Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Anderson Daronco"

Árbitros Fifa do RS foram requisitados para seis decisões estaduais

28 de abril de 2016 2

Os árbitros Fifa do Rio Grande do Sul serão os responsáveis pelo apito nas decisões de dois campeonatos estaduais.

Leandro Vuaden comanda a partida de ida entre Juventude x Inter aqui e o jogo da volta entre Bahia x Vitória no Campeonato Baiano.

Vuaden viaja para a Bahia para a segunda decisão do estadual. FOTO: Guilherme Becker/Agência RBS

Vuaden viaja para a Bahia para o segundo BAVI. FOTO: Guilherme Becker/Agência RBS

Anderson Daronco faz o inverso. Apita a ida na Bahia e a volta do Gauchão.

Nos jogos do Campeonato Baiano, Daronco e Vuaden não terão auxiliares do Rio Grande do Sul. Porém, a exemplo dos árbitros, os assistentes serão de outros estados.

Daronco faz a segunda partida das finais do Gauchão. FOTO: Diego Vara/Agência RBS

Daronco faz a segunda partida das finais do Gauchão. FOTO: Diego Vara/Agência RBS

A solicitação dos baianos não foi a única recebida pela Federação Gaúcha de Futebol.

A FGF recebeu pedidos de outras cinco Federações, entre as quais estão Rio Grande do Norte, Ceará, Paraíba e Pernambuco. Como os baianos foram mais rápidos, os árbitros gaúchos foram liberados para trabalhar nos clássicos BAVI. Em Natal, sem a disponibilidade de Daronco e Vuaden, Jean Pierre Lima foi liberado e apita América x ABC.

ASSISTA AO VÍDEO ABAIXO:

languirulogo

Confira quem é o melhor árbitro do Gauchão 2016

15 de abril de 2016 1

O melhor árbitro do Gauchão 2016, até o momento, é Leandro Vuaden. Segundo a eleição realizada tradicionalmente pelo Futebol da Gaúcha, o juiz da Fifa contabiliza média 7,3 a partir das notas recebidas nos nove jogos comandados na competição estadual.

Em segundo lugar aparece Daniel Bins com 7,1. O outro árbitro Fifa do Rio Grande do Sul está em terceiro lugar. Anderson Daronco divide a posição com Márcio Coruja, ambos com 6,8. Na sequência, aparece o aspirante Fifa Jean Pierre Lima, com 6,7.

melhor árbitro

Os árbitros receberam notas em todos os jogos comandados na competição estadual. No final, quem tiver a melhor média será eleito o destaque do apito no Gauchão 2016.

Confira o ranking dos cinco melhores do Gauchão 2016 (até as quartas de fina):
1º – Leandro Vuaden – 7,3
2º – Daniel Bins – 7,1
3º – Anderson Daronco 6,8
Márcio Coruja – 6,8
4º – Jean Pierre – 6,7

Confira quem foram os melhores em cada rodada do Gauchão 2016 (até as quartas):
1ª rodada: Vinicius Amaral – 8,5
2ª rodada: Douglas Silva – 8,5
3ª rodada: Jean Pierre – 8
4ª rodada: Leandro Vuaden – 8,5
5ª rodada: Daniel Bins – 7,5
6ª rodada: Daniel Bins – 8
7ª rodada: Anderson Daronco – 8
8ª rodada: Leandro Vuaden – 8,5
9ª rodada: Jonathan Pinheiro – 7
10ª rodada: Diego Real – 8
11ª rodada: Jean Pierre – 7,5
12ª rodada: Francisco Neto – 8
13ª rodada: Daniel Bins – 7,5
Quartas de final: Leandro Vuaden – 8

languirulogo

Anderson Daronco não pode ser culpado por lance da lesão de Bolaños

07 de março de 2016 24

O Gre-Nal 409 foi um jogo para ser esquecido, mas ao mesmo tempo para deixar algumas lições. O futebol foi colocado em segundo plano pelos jogadores e a arbitragem deveria ter colocado um limite em determinadas situações para controlar melhor a partida.

O lance mais forte foi o da lesão de Bolaños. Embora considere que William deveria ter recebido o cartão vermelho, entendo que o árbitro Anderson Daronco não pode ser culpado por essa jogada.

