Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de julho 2013

Quinta tem BANDA MR ROSE no Sesc

31 de julho de 2013 0

A banda “Mr. Rose, Tribute to Guns n’ Roses” surgiu em novembro de 2012 com o objetivo de levar ao mundo do rock, musica de qualidade.

Guiada pelo vocal de Léo Schneider, a Mr. Rose leva aos palcos toda a energia de uma das bandas que esgotou o hardrock, Guns n’ Roses.

Com guitarras enérgicas, uma bateria de pulso reto somado aos grooves de contra-baixo, a banda imprime um uma sonoridade cheia de personalidade.


“BANDA MR. ROSE” (Lages/SC)
01/08 às 20h
Local: Teatro Sesc/Lages
Classificação etária: Livre
Entrada Franca

Bookmark and Share

Polícia prende homens com forte armamento irregular

31 de julho de 2013 0

Divulgação

A Polícia Militar Ambiental, ao realizar o policiamento ostensivo pela Estrada Geral da Localidade de Cajuru, interior do município de Lages, próximo ao acesso a Estrada Geral da Localidade de Raposo, abordou dois veículos com placas de Correia Pinto.

Durante a vistoria no primeiro veiculo foram encontrados seis cachorros no porta-malas, sendo que no segundo foram encontradas seis armas de fogo, cujos calibres variavam entre .12, .20, .28 e .32, juntamente com 103 munições intactas.

Destaca-se que no primeiro veículo estavam dois homens e três no segundo, os quais não possuíam guia de tráfego para as armas e munições.

Diante da irregularidade, foram presos em flagrante e conduzidos até a Central de Polícia de Lages para as providências pertinentes ao caso.

*Com informações da Polícia Ambiental de Lages
Susana Cardoso – Assessoria de imprensa

Bookmark and Share

Geada cobriu os campos Serranos

26 de julho de 2013 0

Fotos: VANI BOZA

Bookmark and Share

Manhã fria, mas ensolarada em Lages

25 de julho de 2013 0

FOTOS: VANI BOZA

Bookmark and Share

"A fábrica de Lages é modelo para o mundo"

24 de julho de 2013 0

Vice-presidente da Ambev, Nelson Jamel, diz que a única unidade em Santa Catarina inspira os investimentos bilionários da companhia. Foto: Vani Boza

Inaugurada há 19 anos, com 500 colaboradores diretos e uma das maiores gerações de impostos em Santa Catarina – R$ 668 milhões só em 2012 -, a fábrica da Companhia de Bebidas das Américas (Ambev) localizada em Lages, na Serra, receberá um grande investimento nos próximos meses.

Só na cidade onde está sediada, a unidade responde por nada menos que 40% do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

Serão mais R$ 140 milhões aplicados na unidade, a única da companhia no Estado, o que vai representar uma ampliação de 20% no parque fabril.

Será a terceira grande expansão desde o início das atividades, em 1994. As duas anteriores ocorreram em 2002 e 2006.

Com capacidade para produzir até 600 milhões de litros por ano, a fábrica de Lages produz praticamente todas as marcas de cerveja da Ambev, com exceção da Budweiser e Stella Artois. Esta segunda, porém, está prestes a ser realidade.

Por dia, cerca de 110 caminhões saem carregados da unidade. A cerveja produzida em Lages abastece Santa Catarina – de toda a cerveja consumida no Estado, pelo menos 90% é fabricada em Lages – e reforça os estoques do Paraná e Rio Grande do Sul.

O investimento de R$ 140 milhões consiste na criação de novas linhas de produtos até 31 de maio de 2014 e na geração de 100 novos empregos diretos.

Por meio de protocolo de intenções firmado com o governo do Estado, a Ambev compromete-se em priorizar a aquisição de produtos e serviços de fornecedores catarinenses e a contratação de moradores da região de Lages.

Em contrapartida, terá prorrogação do prazo de pagamento do ICMS correspondente ao valor investido na ampliação da fábrica.

O vice-presidente Financeiro e de Relações com Investidores da Ambev, Nelson Jamel, esteve em Lages na última sexta-feira, dia 19, para anunciar o investimento e concedeu entrevista ao Diário Catarinense para falar sobre a importância da fábrica de Lages e o futuro da companhia.

Continua…

Bookmark and Share

Entrevista com o vice-presidente da Ambev

24 de julho de 2013 0

A fábrica de Lages produz praticamente todas as marcas de cerveja da Ambev, com exceção da Budweiser. Em breve, a Stella Artois será feita em solo lageano. Fotos: Banco de Imagens DC

* DIÁRIO CATARINENSE: Qual é a importância da fábrica de Lages entre as 36 que a Ambev tem no Brasil?

NELSON JAMEL: Desde o projeto inicial a unidade de Lages tem um layout modular, que permite expansões sem interferências. A questão ambiental é exemplar, com 99% dos resíduos reciclados. A região tem muitos talentos e a mão-de-obra é muito qualificada. Assim, nossos resultados são excepcionais. A fábrica de Lages é especial, super moderna, inspira todos os investimentos da Ambev e serve de modelo para o mundo inteiro.

