Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Jogos desta terça-feira no ATP Finals

05 de novembro de 2013 0

Todas as partidas têm transmissão do canal fechado SporTV 2.

10h - A. Peya / B Soares x L. Paes / R Stepanek

12h – David Ferrer x Rafael Nadal

16h - B Bryan / M Bryan x I Dodig / M Melo

18h – Novak Djokovic x Roger Federer

Bookmark and Share

Del Potro conquista vitória suada contra Gasquet, e jogo do francês complica as projeções do ATP Finals

05 de novembro de 2013 0

Por Vinicius Schmidt

É incrível como alguns jogadores não param de me surpreender neste ano. Um deles jogou ontem, perdeu, mas me alegrou pelo tênis apresentado. Apesar da derrota, Richard Gasquet bateu de frente contra um gigante – na altura e na bola que joga -, Juan Martin Del Potro, e o resultado, apesar de esperado, mudou um cenário que parecia certo na minha cabeça.

Grupo B do ATP World Tour Finals, composto por Gasquet, Del Potro, Djokovic e Federer. Naturalmente, Novak Djokovic seria o líder deste grupo e deixaria os outros três se estapeando para conquistar a segunda vaga, que tende a ir para Roger Federer. Mas com o jogo mostrado na noite de ontem pelo francês, coloco em dúvida uma possível classificação do suíço.

Projetando que Djoko vença todas, e sabendo que Delpo já tem uma vitória, Federer precisaria bater Gasquet e decidir a vaga contra o argentino, mas derrubar o francês não será fácil. Tanto Richard quanto Roger têm um estilo de base segura, com golpes angulados de aproximação à rede, onde matam o ponto com voleios precisos. Ou seja, equilíbrio no papel e vantagem para o ex-melhor do mundo, de quem conhecemos bem o talento. Porém, com a vontade/energia que Gasquet mostrou no duelo de ontem, brigando em cada ponto, acredito que ele posso complicar a vida de muita gente, inclusive de Federer, que sofre com problemas de fôlego.

Assim, seguiria sendo decisivo o duelo entre Del Potro e Federer, com cara de final de Grand Slam. O argentino dependeria só de si, e já mostrou que tem sim aquele bom tênis de outros tempo, mesmo com um ano irregular. Perder para Roger ainda poderia classificar o argentino, mas ele dependeria do saldo de sets (sim, as regras deste torneio contam até com saldo de sets).

Vencer Gasquet era sim obrigação, mas da maneira que foi, num 2 sets a 1 (parciais 6-7 (4) 6-3 7-5) deixa dúvidas se o hermano terá cacife para classificar. Enquanto isso, Gasquet segue melhorando e pouco a pouco me calando – já que mantenho a opinião de que ele é um alienígena neste torneio.

Bookmark and Share

Wawrinka leva o primeiro duelo do ATP Finals e dá mostras do que vem por aí no torneio

04 de novembro de 2013 0
Foto: BEN STANSALL / AFP

Foto: BEN STANSALL / AFP

Por Vinicius Schmidt

Em 2h25min, Stanislas Wawrinka mostrou que pode passar de fase, bateu Tomas Berdych por 2 sets a 1 (parciais de 6-3 6-7 e 6-3) e deu início ao torneio em grande estilo. O suíço aparece como segundo favorito num grupo A mais fraco, que deve ser dominado por Rafael Nadal e tem ainda David Ferrer, concorrente direto com Wawrinka.

O jogo foi bom, com trocas fundas de bola, como esperado, e saques potentes de Berdych. Apesar do tcheco ter um bom estilo de jogo, ele sofre com a lentidão de seus movimentos de perna, o que é um prato cheio para Wawrinka. O suíço poderia ter dominado o jogo com sua solidez na base e facilidade para trocar a direção da bola, mas uma lesão na coxa o incomodou, principalmente no segundo set, e o adversário aproveitou para soltar a mão no saque e levar no tie-break.

