Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Acorda, São Joaquim!

29 de julho de 2009 21

Fotografar o termômetro: uma das poucas opções de São Joaquim/Alvarélio Kurossu

Uma das cidades mais queridas e conhecidas de Santa Catarina é São Joaquim. Durante o inverno, perto de 100 mil pessoas de todo o Brasil passam por lá para curtir o forte frio da região mais gelada do país e, com sorte, ver a neve cair sobre suas cabeças.

Os visitantes chegam com vontade de aproveitar e gastar dinheiro. Mas onde? Com o que? São Joaquim, infelizmente, é mal estruturada.

À noite, os turistas não têm opções. Até certo horário, é possível jantar. Depois, nada. Na semana passada, centenas deles rodavam pela cidade à espera da neve, mas por absoluta falta de opção, a não ser fotografar os termômetros, ficar olhando para o céu ou se aquecer no carro, iam embora ou se “escondiam” nos hotéis.

Pequenas ações poderiam melhorar a qualidade e a imagem da cidade. Na bela Praça João Ribeiro, por exemplo, há uma concha acústica que não é utilizada para nada. Ou quase nada.

Põe um artista para tocar algumas músicas tradicionalistas, serve um quentão e um pinhão, e pronto. Não vai incomodar ninguém, vai gastar bem pouco e movimentar os turistas até altas horas e, principalmente, motivá-los a voltar.

Turista quer fazer festa, dormir e acordar tarde, gastar dinheiro. Aliás, só dinheiro mesmo, porque poucos são os estabelecimentos que aceitam cartões de crédito, e não há sequer um caixa eletrônico 24 horas. E isso, para quem viaja, faz uma falta danada.

Acorda, São Joaquim. Cidade acolhedora, dos bons vinhos, da melhor maçã do mundo, da natureza virgem e maravilhosa, do frio de rachar. Todos te querem bem. Faça por merecer.

Postado por Pablo Gomes, São Joaquim

Bookmark and Share

Comentários (21)

  • Carol Nunes diz: 31 de julho de 2009

    Tudo bem quanto a matéria, mas interessante porque a RBS não falou mau de São Joaquim antes de instalar seu estúdio de Inverno por lá? Depois de granarem uma grana se mandam e saem falando mau? Cara o que é isto? Quem sabe me informar quanto esta raça levou de grana de lá? Ajudem o pessoal da serra melhorar. Nunca fi a tal campanha do agaslho da RBS entregar um única peça de roupa as pessoas carrentes de São Joaquim. Criticar é fácil, mas estender a mão para auxiliar é outra coisa.

  • Gabriel Pereira diz: 29 de julho de 2009

    Putz finalmente alguém tocou nesse assunto. São Joaquim é legal mas precisa evoluir muito. Senhores autoridades, leiam essa noticia e se baseiem nela para melhor São Joaquim.

  • jucelha Borges de Carvalho diz: 1 de agosto de 2009

    Nossa! essa foi a maior verdade que vi na imprensa até hoje…sou joaquinense mas moro em floripa …parabéns pela critica…se as autoridades e comunidade em geral forem inteligentes como eu acho que são , vão procurar melhorar para que os ´proximos comentarios sejam melhores!!!Valeu

  • Jonas diz: 31 de julho de 2009

    Realmente a cidade tem muito o que melhorar… mas a RBS não pensou muito nisso quando veio oferecer, quer dizer pedir PATROCÌNIOS altíssimos as empresas da cidade, para bancar não sei o que?? em troca de divulgação… que divulgação.

  • Gustavo Zapelini diz: 31 de julho de 2009

    Mudança de atitude de todos. O poder publico, a população e os investidores!! Estamos esperando quem? A revolução via marcianos? Bill Gates? Engajamento. Que se definam os modelos, com seriedade e critério, que com trabalho sério as coisas acontecem. Acorda São Joaquim!!

  • suelen diz: 3 de agosto de 2009

    moro a 23 anos em são joaquim ,e realmente não vi nenhum tipo de desenvolvimento com relação ao turismo.quando eu estava no segundo grau ja nos questionava-mos sobre a falta de turismo na cidade,mas nada era feito! e reamente nada é feito pra melhorar. me envergonho quando chega um turista pedindo informação, sobre onde comprar nos finais de semana e o que faser??? não tem absolutamente nada nem pra jovens,crianças adultos e idosos…é preciso acordar…

  • Renato Müller diz: 31 de julho de 2009

    Concordo com a matéria da reportagem. A solução passa pelo poder público; enquanto as prefeituras e o governo do estado insistirem em por nas secretarias de turismo, pessoas que NÃO são formadas na área, o turismo acontecerá de forma pontual e casual. Nosso secretário da Santur (que é natural da serra catarinense é formado em engenharia) Na SDR, temos administradores, pedagogos, psicólogos e até pessoas sem segundo grau completo. E os bacharéis em turismo ficam esperando uma chance de trabalhar!

  • João Carlos da Silva diz: 1 de agosto de 2009

    Sou Joaquinense, amo minha cidade, moro em Blumenau a 10 meses. E fico triste, sempre que entro no site saojoaquim online, para saber noticias da minha terra, e poucas noticias me deixam feliz, ao ler esta matéria da RBS, tive que admitir que vcs tem razão. Muito pouco ou quase nada foi feito nas últimas administrações para mudar esse quadro. Mas tenho esperança que um dia nossa cidade será realmente uma cidade turística.

  • Lilica Andrade diz: 31 de julho de 2009

    Galera, a verdadeira discussão deste assunto esta sendo feita no site saojoaquimonline a verdadeira resposta ao RBS está lá. Eu mesma já vi e adorei !!!

