Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de setembro 2013

Inter de Lages reinicia a busca pelo acesso

27 de setembro de 2013 0

Após sagrar-se campeão do turno da Divisão de Acesso, o Inter de Lages parte em busca do título do returno para garantir a vaga à Segunda Divisão do Campeonato Catarinense em 2014.

Na primeira rodada o Leão da Serra encara o Blumenau (terceiro colocado no turno). No jogo que marcou a abertura do campeonato, quando a equipe do técnico Nasareno Silva visitou o adversário, o Inter bateu o time do Vale do Itajaí no estádio do Sesi por 1 a 0, conquistando seus primeiros pontos na competição.

Continua…

Bookmark and Share

Dois torcedores entram com apenas um ingresso

27 de setembro de 2013 0

Alguns torcedores estão confundindo o teor da promoção de ingressos para Inter x BEC, neste domingo, julgando ser “pague 1 ingresso, leve 2″. Na verdade, a promoção é “1 paga, 2 entram”.

Explica-se a diferença: se o Internacional vender apenas um ingresso, mas entregar dois, terá de pagar à Federação Catarinense de Futebol pelo ingresso extra entregue ao comprador. Em razão disso é que a promoção dá direito de duas pessoas entrarem com apenas um bilhete.

Os ingressos são vendidos nas lojas Honolulu e Laura Violandi e no posto Ipiranga Centenário, na avenida Presidente Vargas.

Entrada inteira (R$ 20) dá direito a duas pessoas de entrar no estádio, sem restrições. Meia-entrada (R$ 10) também permite que duas pessoas entrem no estádio, desde que elas tenham direito a essa faixa de preço (mulheres, aposentados, cadeirantes e estudantes com carteirinha válida fazem parte do grupo).

Não é preciso nada além da apresentação do bilhete para participar da promoção: um bilhete na mão, duas pessoas entram.

* Com informações da assessoria de imprensa do Inter de Lages.

Bookmark and Share

Inter de Lages comemora título após 13 longos anos

25 de setembro de 2013 0
Inter de Lages soltou o grito de campeão depois de quase cinco mil dias. Foto: José Spindola Júnior, Divulgação

Inter de Lages soltou o grito de campeão depois de quase cinco mil dias. Foto: José Spindola Júnior, Divulgação

Foram 4825 dias de espera. Se os pessimistas juravam que a seca de títulos do Internacional de Lages ia durar para sempre, ontem, uma cidade inteira pôde provar que até a eternidade tem fim.

O Inter conquistou nesta terça-feira o turno da terceira divisão do estadual. Ainda não é o título que a torcida espera – o da divisão de acesso, que, se vier, tirará o clube de vez da antessala do inferno, a terceira divisão do Catarinense. Mas, para um clube há muito ameaçado pela inexistência, a alegria de sua torcida não respeita gradações.

Antes da conquista de ontem, os colorados lageanos não celebravam um título desde 9 de julho de 2000. Naquela data, sob chuva, mas mais de 10 mil torcedores empurraram seu time do coração de volta para a elite do estadual.

Com um gol de falta do artilheiro Kuki (o jogador que mais fez gols pelo Inter em um único campeonato nos 64 anos do clube), os colorados empataram por 1 a 1 com o Joaçaba e ascenderam pela última vez para a elite.

A conquista de 2000, ao contrário da de ontem, deu ao Inter o direito de subir de divisão. Há, portanto, pesos diferentes entre elas. Mas a desta terça-feira tem a simbologia de ser mais um marco zero no processo de reorganização do clube, iniciado com a eleição do ídolo José Carlos Susin, o Zezé, e seu grupo para a direção do Inter, em dezembro de 2012.

Os incrédulos ainda se beliscam para saber se o que ocorre é verdade. Os pessimistas e os agourentos seguem a ruminar suas maledicências. E os supersticiosos procuram sinais dos céus nas entrelinhas.

Horas antes da decisão desta terça, uma breve mensagem em uma rede social ligou o alerta. “Boa sorte nessa decisão. Grande abraço, Kuki”, escreveu o ex-artilheiro colorado.

Para alguns, foi o presságio da conquista de ontem. Para outros tantos, foi o presságio de conquistas – tendo a de ontem sido apenas a primeira. Que os supersticiosos digam amém.

