Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Pênalti de Marcelo Oliveira não deveria ter sido marcado

07 de junho de 2015 25

Situações de mão na bola e bola na mão talvez sejam as que mais causam polêmica no futebol. Na vitória do São Paulo sobre o Grêmio, por 2 x 0, nesse sábado, no Morumbi, pela 6ª rodada do Brasileirão, esse tipo de jogada causou discussão outra vez.

Primeiro, a bola bateu na mão de Marcelo Oliveira. Segundo, não concordo que o pênalti deveria ter sido marcado. Minha interpretação é de que houve erro do árbitro carioca Péricles Bassols Cortez.

O lance ocorreu na etapa complementar, aos oito minutos. No cruzamento de Wesley, o lateral-esquerdo recolhe os braços junto ao corpo e a bola atinge a mão direita do jogador gremista. A imagem congelada da transmissão do PFC mostra o momento do toque. Confira o vídeo clicando aqui.

Marcelo Oliveira recolhe braços e árbitro marca pênalti. FOTO: reprodução GloboTV

Marcelo Oliveira recolhe braços e árbitro marca pênalti. FOTO: reprodução GloboTV

Em outubro do ano passado, houve uma reunião na sede da CBF para explicar as novas orientações para os polêmicos lances de mão na bola e bola na mão. O encontro foi comandado pelo ex-árbitro Jorge Larrionda, que é instrutor da Fifa e da Conmebol. Um ponto destacado por ele foi de que os atletas devem agir preventivamente.

Larrionda disse que é fundamental que os jogadores tratem de “mostrar que não estão assumindo o risco de ampliação do volume do corpo ao disputar uma bola”. Ou seja, recolher os braços junto ao corpo, por exemplo. Desse modo, estarão deixando claro para o árbitro que tiveram uma atitude de precaução. Tentaram evitar esse “risco” e, a partir desse cuidado, não podem ser punidos. A infração não deverá ser marcada.

CONFIRA TAMBÉM:
Mão na bola: regra mudou sem mudar

Comentários (25)

  • Dr. diz: 7 de junho de 2015

    Agora me digam se o digno blogueiro Diori tem mais critério do que a arbitragem brasileira: no ano passado, em um lance após cruzamento do Grêmio, em que a bola sequer tocou na “mão” do defensor corintiano (que tinha os membros juntos ao corpo), este blogueiro verberava na rádio a opinião pelo pênalti favorável ao clube gaúcho – o que só foi descartado depois que uma imagem divulgada posteriormente desmentiu cabalmente a suposta falta penal, pois anteriormente, sustentara o pênalti em uma jogada que não era clara; agora, em um lance em que a bola “comprovadamente” toca na mão do zagueiro do Grêmio, este está opinando pela inexistência da falta penal; malgrado a mão direita do atleta “não” esteja colada ao corpo e esteja aumentando, ao lado do rosto/cabeça o ângulo de interceptação…
    Me digam o que é isso…

  • eric rodriguez diz: 7 de junho de 2015

    KKKK A MELHOR DERROTA DE TODAS , PERDERAM DE DOIS PODERIA TER SIDO UNS QUATRO E O JUIZ AINDA MARCOU UM PENALTY MANDRAKE , MAIS 6 MESES DE CHORORO DO CACALO NO SALA, COMO E BOM SER COLORADO KKK CHOREM .

  • Mateus diz: 7 de junho de 2015

    Nao concordo. A regra eh clara. Se a mao servir como extensao do corpo a falta deve sim ser marcada. No caso se nao tocasse na mao a bola passaria. Portanto penalti. Agora se ele tivesse com a mao colada ao corpo e a bola batesse. Ai sim nao deveria ter marcado. Mas nao foi o caso.

  • Fernando diz: 7 de junho de 2015

    Estão de brincadeira. Mais uma vez o Grêmio prejudicado
    Contra o Goiás foi ridículo.
    Todo ano eh igual.
    Em 2014 o apito amigo colocou o inter na libertadores.
    Em 2015 o inter com um apito honesto, teria caído para o galo.