Na velha máxima de ‘clássico é clássico’, dificilmente veremos uma lavada na competição. Os oito melhores do mundo em 2013 têm, por si só, cacife para garantir bons jogos, mas a briga para conquistar o último título do ano dá uma certeza ainda maior de equilíbrio total.

Stanislas Wawrinka aparece para mim como candidato a segunda vaga deste grupo, que deve ser decidida contra David Ferrer num jogo de grandes expectativas.

Bookmark and Share

ATP World Tour Finals começa hoje com Rafael Nadal como franco favorito

04 de novembro de 2013 0

Por Vinicius Schmidt

Os oito melhores tenistas do mundo em 2013 estarão, a partir de hoje, disputando um título moral, uma conquista simbólica de “melhor tenista do ano”. O ATP World Tour Finals, que acontece em Londres, contará com a elite do tênis atual, e com certeza os jogos devem ser de encher os olhos.

O favorito, claro, é Rafael Nadal. Atropelou os adversários neste ano, foi de longe o que mais pontuou e ainda reassumiu o topo do ranking. A queda para David Ferrer, na semifinal do Masters 1000 de Paris, parece um tropeço casual, que não vejo como grande problema.

Novak Djokovic chega forte com o título na França, e é o candidato direto à derrubar o espanhol. Roger Federer mostrou que pode incomodar, principalmente se jogar como no primeiro set contra Djoko em Paris. A nota ruim da competição fica para Andy Murray, ausente por uma lesão nas costas, dando lugar à Richard Gasquet.

Entre possíveis zebras, como Gasquet ou Stanislas Wawrinka, monstros do favoritismo e tenistas que precisam provar que podem mais, o torneio vai fechar o ano com chave de ouro.

Confira os números dos tenistas em 2013:

Rafael Nadal – Espanha
Ranking: 1
Títulos em 2013: 10
Pontos conquistados: 12.030
Nadal não tomou conhecimento de seus adversários neste ano, atropelou até o então número 1 do mundo e reassumiu o posto. Grande candidato ao título, terá que lidar com a pressão do favoritismo.

Novak Djokovic – Sérvia
Ranking: 2
Títulos em 2013: 6
Pontos conquistados: 10.610
Correndo atrás do touro que o atropelou durante o ano, Djokovic é o segundo favorito, o cara que pode bater Nadal. Tem ao seu lado a experiência de ter vencido o torneio no ano passado.

David Ferrer – Espanha
Ranking: 4
Títulos em 2013: 2
Pontos conquistados: 5.800
O rei da corrida por fora, craque em ser a zebra. David Ferrer se mantém no top 5 do ranking sem conquistar muitos títulos, e raramente é uma ameaça. Pode mostrar que tem força para brigar pelo topo caso vença.

Juan Martin Del Potro – Argentina
Ranking: 5
Títulos em 2013: 4
Pontos conquistados: 5.055
Desaparecido em 2012, após uma lesão no punho, o argentino voltou com tudo em 2013. Finalista do torneio em 2009, ele vive mais um ótimo momento na carreira e pode incomodar.

Thomas Berdych – Rep. Tcheca
Ranking: 6
Títulos em 2013: 0
Pontos conquistados: 3.980
O tcheco não vive seu melhor ano, e mesmo sem vencer um torneio no ano conseguiu marcar presença no torneio. Tem que se aproveitar do fator zebra para tentar surpreender.

Roger Federer – Suíça
Ranking: 7
Títulos em 2013: 1
Pontos conquistados: 3.805
Garantindo sua presença na competição no último torneio, o Masters de Paris, Federer não lembra nem de perto o tenista que dominou o circuito nos anos 2000. Tem a chance de buscar sua redenção, além do sétimo título do ATP Finals.

Stanislas Wawrinka – Suíça
Ranking: 8
Títulos em 2013: 1
Pontos conquistados: 3.330
Vivendo durante toda sua carreira até aqui nas sombras do compatriota, Wawrinka pode passar de vez Roger Federer no ranking neste torneio. Estreante na competição, o nervosismo pode ser um complicador.

