Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Enterraram o orelhão...

30 de julho de 2010 2

Telefone público não foi poupado nas obras de pavimentação da rodovia. Foto: Alvarélio Kurossu

Todo mundo gosta de ver o poder público trabalhando em prol da sua cidade, do seu estado, do seu país.

E as grandes obras são as preferidas, principalmente as pavimentações de estradas.

Quem é que não gosta de viajar sobre um asfalto novinho em vez de uma estrada de terra toda esburacada, cheia de pedra e poeira?

Só que, para cada ação, existe uma reação. Enquanto são executadas, as grandes obras causam um transtorno danado. Necessário, é claro, mas desconfortável, é fato.

Obras de saneamento básico, por exemplo. Todo mundo quer, mas todo mundo reclama das crateras abertas no meio das ruas, vias interditadas, barro, etc, etc, etc…

Mas existem alguns transtornos que podem ser evitados com um mínimo de bom senso. Vejamos este caso ocorrido lá na belíssima Urubici.

Faz alguns meses que a rodovia estadual SC-439, que liga Urubici a Grão-Pará, já no Sul do Estado, e passa por importantes pontos turísticos como a Caverna Rio dos Bugres, a Gruta Nossa Senhora de Lourdes, o Morro da Igreja e a Serra do Corvo Branco, está sendo asfaltada.

Ótimo, perfeito, mais que necessário. Só esqueceram de preservar um telefone público instalado em frente a uma pousada a dois quilômetros da sede de Urubici.

Faz pelo menos uns dois meses que as obras enterraram o orelhão. Quando estivemos lá, no começo de julho, o telefone não estava funcionando.

Mas também, nem precisava. Quem é que consegue fazer uma ligação e conversar tranquilamente assim?

Pablo Gomes, Urubici

Crack, nem pensar

Bookmark and Share

Comentários (2)

  • Névio Fernandes Filho diz: 30 de julho de 2010

    É uma situação bem engraçada, parece aquelas paródias portuguesas que aparecem na internet, de tão atrapalhadas causam mais indignação do que risadas. Como o local possue um orelhão, com certeza há populações que o utilizam com certa frequência, em situações de saúde e outros causas. Tomara que os responsáveis tenham visto a foto e devam tomar alguma providência, para ao menos desenterrar o orelhão da situação vexatória em que está.

  • IOLANDA diz: 19 de fevereiro de 2011

    OI MEU NOME É IOLANDA CONFORME VCS VIRAM EU TAMBÉM VI A FOTOGRAFIA E LI A REPORTAGEM DO ORELHÃO. SE BEM QUE PUDIA SER UM MINIORELHÃO UM ORELHÃO SÓ PARA ANÕES JÁ QUE BEBES NÃO PODEM DECORAR OS NUMEROS TELEFONICOS.MUITO OBRIGADO PELA ATENÇÃO,TCHAU E ATE A PROXIMA.MANDO BEIJOS A MINHA FAMILIA………±

Envie seu Comentário