Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "polêmica"

2015: um ano difícil para o MTG

30 de dezembro de 2015 0

Dois mil e quinze foi um ano difícil, e muitas lideranças legalmente constituídas foram postas à prova, inclusive o Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG). Há tempos o MTG vinha sendo questionado sobre os seus regramentos, sobre a sua ideologia e a sua forma de organização. Só que neste ano os episódios foram parar na Justiça, com a CPI do Acampamento Farroupilha e outras duas ações, uma pedindo vínculo empregatício de um narrador de rodeios e outra pedindo anulação de cláusula do Regulamento do Departamento de Narradores.

Durante seis meses, a CPI investigou as contas do Acampamento Farroupilha entre 2009 e 2013, mas não conseguiu provar nenhuma ilegalidade, alegando “ausência de testemunhas, falta de documentos e pouco tempo para análise da documentação”. No caso do processo movido pelo narrador de rodeios Gustavo Leite de Oliveira, que pedia vínculo empregatício com a instituição, a Justiça concluiu que a função exercida era eventual. Oliveira foi um dos narradores suspensos pelo MTG por participarem de eventos da Federação Gaúcha de Laço. A Justiça ainda reconheceu a legitimidade do Regimento Interno do Departamento de Narradores e a vedação para seus integrantes narrarem rodeios estranhos à instituição (cláusula que motivou suspensões e processos como o de Oliveira).

A decisão da Justiça sobre os episódios foi vista pelo MTG como “três importantes vitórias”. Judicialmente sim, mas a verdade é que a polêmica gerou conflitos, decepções, divisões e desgastes.

Deivis Bueno - aldeia dos anjos

Foto: Deivis Bueno, divulgação

Desgastes que afetaram também a credibilidade do maior festival de arte amadora da América Latina, o Encontro de Arte e Tradição (Enart). A divulgação de uma planilha incorreta com as notas dos grupos de danças tradicionais força A tirava das mãos do CTG Aldeia dos Anjos (de Gravataí) o troféu de grande campeão e o dava ao segundo lugar, o CTG Tiarayú (de Porto Alegre). As planilhas originais foram recontadas e confirmaram a primeira colocação ao Aldeia. Porém, na categoria Trova Estilo Gildo de Freitas, a revisão das notas mostrou que Aldori Moreira Tito, de Alegrete, que havia ficado em terceiro lugar, era o verdadeiro campeão. A organização do Enart havia contratado a empresa Sys Soluções em Informática, de Lagoa Vermelha, para a fazer a soma das notas. Ficou feio.

Em editorial, o presidente do MTG, Manoelito Savaris, escreveu que “quem se dispõe a ser o primeiro da fila, o chefe, sabe que está sujeito a responder por coisas que ele não fez, mas que algum subordinado ou vinculado a ele fez. (…)O que interessa? Houve um erro no Enart, o evento é de responsabilidade do MTG, e o presidente do MTG é o responsável. Simples assim. Pois assumo a responsabilidade. Assumo a culpa.” Em tom de desabafo, ele admite que não era assim que pretendia deixar a presidência do movimento.

A questão é bem maior do que assumir ou não a culpa. Estamos falando de um movimento que deveria integrar, e não separar. O novo gestor do MTG será escolhido no próximo 10 de janeiro, no Congresso Tradicionalista, em Bento Gonçalves.

CPI aponta irregularidades na Fecars

28 de fevereiro de 2015 0

A Câmara de Viamão aprovou relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apurou supostas irregularidades na prestação de contas da Fecars de 2014. Entre as denúncias, está a superfaturamento na contratação de serviços e o questionamento de pagamentos à TV Tradição, a qual Manoelito Savaris, presidente do MTG, é sócio. A Fecars recebeu R$ 150 mil da prefeitura para a realização do evento.

De acordo com reportagem de Giovani Grizzoti no G1,  a CPI indiciou quatro pessoas, entre elas o prefeito Valdir Bonatto (PSDB) e Savaris, também presidente da Fundação Cultural Gaúcha (FCG). Cópias do relatório foram enviados ao Ministério Público e Tribunal de Contas, que são os órgãos que podem formalizar qualquer denúncia.

A investigação da CPI apontou suferfaturamento na contratação de chuveiros e banheiros químicos e que o restaurante da festa foi escolhido sem licitação. O relatório contatou que a TV Tradição, a qual Savaris é sócio, recebeu mais de R$ 12 mil para transmitir a Fecars e foi uma das primeiras a receber o valor, enquanto outros serviços não foram pagos.

