Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

BR-282: alternativa mais tranquila para o Litoral

29 de dezembro de 2011 0
Polícia Rodoviária Federal vai intensificar a fiscalização no trecho entre Lages e Palhoça. Foto: Vani Boza

Polícia Rodoviária Federal vai intensificar a fiscalização no trecho entre Lages e Palhoça. Foto: Vani Boza

Um dos trechos rodoviários mais preservados e seguros de Santa Catarina é também uma das rotas alternativas mais utilizadas pelos turistas que visitam o Litoral no verão.

A BR-282 possibilita chegar com tranquilidade às praias sem o estresse dos riscos e congestionamentos da BR-101.

A BR-282 começa em Florianópolis, na cabeceira continental das pontes Colombo Salles e Pedro Ivo Campos, e termina na cidade de Paraíso, Extremo-Oeste do Estado, na divisa com a Argentina.

Todo o percurso tem aproximadamente 670 quilômetros. Mas é num trecho de 220 quilômetros, um terço do total, que se concentram o trânsito mais intenso e as ações da Polícia Rodoviária Federal.

O trecho em questão fica entre os entroncamentos com a BR-116, já no perímetro urbano de Lages, na Serra, e a BR-101, em Palhoça, na Grande Florianópolis.

O tráfego normal fica na média de cinco mil veículos por dia, mas nesta época do ano, chega a dobrar.

Com a pavimentação asfáltica dos 70 quilômetros entre Campos Novos, no Meio-Oeste, e São José do Cerrito, na Serra, há pouco mais de três anos, o trânsito em direção ao Litoral migrou das BRs 470 e 116 para a 282.

Agora, é por esta rodovia que circulam muitos veículos que partem do Oeste de Santa Catarina, do Rio Grande do Sul e da Argentina.

As cidades de origem são as mais diversas, mas entre Lages e Palhoça, todos trafegam pelo mesmo lugar.

Continua…

Bookmark and Share

Envie seu Comentário