Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Sino da Paz representa a luta de Kazumi Ogawa

06 de setembro de 2012 0

Monumento foi construído na colônia japonesa de Frei Rogério. Foto: Alvarélio Kurossu, novembro de 2008

Kazumi Ogawa era contra qualquer tipo de guerra, mas se considerava um guerreiro da paz. Sobre um morro em frente à sua casa na colônia japonesa de Frei Rogério, está construído um monumento que representa a sua luta.

É o Sino da Paz, uma estrutura com 28 metros de altura em forma de um tsuru, pássaro nativo do Japão e que representa a paz e a esperança.

Em ocasiões especiais, como nas comemorações dos aniversários da imigração japonesa no Brasil – 104 anos completados no dia 18 de junho -, o sino, de aproximadamente 400 anos e 40 quilos, que estava em um templo budista no Japão e foi doado a Kazumi em 1998 pela Associação Internacional de Amizade, é colocado junto ao monumento.

Pessoas de diferentes religiões, do mundo inteiro, rezam no Sino da Paz. Kazumi, todos os dias,
antes de amanhecer, subia até a estrutura para homenagear os mortos e agradecer pela vida.

Também reverenciava Frei Rogério, considerado o pacificador da Guerra do Contestado e que deu nome ao pequeno município de apenas 2,5 mil habitantes onde está a colônia.

Outra referência de Kazumi à paz está em uma fruta especial. Em sua propriedade, ele cultivava duas variedades de pêra japonesa, a Housui (água em abundância) e Kousui (água da felicidade).

Kazumi batizou-as de Heiwa No Nashi (pêra da paz), numa relação entre a água da fruta e a água contaminada que matou milhares de inocentes após a bomba lançada sobre Nagasaki.

Continua…

Bookmark and Share

Envie seu Comentário