Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de dezembro 2010

As apostas para 2011 no tênis - parte 1

30 de dezembro de 2010 0


Carolzinha e Kim desejam um ótimo 2011 para os leitores do Deixadinha. Igualmente, meninas!


Lá vamos nós para mais um exercício de previsão para 2011. O primeiro a postar aqui sou eu, Rodrigo, depois o Maionese coloca suas impressões. Bora.

Masculino

Número 1 do mundo no final do ano: Roger Federer. Nesta ano, o rapaz volta ao topo para bater recordes. E termina o ano lá. Pela última vez, quem sabe…

Oito tenistas do ATP Finals: Roger Federer, Rafael Nadal, Novak Djokovic, Andy Murray, Robin Soderling, Juan Martin del Potro, Andy Roddick e Nikolay Davydenko

Melhor tenista brasileiro: Thomaz Bellucci. Ganhará confiança e cabeça com ajuda do Larri e ‘chegará chegando’ no top 20.

Tenista revelação: Alexandr Dolgopolov se aproximará do top 20 no meio do ano. O cara não é mais tão revelação, mas também não é tão falado.

Tenista que protagonizará o maior escândalo: David Nalbandian comerá um X-Bacon durante uma troca de lado. E vencerá a partida.

Aposentaria do ano: foi mais difícil neste ano do que no ano passado. Alguém que não está indo bem e já passou dos 30 é James Blake. Vou nessa. Nicolas Massu corre por fora.

Feminino

Número 1 do mundo no final do ano: Serena Williams. Repito a aposta do ano passado por acreditar na força da americana em grandes torneios. Mas a briga com a Carol Wozniacki, mais regular, vai ser boa.

Oito tenistas do WTA Championship: Serena Williams, Caroline Wozniacki, Kim Clijsters, Samantha Stosur, Vera Zvonareva, Justine Henin, Francesca Schiavone e Victoria Azarenka

Melhor tenista brasileira: Ana Clara Duarte, que ficará perto do top 100.

Tenista revelação: Laura Robson, a australiana mais querida pelos britânicos, mostrará a que veio e chegará no top 50 até Wimbledon.

Tenista que protagonizará o maior escândalo: Maria Sharapova se casará. Dias antes, aprontará todas na despedida de solteira. O noivo, o basqueteiro Sasha Vujacic, vai perdoá-la. Os comentaristas não.

Aposentaria do ano: circuito feminino, esse monstro imprevisível. Vou, de novo, de Patty Schnyder. Uma hora ela se aposenta e eu acerto.

Um excelente 2011, de muitas realizações, paz, saúde para todos. E que, no intervalo entre uma correria e outra, consigamos mais firmeza no voleio, precisão na esquerda, força na direita e variação no saque.

Grande abraço!

Rodrigo Dalmonico

Bookmark and Share

Videntes do Deixadinha prestam conta

29 de dezembro de 2010 0

Tsonga dá sua opinião sobre os palpites do Deixadinha

Retardamos este momento, mas não há mais o que adiar. É hora de mostrar que, sim, erramos um monte nas apostas do começo do ano. Mas até que poderia ter sido pior. Vamos lá para os palpites feitos por mim (Rodrigo), Maionese e Lucas, que a essa hora certamente já puxou uma rede e está sacando e voleando lá em cima:

Masculino

Número 1 no final do ano: todos apontaram Roger Federer. Dançaram ao som de flamenco.

Oito tenistas do ATP Finals: Rodrigo acertou Federer, Nadal, Murray, Djokovic e Roddick. Errou Del Potro, Davydenko e Monfils. Maionese cravou Federer, Nadal, Djoko e Murray e confiou demais em Davydenko, Del Potro, Nalbandian e Cilic. Luquinha mandou bem citando Federer, Djokovic, Murray e Soderling e errou Verdasco, Davydenko, Cilic e Del Potro.

Melhor tenista brasileiro: todos acertaram Thomaz Bellucci.

Tenista revelação: Rodrigo e Maionese apostaram nos jovens Guilherme Clezar e Tiago Fernandes, e este conquistou o Aberto da Austrália juvenil. Lucas apontou André Ghem, que conseguiu a primeira vitória em uma chave principal apenas no final de julho e terminou o ano na 520ª posição. Ainda assim, subiu mais de 500 posições no ranking.