Grande parte das pessoas que estavam assistindo ao Gre-Nal não percebeu a gravidade da disputa no momento em que aconteceu, com pouco mais de um minuto de bola rolando. Bolaños só foi substituído no intervalo. Não posso condenar o árbitro por um lance que eu mesmo não percebi em tempo real. Foi no momento em que veio a notícia da lesão grave de Bolanõs, quando a TV começou a repetir exaustivamente, que pude perceber que se tratava de uma jogada para cartão vermelho.

É lógico que se Daronco tivesse percebido a ação de William teria expulsado o jogador. O lateral colorado não visa a bola. Além disso, o braço esquerdo na altura da cabeça tira a naturalidade da ação. William assumiu o risco de atingir o adversário, não mediu a força e acabou tendo uma conduta agressiva.

Gre-Nal foi tenso e nervoso do começo ao fim. FOTO: Lauro Alves/Agência RBS

Gre-Nal foi tenso e nervoso do começo ao fim. FOTO: Lauro Alves/Agência RBS

O jogo começou e terminou mal. Com 15 segundos Wesley deu um empurrão em Artur fora de campo. Era a senha para um Gre-Nal nervoso e perigoso. O amarelo já deveria ter saído do bolso. Ainda na etapa inicial, Maicon poderia ter sido outro expulso por entrada forte em Rodrigo Dourado. Tanto no 1º quanto no 2º tempo, houve muitos momentos de confusão, de empurra-empurra, de bolinho de jogadores. Nos 45 minutos finais, para citar um exemplo, William (mais uma vez ele) e Marcelo Oliveira se estranharam. O lateral colorado, que parecia um tanto quanto acelerado, levantou o braço e acabou atingindo o jogador gremista na nuca, quase um cascudo. Marcelo Oliveira revidou partindo para cima de William e a confusão estava estabelecida. Os dois já tinham amarelo. No contexto tenso do Gre-Nal, não era um lance para administrar.

No tempo de acréscimo, houve a justa expulsão de Paulão. A falta foi de Henrique, um carrinho. Porém, já caído no gramado, Paulão deixou o pé na coxa do atacante.

A arbitragem deveria ter sido mais rigorosa do início ao fim de um Gre-Nal em que os jogadores pareciam não estar tão preocupados em jogar futebol. O resultado de 0 x 0 resumiu o pouco interesse.

languirulogo

Fora da arrancada do Gauchão, Daronco estreia na Libertadores sub-20

31 de janeiro de 2016 0

O final de semana marcou a abertura do Gauchão 2016, mas o melhor árbitro do Brasil não entrou em campo no Rio Grande do Sul. Anderson Daronco começou a temporada em outra competição. O gaúcho é representante do país na Copa Libertadores Sub-20.

Daronco foi eleito melhor árbitro do Brasileirão 2015. FOTO: CBF/Divulgação

Daronco foi eleito melhor árbitro do Brasileirão 2015. FOTO: CBF/Divulgação

Nesse sábado (30), Daronco apitou a vitória do Liverpool (URU) sobre o Cerro Porteño (PAR), por 2 x 1. Não precisou mostrar cartões para segurar a partida que teve 33 faltas apitadas. O juiz foi auxiliado por Eduardo Gonçalves, do Mato Grosso do Sul, e Bruno Raphael Pires, de Goiás.

Trio brasileiro acompanhou curso e fez testes teóricos. FOTO: Conmebol/Divulgação

Trio brasileiro acompanhou curso e fez testes teóricos. FOTO: Conmebol/Divulgação

Antes da Libertadores Sub-20, o trio brasileiro realizou um curso preparatório da Conmebol. Eles passaram por provas teóricas em inglês e espanhol, além de terem feito o teste físico com exigência de índices Fifa. Em função da competição sul-americana, Daronco ficará de fora de jogos do Gauchão até o dia 15 de fevereiro.

Prova física teve exigência Fifa. FOTO: Conmebol/Divulgação

Prova física teve exigência Fifa. FOTO: Conmebol/Divulgação

A competição é vista pelo juiz gaúcho como um ótimo laboratório e um grande período de convivência visando torneios internacionais maiores.

Teste físico no Paraguai habilita Daronco para jogos de competições internacionais. FOTO: Conmebol/Divulgação

Teste físico no Paraguai tem validade para jogos internacionais. FOTO: Conmebol/Divulgação

languirulogo

Anderson Daronco é eleito o melhor árbitro do Brasileirão 2015

07 de dezembro de 2015 1

O gaúcho Anderson Daronco foi eleito o melhor árbitro do Brasileirão 2015. O prêmio, recebido nessa segunda-feira (7), foi mais do que justo. O juiz da Fifa sobrou em campo.

