Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Governador fala da exoneração do diretor da Deic

09 de abril de 2012 0
Governador garante que fez o que era certo e necessário em autorizar a exoneração do delegado Cláudio Monteiro. Foto: Pablo Gomes, junho de 2010

Governador garante que fez o que era certo e necessário em autorizar a exoneração do delegado Cláudio Monteiro. Foto: Pablo Gomes, junho de 2010

Recluso em sua fazenda na região da Coxilha Rica, distante 51 quilômetros do Centro de Lages por uma estrada de chão batido que é uma agressão a qualquer veículo, o homem mais poderoso de Santa Catarina está tranquilo.

Cercado por campos nativos a perder de vista e por belezas naturais que emolduram os corredores de taipa utilizados há 300 anos pelos tropeiros que conduziam gado de Viamão (RS) a Sorocaba (SP), ele não leu o jornal do dia, mesmo já sendo à noite, mas já fora informado pelo seu chefe de imprensa sobre a polêmica na capital Florianópolis.

Confortável no friozinho noturno da Serra, num lugar tão interiorano onde não há nem sinal de telefone, mas onde ele se “desliga”, o governador Raimundo Colombo recebeu a reportagem do Diário Catarinense na noite da última sexta-feira para uma rápida entrevista exclusiva sobre a polêmica que envolve a exoneração do ex-diretor da Deic, o delegado Cláudio Monteiro.

Durante a conversa, que durou cerca de 30 minutos, Colombo não demonstrou arrependimento com a decisão tomada, explicou os motivos e garantiu: fez o que era certo e faria o mesmo com qualquer outro servidor.

_ Imagine se fosse o inverso, ou seja, eu acobertando um erro? _, questionou.

Confira a seguir os principais pontos da entrevista.

Continua…

Bookmark and Share

Envie seu Comentário