Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Dirceu e Bruna uma história de amor e superação

22 de dezembro de 2014 13

Dirceu e Bruna durante a prova Black Trunk Race. Guto Kuerten/DC

Dirceu e Bruna durante a prova Black Trunk Race. Guto Kuerten/DC

Já cheguei atrasado, estava na preocupação de perder boas cenas da etapa do Black Trunk Race, na manhã de ontem, em Palhoça. Fiz umas fotos no local da prova, mas ainda não satisfeito, arrisquei por uma trilha para chegar até outro obstáculo. No meio do caminho eles passaram. A expressão de ambos não era de cansaço. A concentração e determinação era visível na expressão do olhar de cada um. Dirceu Neto, 32 anos, e sua esposa, Bruna Bezerra, 30, estavam a poucos metros da recompensa de todo o esforço. Estava para ser escrita mais uma página de uma bela história de amor, superação, confiança e exemplo (me faltam palavras). Há três anos o casal sofreu um acidente gravíssimo na Beira-Mar Norte, em Florianópolis, que mudaria completamente a vida dos dois. Durante 15 dias ficaram em coma. Ele perdeu os movimentos do braço esquerdo e durante muito tempo ficou impossibilitado de se movimentar e raciocinar. Ela quebrou os ossos da face, colocou duas placas e já não enxerga do lado esquerdo. Os dois retornaram no mesmo dia.

Dirceu ajuda sozinho a esposa Bruna durante a prova. Guto Kuerten/DC

Dirceu ajuda sozinho a esposa Bruna durante a prova. Guto Kuerten/DC

Por mais de 15 anos Dirceu praticou Taekwondo, foi das vezes campeão mundial e professor em escolas de Floripa. Largou o esporte e começou a vender motos. Estavam indo para Brusque com o xodó, como ele chamava carinhosamente uma Suzuki 1000 cilindradas, quando sofreu o acidente. — Lembro apenas dos meus amigos no encontro e depois de meus pais num quarto de hospital chorando. Um momento em minha vida que pensei ficar para sempre em uma cama. Tinha consciência de tudo mas o corpo não reagia. Falavam comigo mas não conseguia retornar. Tinha medo de ficar assim —contou ele. Na cama da UTI fazia o conteúdo das faixas para ocupar a mente. Ficava completamente imóvel por horas a espera de uma visita. Quando chegavam, ouvia as pessoas mas não conseguia conversar. Canhoto e sem os movimentos do braço esquerdo, teve que passar por toda uma readaptação de tudo. Há um ano o casal começou a sentir falta de atividade física. Adotaram um estilo de vida saudável. — Consigo olhar para trás e ver um Dirceu com 100 quilos e hoje com menos peso de que quando casei, com 72 quilos— Como ele mesmo conta, com o olhar cheio de emoção, deixou de ser coitado. Focar na solução e não no problema. — Uma verdadeira renovação. Pela arte marcial que pratiquei, ela não me fez desistir. Reduzi 27 quilos e vai ainda mais— conta. Conheceram a Black Trunk Race por um amigo durante uma conversa. O primeiro desafio foi em setembro. — Começamos a praticar tiro e a ver que poderíamos voltar a praticar atividades físicas. Na primeira prova vimos as pessoas altamente preparadas e deu um frio na barriga—

Participantes da prova ajudam Dirceu a superar obstáculo. Guto Kuerten/DC

Participantes da prova ajudam Dirceu a superar obstáculo. Guto Kuerten/DC

De 15 obstáculos superou 13 e ela 14. A cada desafio uma vitória pessoal. Na segunda prova, nesse domingo em Palhoça, optaram em fortalecer o treinamento para chegarem mais preparados. — É uma energia contagiante. A galera dá uma energia incrível. É fantástico. Dá vontade de começar de novo. Me sinto vitorioso— diz enquanto a esposa derrama lágrimas de emoção ouvindo o marido. Casados há seis anos se ajudam em tudo e não seria diferente na prova. Depois do último obstáculo, um beijo para confirmar a conquista de mais um desafio.

