Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Bebês "custavam" entre 10 mil e 40 mil dólares

03 de agosto de 2012 0

Capa do Diário Catarinense que circulará na edição deste domingo, 5 de agosto. Foto: Reprodução DC

As quadrilhas aliciavam mães em condições vulneráveis, como agricultoras muito pobres ou prostitutas.

As mulheres entregavam seus bebês – alguns ainda no ventre – diante da justificativa de que seriam cuidadas por abastadas famílias europeias.

Em troca, as mães recebiam um pagamento equivalente a um salário mínimo e mais dinheiro para remédios pós-parto.

Os bebês da região Sul eram os preferidos de casais estrangeiros pela sua herança genética e pele clara. Na Europa e no Oriente Médio, eram vendidos por valores entre 10 mil dólares e 40 mil dólares.

Com base nos arquivos da Justiça catarinense e paranaense, a repórter teve acesso a informações fundamentais para poder localizar mães e filhos.

A reportagem de Mônica tem um viés importante no jornalismo contemporâneo: é um dos raros casos nos quais a jornalista não contou com a colaboração policial, nem do Ministério Público e nem de qualquer outro organismo governamental.

Bookmark and Share

Envie seu Comentário