Tenista que protagonizará o maior escândalo: Rodrigo foi de Djokovic, Maionese falou Pete Sampras e Lucas votou em Tsonga. Ruim, hein?

Aposentadoria do ano: Rodrigo acertou ao apontar Moyá, Maionese também cravou Moyá e errou ao falar Gaudio, Lucas não foi bem ao apontar Ljubicic.

Feminino

Número 1 no final do ano: Deu Wozniacki, mas ninguém acertou. Rodrigo botou Serena Williams, Maionese foi de Henin e Lucas votou em Clijsters.

Oito tenistas do WTA Championship: Rodrigo acertou Clijsters, Wozniacki e Dementieva. Maionese foi bem ao citar as três mais Jankovic. Lucas cravou Wozniacki e Clijsters. Esse circuito feminino muda tanto quanto o guarda-roupa das tenistas.

Melhor tenista brasileira: Só Rodrigo acertou Ana Clara Duarte. Maionese e Lucas apostaram em Nanda Alves.

Tenista revelação: na discordância, Rodrigo colocou Kristina Mladenovic (terminou em 300ª), Maionese apostou em Melanie Oudin (terminou em 61ª) e Lucas foi de Ana Clara Duarte (242ª). Como a Oudin não era tão novidade assim, já tinha ido bem no US Open 2009, ponto para o Lucas.

Tenista que protagonizará o maior escândalo: Um foi de Serena Williams, outro de sex tape de qualquer uma e outro de Maria Sharapova perdendo brinco dentro da quadra. Tire suas próprias conclusões.

Aposentadoria do ano: ninguém acertaria Dementieva. Rodrigo foi de Patty Schnyder, Lucas e Maionese de Hantuchova. Três viajões.

Em breve, as apostas para 2011.

Bookmark and Share

Feliz Natal do Deixadinha

25 de dezembro de 2010 0

Passando por aqui neste momento em que o tênis mundial anda parado para desejar um Natal incrível para todos os fãs do esporte e um 2011 maravilhoso, com muitos jogões e muita evolução em seu jogo.

Deixo de presente a lembrança desse vídeo clássico do Pateta jogando tênis (não lembro se já coloquei aqui, acho que não). É uma piada. Tem o jogador agressivo, o devolvedor e até a prévio do superslow.

FELIZ NATAL!


Bookmark and Share

Nadal x Federer nesta quarta

21 de dezembro de 2010 0

Pra quem já está com saudades de ver os melhores do tênis mundial em ação a ESPN transmite ao vivo uma partida exibição entre o número um do ranking, Rafael Nadal, e o recordista de Grand Slams, Roger Federer, nesta quarta-feira, às 16h.

O confronto será na Espanha e tem caráter filantrópico. Vai reverter dinheiro para o continente africano. Os dois já se enfrentaram na terça-feira e o suíço levou a melhor. É verdade que começou atrás, mas virou e fechou com parciais de 4-6; 6-3 e 6-3.

Independente de não darem tudo de si jogar contra o maio rival é uma bela pré-temporada porque o Australian Open tá na batendo na porta. Os privilegiados que tiverem de folga hoje podem ver a partida que tem chances de ser a final do primeiro Grand Slam de 2011.

Bookmark and Share

Guga na Sapucaí

17 de dezembro de 2010 0


Gustavo Kuerten, que de bobo não tem nada, aceitou o convite para desfilar no carnaval do Rio de Janeiro. A Grande Rio escolheu Florianópolis como samba-enredo e disse em nota divulgada hoje que vai contar com o embaixador da cidade na Sapucaí. Guga contará com uma ala própria de 150 integrantes só para ele, parentes e amigos. Os detalhes foram acertados nesta sexta-feira.
Vamos esperar para ver se aquele cara magrelo e alto tem samba no pé. Eu não apostaria muito nisso, mas não dá para duvidar de quem foi o melhor do mundo. No dia da apuração, quando o locutor anuncia as notas com aquela voz característica, veremos se o Guga é pé quente e a escola leva o título.



Bookmark and Share

Guga na avenida?