Para se ter uma ideia, foram 27 jogos apitados por ele na competição nacional, além de uma partida como 4º árbitro. Em 38 rodadas, somente em 10 ele não atuou. Sem falar dos três jogos da Copa do Brasil e outros dois pela Série B.

Daronco apitou 27 jogos no Brasileirão. FOTO: André Podiacki/Agência RBS

Daronco apitou 27 jogos no Brasileirão. FOTO: André Podiacki/Agência RBS

Daronco viveu um ano de consolidação de espaço no cenário nacional. O 2016 precisará ser de afirmação no apito sul-americano e de estreia na Libertadores da América.

Os melhores assistentes foram Alessandro Rocha de Matos, da Bahia, e Guilherme Dias Camilo, de Minas Gerais.

O Rio Grande do Sul volta a ocupar o posto mais alto do apito nacional. Essa é uma boa notícia projetando um Gauchão que vem pela frente.

languirulogo

Reprovado em teste físico, Héber Roberto Lopes é retirado de jogo da 17ª rodada

06 de agosto de 2015 0

A quinta-feira (6) foi marcada pela realização de teste físico para árbitros brasileiros do quadro da Fifa. Mais uma vez Héber Roberto Lopes teve problemas. Ele sofreu uma lesão e foi reprovado. Com isso, precisou ser retirado de um jogo da 17ª rodada do Brasileirão. O juiz, que apita pelo estado de Santa Catarina, estava escalado para comandar o jogo entre Santos x Coritiba. Após sorteio extraordinário feito pela CBF, o mineiro Igor Benevenuto foi escolhido como substituto.

Héber Roberto

Héber precisará fazer novo teste físico. FOTO: Cristiano Estrela/Agência RBS

O teste físico foi realizado no Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (CEFAN), no Rio de Janeiro. Foram 38 participantes entre integrantes dos quadros masculino e feminino. Héber foi o único árbitro reprovado. Cleriston Clay Rios (SE) foi a baixa entre os assistentes. Com isso, o índice de aprovação foi de 95%. Os dois terão nova oportunidade para realizar o teste físico ainda em 2015. Os gaúchos Leandro Vuaden e Anderson Daronco passaram na prova.

Vuaden foi um dos aprovados. FOTO: Rafael Ribeiro/CBF

Vuaden foi um dos aprovados. FOTOS: Rafael Ribeiro/CBF

O que mais chama atenção nisso tudo é que o sorteio que definiu a arbitragem para a 17ª rodada foi realizado na última quarta-feira (5) e, ao final, o presidente da Comissão de Arbitragem da CBF (CA-CBF), Sérgio Corrêa, informou que haveria o teste físico nessa quinta (6). Ele destacou que qualquer reprovação representaria um sorteio extraordinário e o árbitro seria substituído. Foi justamente o que ocorreu e a(s) pergunta(s) que faço é(são) a(s) seguinte(s):

a) Não dava para esperar para realizar o sorteio da 17ª rodada após o teste físico?
b) Não havia como antecipar o teste físico para a terça-feira, antes do sorteio?
c) Não é melhor realizar um sorteio sabendo que todos os árbitros estão aptos aos jogos da rodada?

Faço essas questões pelo fato de que Héber Roberto Lopes foi colocado no sorteio do Gre-Nal. Acabou não sendo o escolhido. Quem levou a melhor foi o paraense Dewson Fernando Freitas. Agora, imaginem se Héber tivesse sido o sorteado, tivesse sido reprovado no teste e no dia seguinte a CBF precisasse mudar o árbitro do Gre-Nal. Ou se Dewson tivesse sido reprovado. Um risco desnecessário da Comissão de Arbitragem, que acabou não acarretando problemas no clássico gaúcho. Mesmo assim, o jogo entre Santos x Coritiba precisou ter a arbitragem alterada, fato que poderia ter sido evitado.

languirulogo

Arbitragem do Gre-Nal 407 será conhecida na próxima quarta-feira

03 de agosto de 2015 1

A escala de arbitragem do Gre-Nal 407 será divulgada na próxima quarta-feira (5). O sorteio para os jogos da 17ª rodada do Brasileirão está marcado para o meio-dia e será realizado na sede da CBF, no Rio de Janeiro.

