Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de outubro 2012

"Negritude lageana" em destaque

31 de outubro de 2012 0

Detalhes da programação foram definidos pelos organizadores. Foto: Taina Borges, Câmara de Vereadores de Lages, Divulgação

A partir do dia 5 do mês da consciência negra, a Câmara de Vereadores de Lages recebe a exposição “20 de novembro – negritude lageana”. O espaço cultural Malinverni Filho será organizado pelos integrantes do grupo Obatalá.

Um pouco da história, religiosidade com uma mostra dos santos negros, fotografias de profissionais lageanos, fantasias de carnaval e roupas originais da África estarão expostas durante o mês.

A coordenadora do grupo, Sonia Maria Pereira, conta que, além disso, informações gerais sobre a cultura serão fornecidas ao público participante por meio de uma monitoria. Para o dia, uma programação especial com música e dança está sendo preparada.

Escolas podem agendar as visitas pelo telefone (49) 3251 5453, das 13h às 17h. Este também é o horário que a exposição ficará aberta para visitação da comunidade.

* Com informações da Assessoria de Imprensa da Câmara de Vereadores de Lages

Bookmark and Share

Já sabe em que escola irá matricular o seu filho?

30 de outubro de 2012 0

Guia da Escola será encartado no DC desta quarta-feira, 31. Foto: Divulgação

Uma das dúvidas sobre a educação dos filhos é escolher a escola que irão frequentar. Para auxiliar os pais nesta tarefa, o Diário Catarinense encarta nesta quarta-feira, dia 31, o Guia da Escola, com informações de mais de 160 instituições de ensino em Santa Catarina.

O caderno traz também um teste inédito para selecionar a escola que melhor atende às expectativas da família.

Estão listadas no Guia da Escola instituições particulares de ensino infantil, fundamental e médio de 31 cidades catarinenses.

Para facilitar a escolha dos pais, além das informações básicas de cada instituição, o caderno inclui método de ensino, avaliação, atividades extracurriculares, mensalidade e período de matrícula.

As escolas foram divididas por cidade e níveis de ensino. Durante a elaboração do guia, as próprias instituições enviaram as informações ao DC e responderam a um questionário previamente elaborado.

Para facilitar a comparação entre escolas, o guia inclui um teste elaborado por dois psicólogos exclusivamente para o suplemento.

Os pais poderão marcar pontos para cada um dos colégios ou creches que estiverem comparando. O teste leva em consideração quais características da escola a família acha importante, como: proximidade de casa, sistema de ensino condizente, material didático de qualidade, etc.

O Guia da Escola estará disponível também online, no site diario.com.br, a partir desta quarta. Será possível pesquisar escolas por nível de ensino, cidade, nome da instituição, entre outras informações.

Bookmark and Share

Um retrato da situação do Colégio Industrial

30 de outubro de 2012 3

Forte temporal, aliado aos problemas físicos do prédio, resultaram em muitas goteiras dentro do auditório. Foto: Divulgação

Estudante da Escola de Educação Básica de Lages, o antigo Colégio Industrial, envia foto inusitada de uma aula ocorrida na noite de 22 de outubro, quando um forte temporal atingiu a cidade, em que o professor do cursinho pré-vestibular da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) precisou utilizar um guarda-chuva para se proteger da água que caía no auditório da escola.

Lembrando que o Industrial é uma das maiores escolas da Serra Catarinense e conta atualmente com cerca de 1,6 mil alunos dos ensinos fundamental, médio e técnico.

Construída em 1964, há 48 longos anos, a escola está localizada na Avenida Dom Pedro II, no Bairro Vila Nova, e foi projetada por Oscar Niemeyer, um dos arquitetos mais importantes do Brasil, além de ter, em sua fachada, mosaicos feitos por Martinho de Haro, um dos artistas mais consagrados de Santa Catarina.