* DC: O que vai mudar na fábrica de Lages com o novo investimento?

JAMEL: Dos R$ 3 bilhões em investimentos previstos pela Ambev para este ano, R$ 140 milhões serão na fábrica de Lages. Sempre aumentamos nossas ofertas de produtos e embalagens. Estamos lançando em Lages a garrafa retornável de 300 ml, a Brahma zero álcool e logo em breve, já nesses investimentos, passaremos a produzir a Stella Artois.

* DC: Os investimentos na fábrica de Lages devem ser concluídos poucos dias antes do início da Copa do Mundo. Neste sentido, a unidade terá alguma posição estratégica para a Ambev?

JAMEL: Nosso plano de investimentos recordes não é só de aumento de capacidade, mas de oferecer mais produtos e embalagens. Em 2014 investiremos menos e produziremos mais.

* DC: Lages não tem voos regulares para São Paulo há alguns anos. Isso é empecilho para a companhia? A infraestrutura da cidade é adequada?

JAMEL: Lages nos garante captação de água e uma localização muito favorável para o mercado consumidor no Sul do Brasil. Assim, os voos são menos importantes.

* DC: Como está o mercado da cerveja no Brasil?

JAMEL: O setor de bens de consumo, no qual se inclui a cerveja, está sofrendo um pouco com a desaceleração da economia e a alta inflação dos alimentos. Mesmo assim, cresce moderadamente. O consumo médio per capita no Brasil é de 65 a 66 litros por ano. São Paulo está acima da média, e o Norte e Nordeste consomem menos.

* DC: E a Lei Seca, cada vez mais rigorosa, tem afetado o setor?

JAMEL: Interfere, mas demora. No fim de 2008 a fiscalização foi muito intensa, principalmente no Rio de Janeiro, mas demorou alguns meses para o consumidor se adaptar. E no fim, ele sempre se adapta. Nós incentivamos o consumo responsável.

Pablo Gomes, Lages

Bookmark and Share

Geada e temperatura negativa em Lages

24 de julho de 2013 0

FOTOS: VANI BOZA

Lages registrou, às 7h20, -1,7ºC!

Bookmark and Share

Neve se foi, mas o frio aumentou, em Lages

23 de julho de 2013 1

FOTOS: VANI BOZA

Bookmark and Share

Neve em Lages

22 de julho de 2013 1

FOTOS: VANI BOZA

Na manhã dessa segunda-feira, Lages registrou, e continua registrando, em vários momentos, a tão esperada NEVE!

Bookmark and Share

Lages mobilizada para se proteger do frio

21 de julho de 2013 0

Placas que alertam para o gelo na pista, distribuição de lenhas e de roupas de cama, como as doadas por Elvio Donizete Costa, integram a campanha. Fotos: Pablo Gomes

A previsão de frio intenso a partir desta segunda-feira levou muitas cidades a improvisarem medidas especiais para proteger seus moradores. Em Lages, na Serra, a mobilização inclui até a distribuição de lenha e a instalação de placas alertando para o risco de gelo nas ruas.

Neste ano, a prefeitura criou o Kit Lenha Solidária, que será distribuído a partir desta segunda-feira a aproximadamente sete mil famílias. São pacotes com 40 paus de lenha – o suficiente para até dois dias -, além de cobertores, edredons e roupas pessoais. A quantidade a ser entregue será determinada pelo perfil de cada família.

Os interessados devem se cadastrar junto à Defesa Civil, localizada no segundo piso da rodoviária, e os beneficiários receberão seus kits em casa. Todo o material está sendo adquirido pela prefeitura e doado por empresas e cidadãos comuns. Roupas de cama são prioridade.

_ Todo inverno nós separamos roupas para doar, mas agora o frio deve ser muito forte, e também trouxemos cobertas, edredom e travesseiros. Nunca nos faltou nada, e quando doamos uma peça, ganhamos duas _, disse o expedidor Elvio Donizete Costa, de 37 anos e morador do Bairro Copacabana, que levou seus donativos até a Defesa Civil neste domingo.

Abrigos públicos também foram disponibilizados para moradores de rua e pessoas de passagem pela cidade e que eventualmente não tenham onde se hospedar.

Uma van estará à disposição para o transporte até estes locais com equipes do programa Abordagem Social, que circulará pela cidade em busca de pessoas vulneráveis.

_ Mesmo que a pessoa resista, chamaremos a polícia para levá-la à força até um abrigo, mas não deixaremos ninguém morrer de frio _, explica o secretário municipal do Meio Ambiente, Mushue Hampel.

Outra medida adotada pela prefeitura de Lages é a instalação de pelo menos 10 placas alertando para a possível presença de gelo na pista em pontos onde pode acontecer o congelamento em algumas ruas e avenidas da cidade. Havendo riscos iminentes de acidentes, o trânsito nestes locais será interditado.

Pablo Gomes, Lages

Bookmark and Share