  • astor wartchow diz: 7 de junho de 2015

    Isso é absolutamente ridículo. É uma vergonha. Abrir os braços ostensivamente é uma coisa. Um dedo(ou uma mão aberta junto ao corpo) esticado nao pode ser interpretado desse modo. Esse lance não é um penalti. É um assalto. Há gestos naturais que realizamos para obter um estado de (re)equilíbrio. Há uma evidente covardia dos juízes em andamento.

  • sergio diz: 7 de junho de 2015

    Claro que não! Afinal de contas a troco de que o Wesley tinha de cruzar aquela bola??
    Foi falta do Wesley! Tinha de tomar até vermelho pois simulou um penalti!!
    E ja vou adiantando, hoje vai ter um lateral que seria para o coxa aos 20 min, mas o juiz dará para o inter, dai aos 37 vai sair o gol do colorado…ai o Diori vai dizer que se nao fosse aquela lateral o gol não teria saido…
    Santo Diori tricolor…

  • henrique diz: 7 de junho de 2015

    Empatamos com o Goiaz, ganhamos do Corntians, fomos roubados contra o SPaulo

  • osvaldo diz: 7 de junho de 2015

    o diori esta conseguindo com seus comentarios aumentar ainda mais a lamuria do gremio

  • Renato Mendes teixeira diz: 7 de junho de 2015

    nao foi pênalti,torço pelo Inter e moro em Palmas, sugiro ao Diori que faça uma estatística dos juízes “caseiros” pois esse lance é típico de marcações tendenciosas.

  • osvaldo diz: 7 de junho de 2015

    A bola foi desviada da sua trajetoria,o Diori ,que fez varios cursos deveria saber,seu colega e juiz marcio chagas afirmou ser penalti,portanto diori gremista pare de colocar o foco da derrota gremista sempre nos arbitros,ja esta ficando chato.

  • Mauro diz: 7 de junho de 2015

    O Mateus só disse que é pênalti por que é colorado. Vocês vão dar adeus a libertadores num lance desses ai quero ver o que vai dizer mané.

  • Gabriel Saviano diz: 7 de junho de 2015

    A pior coisa é quem não entende nada de regra comentar besteira!!!

  • Gabriel Saviano diz: 7 de junho de 2015

    O Diori está certo, não foi penalti no lance, e pior de tudo, o arbitro alem de errar em marcar o penalti deu cartão amarelo para o jogador do gremio, piorando ainda mais o erro dele, quanto ao que acima disse que foi, sim é penalti apenas quando a mão ou o braço se tornam extensão do corpo mas naquele caso os braços e mãos do M.O estavam colados ao corpo e ele não estava olhando para a bola, portanto, por mais que a bola tenha batido na mão dele que estava junto ao corpo não foi intenção dele, sendo assim não é penalti!

  • Dilso diz: 7 de junho de 2015

    O futebol era pra ser um esporte, mas virou um negócio, não e atoa que os esperto deitam e rolam, pegando o dinheiro dos que vive para o futebol, tem um ditado que diz , alguém tem que trabalhar para sustentar os que não gostam de trabalhar, eu vejo como uma forma de arrumar resultado para certos times esta maneira de deixar os juizes de futebol no anonimato, eles nunca são responsável pelos eros, eles não tem carteira assinada, eles são que nem um chapa de entrada de cidade vão descarregam um caminhão e vão embora, a partir dai não temais compromisso, juiz de futebol e asim, vão lá no jogo apita e fazem o que der na telha dele e vai embora, e deixa todos os envolvidos dos times a ver navios, uns felizes e outros chorando, bobo e agente que não ganha nada com futebol ta perdendo tempo com está gente, se depender desde pessoal a população morre de fome, porque não planta um pé .
    Pois

  • Marco leotti diz: 7 de junho de 2015

    Ele coloca a mão intencionalmente, só não vê quem não quer, no momento em que a bola passa na frente dele, faz um movimento em direção à bola, se não tivesse intenção colaria a mão no peito.

