Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

"Espíritos de porco" atacam a Pedra Furada, em Urubici

28 de novembro de 2011 31
Localizada no alto do Morro da Igreja, a Pedra Furada é um dos principais cartões-postais de Santa Catarina. Foto: Vani Boza

Localizada no Morro da Igreja, a Pedra Furada é um dos principais cartões-postais de Santa Catarina. Foto: Vani Boza

Para chegar até o interior da Pedra Furada é necessário percorrer uma difícil trilha de oito quilômetros e cinco horas entre ida e volta. Foto: Vani Boza

Para chegar até o interior da Pedra Furada é necessário percorrer uma difícil trilha de oito quilômetros e cinco horas entre ida e volta. Foto: Vani Boza

Mas Bruno, Rafael e Sabrina conseguiram driblar a fiscalização, levaram pincel e lata de tinta e deixaram suas inscrições "equestres" na terra das inscrições rupestres. Foto: Taina Borges, Divulgação

Mas Bruno, Rafael e Sabrina conseguiram driblar a fiscalização, levaram pincel e lata de tinta e deixaram suas inscrições "equestres" na terra das inscrições rupestres. Foto: Taina Borges, Divulgação

Bruno, Rafael e Sabrina. Parabéns! Vocês conseguiram!

É incrível como tem gente com “espírito de porco” e sem nenhuma noção do que é certo!

Os nomes de Bruno, Rafael e Sabrina foram escritos com pincel e tinta em um dos lugares menos improváveis para isso.

A Pedra Furada, uma formação rochosa de 30 metros de circunferência e esculpida ao longo dos milênios pela ação do vento e da chuva, está localizada no Morro da Igreja, em Urubici, na Serra, bem no meio de um dos maiores conjuntos de cânions do mundo.

Para chegar até dentro da pedra, deve-se fazer uma difícil trilha de oito quilômetros e aproximadamente cinco horas entre ida e volta, e sempre na companhia de um guia credenciado.

O local pertence ao Parque Nacional de São Joaquim, e entrar lá sem a companhia do guia é proibido. Em casos de flagrante, multa de R$ 1 mil ao infrator.

Também é proibido deixar qualquer tipo de lixo por lá, mesmo os orgânicos, como caroços e cascas de frutas.

Mas Bruno, Rafael e Sabrina conseguiram. Entraram e voltaram sem o guia, não foram multados e ainda tiveram o trabalho de levar um pincel e uma lata de tinta.

Em Urubici, cidade com muitas inscrições rupestres feitas há mais de três mil anos, os três amigos deixaram suas inscrições “equestres”.

Bruno, Rafael e Sabrina. Parabéns! Vocês conseguiram!

Pablo Gomes, Urubici

Bookmark and Share

Comentários (31)

  • Luiz diz: 28 de novembro de 2011

    Olha para este tipo de pessoas q ñ carregam consigo a educação, teria q invetigar à fundo ñ só eles, mas seus familiares p/ prestar serviços comunitários e públicos, senão cadeia neles, p/ aprender uma lição de uma vez por todas.
    ……………… Façam-me favor né, pelo menos isso, respeitem a natureza !!!

  • veroni diz: 29 de novembro de 2011

    Dai a Cesar o que é de Cesar… A janela Furada pertence a Orleans.. Esta dentro da extençao territorial da cidade das colinas e nao a Uribici

    Comentário do blog:

    Exatamente, amigo, o senhor tem razão. A Pedra Furada pertence a Orleans, apesar de o seu principal mirante estar em Urubici. Aquele cânion, na verdade, é o tríplice limite entre os municípios de Orleans, Urubici e Bom Jardim da Serra. Abraço e muito obrigado!

  • Eliana Silva Rigueiras diz: 29 de novembro de 2011

    Que tristeza! Acho que as autoridades do município deveriam tomar alguma providencia a respeito desse vandalismo.Isto não pode ficar no ver,na denúncia, na revolta e não fazer nada.Punir esses vândalos é no minimo que as autoridades podem fazer.É caso de policia.
    Coloquem um galão de gasolina e panos, pinceis para eles carregarem até lá e limparem.Muito bem limpinho.Depois, serviços a comunidade local. Quero ver estes pestinhas, para não dizer outra coisa, vão aprender.Autoridades pelo amor de Deus. Fazer eles limparem é o minimo!

