Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de junho 2009

A curiosidade mata

29 de junho de 2009 0

Curiosos aglomeram-se perto do prédio e correm sérios riscos/Alvarélio Kurossu

Dizem que a curiosidade mata, e mata mesmo!

Desde o desabamento do térreo de um prédio em construção na esquina das ruas Sete de Setembro e Presidente Roosevelt, no Bairro Copacabana, em Lages, na manhã do último domingo, o número de curiosos no local só aumenta.

Casas foram evacuadas e algumas ruas foram isoladas, inclusive com a presença de policiais militares, para garantir a segurança de moradores e pedestres.

Mas não adianta. Mesmo assim, tem gente que insiste em passar por lá e, pior, leva filhos e a família inteira para ver o prédio, que está prestes a cair. Tanto que a Defesa Civil chegou a providenciar tapumes de madeira para evitar que as pessoas cheguem ainda mais perto.

Aí alguém pode questionar: mas vocês também vão lá. Isso não é curiosidade? Sim, pode até ser, mas estamos a trabalho, e não a passeio.

E eu, pelo menos, jamais levaria meus filhos a um local de onde todos poderíamos sair mortos, apenas por pura curiosidade.

Por favor, curiosos, evitem ir até lá ou, se não resistirem à curiosidade, permaneçam longe, não discutam com os bombeiros e nem os atrapalhem.

E se quiserem notícias, leiam os jornais, os sites, ouçam as rádios, pois é o assunto da hora em Lages.

É melhor para todos, podem ter certeza!

Postado por Pablo Gomes, Lages

Bookmark and Share

Bastos Pinheiro faz 6 e Inter leva 6

29 de junho de 2009 0

Bastos Pinheiro venceu fácil a equipe de São Francisco do Sul/Alvarélio Kurossu

Jogando em casa a equipe do Bastos Pinheiro venceu fácil São Francisco do Sul pelo placar de 6 a 2.
 
O time de Lages levou um susto no inicio da partida quando a equipe do norte do estado abriu o placar, mas ainda na primeira etapa virou a partida e construiu com facilidade o marcador final.
 
Outra equipe de Lages, o Internacional foi goleada fora de casa pela equipe de Ituporanga. O jogo foi realizado no ginásio Henrique Holetz e o placar final foi 6 a 3 para equipe da casa.
 
Próximo compromisso das equipes de Lages é no dia 4 de julho, sábado. O Inter recebe,  no ginásio Jones Minosso, a equipe de Joaçaba e o Bastos Pinheiro vai à Seara enfrentas o time da cidade no ginásio Carecão.
 
Os dois jogos começam às 20h30min e são válidos pela segunda rodada da primeira divisão do catarinense de futsal.

Postado por Alvarélio Kurossu, de Lages

Bookmark and Share

Ignorância é pior que burrice

28 de junho de 2009 0

Área isolada, moradores assustados, mas um queria passar.../Alvarélio Kurossu

Certa vez ouvi que a ignorância é bem pior que a burrice. E é mesmo.

Prova disso foi a cena protagonizada por um cidadão na tarde deste domingo, na esquina das ruas Sete de Setembro e Presidente Roosevelt, no Bairro Copacabana, em Lages.

Com o incidente ocorrido em um prédio em construção no local, cuja base cedeu e estava comprometendo toda a estrutura, o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil interditaram a região e evacuaram pelo menos 12 casas para garantir a integridade física dos moradores.

Eis que um homem apareceu do nada querendo atravessar as faixas de segurança e, imediatamente, foi barrado pelos profissionais.

O indivíduo “pirou”, disse que aquilo era uma falta de respeito, e que impedi-lo de passar por ali e obrigá-lo a ir até outra rua segura era um absurdo.

Falta de respeito e absurdo seria se a área não fosse isolada e se as pessoas pudessem passar por ali, altamente vulneráveis à morte.

Enquanto os moradores saíam de suas casas, alguns chorando, mas compreensíveis à inesperada situação, o “beleza” ficou todo queimadinho por ter de caminhar alguns metros a mais.

Depois, queria porque queria que o prédio fosse demolido de uma vez por todas para que ele pudesse passar por ali tranquilamente. Como se os bombeiros não estivessem trabalhando com esta hipótese desde o início da manhã…

Assim, está aí a prova: a ignorância é muito pior que a burrice!

Postado por Pablo Gomes, Lages

Bookmark and Share

Motel ambulante

25 de junho de 2009 1

Alguém se habilita?/Wagner Urbano/Divulgação

Ou o dono desta Belina se acha “o cara” ou, de fato, ele é.

Não é à toa que fez questão de divulgar que o seu automóvel é nada menos que um motel ambulante que atende 24 horas por dia.

Com placas de Lages, o veículo estava estacionado no início desta semana no Centro de São Joaquim, e foi fotografado pelo leitor Wagner Urbano.

Tudo bem que a Belina tem espaço de sobra para servir de motel ambulante. Resta saber de o proprietário realmente é “o cara” para se disponibilizar a tal serviço.

Postado por Pablo Gomes, São Joaquim

Bookmark and Share

Inocência de criança...

24 de junho de 2009 3

Xixi na árvore e alegria de viver/Alvarélio Kurossu

A inocência e a espontaneidade das crianças são encantadoras. Sem a menor preocupação, elas fazem coisas que os adultos nem acreditam, mas que geralmente acabam os levando às gargalhadas.

Exemplo disso é a cena flagrada pelo repórter fotográfico Alvarélio Kurossu na manhã desta quarta-feira em São Joaquim.

Na Praça João Ribeiro, no Centro da cidade, um garotinho, de apenas três ou quatro anos de idade, entre uma brincadeira e outra, parou tranquilamente para fazer xixi no tronco de uma araucária.