Richard Gasquet – França
Ranking: 9
Títulos em 2013: 3
Pontos conquistados: 3.300
Gasquet entrou no torneio pela desistência de Andy Murray, e é um ponto fora da curva. Apesar da boa temporada que teve neste ano, nunca conseguiu se livrar do status de promessa.

Bookmark and Share

Gaúcho Guilherme Clezar estreia nesta segunda em Challenger da Argentina

21 de outubro de 2013 0

Foto: Gaspar Nobrega / InovafotoFoto: Gaspar Nobrega / Inovafoto

Por Vinicius Schmidt

Um dos jovens destaques brasileiros no circuito, o gaúcho Guilherme Clezar começa hoje a competir na Argentina, no Challenger de Buenos Aires. O adversário é o croata Kristijan Mesaros, com quem o gaúcho nunca competiu antes.

A novidade no duelo não amedronta Clezar, que esperar impor seu estilo.

- Vou focar no meu jogo e procurar colocar em prática o que venho treinando, já que taticamente fica difícil desenvolver uma estratégia.

É sempre difícil atuar contra um tenista que é desconhecido para você. Sem saber como ele bate sua direita, qual sua bola favorita e onde ele mais sofre dentro de quadra, cabe ao tenista fazer de seu estilo o ritmo de jogo. Claro que isto parece ser óbvio, mas durante o jogo qualquer surpresa pode desestabilizar o atleta.

Guilherme Clezar também disputará a chave de duplas, com o português Gastão Elias. Na estreia, ele encara o compatriota João “Feijão” Souza, que atua junto ao dominicano Victor Estrella Burgos.

Bookmark and Share

Rafael Nadal reassume o topo do ranking e de lá não deve sair neste ano

07 de outubro de 2013 0

Por Vinicius Schmidt

Novak Djokovic levou o ATP 500 da China, mantendo o título que havia conquistado no ano passado. Mesmo levantando a taça, o sentimento que fica para o sérvio neste início de turnê asiática é de “dos males, o menor”. Ao garantir a presença na final, Rafael Nadal tomou de volta a coroa de número um do mundo, algo quer parecia inevitável.

A distância entre Djoko e Rafa é de 40 pontos, ou seja, basicamente inexistente. Daqui para frente, os torneios ganham valor de disputa direta para os dois, mas acho difícil vermos mais algumas mudanças no topo do ranking.

Contra Novak Djokovic está, por mais incrível que pareça, sua ótima temporada no ano passado. Enquanto ele ainda defenderá uma conquista no Masters 1000 de Shanghai e no ATP Finals, Rafael Nadal não tem compromisso, e pontuará em tudo que disputar neste ano.

O que fica de vantagem para Nole é saber que o espanhol não é imbatível. Apesar de seu retorno meteórico neste ano, Nadal não é um ser tão extra-terrestre, e vencê-lo, mesmo que dificilmente, é a única opção que Djoko tem para retomar o seu posto. Porque sejamos francos, o sérvio parece ser o único com fôlego para derrubar Rafa.

Bookmark and Share

Itajaí recebe a 5ª Copa Santa Catarina de tênis a partir deste sábado

04 de outubro de 2013 0

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Por Vinicius Schmidt

As quadras do complexo Itamirim, em Itajaí, recebem a 5ª Copa Santa Catarina a partir deste fim de semana. O torneio, que faz parte do calendário da Federação Internacional de Tênis (ITF), reunirá atletas de 12, 14, 16 e 18 anos nas disputas masculina e feminina. A entrada para assistir aos confrontos são gratuitas.

Além do incentivo ao esporte de base, com os garotos competindo em alto nível, a Copa SC também é um bom campeonato para quem está ingressando no circuito profissional, na disputa de 18 anos: o torneio dará pontos no ranking mundial.