    Eliana Rigueiras

  • Valdir Oliveira diz: 29 de novembro de 2011

    Lamentável! Essa é a geração que estamos apreciando a fazer asneiras e bobagens! Pobre Brasil de gente insensata, inculta, ignorante e mal educada! Convém identificar os engraçadinhos e mandá-los limpar a sujeira que fizeram, aplicar algumas chibatadas e depois, cadeia….Pode ser que resolva!

  • Markinho Zilli diz: 29 de novembro de 2011

    É Pablo, a coisa aqui é “medonha”. Agora resta pra nós limparmos e cuidar pra que não ocorra novamente. Quem tá dentro pra percorrermos a trilha e tentar limpar a pedra?

    abraço

  • Marciano Silva diz: 29 de novembro de 2011

    É revoltante receber esta notícia, saber que em pleno século 21 ainda existe alguém capaz de fazer um ato de desrespeito tamanho a natureza, principalmente quando se trata de algo que ela levou muito tempo para esculpir, estes idiotas não tem idéia da mer… que fizeram estragando toda beleza do local. Eu já estive no interior da pedra furada e sei o quanto emocionante é estar lá, é algo indescritível, sentimento este que com certeza não o conhecem.

  • Marize diz: 29 de novembro de 2011

    Qual é a moral de fazer isso num patrimônio natural? O que leva uma pessoa a fazer isso? O que é provocado na pessoa para sair de casa com uma lata de tinta já com essa má intenção? Seja como for, o que importa é que isso só ocorre porque simplesmente não há fiscalização de nada em nosso país, e quando existe é muito mal aplicada. Urubici como está cada vez mais valorizada precisa ter mais pessoas que protejam os parques, as app (área de preservação permanente), os rios, os riachos e as cachoeiras que lá existem. Os guias de trilhas,por exemplo, poderiam ser policiais disfarçados com poder de autoridade para abordar um indivíduo suspeito ou até prendê-lo.

  • Benta diz: 29 de novembro de 2011

    Eu não acredito que alguem EDUCADO e tem uma casa em ordem e limpa , vai querer fazer uma barbaridade sem tamanho na casa de alguem…
    Como será que essas pessoas estao com a conciência ao rever a tamanha arte feita, onde as pessoas de conciência passam para admirar e contemplar, uma das mais fantastica obra da natureza?

    Eu nao diria “ESPIRITO DE PORCO” mas o retrato de suas almas….

    ONDE TEM POVO EDUCADO NAO TEM NECESSIDADE DE POLLICIAIS E VIGIAS………
    BEN

  • jussandra diz: 29 de novembro de 2011

    Vocês deveriam estar envergonhados pelo que fizeram olha que coisa feia que fico cara….
    os municípios de Orleans, Urubici e Bom Jardim da Serra….enfim a pedra furada e muitos outros lugares maravilhosos que Deus nos presenteou, temos que preservar com muito amor,e não vandalizar….

  • josé ernani freitas diz: 29 de novembro de 2011

    No triste e lamentável episódio das pinturas equestres ou suínas, só peço que não se estigmatize os
    Brunos, os Rafaéis e as Sabrinas, pelos atos, eis que eles podem ter sido cometidos por outros, registrando
    os três nomes citados, numa brincadeira de mau gosto, e/ou por desviar a atenção.
    No mais, concordo com a indignação explicitada pelo blogueiro e pelos demais comentários postados.

  • Eder Borges diz: 29 de novembro de 2011

    Parabéns pela reportagem Pablito.
    A falta de respeito e educação das pessoas as vezes estrapola o limite de compreensível. Como podem os caras andarem todo o caminho até a pedra só pra avacalhar. Prova de ignorãncia e de que o lugar precisa de mais proteção. Parabéns mais uma vez e abs do Tio Eder. Temo que tratar o churras no ap novo.

  • Marlon R. Silva diz: 30 de novembro de 2011

    Parabéns: Bruno, Rafael e Sabrina !!!
    Vocês conseguiram mostrar que tem mais que espírito de porco, são realmente porcos por inteiro!

  • Orlei Jr. diz: 30 de novembro de 2011

    Multa??? Será q eles tem como pagar??? A multa resolve o problema na formação deles? A multa resolve o dano causado ao meio ambiente? O fechamento e as proibições de acesso aos monumentos naturais não estaríam incentivado esse tipo de vandalismo? PQ, no Brasil, os bons são punidos pelas má atitudes dos maus? PQ a punição vem sempre através da contratação de serviços obrigatórios, multas que não resolvem o problema, cerceamento do acesso (inclusive dos moradores locais)? Tem muita coisa errada na MANEIRA como as coisas são conduzidas! NINGUÉM PRESERVA O QUE NÃO CONHECE! Solução? Um biólogo + um guia de montanha + grupos de até 10 estudantes das cidades próximas = 1 passeio educativo por mês até a pedra. Eu acredito no poder da EDUCAÇÃO. Só a EDUCAÇÃO vence a IGNORÂNCIA!