Anderson Daronco e Leandro Vuaden, árbitros gaúchos do quadro da Fifa, estão entre os que mais apitaram no Brasileirão e são cotados para o sorteio. Daronco já comandou 12 partidas. Vuaden trabalhou em 10.

Último Gre-Nal da Arena foi apitado por Daronco. FOTO: Diego Vara/Agência RBS

Último Gre-Nal da Arena foi apitado por Daronco. FOTO: Diego Vara/Agência RBS

Por outro lado, a Comissão Nacional de Arbitragem não determina a colocação de juiz local como uma regra nos clássicos da atual competição. Em 19 confrontos entre times do mesmo estado, dez foram conduzidos por árbitros de fora.

Nos Gre-Nais do Gauchão 2015, Daronco e Vuaden foram os escolhidos. O primeiro apitou o jogo da Arena e o segundo fez o duelo do Beira-Rio.

languirulogo

Alô, CBF! Árbitros locais, não

31 de maio de 2015 58

Antes dos jogos da dupla Gre-Nal, pela 4ª rodada do Brasileirão, disse que a decisão da CBF de colocar árbitros dos estados dos clubes envolvidos nas partidas da competição era muito perigosa. Era o mesmo do que colocar uma bala no tambor, girar e puxar o gatilho. Poderia até dar certo, mas eu não gostaria de correr esse risco. Não estou aqui agora para dizer: eu avisei. Nada disso. Quero apenas para argumentar que para o bem de todos, principalmente dos árbitros, a CBF precisar abandonar essa ideia furada. Isso não vai levar a nada.

No empate entre Goiás x Grêmio, em 1 x 1, no Serra Dourada, entendo que houve um erro do gaúcho Anderson Daronco no lance do gol do time goiano. No cruzamento para a área, Wesley salta no corpo de Marcelo Grohe e comete a falta. A pergunta a ser feita na análise desse lance é a seguinte: o atacante tinha alguma chance de disputar a bola? Na minha opinião, não. Só tinha uma coisa a fazer na jogada. Ir no corpo do goleiro. Por isso, falta.

Daronco apitou Goiás x Grêmio. FOTO: Diego Vara/Agência RBS

Daronco apitou Goiás x Grêmio. FOTO: Diego Vara/Agência RBS

Esse é o típico lance em que temos o exemplo claro de potencialização da polêmica. Daronco não marcou a falta, o gol foi validado e todos os jogadores do Grêmio, que estavam perto, partiram para cima reclamando do juiz. Se não marcasse, seriam os atletas do Goiás que teriam a atitude incisiva. Nenhum árbitro vai admitir publicamente, mas é óbvio que esse fator de estar apitando o jogo de um time de seu estado de algum modo fica martelando na cabeça e atrapalha. E mesmo que não atrapalhe, as teorias da conspiração sempre aparecerão em caso de erros. Ou seja, é um fato que gera desgaste. É uma exposição desnecessária.

Tenho certeza de que Daronco e Leandro Vuaden, que comandou o confronto entre Inter x São Paulo, no Beira-Rio, trabalharam para tomar as decisões corretas. Em Porto Alegre, aliás, não houve alguma falha decisiva da arbitragem. O problema é que a partida se transforma em uma bomba-relógio. Tudo passa a ser questionado.

Vuaden comandou Inter x São Paulo no Beira-Rio. FOTO: Diego Vara/Agência RBS

Vuaden comandou Inter x São Paulo no Beira-Rio. FOTO: Diego Vara/Agência RBS

Quem apita já tem preocupação suficiente e não precisa levar mais esse elemento para o campo. A pressão sobre os árbitros é gigantesca. Mais cedo ou mais tarde, a entidade vai acabar com isso. Então, melhor que seja logo.

Dirigentes de Grêmio e Inter divergem sobre apito gaúcho em jogos da dupla no Brasileirão

29 de maio de 2015 4

A escalação de gaúchos no apito dos jogos da dupla Gre-Nal no Brasileirão gera discussão entre torcedores. A CBF já havia anunciado que escalaria árbitros dos estados dos clubes envolvidos nas partidas da competição e a partir da 3ª rodada a medida será conferida efetivamente.

No domingo (31), às 16h, Anderson Daronco será o responsável por apitar Grêmio x Goiás, no Serra Dourada. No mesmo dia e horário, Leandro Vuaden comanda Inter x São Paulo, no Beira-Rio. Os diretores de futebol dos dois times divergem sobre o assunto.

