Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Um erro, um pedido de desculpas, um agradecimento e uma explicação

30 de junho de 2010 2

Por que primeiro o pedido de desculpas e a explicação?

Porque na noite de terça-feira publicamos no Diário da Serra o post logo abaixo deste com um erro de matemática medonho.

Colocamos que reduzir algo de 50 para 15 representa uma queda de mais de 200%. Mas é óbvio que não.

Se fosse o contrário, subir de 15 para 50, aí sim passaria de 200% – mais precisamente, 233%. Mas de aumento, não queda.

Como tratávamos de uma redução de 50 para 15, o correto é afirmar que a queda foi de 70%.

Assim, para resumir bem: de 15 para 50, aumento de 233%. De 50 para 15, redução de 70%.

Consultamos várias fontes entendidas do assunto para corrigir a informação, e se ainda estiver errada, por favor, nos avisem.

Ramon, o professor

O alerta foi feito por um leitor chamado Ramon, com quem não conseguimos entrar em contato para agradecer porque o endereço de e-mail fornecido por ele no comentário era fictício.

Além do erro, pedimos desculpas também porque, na hora de publicar o comentário de Ramon e fazer a devida correção, acabamos excluindo o post involuntariamente.

E como não tínhamos o texto em mãos, pois não estávamos mais na redação, conseguimos fazer isso só agora.

Ramon – se esse realmente é o nome do leitor – chegou a questionar nossa escolaridade, colocando a palavra “jornalistas” assim mesmo, entre aspas, e alegando que não tínhamos sequer a quarta série (como se isso tornasse alguém pior ou melhor que outro).

Compreensível a sua revolta, afinal, o nosso erro de cálculo realmente foi grotesco.

Mas vamos lá, meu caro Ramon. No post abaixo, segue o texto que havíamos publicado e apagamos sem querer. Agora, com a devida correção feita pelo senhor.

Fazemos questão de dar essa satisfação aos nossos amigos leitores para não passar pela cabeça de ninguém que, por termos errado feio e recebido uma crítica, apagamos o post “na cara dura”. Isso jamais.

Ramon, muito obrigado pela sua contribuição e participe sempre do Diário da Serra.

A propósito, desde já fica o convite para uma roda de chimarrão e, se for de seu interesse, podemos lhe apresentar nossos diplomas.

Grande abraço e sucesso ao amigo!

Pablo Gomes, Lages

Crack, nem pensar

Bookmark and Share

Comentários (2)

  • Nevio Fernandes Filho diz: 30 de junho de 2010

    Mais importante do que consertar o erro ou admitir que erramos é a capacidade humana de não ser infalível, temos que errar para crescer, evoluir e questionar sempre a nossa existência como seres humanos. Como é bom errar, pois mostra que ainda estamos vivos. Não caracteriza o erro, a questão da escolaridade ou não, se fosse assim os grandes mestres não errariam e Lula como um trabalhador nunca chegaria a Presidência da República. Quanto ao questionamento do Ramon jornalistas também erram, não são robôs e nem devem dar exemplos de perfeição. Cometo erros, pois no dia em que for perfeito, não serei mais humano.E além do mais, Ramon, vamos questionar nossos políticos e estas alianças sem nexos e espúrias que fazem a toda hora isto sim são erros imperdoáveis.

  • Maria Isabel diz: 1 de julho de 2010

    A conduta do Sr. Ramom só reflete o problema que assola a sociedade hj: a falta de respeito e de humildade entre as pessoas, características estas, aliás, que vcs, responsáveis pelo blog, demonstram ter de sobra.

    Mudando de assunto: não sei se é possível, mas vcs poderiam atualizar o Twitter assim que atualizarem o blog? Obrigada e um abraço.

    Comentário do blog:

    Olá, Maria Isabel, tudo bem? Muito obrigado por sua participação no Diário da Serra. Tivemos um problema técnico ao migrarmos o blog para a nova ferramenta que passamos a utilizar, mas desde segunda-feira estamos atualizando o twitter a cada novo post.
    Qualquer problema nos comunique, por favor.
    Abração!

Envie seu Comentário