 

Aqui a nota oficial enviada pela Fundação Cultural Gaúcha:

 

A Fundação Cultural Gaúcha, diante de notícia veiculada nesta data esclarece o seguinte:

1. Os valores recebidos da Prefeitura Municipal de Viamão para a realização da Fecars 2014 foram integralmente aplicados no evento conforme plano de trabalho;

2. Todos os recursos do evento e todos os contratos foram negociados pela comissão organizadora composta por representantes da Fundação e da Prefeitura Municipal.

3. A discussão relativa a uma nota fiscal no valor de R$8492,50 fornecida pelo restaurante onde foram realizadas as refeições pelas equipes de trabalho da prefeitura, da segurança e do MTG, diz respeito ao tipo de nota fornecida e não se a atividade ocorreu ou não.

4. A TV Tradição que existe para divulgação e transmissão de eventos tradicionalistas é mantida por tradicionalistas e não distribui quaisquer valores para os sócios que somente garantem a sua existência.

5. A empresa de segurança ( portaria) , foi contratada por secretaria de Governo da Prefeitura de Viamão.

6. A falta de recursos repassados pela  Prefeitura, deixou em aberto o pagamento  gado, que já  esta negociado e acertado com proprietário, pela Fundação – MTG.

7. O Custo da reforma e adaptação da cancha as necessidades do Evento – FECARS, esta de acordo com o necessário para a execução dos serviços prestados.

Com ou sem apoio, sai o Feggart

27 de fevereiro de 2015 1

Uma reunião esta semana parece ter acalmado os ânimos entre o Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG) e a organização do Festival Gaúcho e Gastronômico de Arte e Tradição (Feggart).

11005965_847719505294038_1708527320_n

Foto: Prefeitura de Farroupilha, Divulgação

Em documento, o MTG sugeriu a troca de nome do festival, para que não fosse confundido com o Encontro de Arte e Tradição Gaúcha (Enart), que não houvesse premiação em dinheiro (como no Enart) e que a 25ª RT fosse integrante da comissão organizadora. O presidente da comissão, Tiago Ilha, já adianta que a troca de nome não será acatada. A proposta da premiação será avaliada.

- Sobre o nome, já temos site, material de divulgação, tudo pronto. Sobre a premiação não ser em dinheiro, vamos avaliar. Nossa ideia inicial era premiar financeiramente para valorizar os participantes, que têm gastos com trajes, deslocamentos. Quanto a participação da 25ª RT, não haverá problemas – garante.

Ainda assim, o MTG não confirmou apoio ao evento, lançado oficialmente quarta. No dia 7 de março, outro encontro está agendado entre o movimento e a comissão do festival. Para entender o caso: o Enart é cria do até então extinto Festival Gaúcho de Arte e Tradição (Fegart), que ocorreu de 1986 a 1996, em Farroupilha.  No ano em que completa 80 anos, a cidade quis trazer de volta a festa.

DSC_6439

Foto: Maurício Orsolin

Nas redes sociais, o MTG divulgou um documento do ano de 2002 em que o então prefeito Bolívar Pasqual transferia ao movimento os direitos sobre a marca Fegart, registrada no Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI). Porém, o registro foi extinto porque não foi renovado. Ou seja, ficou provado que o movimento não tinha mais direito sobre o nome.

Em contrapartida, a prefeitura de Farroupilha encaminhou ao INPI pedido de registro da marca  Festival Gaúcho e Gastronômico de Arte e Tradição (Feggart), em janeiro deste ano.

10269258_355468397974814_80423452076534187_o

Que vença a tradição

O fato é que os organizadores são incisivos: com ou sem apoio do MTG, o evento sai, mesmo que haja a proibição do movimento na participação de seus filiados (já que o regulamento, como muito se falou ano passado, não permite que filiados participem de eventos não autorizados pelo movimento).

A opinião do blog? Que não seja uma briga de vaidades e que vença a tradição. A comissão deveria ter sinalizado mais cedo ao MTG a ideia de trazer de volta o festival? Talvez sim. Mas que este não seja um motivo para barrar um evento e seus participantes. O ano de 2014 já foi de muito desgaste para o tradicionalismo. Que 2015 seja diferente.

O Feggart ocorre de 24 a 26 de julho no Parque Cinquentenário. Ao retornar, ele ganha um cunho gastronômico, com restaurantes temáticos, e também uma feira com produtos rio-grandenses. As inscrições para as modalidades artísticas vão de 15 de março a 10 de julho, pelo site www.feggart.com.br.