Carlos Pellegrini, do Inter, é incisivo ao discordar e diz estar preocupado com a colocação de apito gaúcho em jogos da dupla Gre-Nal em competições nacionais.

“Não acho uma boa ideia. Os nossos árbitros poderão até ser mais rígidos do que eventualmente seriam até para mostrar que não têm qualquer relação. Preocupa. Quando se derem conta o prejuízo já foi causado. Para que criar polêmica com isso? Sempre tem algo para inventaram”, disse Pellegrini.

Pelo lado do Grêmio, César Pacheco é bem mais cauteloso e não manifesta contrariedade, embora questione a medida da CBF.

“O Daronco é bom juiz. Qualquer juiz pode errar. Não sou contra. Não vou manifestar contrariedade antes de acontecer. Vamos torcer que tudo ocorra bem. É uma experiência. Não sei se é válida e é muito difícil de saber se é válida, até pensando em proteger o próprio juiz. E se der um erro para o time da casa, do local do árbitro?”, argumentou Pacheco.

Gaúchos apitam jogos de Grêmio e Inter pelo Brasileirão

26 de maio de 2015 43

Os gaúchos serão “cobaias” de uma novidade imposta pela Comissão Nacional de Arbitragem da CBF na 3ª rodada do Brasileirão 2015. A entidade já havia anunciado que colocaria em prática a medida de escalar árbitros do estados dos clubes envolvidos nas partidas da competição e tudo começará com a dupla Gre-Nal.

Anderson Daronco comanda Goáis x Grêmio, no Serra Dourada, domingo (31), às 16h. Ele será auxiliado por Rafael da Silva Alves (RS) e por Cristhian Passos Sorence (GO). O 4º árbitro será André Luiz de Freitas Castro (GO).

Também no domingo, às 16h, Leandro Vuaden será o árbitro de Inter x São Paulo, no Beira-Rio. Neste duelo, os dois assistentes serão do estado do time visitante. Serão os paulistas Marcelo Van Gasse e Ricardo Manis. O gaúcho Roger Goulart será o 4º árbitro.

Daronco e Vuaden são os árbitros Fifa do RS. FOTOS: Agência RBS

Daronco e Vuaden são os árbitros Fifa do RS. FOTOS: Agência RBS

A colocação de árbitros de estados dos clubes envolvidos nas partidas é uma medida com a qual não concordo. Tenho certeza de que Daronco e Vuaden trabalharão para tomar as decisões corretas nos jogos. Minha contrariedade não passa por qualquer dúvida com relação à honestidade. Longe disso.

Apenas entendo que os árbitros já têm preocupações suficientes e não precisam levar mais esse elemento para o campo. A pressão sem isso já está de bom tamanho.

Colocar os dois gaúchos nos jogos da dupla Gre-Nal seria o mesmo que colocar o brasileiro Sandro Meira Ricci ou o peruano Victor Hugo Carrillo para apitar a estreia do Brasil na Copa América contra o Peru.

Todos estão sujeitos aos erros e acredito que não precisamos potencializar as polêmicas acrescentando um ingrediente desnecessário.

GOIÁS X GRÊMIO – DOMINGO – 16H – SERRA DOURADA
Árbitro: Anderson Daronco – RS (FIFA)
Assistente 1: Rafael da Silva Alves – RS (ASP-FIFA)
Assistente 2: Cristhian Passos Sorence – GO (ESP-2)
4º árbitro: André Luiz de Freitas Castro – GO (ESP-2)

INTER X SÃO PAULO – DOMINGO – 16H – BEIRA-RIO
Árbitro: Leandro Vuaden – RS (FIFA)
Assistente 1: Marcelo Van Gasse – SP (FIFA)
Assistente 2: Danilo Ricardo Simon Manis – SP (ASP-FIFA)
4º árbitro: Roger Goulart – RS (CBF-2)

OBS: Na 1ª rodada, Marcelo de Lima Henrique apitou São Paulo x Flamengo. Marcelo é carioca. Porém, mudou-se para a Federação Pernambucana de Futebol nesta temporada. O mesmo vale para Héber Roberto Lopes, que apitou Goiás x Atlético-PR. Ele é paranaense, mas apita pelo estado de Santa Catarina há duas temporadas. Árbitro do estado e que apita pela federação do estado ainda havia sido escalado em jogo de time local. Daronco e Vuaden serão os primeiros no Brasileirão 2015.