Continua…

Bookmark and Share

Em busca do returno para garantir o acesso direto

25 de setembro de 2013 0
Mal chegou a Lages, e Brasão fez um golaço decisivo e é o novo ídolo da torcida do Leão Baio. Foto: José Spindola Júnior, Divulgação

Mal chegou a Lages, e Brasão fez um golaço decisivo e é o novo ídolo da torcida do Leão Baio. Foto: José Spindola Júnior, Divulgação

Frio, campo pesado e time em desvantagem. Não poderia ser mais lageana, mais serrana, mais genuinamente colorada a conquista do turno da divisão de acesso na noite desta terça-feira, em Lages. O título do Internacional, conquistado na final contra o Jaraguá, colocou o clube na decisão do campeonato, em novembro.

Bruno fez o gol da vitória por 1 a 0 no primeiro minuto do segundo tempo. Como o Inter tinha perdido a primeira partida por 1 a 0, o jogo seguiu para a prorrogação.

Aos 6 minutos do segundo tempo da prorrogação, Brasão, em contra-ataque, driblou seu marcador e bateu com violência, de canhota, para marcar o segundo gol colorado.

Zé Vítor, no último minuto de jogo, bateu falta de longe, encobriu o goleiro Ivan e emaptou a prorrogação, mas o resultado beneficiava o Colorado Lageano – e o título ficou com o time de melhor campanha.

O Inter abre o returno do campeonato neste domingo, em Lages, às 15h30min. O adversário será o Blumenau. Caso o Internacional conquiste também o returno da competição, será automaticamente o campeão da divisão de acesso, assegurando a vaga na segunda divisão em 2014.

* Com informações da assessoria de imprensa do Inter de Lages

Bookmark and Share

Lages define quem vai ao estadual do Bom de Bola

24 de setembro de 2013 0
Competição receberá 360 atletas de 15 cidades e ocorre entre esta quarta-feira e domingo. Foto: Divulgação

Competição receberá 360 atletas de 15 cidades e ocorre entre esta quarta-feira e domingo. Foto: Divulgação

A última etapa das regionais do projeto Bom de Bola ocorre em Lages, sede da fase Centro-Oeste, entre este quarta-feira e domingo. A solenidade de abertura será nesta quarta, às 19h, no Ginásio de Esportes do Sesi.

Os jogos começam às 9h30min e serão realizados nos campos do Sesi (Bairro Gethal), da Avep (Bairro Chapada) e e no Estádio Vidal Ramos Junior (Bairro Sagrado Coração de Jesus).

O campeonato contará com a participação de 20 equipes, representando 20 escolas públicas e privadas. Serão 10 na categoria feminina e 10 na masculina, de 15 municípios, totalizando 360 alunos-atletas. Os vencedores garantem vaga na grande final estadual, que ocorre de 16 a 20 de outubro, na cidade de Canoinhas.

Na fase estadual disputam também, além do município sede, Canoinhas, os campeões e os vices das etapas Leste-Norte, Sul e Oeste.

A 22ª edição do projeto iniciou em março com a fase escolar, depois passou pela fase municipal. Em seguida, vieram as microrregionais, e agora o Bom de Bola está na fase regional. Este ano, participam 78 mil atletas de 3.120 escolas em 267 municípios.

Sobre o Bom de Bola

O Bom de Bola é realizado pela Fesporte, com patrocínio da Parati e promoção da RBS TV, é um campeonato catarinense escolar que ocorre na modalidade de futebol de campo, nos naipes masculino e feminino, com idade entre 12 e 14 anos. Realizado desde 1992, tem o objetivo de promover o esporte amador, a educação para a cidadania e o desenvolvimento humano.

O projeto, consolidado no cenário esportivo catarinense e reconhecido formador de craques do futebol brasileiro, já revelou atletas como Eduardo Costa (Avaí), Marquinhos (Avaí), Douglas (Corinthians) e André Santos (Flamengo).

_ O Bom de Bola trabalha a cidadania, a ética, o companheirismo e todos os outros valores que consideramos primordiais para a formação de um bom cidadão. E nada melhor que utilizar o esporte como ferramenta para motivar e envolver as crianças e adolescentes _, afirma Luiz Carlos Fraga, coordenador do projeto Bom de Bola.

* Com informações do Núcleo RBS de Divulgação.

Bookmark and Share

Inter de Lages decide título nesta terça

24 de setembro de 2013 0

Chegou a hora da primeira decisão colorada em 2013. Logo mais, às 20h30min, o Internacional enfrenta o Jaraguá no Estádio Vidal Ramos Júnior para decidir quem garante vaga na final da divisão de acesso, em novembro.