A superação contagiou todos durante evento. Guto Kuerten/DC

A superação contagiou todos durante evento. Guto Kuerten/DC

— Olhando e fazendo o que eles fazem é incrível. É gostoso o nosso reconhecimento. Mas o reconhecimento das outras pessoas confirma que estamos fazendo o certo— comemora Dirceu. No final fui dar um abraço em cada um. Disse para ter cuidado para não sujar minha camiseta. Na verdade tenho vontade de não lavar mais, porque conheci dois seres iluminados. Black Trunk Race A Black Trunk Race é uma corrida com obstáculos que são antecipadamente testados e pré-montado por profissionais gabaritados. As barreiras ficarão em pontos estratégicos, com o objetivo de dificultar o percurso e torná-lo mais interessante. Os níveis de dificuldade dos obstáculos variam e, caso algum participante não consiga ultrapassa-los, pagará uma punição (exercícios físicos para compensar).

Comentários

comments

Comentários (13)

  • Andreza Bezerra diz: 22 de dezembro de 2014

    Parabéns queridos!! Amamos vcs!

  • Henrique Meirinho diz: 22 de dezembro de 2014

    Guto,

    Não lhe conheço mas a imagem do profissional sensível e humano, que nos passas traz à tona a vontade demais gostar de ser humano. Parabéns!

  • Henrique Meirinho diz: 22 de dezembro de 2014

    Errei… “de mais”

  • Altair Volani diz: 22 de dezembro de 2014

    Exemplo de superação e companheirismo. Parabéns!!!

  • noeli chagas diz: 22 de dezembro de 2014

    parabens a vcs ….eu tambem estou lutando …depois da morte do meu filho Adalto com cancer , fundei uma casa de apoio para crianças e adolescentes com cancer ….Casa do Adalto
    que leva o nome dele…

    meus parabens pela luta de vcs …abs

  • Carla regina araujo diz: 22 de dezembro de 2014

    ola!
    Achei muito linda história e ficou + linda ainda com as musicas que ficaram de fundo.
    Vc poderia me passar o nome dos cantores e das musicas por favor.
    Desde já agradeço sua atenção

  • Stephani diz: 22 de dezembro de 2014

    Gente assim inspira!
    Parabéns ao casal, não só pela superação mas por mostrar o quanto o amor é a força pra tudo!

  • Giuliano Bagattini diz: 22 de dezembro de 2014

    Sensacional história de superação! URRRAAAAAA parabéns ao casal!!!!!

  • veridoana diz: 22 de dezembro de 2014

    Gente de Deus! Emocionante!

  • Elis diz: 22 de dezembro de 2014

    Queridos, parabéns a vocês por esse amor e essa vontade que vocês tem! Vcs são pessoas iluminadas! beijão

  • Rodrigo_Herbalife diz: 22 de dezembro de 2014

    Estou sem palavras pra expressar o que to sentindo agora. Os conheço, mas não sabia como tinha sido o acidente. Já os admirava, agora nem se fala. Sensacional!!!

  • Eloi Estevam Marloch diz: 22 de dezembro de 2014

    Sensacional. Eu também tenho lesão do plexo, por acidente de moto. Perda do movimento do braço e mão esquerda. Me supero em meu trabalho com polimentos automotivo. Vcs estão sendo inspiração para muitos no grupo que tenho no whattsap. Parabéns ao casal. Por favor entre em contato comigo, tenho um amigo que quer lhe ajudar na tipóia. 4791230004.

  • ALESSANDRO CASTILHOS diz: 23 de dezembro de 2014

    A sensibilidade em captar as imagens e expor o texto foi perfeito, parabéns Guto, nestas horas sinto orgulho de ser fotógrafo e ver que ainda mantemos a acescência da fotografia…Parabéns ao casal sucesso sempre…

Envie seu Comentário