  • Andrei diz: 7 de junho de 2015

    Não adianta! Alguns colorados só se preocupam com o Grêmio mesmo. Não importa em que situação estejam os dois times. E a obsessão, essa doença, não os poupa de qualquer chance de passar ridículo. As imagens são claras, mas eles ainda pagam esse papelão de defender o indefensável. O jogador está contorcido, já de costas, em um movimento claro de quem está recolhendo os membro para que não dar justamente motivos para o juíz “achar” um pênalti. A bola “procura” a mão dele, em meio a ação de recolhimento. E, adivinhe, o juiz “acha” o pênalti.

  • Becker diz: 7 de junho de 2015

    Agora só falta falar Péricles Colorado!!!!

  • GILBERTO DA SILVA diz: 7 de junho de 2015

    FOI O SEGUNDO PENALTE DA PARTIDA A FAVOR DO SAO PAULO CHORA GREMISTAIADA

  • Dr. diz: 7 de junho de 2015

    Agora me digam se o digno blogueiro Diori tem mais critério do que a arbitragem brasileira: no ano passado, em um lance após cruzamento do Grêmio, em que a bola sequer tocou na “mão” do defensor corintiano (que tinha os membros juntos ao corpo), este blogueiro verberava na rádio a opinião pelo pênalti favorável ao clube gaúcho – o que só foi descartado depois que uma imagem divulgada posteriormente desmentiu cabalmente a suposta falta penal, pois anteriormente, sustentara o pênalti em uma jogada que não era clara; agora, em um lance em que a bola “comprovadamente” toca na mão do zagueiro, elevada ao lado da cabeça, este está opinando pela inexistência da falta penal; malgrado a mão direita do atleta “não” esteja colada ao corpo e esteja aumentando, ao lado do rosto/cabeça o ângulo de interceptação…
    Me digam o que é isso…

    Obs.: Não tem importância, retarde ou evite a publicação, eu envio outra vez o texto…

  • Fred diz: 7 de junho de 2015

    Já estou imaginando o Sala de Choração de amanhã.

  • Márcio Roberto da Silva diz: 7 de junho de 2015

    Jornalista gremistinha. …
    Seja imparcial. …

  • Alexandre diz: 7 de junho de 2015

    Olhem a distância entre o jogador do São Paulo e o do Grêmio no momento do cruzamento e a velocidade da bola. Outro, a mão sempre vai ser uma extensão do corpo até porque o movimento natural do atleta é o de deixar os braços ao lado do corpo e não correr com eles para trás e na frente do peito. E a intenção de por a mão na bola? Não é isso que diz a regra? Quer ver um jeito de acabar com essa discussão: Bateu no braço é falta.

  • Claudio diz: 7 de junho de 2015

    É impressionante a sua falta de coerencia e até de vergonha na cara. No gauchão voce corria para dizer que lances semelhantes eram penalti clarissimo. E não que ele mereça mais crédito que voce, mas Marcio Chagas disse na hora que foi penalti claro e para justificar usou os mesmos argumentos que voce para dizer que não foi : a tal da nova determinação da FIFA. Como comentarista de arbitragem voce é pessimo, parcial e sem carater.

  • antonio carlos- MT diz: 8 de junho de 2015

    O tranco proposital dado pelo Fernando Prass no Alan Ruschel ninguém viu e nem comentou.
    PÊNALTI CLARO!

  • Eduardo diz: 11 de junho de 2015

    Ou seja, de agora em diante o Gremio precisa teeinar chutes na mão.

    O objetivo dos laterais deve ser ir na linha de fundo e tentar chutar no braço do adversario. Os juizes isentos certamente darão penalti.

    Ou será que daí o criterio da intençao vai voltar a tona.

    Lembram do Gauchao, se for a favor do inter é penalti e expulsao do adeversario, se for contra o jogador nao teve intenção.

Envie seu Comentário