17 de dezembro de 2010 0

A repórter e blogueira Ângela Bastos,que mantém o Blog Tamborim, sobre carnaval, informou que Gustavo Kuerten almoçou nesta sexta-feira com o presidente e o carnavalesco da Grande Rio. O ex-número 1 do mundo foi convidado para desfilar na Sapucaí no próximo ano já que o samba-enredo da escola que desfila na primeira divisão é sobre Florianópolis.

A resposta será anunciada em coletiva às 15h no Blue Tower, hotel de Florianópolis, ao lado do Beiramar Shopping.


Dá outra vez que ele apareceu no sambódromo a Protegidos levou o título do carnaval de Florianópolis. Temos de lembrar que ele compareceu apenas em formato de um boneco que perdeu a cabeça no meio da avenida.

Bookmark and Share

Nunca é tarde: o jogão Guga x Agassi

17 de dezembro de 2010 0

* por Maionese

Guga e Agassi foi um jogo sensacional por vários motivos. Os nomes em quadra falam por si. Perceber que os dois jogaram sério é melhor ainda. Muito bom ver ambos reclamando ao cometer um erro não-forçado. O grande público foi bem legal. Parecia jogo de vôlei de tanta gente.

Claro que nem se compara com a partida de 2000. As imagens mostradas pela SporTV no intervalo dos sets escancarou a diferença de intensidade. Quem vai a um jogo destes tem que ir preparado para a festa. Não que tenha de aturar tenistas desinteressados que ficam fazendo palhaçada. Mas é preciso entender que eles encerraram as carreiras com sérios problemas físicos.

Levar o tênis para o horário nobre dos programas esportivos foi outro benefício. Ajuda muito na divulgação do esporte. A vitória do brasileiro foi legal. Só que o resultado era o de menos. Mesmo assim é bom ressaltar que Guga é um aposentado invicto. Pela ordem, bateu Bruguera, Kafelnikov e Agassi.

Bookmark and Share

Papo com Larri e Bellucci

16 de dezembro de 2010 0
O assistente de conteúdo Felipe Sato esteve com a equipe da Editoria de Esporte do DC acompanhando o treino de Thomaz Bellucci. Gentilmente ele escreveu as impressões que teve ao passar um dia com o principal tenista do Brasil e seu novo técnico.

Com sua camisa verde-milão ensopada de suor, Thomaz Bellucci intercalava bolas cruzadas e paralelas durante o treino, no centro de treinamento de Larri Passos, seu novo treinador. Entre uma raquetada e outra, o técnico intercalava elogios e correções aos golpes do novo atleta. Em entrevista coletiva concedida após o treinamento, mestre e pupilo anunciaram, oficialmente, a mais nova parceria do tênis brasileiro nessa quinta.

Depois de um ano positivo, Belluci, que terminou o 2010 em 31º do ranking, pretende ir ainda mais longe. Não à toa, foi atrás de Larri, um técnico vencedor, com quem já trabalha desde o dia 6. Bellucci lutou muito para que o ex-técnico de Guga o aceitasse como atleta. “Estou me adaptando bem ao estilo dele. Sempre gostei do trabalho do Larri, do trabalho que fez com o Guga. Temos a mesma linha de raciocínio e de trabalho. Por ter formado o número 1 do mundo, tem que ser diferenciado mesmo. É um momento especial para mim. Temos muito a somar e os resultados vão vir ano que vem.”

Trabalho é com Larri mesmo. No complexo esportivo de seu instituto – que têm três quadras, academia e refeitório, onde, além dos profissionais, treinam também crianças de diferentes idades –, os treinos acontecem de manhã e de tarde. Depois de atividades físicas e técnicas, é possível notar o esforço e cansaço dos atletas pelo suor de suas camisas e pela respiração ofegante que atrapalha a fala dos tenistas.

Ainda em quadra, apesar da cobrança após dois back-hands consecutivos na rede de Bellucci, Larri mostra que bom humor é fundamental no dia a dia. O técnico brincava com um de seus novos pupilos, o chinês Tsung-Hua Yang, jogando uma bolinha contra o atleta. O ato se repetiu quando Bellucci, enquanto dava entrevista a uma emissora de televisão, também foi atingido por uma bola arremessada pelo treinador.

