Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Cidadania centenária!

31 de outubro de 2010 1

A lageana Zilda Lemos Vieira, de 101 anos, esperou 25 minutos até ser localizada a seção onde fez questão de votar. Fotos: Alan Pedro

Enquanto milhares, talvez milhões, deixaram de votar neste domingo porque foram viajar ou porque não concordam com a obrigatoriedade do voto ou ainda porque acham que votar é besteira, alguém que não tem mais nenhuma obrigação eleitoral fez questão de comparecer à urna para mostrar que todos precisam votar e que um único voto pode fazer uma grande diferença.

Com 101 anos de idade, a lageana Zilda Lemos Vieira está dispensada deste compromisso há três décadas, mas na manhã deste domingo deu um exemplo de cidadania e parecia uma eleitora de primeira viagem, de tão empolgada que estava.

Zilda chegou às 11h40min ao Centro Educacional Vidal Ramos Júnior, um dos maiores colégios eleitorais de Lages, acompanhada da filha Cândida Maria Vieira Letti, 69.

Como havia votado pela última vez nas eleições gerais de 2002 e não tem mais o seu título eleitoral, a vovó Zilda não lembrava a sua seção.

Mãe de oito filhos, bastante politizada e leitora assídua de jornais e revistas, Zilda temia que o seu direito de votar tivesse sido cancelado após oito anos, e disse que ficaria muito triste se não conseguisse.

_ Se ela não conseguir votar vocês vão conhecer uma mulher brava _, brincou a filha Cândida.

Mas deu tudo certo, e 25 minutos após a chegada de Zilda à escola, os fiscais localizaram o seu nome na seção 24 da 21ª Zona Eleitoral.

Cumprimentada por várias pessoas que perceberam o esforço dela, Zilda votou às 12h05min e não conteve a emoção.

_ O voto é muito importante para o nosso país. E dependendo de quem forem os candidatos, vou votar para prefeito daqui a dois anos.

Dona Zilda completa 102 anos de vida no próximo dia 1º de janeiro, exatamente no dia em que os novos governantes assumirão os seus cargos. Festa de aniversário. Festa da democracia.

Pablo Gomes, Lages

Bookmark and Share

Comentários (1)

  • Névio Fernandes Filho diz: 1 de novembro de 2010

    Com esta nova reformulação da RBS demorou para achar o blog, UFA! A nova geração está totalmente descompromissada e alheia aos acontecimentos atuais. Este periodo de extremo consumo e a busca desenfreada ao lazer continuado nos faz reféns deste analfabetismo eleitoral.
    Gostei da derrota do candidato Serra, pois em seu bojo estavam aparecendo ordas de eleitores e simpatizantes, pertencentes a classe média, vamos dizer, pessoas conservadoras, recalcadas, retrógradas, atrasadas, religiosas, moralistas e preconceituosas.
    Realizei pesquisas e trabalhos academicos sobre a ditadura militar e as suas várias facetas horríveis.
    Ocorre que a candidadta Dilma era uma das integrantes dos vários grupos que a época combatiam os militares para restabelecer a democracia no país.
    Estes simpatizante criavam sites onde abordam a questão da neo ditadura, grupos de extrema direita, publicando informações inverídicas totalmente desencontradas da verdadeira historia da ditadura no Brasil, visando com isso confundir a mente das pessoas mais idosas e influenciar o eleitorado mais propício ao medo ideológico infundado.
    E o mais engraçado é que estas pessoas realmente acreditavam que o exército e a ditadura foram acontecimento bons para o Brasil e os militares eram anjinhos bonzinhos a todos.
    É admirável o poder da mídia até quando ela é usada para subverter a real siuação dos acontecimentos e fatos.

Envie seu Comentário