Do leitor: Rivalidade X Integração

03 de janeiro de 2015 0

Há algumas semanas, a coluna publicou um texto intitulado Rivalidade X Integração em que aborda uma briga entre CTGs no Rodeio do Mercosul e mostra parte de um editorial assinado pelo presidente do MTG, Manoelito Savaris, em que ele questiona se o único objetivo das entidades artísticas que participam de rodeios é o de ganhar prêmios. O supervisor comercial Eugenio Bristot, pai de duas filhas que dançam em CTG, se manifestou sobre o assunto. Confira:

“Na reportagem daquele final de semana, comento algumas coisas: O presidente do MTG diz que os grupos só vão para ganhar o título do rodeio e não ficam nele. Realmente, os grupos precisam angariar fundos para diminuir o custo que os integrantes têm com a locomoção, indumentária, alimentação, etc, além das promoções que efetuam para complementar os gastos. Por que aceitam tantos grupos em rodeios de locais distantes, se poderiam ser mais regionalizados? Deveriam limitar a quantidade de grupos, assim também não iriam até tão tarde as competições, afinal a maioria (dos integrantes) são trabalhadores.

Poderiam agilizar mais os resultados. Com a informática tão presente, o resultado poderia vir logo depois que o último grupo dançasse. Por exemplo no ENART, que acompanho há alguns anos, por que a demora para anunciar os vencedores? Será que tem que rever planilhas para ajustar?

Os resultados seriam mais convincentes se já estivessem em arquivo onde não houvesse possibilidade de serem alterados. Com certeza não iria expor os avaliadores às dúvidas, envolvendo os grupos com rivalidades que vêm de avaliações que  dizem às vezes suspeitar. Acho que está na hora do MTG colocar isto mais às claras, usar a informática para os resultados. Pode ver que os resultados de ENART só vão estar no site do MTG dias depois. Nos dias de hoje, é muito simples colocar os resultados online no site”.

Briga em rodeios: Rivalidade X Integração

10 de dezembro de 2014 0

Ninguém fala abertamente sobre o assunto, mas só o que se comenta nos bastidores é uma briga envolvendo integrantes dos CTGs Aldeia dos Anjos, Tiarayú e Rancho da Saudade, no Rodeio do Mercosul, organizado pelo Aldeia.

Dos três CTGs , a coluna conseguiu contato com o patrão do Rancho, Henio Vallandro, que negou que o motivo da peleia fossem as notas do Encontro de Artes e Tradição Gaúcha (Enart). Disse ainda que um dos seus integrantes acabou levando um soco porque estava perto da briga, mas que a entidade não tinha se envolvido. O Rancho foi o campeão do festival deste ano. Se motivado pelo Enart ou não, o fato é que isso vai contra tudo o que o tradicionalismo prega: a confraternização, a integração. Quando a rivalidade ficou mais importante que isso?

Aliás, o presidente do MTG, Manoelito Savaris, expôs em editorial neste mês as mudanças na área artística ao longo dos anos. CTGs participam de mais de um rodeio em um final de semana, não acampam, ficam ali somente o tempo necessário para  a apresentação. “Será que o único e grande objetivo deve ser o de ganhar o prêmio do rodeio? Não será esta prática uma forma de privilegiar os ‘grupos grandes’, os CTGs mais estruturados?”, questionou.

Meus amigos, a coluna não quer pregar que os grupos, com todos os seus custos, com toda a sua dedicação, não batalhem pela vitória, mas é hora de colocar o assunto em pauta, discutir os rumos do tradicionalismo e repensar posturas. E vocês, o que pensam sobre tudo isso?

Deivis Bueno

Foto: Deivis Bueno, Divulgação

Polêmica: Vídeo contesta apresentação de campeão do Enart

27 de novembro de 2014 0

Sabemos que todo ano as notas do Encontro de Artes e Tradição Gaúcha (Enart) são contestadas. Esta edição não foi diferente e um vídeo que circula nas redes sociais aponta erros na execução do Xote de Duas Damas do campeão de 2014, o CTG Rancho da Saudade, de Cachoeirinha. O vídeo mostra também a planilha de avaliação.

O MTG não se manifesta sobre o assunto. O blog já o procurou para questionar sobre a avaliação do CTG Ronda Charrua, que contesta o desconto recebido na execução do pau de fitas, e não obteve êxito.

E, para quem quer tirar suas próprias conclusões, segue o vídeo abaixo:

Justiça anula punição de narrador dada pelo MTG

01 de novembro de 2014 3

A coluna segue atualizando os leitores sobre as divergências que envolvem MTG e Federação Gaúcha de Laço.
Pois, bueno: O narrador  Éder Azeredo teve anulada pela Justiça a punição aplicada contra ele pelo MTG por ter participado de torneio de entidades não filiadas. Ele era um dos 12 penalizados com até 180 dias de suspensã o por ter atuado em eventos da Federação Gaúcha de Laço.