Perguntado sobre os desafios e metas para o tenista, Larri esbanja bom humor novamente. “A meta é a gente se aguentar todo dia”. O técnico sabe que a convivência diária é desgastante e, para quebrar o clima, tenta manter um ambiente bom, costuma brincar com seus atletas. “Se eu conseguir trabalhar da forma como estamos trabalhando agora, de uma maneira alegre e deixar ele feliz, mesmo cansado, tem tudo pra ser um top, sem dúvida nenhuma. Um dos meus segredos é tentar entrar na cabeça deles e descobrir o que o jogador tem de melhor”, ressalta Larri.

Apesar da simpátia e carisma, quando o assunto são os resultados, o técnico fala sério: “Eu não vou entrar para brincar. Sou corajoso, sou teimoso. Ele é corajoso e teimoso.

“Vamos em frente. Vamos mostrar para esses caras que o Brasil vai chegar lá de novo”, disse Larri, dessa vez em tom sério e determinado. Um pouco acanhado, mas também com simpatia de sobra; Bellucci também acredita que o ano vem que promete: “Espero que 2011 seja uma temporada melhor que em 2010, um ano especial para mim, foi a minha melhor temporada. Acho que o trabalho com o Larri, um cara experiente e que vai me passar coisas legais, vou tentar aprender ao máximo para melhorar os resultados ano que vem.

Indagado sobre a diferença entre preparar um atleta desde o início da carreira – casos de Guga, que começou com o treinador com 14 anos, e Tiago – e treinar um tenista um pouco mais velho, como Bellucci, Larri, rindo, responde: “A diferença é que não posso fazer muita sacanagem com ele [Bellucci]. É como se eu tivesse adotado mais um filho. É um guri ainda, com muito a desenvolver”, explica o treinador.

Sobre os desafios de 2011, apesar de não ter contrato de exclusividade com nenhum dos atletas, Larri disse que pretende, sim, estar ao lado de Bellucci nos principais torneios, “se ele não tiver me demitido até lá”, repondeu, brincando mais uma vez o técnico que levou Guga ao topo.
Bookmark and Share

Bellucci + Larri: vai dar certo?

16 de dezembro de 2010 0

O técnico Larri Passos, ex-Guga, e o melhor tenista brasileiro do momento, Thomaz Bellucci, deram a primeira entrevista coletiva, juntos. Os trabalhos dessa nova parceria já começaram, lá no centro de treinamento do Larri em Camboriú, Litoral Norte de Santa Catarina.

Palavras do Bellucci:

— Larri é um cara experiente, que tem muito a acrescentar. Tenho muito a evoluir com ele e, com isso, espero que 2011 seja melhor.

Quando Bellucci fala em evoluir, a meu ver, aposta em um ganho mental. Como já salientamos mais de uma vez neste humilde blog, o jogo do rapaz é bom, de golpes fortes e bons saques. Claro, há ainda coisas a resolver, alguma falta de recursos e problemas de movimentação, por exemplo. Mas o principal fator é mental.

Perder chances e, em seguida, a partida, tem sido uma rotina para o brasileiro em torneios de ATP Tour para cima. É como uma virada inesperada no futebol. Frustrante. E boa parte dessas situações são provocadas pela cabeça do próprio tenista, por excesso de confiança, preciosismo, desleixo, falta de concentração.

Entre os brasileiros, Larri parece ser a melhor aposta para uma evolução nesse sentido. O gaúcho gosta de trabalhar a mente dos pupilos e procura se aprimorar na área.

E você? Acha que vai dar certo essa nova parceria?

OPINE NOS COMENTÁRIOS
Bookmark and Share

É dia de Guga x Agassi

11 de dezembro de 2010 0

Hoje é a festa dos dez anos da conquista da Master Cup e do número um.

Podia aproveitar a ocasião para lembrar que nesta década que passou pouco foi feito pelo tênis brasileiro. Mas falemos disso noutra ocasião. Não vou estragar o momento com essas críticas, justas, porém inadequadas para dia de festa.

Prefiro dizer que o resultado é o menos importante. Lembrar que a partida deve ser vista com admiração, respeito e ser apreciada como um espetáculo.

Nadal pode enfrentar Djokovic na Colômbia. Isso é bem legal. Mas somos mais felizes que eles, temos um tenista brasileiro que chegou ao topo e hoje celebra uma carreira de vitórias.

Bookmark and Share