Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Comunidade agradece mas nem tanto

12 de dezembro de 2014 1
Buraco foi tapado mas pedestres ainda usam a rua como mostra a foto feita nesta manhã. Guto Kuerten/DC

Buraco foi tapado mas pedestres ainda usam a rua como mostra a foto feita nesta manhã. Guto Kuerten/DC

Um dia depois de o blog ter registrado o buraco aberto há três meses na rua Madre Maria Villac, o problema foi parcialmente resolvido. O problema ainda continua com a calçada que não foi refeita. Pedestres que passam, preferem usar a rua do que passar no local.

Funcionários de uma empresa terceirizada pela Casan foram no começo da manhã de ontem e deixaram a areia. No começo da tarde foram tapar o buraco.
A comerciante Cristina Ott perguntou para um dos funcionários se não iriam refazer a calçada destruída pelo rompimento do encanamento.

Buraco estava assim há dois dias na rua Madre Maria Villac. Guto Kuerten/DC

Buraco estava há três meses aberto na rua Madre Maria Villac. Guto Kuerten/DC

_Disseram que não era responsabilidade deles e que estavam ali apenas para tapar o buraco. Nem os cavaletes eles levaram. Espero que na próxima chuva forte não ocorra novamente o rompimento e comece tudo novamente_ disse a comerciante Cristina Ott.

Comentários

comments

Comentários (1)

  • Ivan diz: 12 de dezembro de 2014

    Taparam este mas ao mesmo tempo abriram outro na esquina da Rua Ranulfo José de Souza Sobrinho com a Rodovia Tertuliano Brito Xavier. Espero que este não fique tanto tempo aberto.

    Quero registrar também que a rodovia Tertuliano Brito Xavier, que recentemente passou por reforma, vem sendo vítima constante da CASAN, não passa uma semana sem abrirem um novo buraco e o pior é que não tapam mais direito. Rodovia, a poucos meses reformada, já está cheia de desníveis por conta da CASAN.

    E o IPUF não fica para traz. O semáforo da Avenida das Nações esquina com a Av Apóstolo Paschoal em frente ao Supermercado Magia está desajustado a mais de seis meses, já foi feito reclamação na ouvidoria do IPUF mas até a semana passada , não sei agora, permanecia igual oferecendo risco de atropelamento de pedestres e acidentes com veículos. Caberia uma reportagem a respeito para ver se resolvem antes que aconteça o mesmo que aconteceu na via expressa sul na semana passada.

Envie seu Comentário