Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de setembro 2010

Federer em "Uma está na lata"

24 de setembro de 2010 0

O gênio do tênis Roger Federer parece não ter a mesma habilidade quando se fala de gravar comerciais.

No vídeo abaixo, divulgado pela Wilson, Federer tenta algumas vezes falar a frase pedida pelos publicitários mas, como diria um manézinho amigo meu “a côsa tá feia”.

Depois de algumas tentativas ele acerta e… “Uma está na lata”. Parece que a fase “ruim” que assombra o suíço no tênis não tirou o bom humor do rapaz.

Bookmark and Share

Copa Davis: O erro de João Zwetsch

20 de setembro de 2010 2

Primeiramente, peço desculpas pela ausência de posts sobre o jogo de duplas e os dois últimos jogos de simples.

Mas agora venho dizer duas coisas relevantes sobre a derrota do Brasil para a Índia na Copa Davis.

Primeiro, o erro do capitão de João Zwetsch.

Bellucci já tinha mostrado sinais de desgaste físico no primeiro jogo, era a hora de uma conversa franca para saber as reais condições de jogo do número 1 do país. Mesmo que o paulista dissesse: eu jogo, estou bem! Zwetsch tinha que ter a sensibilidade de saber sacar o jogador que visivelmente não aguentaria.

Se ele desistiu no segundo set, imagina o quão mal fisicamente ele entrou? Davis são cinco sets, ou entra 100% ou não entra.

Como comentou comigo o meu amigo e coblogueiro Maionese – nem vomitando eu desistiria de uma jogo de Davis. Eu tenho vergonha na cara.

Ainda mais que Zwetsch tinha uma boa opção de reserva. O Bruno Soares saca muito bem e tem um fundo de quadra estável. O Devverman é fraquíssimo e o duplista brasileiro tinha grandes chances de vitória, ainda mais naquele piso rápido.

E vale um puxão de orelha no Bellucci. Logo ele que deveria bater no peito e chamar a responsabilidade de levar o Brasil à elite, falhou, de novo, e de forma tão grosseira com os brasileiros que gostam de tênis.

Segundo, Bopanna não é um tenista 459° do mundo

Após o jogo muitas manchetes diziam: Mello perde para 459° do mundo e Brasil perde na Copa Davis.

Tudo bem, não deixa de ser verdade, mas Bopanna não tem tênis de um 459° do mundo. Ele apenas não se dedica às simples. Quase não joga torneios.

Se jogasse, era top 60 fácil. É um tenista forte, que pega firma do fundo da quadra e saca como poucos no circuito, na quadra rápida então, tem que ser um top 30, do gabarito de Bellucci para batê-lo.

Menção Honrosa

E vou terminar fazendo uma menção honrosa ao Ricardo Mello, que mais um vez mostrou ser muito guerreiro e ter espírito de Copa Davis. Lutou até o fim, mas, infelizmente, ficou difícil.

Bookmark and Share

Copa Davis: Mello faz o segundo ponto do Brasil

17 de setembro de 2010 1

Depois de Thomaz Bellucci lutar por mais de 4h e vencer em cinco sets, Ricardo Mello repetiu o feito do número um do Brasil.

O número 2 do país e 75º do mundo marcou 4/6, 6/2 7/6 (7/3), 6/2 e 6/4 pra cima do número 1 da Índia Somdev Devvarman, em 4h12 min de jogo.

Muita raça e um pouco de sorte facilitaram a vida dos brasileiros no resto do confronto.

Amanhã às 6h, os mineiros Marcelo Melo e Bruno Soares enfrentam os favoritos Leander Paes e Mahesh Bhupath, naquele que pode ser o jogo decisivo do duelo.

A dupla Paes/Bhupath é favorita mas não é imbatível. Todos que costumam acompanhar o tênis sabem que os dois tenistas não se dão bem e só jogam junto em época de Davis e Olimpíadas. Essa falta de introsamento pode custar caro para eles.

Como brasileiro e como comentarista a minha esperança nos brasileiros é grande.

Porém, caso os indianos triunfem, o Brasil ainda terá dois jogos de simples no domingo para buscar o terceiro ponto e chegar a elite da Copa Davis.

Nunca tivemos tão perto!

Bookmark and Share

Copa Davis: Na raça de Bellucci, 1 a 0 Brasil

17 de setembro de 2010 0

Bellucci, exausto, vibra após a vitória - Foto: AFP

Depois de 4h28min e salvar três match-points do indiano Rohan Bopanna, o paulista Thomaz Bellucci virou dois sets decisivos da partida e anotou o placar final de 6/7 (2/7), 7/6 (9/7), 7/5, 4/6 e 10/8.