O Jaraguá, que venceu o primeiro jogo por 1 a 0, pode empatar no tempo normal para ficar com a taça.

O Inter, por sua vez, precisa vencer por qualquer placar no tempo normal para forçar a prorrogação, quando então terá a vantagem do empate.

O técnico do Inter, Nasareno Silva, ainda não pode contar com dois dos titulares da equipe, o volante e capitão Tácio e o meia Luciano Amaral. Ambos seguem em recuperação de contusão.

Em contrapartida, o treinador deve escalar já no início do jogo dois dos recém-contratados do clube, o meia Thomaz e o centroavante Brasão.

A dupla entrou no segundo tempo da primeira partida decisiva do turno, na última quarta-feira, e teve boa participação.

_ Vamos dar o sangue nesse jogo_ , diz o zagueiro Alan, que assumiu a braçadeira de capitão após a contusão de Tácio.

Ao longo do dia, os ingressos para o jogo ainda podem ser comprados nas lojas Laura Violandi e Honolulu e no posto Ipiranga Centenário, na avenida Presidente Vargas. À noite os ingressos serão vendidos nas bilheterias do estádio. O preço cheio é de R$ 20. Mulheres, aposentados, cadeirantes e estudantes com carteirinha válida podem pagar meia-entrada (R$ 10).

Bookmark and Share

Frio não foi o último do ano, mas deve diminuir

18 de setembro de 2013 0
Amanhecer desta quarta-feira registrou -2,2ºC em Urupema, na Serra. Foto: Pablo Gomes

Amanhecer desta quarta-feira registrou -2,2ºC em Urupema, na Serra. Foto: Pablo Gomes

O frio que os catarinenses sentiram durante a madrugada e o amanhecer desta quarta-feira e que fez os termômetros registrarem valores negativos em pelo menos seis cidades, sendo -2,2ºC, em Urupema, o menor de todos, foi o último do inverno, mas não o último do ano.

Os meteorologistas preveem mais temperaturas baixas pela frente, só que com menos intensidade e duração. Já a neve, que deu o ar da graça com sobra em 2013, não pode ser descartada, mas as chances são cada vez menores daqui para frente.

Leandro Puchalski, da Central RBS de Meteorologia; e Gilsânia Cruz, do Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia (Ciram), órgão vinculado à Epagri e responsável pela previsão oficial do tempo no Estado, destacam que algumas massas de ar polar devem entrar em SC ao longo da primavera que começa no próximo domingo, às 17h44min. Porém, terão atuação mais discreta. Formação de geada e até temperaturas negativas podem ocorrer nos pontos mais altos da Serra, o que é comum.

_ Não se pode descartar uma ou outra massa, mas rápida e passageira, pois o predomínio ao longo da primavera é muito mais quente do que frio _, diz Leandro Puchalski.

Os meteorologistas preveem temperaturas baixas nos primeiros dias da primavera devido à atuação de uma massa de ar polar que entrará no Estado logo após a frente fria que deverá trazer muita chuva a todas as regiões entre esta sexta-feira e domingo.

São previstos volumes de 100 a 200 milímetros, em média, em todo o Estado. No Oeste, Sul e Norte podem ocorrer registros pontuais de até 300 milímetros, quase o dobro do esperado para o mês inteiro em um único fim de semana. Os meteorologistas alertam para os riscos de alagamentos, enchentes e deslizamentos de encostas.

Continua…

Bookmark and Share

Neve não é descartada, mas é difícil

18 de setembro de 2013 0

O frio que os catarinenses sentiram durante a madrugada e o amanhecer desta quarta-feira e que fez os termômetros registrarem valores negativos em pelo menos seis cidades, sendo -2,2ºC, em Urupema, o menor de todos, foi o último do inverno, mas não o último do ano.

Os meteorologistas preveem mais temperaturas baixas pela frente, só que com menos intensidade e duração. Já a neve, que deu o ar da graça com sobra em 2013, não pode ser descartada, mas as chances são cada vez menores daqui para frente.

Leandro Puchalski, da Central RBS de Meteorologia; e Gilsânia Cruz, do Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia (Ciram), órgão vinculado à Epagri e responsável pela previsão oficial do tempo no Estado, destacam que algumas massas de ar polar devem entrar em SC ao longo da primavera que começa no próximo domingo, às 17h44min. Porém, terão atuação mais discreta. Formação de geada e até temperaturas negativas podem ocorrer nos pontos mais altos da Serra, o que é comum.