  • jaqueline diz: 30 de novembro de 2011

    O certo seria achar esses tres colegas, tirar as calças e escrever o nome deles na bunda com Ferro De Marcar Boi Vaca Bezerro bem quente!!

  • Marcos O Vargas diz: 30 de novembro de 2011

    Nem de porcos devem ser chamados estes vândalos !
    E sim de criminosos!
    O que verdadeira mente são!
    BRUNO, RAFAEL E SABRINA CADEIA PARA VCS!

    Markinho Zilli, estou dentro para tentar limpar está verdadeiro afronta a nosso patrimônio!

  • Lori Neves diz: 30 de novembro de 2011

    Essas pessoas, se é que podemos chamar assim, deveriam também deixar uma foto para vermos seus rostos.
    Pois são descaradamente COVARDES, deixam apenas os nomes.
    POR FAVOR BRUNO, RAFAEL E SABRINA Mostrem suas caras.

  • Rita de C. Locks Stahlhofer diz: 30 de novembro de 2011

    Nosso mundo é assim mesmo, existem pessoas de todas as índoles, de todo tipo de educação, e até sem educação alguma, como foi o feitio deste trio pouco informado sobre a importância do local em que se encontravam no momento. Eu sou natural de Urubici, e aprecio por demais toda e qualquer coisa que diga respeito a este município, por isto estou aqui manifestando minha indignação com o fato sucedido. Um bom dia a todos.

  • Adriana Copetti diz: 30 de novembro de 2011

    Eu não to acreditando nisso , o que esses três idiotas esperavam ganhar com isso ??? é incrivel como existe “pessoas” sem cultura nesse mundo , realmente é vandalismo …

  • iran elitoncer croda de souza diz: 1 de dezembro de 2011

    é lamentavél meu amigo Pablo Gomes, sendo eu um dos guias pioneiro a começar este trabalho de ir dentro da pedra furada urubici, um lugar de uma beleza e naturesa inpar. é chocante que ainda hoje tenha este tipo de atitude. o que podemos dizer que estamos de olho sim. pois nada mais justo defender o que é nosso, com conciência responsabilidade e dedicação. fica aqui o arecado.

    da natureze nada se tira a não ser fotos, nada se mata a não ser o tenpo, nada se léva a não ser as lenbranças, nada.se deixa a não ser pegadas…

    iran croda de souza: guia credenciado ministério de turismo.

  • Thaís Souza diz: 1 de dezembro de 2011

    Agora, depois que os vândalos passaram por lá, só nos resta realmente tentar limpar a afronta. Que lástima! Tantos milênios de anos para termos o privilégio de uma das formações mais belas do país, para três marginais em questão de minutos deixarem a marca da pura ignorância, pois demonstraram desconhecer qualquer conceito de sustentabilidade, cidadania e respeito à um patrimônio histórico!

    Markinho Zilli, pode contar conosco para a limpeza!!

  • Patrícia diz: 1 de dezembro de 2011

    Bando de gente que não tem o que fazer! Por que não escrevem o lindo nome deles na casa deles? No muro da casa dels? NA parede do quaro deles?
    Devem ainda estarem achando o máximo que as pessoas estão aqui falando deles!
    Falamos sim! Pra vcs seus vândalos, delinquentes saberem que essa é a maravilhosa educação, exemplo que vcs deixarão para seus filhos!
    “PRECISAMOS SER A MUDANÇA QUE QUEREMOS VER!”

  • Peruzzo diz: 2 de dezembro de 2011

    Tadinho do porco, ele não tem esse espírito.

    Deprimente.

  • Jane diz: 3 de dezembro de 2011

    Gente somos parceiros pra ir lá limpar a pedra…

  • Osvaldo Luiz Balbinot diz: 8 de dezembro de 2011

    Enquanto as maravilhas naturais forem sendo entregues a qualquer tipo de turista, sem distinção ou triagem, o futuro reservará muitas desagradáveis “surpresas” como esta para os admiradores destes recantos.
    Pensem bem antes de levar qualquer um para os lugares especiais.

    Há muito aventureiro confundindo acampamentos com reunião de sala de aula, ou festa.

    Que o digam os exploradores conscientes.