Diferentemente do que vem acontecendo nos torneios em que participa, Bellucci se manteve focado e conseguiu se superar nos momentos finais da partida.

Esse primeiro jogo veio pra mostrar que o confronto com a Índia não será nada fácil.
Bopanna fez jogo duro com Bellucci. O indiano é apenas o 479° no ranking de simples - Foto: AFP

Postei ontem as apostas e disse: será um 3 a 2 suado para o Brasil. Dez minutos depois já tinha gente dizendo que eu era pessimista e que será 4 a 1 com tranquilidade.

Foto: AFP

Davis é davis, é que nem copa do mundo, não tem jogo fácil, ta aí o jogo do Bellucci pra provar isso. Era o nosso melhor tenista contra um cara que nem simples joga no circuito e já foi essa dificuldade toda. Mas assim que tem que ser, ou lutamos muito, ou não vamos ganhar.

Ricardo Mello em quadra agora contra o número 1 da Índia, jogo teoricamente bem mais difícil, vale a torcida.

Bookmark and Share

Tenista finge levar raquetada e desiste de partida

16 de setembro de 2010 0

Só faltava essa para o carreira desastrosa do “maluco” austríaco Daniel Koellerer estar completa.

Nesta semana durante o Challenger de Szczecin, na Polônia, “Crazy Dani”, como é conhecido no circuito, fingiu ter levado uma raquetada do uruguaio Pablo Cuevas e se jogou no chão simulando uma contusão.

Resultado: O juiz não acreditou, Koellerer desistiu da partida e Cuevas foi o vencedor.

Lamentável.

Veja o vídeo abaixo:

Bookmark and Share

Copa Davis: palpites para Brasil vs. Índia

16 de setembro de 2010 4

Thomaz Bellucci estreia contra Bopanna  - Foto: AP
Na madrugada de hoje para amanhã, mais precisamente às 3h, começa o confronto Brasil e Índia que vale vaga no grupo mundial da Copa Davis 2011.

Thomaz Bellucci, principal jogador brasileiro e número 27 do mundo, abre o duelo contra o duplista Rohan Bopanna, no momento somente o 479° no ranking de simples.

Depois Ricardo Mello, segundo melhor brasileiro no ranking da ATP, na posição de número 75, enfrenta o número 113 do circuito, Somdev Devvarman.

No sábado Bruno Soares e Marcelo Melo têm um jogo durrísimo contra os especialistas em duplas Rohan Bopanna e Leander Paes.

Para fechar o confronto, no domingo, os jogos de simples se invertem. Bellucci joga contra Devvarman, e Mello enfrenta Bopanna.

Apesar da vantagem esmagadora no ranking da ATP, o duelo não será fácil. Os índianos jogam em casa, com apoio da torcida e quadra rápida . Já os brasileiros vêm sentindo problemas com o fuso horário e a comida local.

Por isso aí vão as minhas apostas:

Bellucci 3 a 1 Bopanna

Devvarman 3 a 2 Mello

Bopanna/Paes 3 a 1 Soares/Melo

Mello 3 a 1 Bopanna

Bellucci 3 a 1 Devvarman


Brasil 3 a 2 Índia

E vocês o que acham?

Bookmark and Share

FCT fará seminário para discutir futuro do tênis em Santa Catarina

15 de setembro de 2010 1

Boa notícia para o tênis catarinense. Este sábado um primeiro passo deverá ser dado para o aperfeiçoamento do tênis em Santa Catarina.

Organizado pelo presidente da Federação Catarinense de Tênis (FCT), Rafael Westrupp, um seminário será realizado em Itajaí para discutir temas como: Jogos Abertos de Santa Catarina, tênis feminino, incremento nos trabalhos de base, tênis nas escolas particulares, atração e retenção de novos alunos.

O evento, que vai contar com professores de todo o Estado, será em Itajaí das 9h às 16h.

Nomes como Marcelo “Cascata” Rebelo, Ivan Kley, Carlos Alves, Patricio Arnold e Ricardo Schlachter estarão presentes.

A ideia é apontar soluções para os problemas do tênis catarinense e dar continuidade aos trabalhos de desenvolvimento do tênis juvenil que já vêm sendo realizado pela FCT.

Pela importância e competência dos profissionais envolvidos, tem tudo para que o que for decidido seja posto em pratica e não fique apenas no blábláblá como infelizmente já vimos de monte no tênis nacional.

Agora é esperar e cobrar os resultados!

Bookmark and Share

É hora de venerar Rafael Nadal - US Open #usopen

14 de setembro de 2010 4

Vai lá, monte aí seu jogador perfeito. Vamos brincar. Coloca a devolução do Nalbandian ou do Agassi, a variação do saque do Federer, mas com a potência do Roddick, a direita chapada do Soderling, quem sabe, o spin do Nadal e a esquerda do Guga… Pode ser por aí, não pode?

