Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de março 2010

Jogo é jogo, treino é treino

17 de março de 2010 1

Perder o único jogo que disputou em Indian Wells, desperdiçar uma oportunidade de alcançar as fases finais de um torneio grande que renderia pontos e um embate contra os cachorrões. Tudo isso escorreu pelos dedos do Bellucci. Mas as perdas não param por aí. Ele estava sem jogar desde que foi derrotado pelo Ferrer em Acapulco no dia 25 de fevereiro.

O brasileiro tinha se escrito em challenger caso perdesse no começo do Master 1000. Por chegar na terceira rodada desistiu.

Agora ele parte para Miami, torneio que começa em 24 de março. Ou seja, em um mês Bellucci terá jogado uma vez. A frase consagrada no futebol já ensinou que treino é treino e jogo é jogo. Qualquer pereba como eu sente falta por ficar muito tempo fora de ação. Imagine o 32º melhor jogador do planeta. Resta torcer para o sorteio ajudar. Por ser cabeça de chave ele pode pegar um adversário bem mais fraco.

*Por Maionese

Bookmark and Share

A gente sabe que o "Se" não joga, mas... Se o Guga não tivesse se machucado, até onde ele teria ido?

03 de março de 2010 3

Será que ele dominaria o circuito sem dar chances para o Nadal?Todo mundo sabe que o “Se” não conta. Mas volta e meia as pessoas se pegam pensando.

Ah se ela(e) me desse bola…

Ah se eu ganhasse na sena…

ah se eu jogasse como o Federer…

Pois bem. Se você se enquadra na terceira alternativa nem precisa da segunda. Mas não sei de ninguém com esta capacidade. A primeira é mais complicada, mas também é única que quase todo mundo consegue resolver.

No esporte existem dois “Se” que sempre voltam a minha cabeça:

Se o Senna não tivesse morrido

Se o Guga não se machucasse

Fico me perguntando como seria o final da carreira dele. O brasileiro conseguiria se manter no topo. Faria frente a Fedex e Nadal. Ganharia mais Grand Slams.

Acionei meu achômetro e aí vão minhas previsões. Como jamais poderão ser colocadas a prova poderei sustentá-las para o resto da vida. Hoje falarei de quantos Roland Garros acho que o Guga teria levado se o corpo tivesse resistido ao esporte de alto rendimento.

Ninguém me tira da cabeça que se o quadril não fosse para o pau Guga venceria no mínimo mais dois torneios de Roland Garros. Gustavo Kuerten levou os campeonatos de 1997,2000 e 2001. Rafael Nadal debutou em 2005 e iniciou um indiscutível domínio no saibro. No período entre o último título do brasileiro e o primeiro do espanhol tivemos até um vencedor bem mais ou menos.

2002: final espanhola com Albert Costa batendo Juan Carlos Ferrero por 3×1 (6-1 6-0 4-6 6-3)
O campeão não passava de um bom jogador, mas bem ganhável. Ferrero perdera nos dois anos anteriores para Guga.

2003: Ferrero leva o Grand Slam batendo o surpreendente Martin Vernek. O cara veio do nada, teve as duas semanas de melhor tênis da vida dele, chegou a final e voltou para o nada. Foi superado por implacáveis 3×0 (6-1 6-3 6-2)

2004: um crack argentino e um razoável argentino na final. Resultado: zebra. Gastón Gaudio tomou um pneu no primeiro set, mas Guillermo Coria tremeu e entregou a rapadura. O placar foi 3×2 (0-6 3-6 6-4 6-1 8-6)

Este eu tenho certeza que o Guga levava se tivesse com o quadril em dia. Resta lembra que ele chegou as quartas de final, perdeu de 3×1 para o ótimo Nalbandian num tie-break. Tenho certeza que ele ganhava se fosse para negra. Olha está declaração da época

“Joguei o tempo todo com dor. Mas sentia que poderia ganhar o quinto set porque o Nalbandian não estava chegando nas bolas que eu estava chegando”, analisou Guga.

Em seguida, vinha o Gaudio. O pior tenista que já vi ganhar Roland Garros. O Guga ganhava. Final contra o Coria. Ele amarelou contra o compatriota. Imagina contra um tricampeão. Seria um título saborosíssimo. Temperado com dor, superação, dedicação e muito amor ao esporte.

Depois começou a era Nadal. Mas falo disso outra hora. É um confronto que eu gostaria muito de tivesse acontecido. Seria sensacional. Mas o Se não conta.

E você, até onde acha que o Guga poderia ter ido?

*De Maionese

Bookmark and Share