Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Copa Davis"

Copa Davis: O erro de João Zwetsch

20 de setembro de 2010 2

Primeiramente, peço desculpas pela ausência de posts sobre o jogo de duplas e os dois últimos jogos de simples.

Mas agora venho dizer duas coisas relevantes sobre a derrota do Brasil para a Índia na Copa Davis.

Primeiro, o erro do capitão de João Zwetsch.

Bellucci já tinha mostrado sinais de desgaste físico no primeiro jogo, era a hora de uma conversa franca para saber as reais condições de jogo do número 1 do país. Mesmo que o paulista dissesse: eu jogo, estou bem! Zwetsch tinha que ter a sensibilidade de saber sacar o jogador que visivelmente não aguentaria.

Se ele desistiu no segundo set, imagina o quão mal fisicamente ele entrou? Davis são cinco sets, ou entra 100% ou não entra.

Como comentou comigo o meu amigo e coblogueiro Maionese – nem vomitando eu desistiria de uma jogo de Davis. Eu tenho vergonha na cara.

Ainda mais que Zwetsch tinha uma boa opção de reserva. O Bruno Soares saca muito bem e tem um fundo de quadra estável. O Devverman é fraquíssimo e o duplista brasileiro tinha grandes chances de vitória, ainda mais naquele piso rápido.

E vale um puxão de orelha no Bellucci. Logo ele que deveria bater no peito e chamar a responsabilidade de levar o Brasil à elite, falhou, de novo, e de forma tão grosseira com os brasileiros que gostam de tênis.

Segundo, Bopanna não é um tenista 459° do mundo

Após o jogo muitas manchetes diziam: Mello perde para 459° do mundo e Brasil perde na Copa Davis.

Tudo bem, não deixa de ser verdade, mas Bopanna não tem tênis de um 459° do mundo. Ele apenas não se dedica às simples. Quase não joga torneios.

Se jogasse, era top 60 fácil. É um tenista forte, que pega firma do fundo da quadra e saca como poucos no circuito, na quadra rápida então, tem que ser um top 30, do gabarito de Bellucci para batê-lo.

Menção Honrosa

E vou terminar fazendo uma menção honrosa ao Ricardo Mello, que mais um vez mostrou ser muito guerreiro e ter espírito de Copa Davis. Lutou até o fim, mas, infelizmente, ficou difícil.

Bookmark and Share

Copa Davis: Mello faz o segundo ponto do Brasil

17 de setembro de 2010 1

Depois de Thomaz Bellucci lutar por mais de 4h e vencer em cinco sets, Ricardo Mello repetiu o feito do número um do Brasil.

O número 2 do país e 75º do mundo marcou 4/6, 6/2 7/6 (7/3), 6/2 e 6/4 pra cima do número 1 da Índia Somdev Devvarman, em 4h12 min de jogo.

Muita raça e um pouco de sorte facilitaram a vida dos brasileiros no resto do confronto.

Amanhã às 6h, os mineiros Marcelo Melo e Bruno Soares enfrentam os favoritos Leander Paes e Mahesh Bhupath, naquele que pode ser o jogo decisivo do duelo.

A dupla Paes/Bhupath é favorita mas não é imbatível. Todos que costumam acompanhar o tênis sabem que os dois tenistas não se dão bem e só jogam junto em época de Davis e Olimpíadas. Essa falta de introsamento pode custar caro para eles.

Como brasileiro e como comentarista a minha esperança nos brasileiros é grande.

Porém, caso os indianos triunfem, o Brasil ainda terá dois jogos de simples no domingo para buscar o terceiro ponto e chegar a elite da Copa Davis.

Nunca tivemos tão perto!

Bookmark and Share

Copa Davis: Na raça de Bellucci, 1 a 0 Brasil

17 de setembro de 2010 0

Bellucci, exausto, vibra após a vitória - Foto: AFP

Depois de 4h28min e salvar três match-points do indiano Rohan Bopanna, o paulista Thomaz Bellucci virou dois sets decisivos da partida e anotou o placar final de 6/7 (2/7), 7/6 (9/7), 7/5, 4/6 e 10/8.

Diferentemente do que vem acontecendo nos torneios em que participa, Bellucci se manteve focado e conseguiu se superar nos momentos finais da partida.

Esse primeiro jogo veio pra mostrar que o confronto com a Índia não será nada fácil.
Bopanna fez jogo duro com Bellucci. O indiano é apenas o 479° no ranking de simples - Foto: AFP

Postei ontem as apostas e disse: será um 3 a 2 suado para o Brasil. Dez minutos depois já tinha gente dizendo que eu era pessimista e que será 4 a 1 com tranquilidade.

Foto: AFP

Davis é davis, é que nem copa do mundo, não tem jogo fácil, ta aí o jogo do Bellucci pra provar isso. Era o nosso melhor tenista contra um cara que nem simples joga no circuito e já foi essa dificuldade toda. Mas assim que tem que ser, ou lutamos muito, ou não vamos ganhar.

Ricardo Mello em quadra agora contra o número 1 da Índia, jogo teoricamente bem mais difícil, vale a torcida.

Bookmark and Share

Copa Davis: palpites para Brasil vs. Índia

16 de setembro de 2010 4

Thomaz Bellucci estreia contra Bopanna  - Foto: AP
Na madrugada de hoje para amanhã, mais precisamente às 3h, começa o confronto Brasil e Índia que vale vaga no grupo mundial da Copa Davis 2011.

Thomaz Bellucci, principal jogador brasileiro e número 27 do mundo, abre o duelo contra o duplista Rohan Bopanna, no momento somente o 479° no ranking de simples.

Depois Ricardo Mello, segundo melhor brasileiro no ranking da ATP, na posição de número 75, enfrenta o número 113 do circuito, Somdev Devvarman.

No sábado Bruno Soares e Marcelo Melo têm um jogo durrísimo contra os especialistas em duplas Rohan Bopanna e Leander Paes.

Para fechar o confronto, no domingo, os jogos de simples se invertem. Bellucci joga contra Devvarman, e Mello enfrenta Bopanna.

Apesar da vantagem esmagadora no ranking da ATP, o duelo não será fácil. Os índianos jogam em casa, com apoio da torcida e quadra rápida . Já os brasileiros vêm sentindo problemas com o fuso horário e a comida local.

Por isso aí vão as minhas apostas:

Bellucci 3 a 1 Bopanna

Devvarman 3 a 2 Mello

Bopanna/Paes 3 a 1 Soares/Melo

Mello 3 a 1 Bopanna

Bellucci 3 a 1 Devvarman


Brasil 3 a 2 Índia

E vocês o que acham?

Bookmark and Share