Pablo Gomes, Lages

Bookmark and Share

Forro de sala volta a cair no Colégio Industrial

30 de outubro de 2012 0

Parte do teto já havia caído na semana passada, na mesma escola. Foto: Reprodução RBS TV

Bastou apenas uma semana para o problema se repetir, só que agora em um novo lugar. Uma das maiores escolas da Serra Catarinense parece estar caindo aos poucos.

As autoridades garantem não haver motivos para pânico e prometem empenho em buscar uma solução definitiva. Já os alunos estão assustados e cansados de promessas.

Construída em 1964, há 48 longos anos, com arquitetura assinada pelo mestre Oscar Niemeyer e mosaicos feitos por Martinho de Haro, um dos artistas mais importantes e reconhecidos de Santa Catarina, a Escola de Educação Básica de Lages, antigo Colégio Industrial, conta atualmente com 1,6 mil alunos nos ensinos fundamental, médio e técnico, que estudam de manhã, tarde e à noite.

O prédio está localizado na Avenida Dom Pedro II, no Bairro Vila Nova. Na tarde da terça-feira passada, dia 23, o forro de PVC de uma das 30 salas de aula começou a ruir e desabou. Os 30 alunos que estavam no local saíram poucos minutos antes e ninguém ficou ferido.

Na ocasião, o problema foi atribuído pela Gerência Regional de Educação (Gered) ao forte temporal que havia atingido a cidade na noite anterior.

Os estudantes foram remanejados para outro ambiente e a sala foi temporariamente interditada para reforma. Os trabalhos devem ser concluídos nesta semana.

Continua…

Bookmark and Share

Novo problema é menor, mas não menos grave

30 de outubro de 2012 0

Forro de PVC caiu na manhã desta terça-feira em outra sala. Foto: Vani Boza

Mas quando todos acreditavam se tratar de algo isolado, eis que o problema se repete. Na manhã desta terça-feira, a mesma situação ocorreu em outra sala de aula, ainda que com menores proporções.

Novamente ninguém ficou ferido e, desta vez, a culpa ficou com as várias araucárias existentes no pátio da escola, cujas folhas (grimpas) estariam sobrecarregando o teto das salas, cujo forro de PVC foi colocado há aproximadamente quatro anos.

_ Estamos cansados de ouvir promessas. Estão esperando acontecer alguma tragédia para tomarem uma atitude _, critica a presidente do Grêmio Estudantil da escola, Lilian Elyas de Souza, de 17 anos e aluna do terceiro ano do ensino médio.

_ Não é justo com os pais que enfrentam fila para matricular os seus filhos na escola e, de repente, o teto da sala de aula cai em cima deles. Na segunda-feira passada, quando choveu forte, caía água dentro do auditório e o professor precisou dar aula com guarda-chuva _, completa Amanda Souza Corrêa, 17 anos, colega de Lilian.

Continua…

Bookmark and Share

Governo espera dinheiro para reformar a escola

30 de outubro de 2012 0

A diretora da escola, Teresinha de Fátima Ortiz Pereira, admite o problema e também aguarda uma solução.

_ A escola está precária como um todo, principalmente na parte elétrica e hidráulica. A reforma está prometida para o início do próximo ano.

O gerente de infra-estrutura da Secretaria do Desenvolvimento Regional de Lages (SDR), Aldo Antonio da Silva, garante a segurança dos alunos e professores.

_ Não é preciso interditar a escola, pois o problema é no forro, e não na estrutura do prédio.

Já o secretário Jurandi Agustini diz que o Estado tem uma previsão de R$ 50 milhões, mediante empréstimo junto ao Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES), para reformar as escolas estaduais em 2013.

Na região de Lages, a rede estadual conta com 46 instituições em 12 municípios. No momento, quatro estão passando por trabalhos em Lages.

Para o Colégio Industrial estão previstos R$ 5 milhões, mas o secretário não prevê prazos para início e conclusão das obras.

