Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de maio 2010

Mais forte, mais rápido, mais focado. Mas... Nadal

31 de maio de 2010 0

Dois anos atrás, em Roland Garros, Bellucci e Nadal enfrentaram-se na primeira rodada. 7/5 6/3 6/1 para o espanhol… Bellucci era um moleque, lento das pernas, cabeça nas nuvens, tinha apenas bons golpes.

Hoje a situação é diferente; a permanência do número 1 do Brasil no Top 30, a vitória sobre o Top 15 Ivan Ljubicic e o avanço à quarta rodada do Grand Slam francês são provas de que temos um novo Bellucci; mais forte, mais rápido e mais focado.

Porém, enfrentar Nadal é um torneio à parte. O espanhol não é um tenista comum. É o “Rei do Saibro”, é o melhor nesse tipo de piso. Ele não está mais rápido, mais forte e mais focado; ele é o mais rápido, o mais forte e o mais focado.

E até por toda essa qualidade de Nadal, Bellucci só tem a comemorar. A semana foi excelente; oitavas de final no primeiro ano entre os melhores é um bom resultado, e ser eliminado para o provável campeão do torneio também não é nada mal.

O jogo

Nadal fez um primeiro set politicamente correto. Como de costume usou bolas altas e fundas e atacou quando tinha o brasileiro 100% dominado. Já Bellucci sentiu a pressão da quadra central. O paulista entrou afobado, querendo mostrar serviço, dando “tiro” para tudo quanto é lado. Acertou em apenas dois games e por isso o primeiro set terminou 6/2 para o espanhol.

No segundo set, para esperança da torcida brasileira, a história mudou. Um novo Bellucci entrou na quadra. A esse Bellucci que eu me refiro nos três elogios do título do post. Forte, rápido e focado, variando as jogadas, atacando na hora certa, pressionando Nadal, que aposto que teve medo de perder o segundo set e deixar o brasileiro crescer no jogo. Só que, na hora de fechar o set, mais uma vez, prevaleceu a inexperiência de Bellucci. Ah! Porque não a experiência de Nadal? Quem viu o décimo primeiro game do segundo set, viu Nadal errar duas bolas e Bellucci três. Era um game que o brasileiro poderia ter vencido, faltou tranquilidade para jogar como momentos antes. Nadal sacou, e confirmou 7/5.

Já naquele que seria o último set do jogo, a partida continuou equilibrada. Bellucci mostrou confiança no saque e nos golpes da base.  Teve até breakpoint contra, mas o brasileiro conseguiu levar o jogo até o quatro a quatro, quando, mais um vez, Nadal quebrou o saque do brasileiro e confirmou seu serviço para fechar. 6/4 e rumo ao penta.

*De Lucas Lisboa

Bookmark and Share

Acompanhe e comente Bellucci x Nadal

30 de maio de 2010 5

A Salma Hayek tá fazendo isso para quem não vai acompanhar o jogo no Deixadinha. Ok, só uma desculpa para mostrar a foto dela neste domingo em RG...Thomaz Bellucci faz nesta segunda-feira aquele que deve ser o jogo mais importante de sua carreira até o momento. O brasileiro, 29º do ranking mundial, enfrenta o Rei do Saibro Rafael Nadal, segundo colocado, na quadra central de Roland Garros, a Phillipe Chatrier.

Acompanhe e comente em tempo real este grande duelo, por volta das 10h. Os blogueiros Rodrigo Dalmonico e Lucas Lisboa vão comentar. Na hora do jogo, clique abaixo para participar.

Bookmark and Share

Missão (quase) impossível; Bellucci enfrenta Rafael Nadal

29 de maio de 2010 4

Uma vez (não lembro quando), após uma derrota no saibro para Rafael Nadal, Roger Federer disse que para bater o espanhol na terra batida era preciso ser extremamente agressivo, perfeito e ainda ter sorte. Alguém discorda do número 1 do mundo? Eu não.

Só que Federer esqueceu de dizer uma coisa. Para bater Nadal, deve-se fazer isso, o tempo todo. O espanhol é um tenista que poucas vezes perde o foco do jogo; e, na hora que o adversário baixa um pouco a guarda, ele domina a partida e tira a confiança do rival partindo para a vitória.

Bellucci é um tenista naturalmente agressivo, e deve ir cima de Nadal. Porém o número 2 do mundo, que já está mais que acostumado em ser atacado, tem um ótimo contra-ataque e angula muito bem as bolas; grande problema para o brasileiro que tem dificuldade em correr para os lados.

Em 2008, muito menos experiente e com graves defeitos no volêio e na movimentação de pernas, que hoje já foram minimizados, Bellucci enfrentou Nadal em Roland Garros e perdeu 7/5 6/3 6/1.

Esse ano o jogo deve ser mais duro, e mesmo sendo uma missão quase impossível Bellucci tem sim chance de vitória.

Atualização: o jogo de Bellucci contra Nadal deve ocorrer por volta das 10h desta segunda-feira, na quadra central de Roland Garros

*De Lucas Lisboa

Bookmark and Share

Teria a Ms. Roddick dado um pulinho na Eslovenia?

28 de maio de 2010 1

Nesta quinta-feira vendo o jogo Andy Roddick e Blaz Kavcic me fiz um questionamento. Teria a Ms. Roddick saído de Nebraska, quatro anos após o nascimento de Andy, e dado um pulinho na Eslovênia?