  • Adecir (romário) diz: 31 de julho de 2009

    E aí amigão, blz cara? Legal seu pocionamento. Também concordo q em São Joaquim não tem nada.

    Um abraço.

  • Rafael Marone diz: 31 de julho de 2009

    Conheço São Joaquim, e concordo 100% com o que foi escrito pelo repórter!

  • Daniel Scortegagna Pagani diz: 31 de julho de 2009

    São Joaquim é uma mistura de péssima administração pública municipal, corrupção, falta de cultura empreendedora e ausência de líderes e empresários locais que induzam o desenvolvimento sustentável. Dia 6 de agosto, a SDR São Joaquim lançará oficialmente o Programa “ACORDE São Joaquim” incluindo projeto de revitalização urbana da cidade, estudos de turismo, hotelaria e gastronomia etc!!! Cabe agora aos empresários e a sociedade local como um todo ACORDAR, TRABALHAR e parar de RECLAMAR!!!

  • Glauco Silvestre Silva diz: 31 de julho de 2009

    É isso mesmo!
    Sou proprietário de pousada aqui em São Joaquim. Vejo que muitos do trade turístico se esforçam para melhorar as coisas, mas vão cansando devido a falta de apoio. Os problemas vão desde vizinhos invejosos até a má administração pública. A prefeitura daqui não sabe o que é turismo. Existe uma lei de apoio ao Turismo Rural e eles não se manifestam. A estradas do acesso a pousada nunca foram arrumadas por eles, só particular. Sem falar do tratamento no centro da cidade.

  • Glauco Silvestre Silva diz: 31 de julho de 2009

    E falo mais!!!!
    O Festival de Inverno aqui foi ridículo, as estradas da cidade estavam todas esburacadas, e cadê o Prefeito? Cadê o Secretário de Turismo? Não fazem nada! Existe alguns projetos que tem apoio do Estado e do Governo Federal, mas ainda não se sabe se vai funcionar. Esperamos que sim. Enquanto isso, vamos continuar lutando para melhorar a cidade e os serviços, até onde nos compete. Queremos uma cidade melhor para nós e os filhos da terra.

  • Paulo Afonso Silvaa diz: 31 de julho de 2009

    Sem delongas!
    Sabe quando as coisas irão mudar em SJ. Quando a comunidade, lideranças, politicos enfim os joaquinenses e aqueles que dizem que gostam desta terra, tirarem a carapuça de que a cidade “se vende” de que “naturalmente os turistas virão”. Arregaçar as mangas a fazer algo de efeito já seria um ótimo começo. Mas é melhor que seja logo, pq de forma rápida e silenciosa, está se jogando fora uma imagem construída ao longo de muitos anos. NÃO BASTA ACORDAR, PRECISA ACABAR A DEMAGOGIA!

  • Wagner Urbano diz: 31 de julho de 2009

    Pablo, gostei demais desta Pauta, tomara que as autoridades vejam isso e caiam na real, e parem de ficar so falando, falando, falando, tem que se mecher, trabalhar um pouco em prol do turismo e principalmente o TURISTA!!!que vem para SJ e não tem nada vezes nada!! e o pouco que tem falta um mais de estrutura e terinamento de pessoal, tem gente k e muito mal educado tambem, eu moro aqui e tenho vergonha…eu faço minha parte pra ajudar, mas o resto, nao ta nem ai..

  • Charliston Spolti diz: 29 de julho de 2009

    otima pauta, meus parabéns a critica feita por pablo gomes

  • Carlos Billo diz: 30 de julho de 2009

    (continuando)… é só viajar uns kms até Gramado, Canela, Vale dos Vinhedos, Nova Petropolis etc e ver como é feito lá. Lá a população vive o turismo. Sabem que dependem muito dele. Já nessas cidades da serra Catarinense e parte dos campos de cima da serra gaucha, a população ainda não despertou para o Turismo. O grande problema que vejo é queimar o filme fazendo propaganda pra atrair o turista e quando o turista chega não ter infra-estrutura pra recebel-lo. Não basta ter hoteis!! Bom, era isso.

  • Clementina Pinto da Silva diz: 30 de julho de 2009

    São Joaquim não tem nada. Nem neve. A cidade é muito feia. As ruas esburacadas. O que os turistas vão fazer lá? A culpa é da mídia que fica enchendo a bola de uma cidade que não está nem aí para o turista. A cidade é fria demais, sem infra-estrutura. Só vai lá quem gosta de sofrer.

  • Carlos Billo diz: 30 de julho de 2009

    Parabéns pelo post! Olha, eu acho que isso ocorre com várias cidades dos campos de cima da serra (Cambará do Sul, São José dos Ausentes, São Joaquim, Urubici, Urupema, etc…). Acho que isso tá muito ligado à colonização dessas cidades. Mas eu acredito que aos poucos a ficha vai caindo. Essas cidades precisam de sangue novo. De gente de fora com visão. E principalmente educação voltada ao turismo nas escolas, assim como é feito em Gramado. Não é preciso ir na Europa ver como se faz turismo….

  • Gabriel Guedes diz: 30 de julho de 2009

    E aí Pablo… quanto tempo. Tudo bom? Cara, muito relevante este post de seu blog. Faz anos que a Serra Catarinense patina no turismo. Enquanto aqui no RS aqui coisa “bomba”, aí o pessoal deixa de ganhar dinheiro. Muito dinheiro. É preciso ousadia e espírito empreendedor. Os turistas agradecem e voltarão cada vez mais. Abraço!

Envie seu Comentário