  • Orlei Jr. diz: 9 de dezembro de 2011

    Oi Oswaldo! Tudo bem? Distinção, triagem, segregação, discriminação, … são termos que, sinceramente, me entristecem e só trazem mais energias negativas. O que o povo precisa é de EDUCAÇÂO e EDUCAÇÃO não combina com triagem. Pensemos.

  • Rogero diz: 9 de dezembro de 2011

    O termo “vocês conseguiram” está fora de foco, pode parecer em frase isolada como mérito. Certo é “vocês são idiotas, marginais, vândalos, depredadores da natureza”.

  • Getulio R. Vogetta diz: 9 de dezembro de 2011

    Olá!

    Lamentável. Eu já havia tomado conhecimento deste fato por alguns conhecidos que residem em Urubici e trabalham com turismo na região (aliás esta notícia está bem atrasada, isso ocorreu em setembro ou outubro).

    Nem de ignorantes dá para qualificar estes 3 (se é que são seus nomes reais e se foram realmente 3 indivíduos). Eu usaria o qualificativo IMBECIS.

    Com um pouco de empenho daria para rastrear pistas de quem foram os responsáveis por esta estupidez, mas isso já não deve mais ser possível dado o tempo decorrido desde o fato. O maior problema a meu ver é que IMBECIS como estes trazem prejuízos para todos, em especial para os trekkers e montanhistas sérios, que a cada dia esbarram mais e mais na burocracia estatal que se cria para tentar preservar nossos recursos e paisagens naturais. Infelizmente…

    Também não concordo com o enaltecimento dado quando na matéria fizeram menção à expressão “vocês conseguiram”. Dá a impressão que foram vitoriosos, fizeram sucesso ou algo bom, e foi o exatamente o contrário.

    Saudações!

  • willian diz: 10 de dezembro de 2011

    esses troxa faz isso aí…
    ..ee os montanhistas,trekers e semelhantes paga o pato
    E FROIDE…

  • Osvaldo Luiz Balbinot diz: 10 de dezembro de 2011

    Orlei, não podemos deixar de verificar as intenções por detrás de cada turista que levamos aos paraísos que conhecemos. Muitas vezes seus objetivos ocultos colidem com nosso trabalho de preservação, de amor e respeito à natureza. Se falo em triagem, discriminação.. etc, é porque ainda falta MUITA educação para nosso povo. e isso não é coisa para ser resolvida em uma ou duas décadas. Quem NOS ensinou a guardar embalagens, sacos e embrulhos nos bolsos enquanto caminhávamos pelos campos dos Aparados? Ou a trazer de volta todo lixo produzido. Até considero que nossa geração evoluiu bastante, especialmente de uns vinte anos para cá. Vide dezenas ou centenas de exemplos dos quais fomos partícipes. Quanto ao fato em si, a pichação da PFurada, é por demais lamentável. Dá até para pensar que se até há pouco tempo, quando o acesso era proibido pela aeronáutica e/ou IBAMA, não era melhor? Abraços, amigo aventureiro.

  • Balzac diz: 19 de dezembro de 2011

    Lamentável, reprovável, ações como estas são pura falta de EDUCAÇÃO, prova que o país, o estado e o município não investem, SOCORRO VALORIZEM OS PROFESSÓRES, só assim teremos cidadões díguinos de um país com raras belezas a ser preservadas.

  • Florisvaldo F. Freiberger diz: 11 de agosto de 2012

    Tenho que ser solidário com esta manifestação de vocês, porque também repudío este tipo de atitude. Provavelmente foram adolescentes irresponsáveis, ainda sem caráter formado, que necessitam fazer este tipo de coisa como forma de afirmação. Escreveram seus nomes neste “santuário” prá dizer ao mundo que… “estivemos aqui”, como se tivessem sido os pioneiros. Pioneiros sim, mas no vandalismo. Com certeza são pessoas que moram nos municípios em torno e não será difícil identificá-los e até já devem ter postado fotos do facebook, exibindo para os amigos como um “troféu”, senão do vandalismo, mas dos próprios fazendo carecas e micagens embaixo do arco tanto admirado por pessoas sérias e apreciadoras de belezas naturais. Até faço um apelo prá quem souber a identidade dos autores deste vandalismo, que os denuncíe anonimamente para uma das Delegacias de Polícia ou para as Secretarías de Turísmo dos municípios em torno, que eles com certeza tomarão uma atitude contra estas pessoas declaradamente mal educadas..

Envie seu Comentário