Quem viu o fato não conteve o sorriso, e o pequeno, após terminar o “serviço”, continuou a curtir com alegria os bons momentos da vida…

Postado por Pablo Gomes, São Joaquim

Bookmark and Share

Mass pare hômiii

23 de junho de 2009 3

Assassinhóra homi do céu, largue mão.../Alvarélio Kurossu

A criatividade é algo fantástico. Em Lages, alguém teve a ideia de utilizar uma placa de trânsito para divulgar ainda mais o alfabeto lageanês.

Na esquina da Rua São Jorge com a Avenida Luiz de Camões, no Bairro Conta Dinheiro, um “Pare” teve o acréscimo das palavras “Mass” e “Hômiii”, resultando no lageaníssimo “Mass Pare Hômiii”.

Isso já faz algum tempo, e a placa continua lá, do mesmo jeito, talvez porque “Mass Pare Hômiii” também seja um recado aos motoristas.

Nem tão convencional como no Código de Trânsito, mas perfeitamente compreensível…

Postado por Pablo Gomes, Lages

Bookmark and Share

4ª Etapa do Estadual de Tênis de Mesa

22 de junho de 2009 0

Lages foi sede da quarta etapa do campeonato catarinense de Tênis de Mesa/Alvarélio Kurossu

Lages foi sede da quarta etapa do campeonato catarinense de Tênis de Mesa que aconteceu nos dias 19 e 20, no ginásio Jones Minoso. Mais de 140 mesatenistas de 13 cidades participaram da etapa que terminou com a seguinte classificação:
 
1º – Joinville (AJT) – 346 pontos
2º – Criciúma (ADC) – 244 pontos
3º – Porto União (CVJ) – 145 pontos
4º – Três Barras (ADR) – 117 pontos
5º – Rio do Sul (ATR) – 98 pontos
6º – Itajaí (ATI) – 91 pontos
7º – Florianópolis (FMF) – 79 pontos
8º – Lages (ALD) – 58 pontos
9º – Videira (VID) – 38 pontos
10º – Herval D’Oeste – 33 pontos
11º – Chapecó (CHA) – 20 pontos
12º – Balneário Camboriu (BAC) – 20 pontos
13º – Campos Novos (CNO) – 3 pontos

Postado por Alvarélio Kurossu

Bookmark and Share

Fotos Tênis de Mesa

22 de junho de 2009 0

Quarta etapa do campeonato catarinense de Tênis de Mesa/Alvarélio Kurossu
Quarta etapa do campeonato catarinense de Tênis de Mesa

Postado por Alvarélio Kurossu

Bookmark and Share

Quanto ganha o interventor da Uniplac?

18 de junho de 2009 2

Arnaldo Moraes com um /Alvarélio Kurossu

Uma informação que poucos sabiam, mas que muitos tinham interesse em saber, é se o interventor da Fundação Uniplac, Arnaldo Moraes, estaria trabalhando de graça.

Em entrevista coletiva realizada na manhã da última quarta-feira, no Fórum de Lages, Arnaldo esclareceu o assunto.

Quando ele foi nomeado pela Justiça, em 24 de outubro do ano passado, ainda ocupava o cargo de presidente da Câmara de Vereadores do município, e por isso passou a exercer a função na universidade sem receber um tostão, uma vez que já tinha remuneração proveniente dos cofres públicos.

A partir de 1º de janeiro deste ano, como nem havia se candidatado à reeleição e teve de deixar a Câmara, ficou sem salário. Em fevereiro, ainda sem receber nada pela função de interventor, solicitou à Justiça que lhe determinasse um rendimento pelo trabalho.

Assim, em 19 de maio, o Judiciário determinou que, a partir daquele momento, Arnaldo receberia R$ 7,5 mil por mês, retroativos a 13 de fevereiro, com os pagamentos feitos pela prefeitura de Lages.

Arnaldo garantiu que o dinheiro já foi depositado em sua conta. Agora, resta saber se ele continuará como interventor após o dia 10 de julho, quando pretende entregar o seu relatório final sobre a situação financeira da universidade.

Se permanecerá exercendo a função, apenas os promotores, juízes e a administração municipal poderão afirmar mais tarde, mas independente da decisão, que seja a melhor, mais coerente e responsável para uma das maiores e mais antigas instituições de ensino superior de Santa Catarina.

Postado por Pablo Gomes, Lages

Bookmark and Share

As "donas" do Calçadão

17 de junho de 2009 5

Leia a sorte ou leve /Alvarélio Kurossu

Mais chatas que os garçons dos 140 boxes de gastronomia instalados no Parque de Exposições Conta Dinheiro durante a 21ª Festa Nacional do Pinhão, que praticamente agarravam as pessoas e insistiam para que comprassem em seus estabelecimentos, são as ciganas que abordam quem caminha pelo calçadão central de Lages.

Se você passar por ali 100 vezes, será perseguido por elas nas 100 vezes. Com a proposta de ler a sorte nas mãos, elas param quem quer que seja, e soltam “cobras e lagartos” a quem não aceita a oferta. Isso mesmo, quem se recusa a estender a mão para ler a sorte ouve o que não quer e não merece das “donas” do Calçadão.

Já faz alguns dias que elas estão por ali, em um grupo de seis ou sete mulheres, todas vestidas a caráter e incomodando quem geralmente está com pressa e cheio de problemas para resolver.

A Constituição garante a qualquer cidadão de bem o direito de ir e vir e, de fato, as ciganas não estão cometendo nenhum crime ao “estacionarem” no calçadão.

Mas como o sossego público está sendo prejudicado, não caberia alguma ação para obrigá-las a saírem do calçadão ou, pelo menos, a pararem de “encher o saco”?

Postado por Pablo Gomes, Lages

Bookmark and Share