uns vão, outros ficam, uns deixam um marco na terra e se vão a outro plano, assim o tempo nos ensina a dar valor aos que ficam, aos novos que vem, o cenário gaúcho permanece com grandes nomes…
Deixaste seu marco na história do nosso RS, não tive a oportunidade de conhecê-lo pessoalmente em vida (…), mas quem sabe um dia nos encontremos para tomar um mate sequer… Vá com Deus… ” (Luidhi Moro Müller, músico)

“Luto no RS! Nico Fagundes! Descanse em paz!” ()

“Dia difícil hj…Perdi um Amigo, um Irmão, um Parceiro, Nico Fagundes…Força a sua família…E a ti, Nico, Obrigado, Obrigado, Obrigado!!!” (Cristiano Quevedo, músico)

“Não há palavra que possa descrever tamanha perda. Respeito, admiração e minha gratidão! Grande Tio Nico, vá em paz!
Minha voz silencia neste momento em respeito a ti! Registro do Programa Galpão Crioulo 2010.” (Tatiéli Bueno, cantora)

10422209_378363449021392_4896495297206975432_n

“Hoje o Rio Grande do Sul amanheceu de luto. É impossível não chorar pela partida desse grande amigo e expoente maior da cultura gaúcha. Mestre Nico Fagundes, certamente o céu está em festa para te receber, obrigado por tudo, parceiro velho.
Sentiremos tua falta eternamente. ” (Porca Véia, gaiteiro)

Na página do grupo Os Fagundes, a letra do Canto Alegretense foi seguida desta foto:

11220071_798567020241744_1750367821155898666_n

Fotos: Arquivo pessoal, divulgação

Mãe campeira: homenagem dos leitores

08 de maio de 2015 0

Começam as homenagens dos leitores às suas mães campeiras! Feliz Dia das Mães! Neste sábado, mais fotos serão divulgadas.

Regina Claudia Mazzochin manda um recado à mãe, Maria, 62 anos: “Ela não é apenas minha mãe, é minha melhor amiga, o meu grande amor…”

12

Quatro gerações: A bisavó Eva dos Santos , 60 anos, a filha Erionete dos Santos , 41, a neta Aline dos Santos Correa, 25, e a bisneta Gabriela de Brito, dois.

1

Quatro geração da família Valim. Da direita para a esquerda: a bisavó Maria, a filha Jussane, neta Mariane e bisneta Thayná.

2.1

Aqui, Jussane Valim com os filhos: Mariane (ao lado da mãe), Geisa e Augusto.

2

Esta é Rosalina Reis Sandi, 68 anos.

9

Helena  Pacheco de Oliveira homenageia a mãe Irma Luciano de Oliveira, 80 anos.

10

Andréa Sandi, 42 anos, com seu gauchinho…

16 (1)

Mary Calgaro, em dia de festa, com os filhos Nathalia e Arthur.

Mary Calgaro, com os filhos Nathalia e Arthur

E, por fim, minha mãe, Iracema Moraes Teixeira! Cavaleira, campeira e que faz o melhor mumu e doce de figo que conheço!

10342827_631608893594162_1873332762363819123_n

Fotos: Arquivo pessoal, Divulgação

Homenagem: Envie foto de sua mãe campeira

05 de maio de 2015 0

Como é tradição, o blog convida o leitor a homenagear sua mãe campeira! Envie a foto com o nome e idade da mãe. Se houver mais alguém na foto, identifique também! Quer escrever um recado, fazer um agrado? Também pode!

Envie para manuela.teixeira@pioneiro.com. As fotos serão divulgadas no blog e na coluna impressa do final de semana!

A bela imagem abaixo é de Juliana Savicki  e o filho Augusto. Ela integrou a galeria do ano passado.

JULIANA016

Foto: Arquivo pessoal, divulgação

Vozes do Sul completa 20 anos com homenagens

13 de abril de 2015 0

VOZES DO SUL - Luiz Carlos Erbes, divulgação  (2)

Os 20 anos do  Vozes do Sul foram lembrados na última quarta na Câmara de Vereadores de Caxias, quando o grupo de canto foi homenageado. Em 1995, Heloisa Santini, diretora e professora da Academia Tryanon, convidou os alunos para formar um coral de músicas gauchescas.

Os participantes, sob a regência do maestro Felix Slaviero, abraçaram o desafio. No final do mesmo ano, o coral se tornou independente e passou a se chamar Grupo de Canto Vozes do Sul. As apresentações em escolas, missas crioulas, rodeios, atividades sociais públicas e privadas começaram a fazer parte da agenda.

Atualmente, o grupo conta com 25 integrantes, sendo presidido por Gentil Zanatta e regido pela maestrina Maristela Cordeiro. A parte instrumental está a cargo dos músicos Rafael Siqueira (gaita), Rogério Lorenzi e Adair Dutra (violão) e Vanderlei da Silva (pandeiro). A homenagem foi proposta pelo vereador Pedro Incerti/PDT e aprovada por unanimidade pelos parlamentares.

VOZES DO SUL - Luiz Carlos Erbes, divulgação  (1)

Fotos: Luiz Carlos Erbes, Divulgação