Achei os dois realmente parecidos. Vejam a foto de Roddick quando juvenil e de Kavcic em Roland Garros.

Obs: Os dois são destros e têm 1m88cm.

Acharam parecidos ou viajei muito?

*De Lucas Lisboa

Bookmark and Share

Djokovic imita Nadal e Shakira no clipe Gipsy

28 de maio de 2010 0

Lembram daquele clipe bizarro que a Shakira gravou com o Nadal?

Então. O cômico Novak Djokovic, no famoso karaokê de Roland Garros,  juntou-se com o Sérvio Victor Troicki e fez uma paródia do clipe. Veja abaixo a paródia e o clipe original.

Paródia:

Original:

Bookmark and Share

Bellucci vs. Andujar: tênis é uma gangorra

27 de maio de 2010 1

Como dizia meu antigo treinador, tênis é uma gangorra. É simples; é só um tenista elevar o nível do seu jogo durante a partida para que o outro automaticamente baixe. A virtude dos campeões é manter-se focado quando o seu lado da gangorra está no chão.

Bellucci mostrou a postura de um vencedor. Apesar de seu jeito explosivo, ele se manteve no jogo e conseguiu vencer o segundo set, e empatar o jogo; primordial para a decisão do jogo, que devido a chuva, será nesta sexta-feira.

Como Mello e Thiago, que obrigaram Cilic e González, respectivamente, a jogar em um alto nível; Andujar fez um fenomenal primeiro set, não dando chance para Bellucci. No segundo set o brasileiro decidiu trocar mais bolas e, ao contrário do set anterior, encaixou melhor o primeiro saque e pôde tomar a iniciativa dos pontos no seu serviço.

Nesta sexta-feira, por volta das 7h30min, o jogo continua. Dessa vez, melhor de 3 sets; portanto se o espanhol começar jogando como hoje, Bellucci terá menos tempo para reagir.

* De Lucas Lisboa

Bookmark and Share

Resta 1: Thomaz Bellucci é a esperança em Roland Garros

24 de maio de 2010 0

Há dois dias escrevi que os brasileiros tinham boas chances de fazer bons jogos e, quem sabe, avançar à segunda rodada de Roland Garros; e não me arrependo.

Algumas pessoas vieram me dizer: “Eu sabia que eles iriam perder” ou “Só dá para torcer para o Bellucci”; discordo.

Quando comentei sobre os adversários dos brasileiros aproveitei para dizer que Cilic e González eram favoritos, lógico, ainda disse que esse comentário era dispensável – o ranking mostra isso. Mas, no fundo, sempre confiei que os brazucas podiam surpreender. Surpreender a torcida e os adversários, porque pra mim, uma boa atuação de Mello e Thiago não seria surpresa.

Perder para dois tenistas que brigam pelo top 10 não é qualquer coisa. É o top 10. Mello e Thiago perderam de uma maneira louvável. Lutaram, correram, brigaram, e fizeram os dois top 15 mostrar seu melhor tênis.

Thiago: Fez grande campanha no qualifying e endureceu a partida contra o chileno Fernando González. Só perdeu após 2h17min de jogo, com parciais de 6/2, 4/6, 6/4 e 6/4.

Mello: Era sua terceira participação em Roland Garros; o paulista fez um bom jogo contra o croata Marin Cilic, 12º do mundo, e como Thiago Alves, caiu após 2h de jogo por 6/1 3/6 6/3 6/1.

Esse tipo de jogo da confiança aos dois brasileiros, que agora seguem para os challengers para manterem-se no Top 100.

Um caso à parte

Thomaz Bellucci, esse sim, é um caso à parte. Se bem que ele enfrentou o já cansado e ainda especialista em duplas e em quadra rápida Michel Lodra, mas que o garoto vem batendo um bolão isso a gente não pode negar.

Meu questionamento em relação à Bellucci não é sobre o seu jogo e sim sobre a sua maturidade. A chave está aberta até as oitavas de final onde ele pode enfrentar o espanhol Rafael Nadal. Essa é a hora de ele fazer preciosos pontos e se firmar entre os 25 melhores do planeta. Será que ele vai conseguir?

Vou torcer e muito. Porque agora, só resta 1.

*De Lucas Lisboa

Bookmark and Share

Acompanhe ao vivo Mello vs. Cilic

23 de maio de 2010 0

Clique o link abaixo e comente os jogos junto com os comentaristas do Deixadinha.

Click Here

Bookmark and Share

Deixadinha faz cobertura em tempo real de Roland Garros

22 de maio de 2010 1

Pessoal uma novidade boa para quem gosta de tênis.

O blog Deixadinha fará uma cobertura em tempo real dos principais jogos de Roland Garros. Os comentários ao vivo poderão ser feitos nos jogos dos dois melhores do mundo, Roger Federer e Rafael Nadal, além dos brasileiros Thomaz Bellucci, Ricardo Mello e Thiago Alves.

Neste domingo as 5h45min da manhã começaremos com o jogo entre Ricardo Mello e Marin Cilic.

Aguardo todos aqui.

Um grande abraço

*De Lucas Lisboa

Bookmark and Share

Vote: Quem será o grande campeão de Roland Garros?

22 de maio de 2010 0

Bookmark and Share