Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Quatro mil cavaleiros contra o crack

22 de julho de 2010 1

Cavalgada do ano passado já havia defendido a campanha contra o crack. Foto: Alvarélio Kurossu

Quatro mil cavaleiros de toda a Serra Catarinense e até do Rio Grande do Sul unidos em uma cavalgada que, além da confraternização e contato com a natureza, proporciona também um grito de guerra contra o crack.

A 3ª Cavalgada Nevasca FM ocorre no próximo sábado, em São Joaquim, e conta com a parceria da campanha Crack, Nem Pensar, do Grupo RBS.

Uma bandeira com a logomarca será carregada pelo pelotão de frente do grupo, e pulseirinhas da campanha serão distribuídas entre os participantes.

No ano passado, quando 3,5 mil cavaleiros participaram da segunda edição do evento, a marca Crack, Nem Pensar, já esteve presente, desfilando por todo o trajeto que, neste ano, terá um total de 22 quilômetros, passando pelo Vale das Araucárias, uma das maiores reservas de pinheiros do Brasil.

O início da cavalgada está marcado para as 7h30min, com um café da manhã no Parque Nacional da Maçã, e a saída para o passeio ocorre uma hora depois.

Ao meio-dia tem uma parada para almoço com shows regionais no aeroporto municipal e, a partir das 14h, a cavalgada segue até as 18h, com término no Parque da Maçã.

Todos os participantes da cavalgada concorrerão a sete prêmios que serão sorteados durante o evento: uma caminhonete, duas motos, um touro e três cavalos.

Também será possível adquirir antecipadamente o DVD da cavalgada, a ser lançado alguns dias após o evento, e a jaqueta.

Serviço

* Inscrições para a cavalgada: R$ 20, com direito à participação no evento, café da manhã e sorteio dos prêmios;

* Inscrições pelos telefones (49) 3233-2218 e 3233-4235, ou pelo site www.nevascafm.com.br;

* O almoço no aeroporto custará R$ 25 – churrasco de 1,5 quilo. Encomendas pelo telefone (49) 3233-0425, com a Frigozan.

Pablo Gomes, São Joaquim

Crack, nem pensar

Bookmark and Share

Comentários (1)

  • Névio Fernandes Filho diz: 23 de julho de 2010

    Manter a tradição é sem dúvida uma das missões mais importantes do homem serrano. Mas podemos acrescentar nesta energica cavalgada, além do estandarte da luta contra o crack, outras bandeiras, também importantes e que servirão para formar uma consciência cívica e fortalecer a cidadania pública. Não seria bom ver os cavaleiros empunhando e tremulando bandeiras com os segiintes dizeres:

    “Queremos o término da BR 282″
    “Aeroporto federal já”
    “Hospital regional decente para a serra”
    “Serrano vota em serrano, não em candidatos de fora”
    “Fora as promessas politiqueiras ”
    “Abaixo cabos eleitorais travestidos de candidatos, em Lges e São Joaquim”
    “ZF só expectativas”

    E outras tantas bandeira que poderiam serem erguidas e bradadas com orgulho pela cavalgada serrana. Hoje no blog do Cacau, o mesmo faz um comentário e relaciona várias obras e promessas que o governo esqueceu de realizar em Santa Catarina, só um porém, ele esquece que Santa Catarina nao é só Florianópolis e listou obras só na capital. Retruquei veementemente colocando obras prometidas para a serra e Lages.

    Terminando, além de uma cavalgada nativista, somaríamos o caráter reivindicatório da mesma dando-lhe um caráter utilitário e uma função mais social, do que só cavalgar e matear.

Envie seu Comentário