O advogado dele é Flávio Belmonte, ex-presidente do movimento. A juiza Carla Della Giustila, da sétima vara cível do foro central de Porto Alegre, determinou a suspensão da penalidade “por nulidade do procedimento administrativo”, já que Belmonte afirmou que teve o direito de falar negado durante o julgamento do MTG.

Ainda sobre o mesmo assunto: gaúchos que forem renovar o cartão tradicionalista em entidades da 5ª RT, em Santa Cruz do Sul, devem assinar um termo de compromisso em que afirmam conhecer as regras do MTG e se compremeterem a não participar de qualquer evento promovido por entidade não filiada ao movimento e àquela região.

Em editorial, o presidente do MTG, Manoelito Savaris, escreveu sobre o espírito de “amor à camiseta”,  citando a troca de entidade e a formação de grupos com o fim específico de ganhar mais provas e acumular mais prêmios em dinheiro.
Ele alerta para a falta de preocupação com o fortalecimento das tradições e questiona, por fim:  “Devemos decidir se aceitamos os ‘cambiadores’ que desejam ter morada em duas casas diferentes e que ficam especulando, a cada dia, qual casa oferece melhor prato à mesa”.

E o leitor, o que pensa de tudo isso? Participe!

daniela xu

Foto: Daniela Xu

MTG X Federação: Narradores são punidos

02 de outubro de 2014 0

Mais um episódio da peleia entre MTG e Federação Gaúcha de Laço:  quatro narradores de rodeio filiados ao MTG foram punidos durante julgamento da Assembléia Geral do Departamento de Narradores na semana passada.

Éder Azeredo, Gustavo Curtinaz, Gilberto Guazzelli (Papapa) e Edson Santos chegaram a apresentar recurso, mas tiveram suspenso por 90 dias o direito de narrar rodeios de entidades do MTG, sob a justificativa de que trabalharam para rodeios de entidade não filiada (a Federação, no caso). Outros oito narradores já haviam sido punidos. Curtinaz ganhou prazo de um ano até a execução da suspensão por razões pessoais (a morte da esposa).

Em nota oficial, Flávio Marcolin, diretor do departamento de narradores,  reitera que o regimento dos narradores prevê que os filiados têm exclusividade na narração de eventos de entidades filiadas ao MTG e que, em contrapartida, abdicam de narrar eventos de não filiados.

Também em nota, Antônio Macedo, o presidente da Associação Brasileira de Locutores e Avaliadores de Rodeios diz que “respeita os critérios do MTG e do departamento (de narradores)” e que ainda que o resultado não era o que estavam buscando, “não foi totalmente ruim, pois se obteve redução das penas de 180 para 90 dias em três de quatro recursos julgados”. Sete  envolvidos e suspensos por terem narrado para entidades não filiadas ao MTG são filiados à associação.

 daniela xu

Foto: Daniela Xu

Casamento gay em CTG de Santana do Livramento tem data marcada

26 de agosto de 2014 2

Treze de setembro é a data agendada para o casamento coletivo com casais homossexuais no CTG Sentinelas do Planalto, em Santana do Livramento. Dois já teriam confirmado.

A repercussão foi tanta que está previsto segurança, acesso restrito e credenciamento para a imprensa.  O casamento é organizado pelo Poder Judiciário da cidade.

Na Serra, o blog convidou os tradicionalistas a opinarem sobre o assunto. A maioria foi contra. Em editorial, o presidente do MTG disse que o CTG Sentinelas do Planalto não é filiado ao MTG por conta do não pagamento de anuidades.

 

Erva mate gaúcha será investigada pelo Ministério Público

24 de julho de 2014 2

Mas que barbaridade!  A presença indevida de metais como chumbo e cádmio em erva-mate produzida no Rio Grande do Sul será investigada pelo Ministério Público, de acordo com reportagem de Zero Hora.

A denúncia parte do Ministério da Saúde Pública do Uruguai, que teria detectado a presença destes elementos acima dos padrões uruguaios na erva produzida aqui.

O objetivo da investigação é verificar dois aspectos: a saúde do gaúcho e o direito do consumidor. Os trabalhos serão conduzidos a partir de Arvorezinha, já que o Vale do Taquari é o principal polo ervateiro do Estado.

chimarrão

Foto: Roni Rigon