Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Belas lições do mundo animal

27 de maio de 2010 1

De cima para baixo: cão e vaca se acariciam; vaca amamenta porcos e cão e gato brincam em paz. Fotos: Alvarélio Kurossu

Dizem que o cachorro é o melhor amigo do homem, e disso ninguém duvida.

Mas a natureza é tão surpreendente que, em um pequeno município da Serra Catarinense, o cachorro é também o melhor amigo… da vaca.

Mande fotos ou vídeos de amizades inusitadas entre animais

O inusitado ocorre na casa do agricultor Roberto Carlos De Bona, de 36 anos, morador do Reassentamento Nova Cachoeirinha, em Campo Belo do Sul.

Roberto e a mulher, Cleonice De Bona, 28, são naturais do Rio Grande do Sul e há seis anos precisaram se mudar para Campo Belo do Sul devido à construção de uma hidrelétrica e a consequente inundação da área onde moravam, no município gaúcho de Maximiliano de Almeida.

Já em território catarinense, tiveram uma filha, Carla, hoje com três anos e sete meses de vida.

Mas antes mesmo de Carla, uma outra figura já existia na vida do casal.

É o Urtiga, cachorro sem raça definida e cujo nome é uma referência ao município gaúcho de São João da Urtiga, onde o cão nasceu e onde os pais de Cleonice vivem atualmente.

Com o nascimento de Carla, Urtiga encontrou com quem brincar enquanto Roberto e Cleonice trabalham na produção de milho, soja, feijão, fumo e leite.

Mas há dois meses, uma nova companhia surgiu na vida de Urtiga. É a Joaninha, filha de uma das sete vacas leiteiras que ajudam a incrementar a renda da família.

Joaninha fica fechada em uma pequena mangueira no galpão, atrás da casa, mas recebe a visita constante de Urtiga.

Roberto e Cleonice contam que os dois animais se dão bem. A vaca não tem medo do cão, e vice-versa. Pelo contrário, parecem gostar bastante um do outro.

Quando Roberto ou Cleonice dão de mamar a Joaninha em uma mamadeira improvisada em uma garrafa pet, Urtiga fica por ali esperando um pouco de leite.

Durante nossa visita ao local para uma reportagem sobre reforma agrária, Urtiga e Joaninha protagonizaram uma cena interessante.

Demonstrando carinho um pelo outro, os dois animais aproximaram os rostos, se acariciaram com os focinhos e se lamberam como um beijo na boca.

Curiosamente, não é o primeiro caso inusitado de relação afetiva entre animais de diferentes espécies em Campo Belo do Sul.

Dois anos atrás, publicamos a história de uma vaca que todas as manhãs amamentava sete porquinhos de dois meses de vida cada em um sítio próximo ao Centro da cidade.

Detalhe: a porca-mãe não estava morta e muitos menos havia parado de produzir leite.

E em março do ano passado, ali na mesma região, só que no município vizinho de Cerro Negro, flagramos uma amigável relação entre um cachorro e um gato.

Os dois brincavam, deitavam, rolavam, o cachorro mordia o rabo do gato, que passava a pata na cabeça do cachorro. Uma festa só, sem nenhum desentendimento.

A relação dos porquinhos com a vaca “mãezona”, do cachorro Urtiga com a vaquinha Joaninha e do gato e com o cachorro: agradáveis surpresas e belas lições do mundo animal.

Pablo Gomes, Campo Belo do Sul

Crack, nem pensar

Bookmark and Share

Comentários (1)

  • Névio Fernandes Filho diz: 28 de maio de 2010

    Mais uma vez os animais no dão exemplos de solidariedades as mais variadas. Não sabem o que é dinheiro, compras, status, shoppings, baladas, carros, etc. Quem sabe o criador quis criá-los destra forma singela, como que, mostrar aos homens que a felicidade está nas coisas mais simples da vidae não nos artifícios que o mundo moderna nos apresenta diariamente. Mostramos e até denunciamos as coisas que não dão certo na Serra, mas não observamo, nem procuramos informações sobre as que dão certo. Um dos exemplos mostrados e que sinceramente não tinha informações ou sabia que existiam são os assentamentos que deram certo na região. Pessoas que vieram de outras regiões com possibilidades de vida maiores e escolheram aqui para viver e produzir e educar as suas famílias. Parabéns ao blog pelas informações deste assentamento e outras que existam na região e que com certeza serão mostrados, evidenciando que aqui vale a pena viver…independente de políticos nossos que acham melhor, a Ilha da Magia ou Camboriú…e aqui só vem buscar votos para eleger outros…

Envie seu Comentário