Mas vamos deixar esse jogo mais simples. Por que não só unir Roger Federer e Rafael Nadal? Fãs dos dois lados da força se enfurecem só de pensar. “O quê? O suíço virado em uma montanha de músculos correndo de um lado para o outro?” Ou “o Rafa, aparentemente sem paixão, irregular dentro de uma partida? Nem pensar!”.

Até que poderia pintar alguém que juntasse todas essas qualidades. Imagina só, um dominador. Imagina. Que droga, não é? Eu quero a diferença. Eu quero o Federer voleando com displiscência e errando, para depois acertar o “smash-lob”. Eu quero o Nadal sendo obrigado a dar balão para depois caprichar na passada.

Eu quero Nadal mordendo o calcanhar do Federer, quero o suíço instigado a roubar o trono do espanhol. Quero títulos, finais, troféus, grand slam. Embate, duelo, raça, técnica. Quero tentar imitar um e outro na quadra – e, invariavelmente, isolar a bolinha.

Quero o que aconteceu na final do US Open. Celebrar o tapa na cara de quem não reconhece Nadal, dono de nove slams. Venerar a humildade, sua maior virtude. Qualidade daqueles que mostram na perna a vontade, que ficam só devolvendo quando precisam, mas que sabem que precisam melhorar. E melhoram, mais e mais, superam-se.

E abrem um sorriso, daqueles de travar as bochechas, quando atingem o sonho. Levantam o troféu, mordem, têm fome. Nadal é o ídolo daqueles que têm gana, que correm – em todos os sentidos – atrás e conseguem passar à frente.

Se, no tênis atual, Federer é deus, Nadal é certamente o mais capaz dos humanos.

Parabéns, rapaz, pelo career golden slam.

Bookmark and Share

O "eliminado" Tiago ainda é a esperança

10 de setembro de 2010 1

Depois do título do Australian Open os holofotes se viraram para um menino de apenas de 17 anos; e toda a pressão de ser um “novo guga” está nas costas de dele.

Duas semanas após o feito de Tiago Fernandes na Austrália eu comentei dizendo que não seria fácil continuar vencendo, que ele ainda ia perder muito e ouvir críticas desnecessárias.

Dito e feito! Ontem ele perdeu para o russo Victor Baluda por 6/4, 4/6 e 6/3, nas oitavas das oitavas-de-final e hoje já li coisas do tipo: “Aquele título foi pura sorte”.

Parece pouco, mas essa é uma das coisas que irrita quem realmente gosta de tênis e entende a cabeça de uma promessa.

O guri é tão talentoso que mesmo assim teve foco para entrar em quadra e avançar junto com o gaúcho Guilherme Clezar a semifinal de dupla depois de vencer Damir Dzumhur e Mate Pavic, por 6/4, 3/6 e 10-6. Por essas e outras, Tiago e Clezar ainda são as esperanças do Brasil no US Open, e, hoje, realidades de um bom tênis juvenil.

Os adversários agora serão os cabeças 3, o peruano Duilio Beretta e o equatoriano Roberto Quiroz.

Vamos aproveitar o final de semana e torcer para os meninos e para a equipe da Davis.

Brasil em ação!!

Bookmark and Share

Vestidinho curto de Wozniacki - Eu já sou fã

08 de setembro de 2010 15

A Dinamarquesa Caroline Wozniacki conquistou mais um fã, eu. E vai conquistar você daqui a pouco.

Veja a foto abaixo:

Pronto. Vai me dizer agora que você não é mais um fã do “tênis” dela?

O caso é que a musa vem jogando com o mesmo mini-vestido desde a primeira rodada do US Open. Porém ela resolveu tocar no assunto apenas depois da vitória contra a russa Maria Sharapova, naquele que foi chamado o duelo das musas. 

Um colega da imprensa aproveitou o bom humor da cabeça-de-chave número 1 após a vitória e perguntou: Ei, você não acha que o vestido que você vem jogando é muito curto?

Sorridente ela se mostrou feliz com a roupa.

- Eu acho o vestido bacana. Tenho certeza de que ganharei muitos fãs. É importante me sentir bem em quadra e, claro, estar bonita. Aí posso me concentrar 100% no meu jogo – disse Wozniacki.

A Dimarquesa venceu hoje a eslovaca Dominika Cibulkova e enfrenta, na próxima sexta-feira, a russa Vera Zvonareva por uma vaga na final.

E eu como amante do tênis e das belas mulheres vou torcer para ela venca e que eu veja o vestidinho em ação também na final.

Bookmark and Share