_ Não posso prever prazos, pois é só uma previsão de orçamento. Mas tem tudo para dar certo. Precisaremos derrubar os pinheiros e fazer uma reforma geral que pode durar até um ano e meio. E esse forro de PVC tem que ser banido das escolas.

Pablo Gomes, Lages

Bookmark and Share

Primeira experiência de suínos fertilizados in vitro deu certo em Lages

29 de outubro de 2012 0

Nasceram hoje, no Centro de Ciências Agro Veterinárias (CAV), da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), os primeiros suínos do Brasil fertilizados in vitro. Eles são frutos de uma experiência que começou há 115 dias e teve acompanhamento de professores, alunos e mestrandos do curso de Medicina Veterinária da instituição.

Segundo Alceu Mezzalira, professor de reprodução animal e pesquisador do projeto de fertilização in vitro e clonagem de suínos, essa pesquisa começou a cerca de dois anos e já foram feitas duas tentativas. Uma, a cerca de um ano, não deu certo, pois a porca agüentou apenas 80 dias de gestação e abortou. Dessa vez, a tentativa deu certo apenas com uma das três porcas que foram fertilizadas. Duas delas não conseguiram segurar a cria.

A porca que serviu de barriga de aluguel para os seis leitõezinhos, recebeu, na verdade 30 embriões, sendo que 15 deles in vitro e 15 eram uma experiência de clonagem, que não deu certo. O gene clonado foi de uma raça quase extinta conhecida por caruncho, que é um porco que contém muita gordura, mas não apresenta doenças como diabetes e relacionadas ao coração. Por isso o interesse em preservar a raça.

Já os seis in vitro que deram certo não têm raça definida, são porcos totalmente comerciais que deverão ser abatidos quando alcançarem aproximados 100 quilos.

O professor de suinocultura José Cristani afirma que não se tem registro de uma experiência como essa que deu certo até hoje no país. Segundo ele, Lages torna-se, a partir de hoje, pioneira em fertilização de suínos in vitro.

_ Esse projeto tem como objetivo principal e futuro acabar com a transferência de animais vivos. Isso por que esse transporte pode ser alvo de doenças e contaminação. A fertilização in vitro garante a bio segurança dos animais e, consequentemente, de seus produtores _explicou.

Por dois dias os pequenos porcos ainda deverão ser monitorados pelos acadêmicos que acompanham a experiência. Em trinta dias serão desmamados e seguiram para outro local, onde permanecerão em engorda até seguirem para o frigorífico.

Segundo Mezzalira, em aproximadamente 48 dias uma nova bateria de embriões deverão ser fertilizados novamente com as duas modalidades, in vitro e clonagem. Se a clonagem der certo, mais uma vez Lages será pioneira.

VANI BOZA, LAGES

Bookmark and Share

Leo Zulianello é homenageada pelos vereadores

24 de outubro de 2012 0

Diretora da Associação Lageana de Assistência ao Menor (Alam), Leonir morreu na semana passada, vítima de câncer. Fotos: Divulgação

A Câmara de Vereadores de Lages aprovou moção legislativa para manifestar pesar à família de Leonir Zulianello, aos alunos e funcionários da Associação Lageana de Assistência ao Menor (Alam).

Leonir Zulianello era conhecida pelos amigos e familiares como Leo. Ela morreu em decorrência de um câncer na última semana.

Vinte e nove anos de sua vida foram dedicados ao trabalho prestado à Alam. O autor da moção, vereador Adilson Appolinário, lembra os relevantes serviços prestados por Leo à comunidade lageana, sempre com muita eficiência e cultivando os valores sociais.

O trabalho de Leo foi desenvolvido sempre em busca da construção da cidadania e de uma sociedade melhor às crianças e adolescentes que frequentam as aulas e as diversas modalidades de cursos de inclusão social no educandário.

Um exemplo de compromisso com a transformação social e a melhoria da qualidade de vida das famílias mais carentes.

Várias ações sociais através dos projetos de música, educação, esporte e cidadania foram lideradas por Leonir.

