Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Policiais dão bom exemplo na Festa do Pinhão

03 de junho de 2010 3

É comum ver crianças catando latas no parque. Sorte delas que existem bons policiais para protegê-las. Fotos: Pablo Gomes e Alvarélio Kurossu

Uma das regras da Festa Nacional do Pinhão é que crianças menores de 10 anos não pagam entrada no Parque de Exposições Conta Dinheiro, mas precisam estar acompanhadas dos pais ou responsáveis.

Mas infelizmente, não é raro ver crianças andando sozinhas em meio à multidão, muitas das quais, procurando latinhas nos sacos de lixo espalhados pelo parque.

E mesmo com toda uma estrutura que envolve 100 policiais militares, policiais civis, bombeiros, seguranças particulares e até o Conselho Tutelar, não é fácil fiscalizar, localizar e abordar todas.

Muita gente não está nem aí para elas, mas na noite de quarta-feira, dois policiais militares deram um belo exemplo.

Ao fazerem uma ronda a pé pelo parque, os PMs encontraram dois garotinhos em um grupo de jovens que consumiam bebidas alcoólicas.

No momento da abordagem, as duas crianças não bebiam, mas suspeita-se que possam ter feito isso antes da chegada dos policiais.

Os dois garotinhos são irmãos e disseram que foram ao parque com a mãe, que catava latas.

Sem se importar com a dificuldade de encontrar uma única pessoa em meio à multidão, os policiais saíram com os garotos à procura da mãe deles e, depois de um tempão, e sem localizar a mulher, os PMs conduziram as crianças ao Conselho Tutelar.

Destaque para o tratamento de pai para filho dado pelos policiais, que em nenhum momento agrediram verbalmente ou fisicamente os garotos e só perceberam que a equipe do Diário Catarinense os seguia depois de entregarem os garotos ao Conselho Tutelar.

Um dos policiais, com idade para ser avô, deixou muito clara a sua preocupação com os menores que a todo momento chegam bêbados ao Pronto-Socorro montado dentro do parque.

E certamente por esse sentimento de pai que ele e seu colega não fizeram vista grossa e se preocuparam até o fim com os dois garotinhos.

É de policiais assim que a sociedade precisa!

Pablo Gomes, Lages

Crack, nem pensar

22ª Festa Nacional do Pinhão

Bookmark and Share

Comentários (3)

  • Kpataz diz: 5 de junho de 2010

    Se deu mal heim? Não conseguiu seu tão almejado flagrante. Muito bem feito para voces da imprensa, bando de urubu, que ficam só atras de desgraça. E que isto sirva de lição para toda a midia… A proposito por que esta matéria ainda não é capa deste jornal, se fosse o contrario, renderia 3 dias de capa. Aprendão a trabalahr que bons exemplos voces terão todos os dias.

  • Névio Fernandes Filho diz: 5 de junho de 2010

    Estes policiais de Lages dignificam a farda e dão um belo exemplo, especialmentre aos policiais da capital que usam da truculência a toda hora e se orgulham de ter um tenente coronel troglodita a comandá-los.

  • Névio Fernandes Filho diz: 6 de junho de 2010

    Não acho que os jornalstas sejam um bando de urubus. Possuo um pai jornalista, que fica sábados, domingos, feriados e quase toda a semana no computador escrevendo os artigos que serão publicados em jornal da cidade.Observo jornalistas diariamente enviando matérias da Copa e da Africa, do Iraque, do Afeganistão, das favelas cariocas, dos gols da rodada do domingo, do Zeca Camargo em algum país exótico do mundo e principalmente os jornalistas do blog desbravando algum recanto da Serra neste frio de rachar. Enfim, não só de flagrantes vive a imprensa, mas em sua missão mais difícil, trazer a informação quentinha, quando ainda estamos na cama, bem quentinha. Com certeza o leitor acima, não faria melhor.

Envie seu Comentário