Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Emergência continua fechada e sem previsão de retorno

30 de maio de 2011 0

Passados mais de quatro dias da paralisação das atividades por conta da greve dos médicos, a emergência do Hospital Nossa Senhora dos Prazeres, em Lages, continua fechada e sem previsão de reabertura.

Até o fim da tarde desta segunda-feira, não havia nenhuma ação efetiva para o retorno dos atendimentos, improvisados no Pronto Atendimento Municipal e em outros hospitais do Estado.

Desde o fechamento da emergência, às 20h da última quinta-feira, os casos clínicos, entorses, escoriações e pequenos cortes são encaminhados ao PAM, da prefeitura, e as internações para o Hospital Tereza Ramos, do Estado.

Já os traumas mais graves, especialmente por acidentes de trânsito, são atendidos nos hospitais de Curitibanos, Rio do Sul e Florianópolis.

Havia uma certa apreensão para o fim de semana, quando geralmente ocorrem mais acidentes, mas não houve registros de casos graves e a rotina foi tranquila. Na próxima quinta-feira, a greve dos médicos completa um mês.

A direção do HNSP não voltou a negociar com os profissionais, que pedem aumento de R$ 50 para R$ 80 na hora de plantão e de R$ 16,66 para R$ 26,66 na hora de sobreaviso.

A instituição alega não ter dinheiro e espera ajuda financeira do Estado e do município.

As 18 prefeituras da Associação dos Municípios da Região Serrana (Amures) já disseram que não vão enviar dinheiro para o hospital, pois não seria obrigação delas, até porque cada uma já faz a sua parte na atenção básica.

Já o Estado colocou a sua estrutura do Samu e hospitais à disposição, mas ainda não se manifestou oficialmente sobre como solucionar a questão.

Pablo Gomes, Lages

Bookmark and Share

Envie seu Comentário