Foto: Assessoria de Comunicação ADK Tennis
Disputa será nas 15 quadras do Itamirim Clube de Campo
Foto: Assessoria de Comunicação ADK Tennis

Estas competições periféricas aos grandes torneios são uma grande porta de entrada para os tenistas. Além da proximidade, que colabora nos já altíssimos gastos mensais, a chance de estar jogando em um torneio e ganhando experiência é essencial. Vale ficar ligado, quem sabe destas quadras não surge o novo ídolo nacional?

A 5ª edição da Copa Santa Catarina Internacional de Tênis tem a organização da ADK Tennis, Itamirim Clube de Campo e Federação Catarinense de Tênis, com supervisão da Federação Internacional de Tênis (ITF), Confederação Sul-Americana de Tênis (Cosat) e Confederação Brasileira de Tênis (CBT).

Bookmark and Share

Bia Haddad volta ao circuito após lesão e faz maratona nos Estados Unidos

04 de outubro de 2013 0

Foto: Larris Passos Tênis Pro
Foto: Larri Passos Tênis Pro

Por Vinicius Schmidt

Bia Haddad está de volta ao circuito feminino. Depois de quase três meses de recuperação da lesão que a afastou das quadras em julho, a tenista de 17 anos retorna ao nível competitivo já neste domingo, numa turnê pelos EUA.

O “tour pela américa” começa em Macon, na Georgia, no ITF U$ 25,000, que dá 50 pontos à campeã. Na sequência, mais dois torneios do mesmo nível na Carolina do Sul - Rock Hill (14/10) e Florence (21/10) – e outros dois ITF U$ 50,000, em New Braunfels, no Texas (28/10) e Captiva Island, na Flórida (04/11), de 100 pontos em cada.

No total, serão 350 pontos no ranking em disputa para Bia. Acredito que ela vá sofrer um pouco com a falta de ritmo, mas as possibilidades de ascensão são ótimas. Conquistando 200 pontos, por exemplo, o pulo seria da posição 285 (que ocupa hoje) para algo próximo de 190. Se a boa fase de julho retornar, prevejo um ótimo mês para a brasileira.

Bookmark and Share

De aquecimento a decisão: a importância do ATP 500 da China para a disputa do topo do ranking

02 de outubro de 2013 2

Por Vinicius Schmidt

Difícil imaginar que um torneio teoricamente de adaptação para os tenistas, um preparativo para o Masters 1000 de Shanghai, ganharia tanta importância. Pois o ATP 500 da China, que começou no último domingo e vai até o próximo, agita os ânimos do circuito por poder mudar o topo do ranking depois de 11 meses.

No dia 5 de novembro de 2012, após um ano incrível, Novak Djokovic assumiu o posto de número 1 do mundo e de lá não saiu mais. Agora, até o dia 6 de outubro de 2013, precisa vencer o torneio asiático e esperar que Rafael Nadal não chegue à final. Caso o espanhol alcance a decisão, assume o liderança com os 300 pontos conquistados, já que está a 240 de Djoko, que apenas defende a pontuação do ano passado na China, quando foi campeão.

Se num ATP 500 a disputa já será acirrada, imagine o Finals, em Londres. Afinal, quem precisa de Grand Slams para ter emoção?

Bookmark and Share

Teliana Pereira dá show e sobe mais no ranking

01 de outubro de 2013 0

Por Vinicius Schmidt

Três títulos seguidos colocaram Teliana Pereira, tenista número 1 do Brasil, na sua melhor posição no ranking da WTA. Com a conquista do ITF Challenger de Sevilha no domingo, ela conquistou mais 50 pontos e entrou de vez no top 100, na 95ª colocação.

Teliana caminha para, em 2014, figurar em torneios maiores, que apesar de mais competitivos, trazem mais pontos. É possível prever uma grande ascensão da jovem tenista, já que 100 pontos a separam da 80ª posição no ranking, e 200 da 70ª.

Duas conquistas de torneios maiores, que garantem 100 pontos, podem colocá-a nos holofotes do cenário mundial, com possibilidades de competir, por exemplo, em algum Grand Slam no próximo ano.

Bookmark and Share