O objetivo era o de buscar oferecer assistência moderna e eficiente na educação, proporcionando a melhor qualidade de vida de diversas crianças e adolescentes de vários pontos de nossa cidade.

_ Sentimos muito orgulho em saber e reconhecer o bom trabalho que ela prestou _, destaca o vereador Adilson, dizendo que o exemplo de Leo deve ser seguido.

* Com informações da Assessoria de Comunicação da Câmara de Vereadores de Lages.

Bookmark and Share

Forro desaba e assusta alunos e professores

24 de outubro de 2012 1

Forro de sala de aula do Colégio Industrial caiu depois da forte chuva de segunda-feira à noite. Fotos: Reprodução, RBS TV

Um acidente que por pouco não deixou vítimas assustou alunos e professores de uma das maiores escolas da Serra Catarinense.

O episódio ocorreu na tarde de terça-feira, mas só nesta quarta foi divulgado. Ninguém ficou ferido, e os responsáveis pretendem solucionar o problema até a próxima semana.

Era por volta de 14h30min de terça-feira quando cerca de 30 alunos e o professor de uma turma da 8ª série da Escola de Educação Básica de Lages, antigo Colégio Industrial, no Bairro Vila Nova, perceberam que o forro de PVC da sala começou a se soltar.

Todos saíram imediatamente e a direção foi acionada. Logo depois, a forração veio abaixo.

_ Caiu tudo de uma vez, as lâmpadas ficaram penduradas e todo mundo se assustou, mas felizmente ninguém se feriu _, diz a gerente regional de Educação, Maria de Fátima Ogliari.

Ela atribui o problema à forte chuva ocorrida na noite de segunda-feira, fazendo com que a água entrasse pelo teto e sobrecarregasse o forro de PVC.

Os alunos que estavam na sala foram transferidos provisoriamente para outro espaço enquanto o problema não é solucionado, o que deve ocorrer na próxima semana.

Outra escola estadual de Lages que enfrentou problemas por conta da chuva foi a Flordoardo Cabral, no Centro, que precisou suspender as aulas de todos os cerca de 800 alunos nesta quarta-feira devido a estragos na rede de esgoto do prédio.

Pablo Gomes, Lages

Bookmark and Share

Falso advogado é preso em Lages

24 de outubro de 2012 0

Homem utilizava nome de profissional do Rio Grande do Sul para trabalhar ilegalmente. FOTO: VANI BOZA

Marcelo Paitinger de Figueiredo, de 32 anos, foi preso em flagrante na tarde desta quarta-feira, em Lages, na Serra Catarinense. Segundo a Polícia Militar, Marcelo usava o nome de João Marcelo Mariense, advogado de Porto Alegre (RS), e atendia a vários processos em um escritório no Bairro Popular.

Além de Marcelo, a mulher dele também foi detida. Os dois estavam em uma residência no Bairro Santa Catarina. Na casa, a polícia encontrou inúmeros processos, carimbos, documentos, recibos e a placa do escritório.

Marcelo admitiu que exercia a função de advogado há cerca de um ano, antes em Campos Novos e depois em Lages, e que nunca teve dificuldade nenhuma no Fóruns onde assinava processos.

_ Nunca me pediam documentação nenhuma, é muito fácil fazer isso _ afirmou.

O verdadeiro advogado, João Marcelo Mariense, que descobriu que seu nome estava sendo usado em Lages por meio do Facebook, disse que registrou Boletim de Ocorrência em Porto Alegre e em Lages e comunicou a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. Ele está em Lages para tomar as providências.

O delegado Raphael Bellinati afirmou que um inquérito será aberto para investigar se houve também crime de estelionato.

Marcelo pagou fiança e foi liberado, mas fai responder por falsidade ideológica e outros dois artigos que estão sendo analisados. A esposa dele apenas prestou depoimento e também foi liberada.

LAGES, VANI BOZA

Bookmark and Share