Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Posto policial é depredado antes de inaugurar

28 de abril de 2010 1

Posto da PRF nem foi inaugurado e já virou alvo dos vândalos. Foto: Alvarélio Kurossu

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) nem cortou a fita e já precisou trocar portas e vidros do seu novo posto, construído no quilômetro 205 da BR-282, na localidade de Índios, em Lages.

Sem ser ocupado desde dezembro de 2008, quando foram concluídas as obras de edificação, o local virou alvo fácil dos vândalos e, enquanto não for inaugurado, sofrerá cada vez mais com a depredação.

A inauguração está prevista para 21 de maio. Até lá, o local continuará sem ninguém para protegê-lo à noite e à mercê dos vândalos.

Desde agosto do ano passado, foram registrados pelo menos quatro atos de depredação, como arrombamentos de portas e janelas e destruição de vidraças.

Da última vez, no feriado de Páscoa, criminosos dispararam tiros de espingarda na parte da frente do posto policial, provocando estragos até na parede e no teto da parte interna.

E em todas as ações, o único bem furtado foi um chuveiro, até porque o local ainda está sem equipamentos.

O inspetor-chefe da PRF em Lages, Nério Alves de Liz, não sabe dizer quanto foi gasto até agora para repor as portas e janelas arrombadas, mas garante que, antes da inauguração, não vai trocar os vidros quebrados, pois teme mais prejuízos até lá.

_ Já solicitamos a contratação de um guarda noturno para trabalhar aqui quando o local entrar em operação, pois quando houver alguma ocorrência, os dois policiais de plantão precisarão sair juntos, como mandam as regras, e o posto ficará sozinho. Aí sim, se entrar algum vândalo, o prejuízo poderá ser bem grande, pois o posto estará com equipamentos e até armas.

Através de um convênio entre o Ministério do Turismo e a prefeitura de Lages, a unidade policial começou a ser construída em abril de 2007 no espaço que abrigará também um posto de informações turísticas, num total de 300 metros quadrados de área edificada.

Num total de aproximadamente R$ 190 mil, os trabalhos deveriam ter sido concluídos em dezembro de 2008, mas devido à desistência por parte da empresa que executava as obras, alegando prejuízos financeiros, e à necessidade de uma nova licitação, as obras atrasaram.

Mas a edificação, a drenagem, a pavimentação, a sinalização e a iluminação da área estão prontas, bem como a parte elétrica, hidráulica, torre, antenas, sistema de rádio e informática. Faltam agora apenas os telefones, que devem ser ligados nas próximas semanas.

Quando for inaugurado, o novo posto suprirá uma necessidade urgente. O ideal, lembra o inspetor Nério, é que haja um posto da PRF a cada 120 quilômetros nas rodovias federais, mas na BR-282, por enquanto há um espaço vazio de 290 quilômetros entre os postos de Rancho Queimado, na Grande Florianópolis, no Km 62, e o de Campos Novos, no Meio-Oeste, no Km 352.

Pablo Gomes, Lages

Crack, nem pensar

Bookmark and Share

Comentários (1)

  • Névio Fernandes Filho diz: 28 de abril de 2010

    A população no geral é mal educada, confundimos a noção do espaço público e do privado. Ao depredar um bem público está se depredando algo nosso, pois o bem está disponibilizado a toda a população, alí está os impostos que pagamos e reclamamos tanto. No dia em que o ser humano se conscientizar que o bem público foi pago por ele quem sabe as depredações diminuam um pouco. Para isso, vale todas as campanhas públicas no tocante a valorização dos investimento públicos feitos na cidade e na região. Confesso que a serra ainda não tem uma cultura mais amadurecida de preservação como em outros centros, o nosso povo ainda carece de recursos e incentivos para através da educação mudar esta mentalidade de vandalismo e o mais estarrecedor é que pessoas de certa forma mais cultas também depredam o patrimônio público, em vez de darem o exemplo.

Envie seu Comentário