Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Atendimento suspenso no prédio da Polícia Federal após incêndio

27 de abril de 2015 0
Diego vai voltar amanhã para refazer seu passaporte. Guto Kuerten/DC

Diego vai voltar amanhã para refazer seu passaporte. Guto Kuerten/DC

Diego Torquato Silva vai ter que voltar amanhã para encaminhar a documentação para um novo passaporte. Ele, junto com dezenas de pessoas, foi surpreendido com a falta de atendimento na superintendência da Polícia Federal, em Florianópolis, na manhã desta segunda-feira.

Térreo ficou completamente alagado. Guto Kuerten/DC

Térreo ficou completamente alagado. Guto Kuerten/DC

Quem procura a sede da PF, na Beira-Mar Norte, em Florianópolis, vai se deparar com um aviso: não haverá expediente. Motivo: incêndio no prédio.

Local onde começou o curto-circuito e originou o incêndio. Guto Kuerten/DC

Local onde começou o curto-circuito e originou o incêndio. Guto Kuerten/DC

O fogo começou por volta das 4h num curto-circuito em um dos equipamentos que ficam ligados 24 horas por dia, no quarto andar do prédio. Todos os agendamentos foram transferidos inicialmente para esta terça-feira. Do quarto andar para baixo, todos os equipamentos foram seriamente danificados. Ninguém ficou ferido.

Fogo começou no quarto andar do prédio. Guto Kuerten/DC

Fogo começou no quarto andar do prédio. Guto Kuerten/DC

_As ventuínhas foram acionadas automaticamente. Muita água começou a cair e chegou até o térreo, que está todo alagado. Ainda não temos uma ideia clara do que ocorreu. Pode ser a exaustão dos equipamentos. A expectativa é que normalizemos os serviços amanhã_ explica o delegado Ildo Rosa.

Equipamentos foram seriamente danificados. Guto Kuerten/DC

Equipamentos foram seriamente danificados. Guto Kuerten/DC

O movimento de policiais e de pessoas comuns no local era restrito nesta manhã em função da fumaça tóxica que ainda muito forte no local. Policiais federais se organizavam para ver o que pode ser feito.

Térreo ficou completamente alagado. Guto Kuerten/DC

Térreo ficou completamente alagado. Guto Kuerten/DC

O Sindicato dos Policiais Federais no Estado de Santa Catarina envia nota a respeito do assunto. Confira.

INCÊNDIO NO PRÉDIO DA PF

Foi com pesar que o SINPOFESC recebeu a notícia do incêndio ocorrido no prédio da Polícia Federal em Santa Catarina na madrugada de hoje, 27/04/2015, poucos dias após à posse da nova Superintendente.

Notícias preliminares extra-oficiais indicam que o incêndio teria iniciado no Setor de Perícias, causando o acionamento do sistema anti-incêndio, que alagou boa parte do prédio e danificando parte da estrutura, equipamentos, dados e arquivos. Setores sensíveis podem ter sido atingidos e o expediente foi cancelado.

Enquanto não houver uma perícia conclusiva sobre a causa do incêndio, não se pode descartar possível relação com as obras de reforma do prédio, iniciadas em meados do ano passado, ainda na gestão do Delegado Clyton Eustáquio Xavier.

O SINPOFESC destaca que, em outubro do ano passado, solicitou informações sobre a publicação do processo que deu origem à contratação da empresa escolhida para realização das obras e cópia dos projetos básico e executivo. O Delegado foi exonerado do cargo sem atender a solicitação realizada.

O SINPOFESC se coloca à disposição para auxiliar a Administração da PF no sentido de prontamente restabelecer os serviços públicos afetados e defende a realização de uma criteriosa investigação das causas do incêndio, com a participação do Ministério Público Federal e com o estreito acompanhamento da sociedade catarinense.

A DIRETORIA DO SINPOFESC

Comentários

comments

Envie seu Comentário