— Não se pode descartar uma ou outra massa, mas rápida e passageira, pois o predomínio ao longo da primavera é muito mais quente do que frio —, diz Leandro Puchalski.

Os meteorologistas preveem temperaturas baixas nos primeiros dias da primavera devido à atuação de uma massa de ar polar que entrará no Estado logo após a frente fria que deverá trazer muita chuva a todas as regiões entre esta sexta-feira e domingo.

São previstos volumes de 100 a 200 milímetros, em média, em todo o Estado. No Oeste, Sul e Norte podem ocorrer registros pontuais de até 300 milímetros, quase o dobro do esperado para o mês inteiro em um único fim de semana. Os meteorologistas alertam para os riscos de alagamentos, enchentes e deslizamentos de encostas.

Com relação à neve, que aconteceu durante 11 dias neste ano, Leandro Puchalski lembra que a previsão é feita para o curto prazo, não para uma estação inteira, mas havendo massas de ar frio, a hipótese de novas ocorrências do fenômeno não pode ser descartada. Gilsânia Cruz, por sua vez, acredita que a possibilidade de neve daqui para frente é mais difícil, pois será necessário haver a combinação de umidade e frio em camadas mais altas da atmosfera.

Sobre o inverno prestes a acabar, os dois meteorologistas concordam que foi histórico do ponto de vista da quantidade de neve, especialmente os episódios ocorridos no fim de julho, quando o fenômeno foi confirmado em pelo menos 115 dos 295 municípios catarinenses.

Leandro e Gilsânia comentam que a segunda metade da estação, principalmente o mês de agosto, foi mais frio que o padrão, com temperaturas entre 2ºC e 3ºC abaixo do esperado.

— A nevasca do fim de julho foi histórica, e o mês de agosto foi totalmente anômalo e extraordinário, com muita chuva e frio —, conclui Gilsânia Cruz.

Pablo Gomes, Urupema

Bookmark and Share

Policial é absolvido da acusação de homicídio em Lages

17 de setembro de 2013 0

O policial militar Fernando Batista Angonese Duarte foi absolvido da acusação de homicídio praticado há oito anos durante uma operação em Lages, na Serra Catarinense.

O júri popular ocorreu na tarde desta terça-feira, no Fórum Nereu Ramos, e os sete cidadãos lageanos que o julgaram entenderam que o soldado é inocente.

Duarte, que atualmente trabalha na cidade de Urupema, a 50 quilômetros de Lages, atirou contra três homens da mesma família durante uma ocorrência no dia 3 de setembro de 2005, no Bairro São Luís, mas como havia restado dúvidas quanto à legítima defesa em um dos casos, já que o tiro que matou Daniel Gonzaga de Souza foi disparado contra as costas da vítima, o soldado foi submetido a júri popular nesta terça-feira.

Duarte, que respondeu a todo o processo em liberdade, era acusado de homicídio simples e, se fosse condenado, poderia pegar de seis a 20 anos de reclusão.

Mas no julgamento desta terça-feira, o próprio Ministério Público entendeu que ainda resta dúvidas quanto à legítima defesa no tiro que matou Daniel, já que o soldado teria atirado em defesa de outro policial que o acompanhava na ocorrência. Assim, a própria acusação pediu a absolvição do réu, e ele foi inocentado pelos jurados.

O juiz Geraldo Corrêa Bastos, que presidiu o julgamento, destaca que, como a própria acusação pediu a inocência do réu, não haverá recurso por parte do Ministério Público e o caso está encerrado. Para que o processo seja reaberto, a iniciativa deve partir da família da vítima.

Pablo Gomes, Lages

Bookmark and Share

Policial vai a julgamento por homicídio em Lages

16 de setembro de 2013 0

Um policial militar acusado de homicídio será submetido a júri popular nesta terça-feira em Lages, na Serra Catarinense. O soldado Fernando Batista Angonese Duarte será julgado pela morte de Daniel Gonzaga de Souza, ocorrida há oito anos. A sessão está marcada para iniciar às 10h, no Fórum Nereu Ramos, e deve durar o dia inteiro.

Segundo a denúncia do Ministério Público, era manhã do dia 3 de setembro de 2005 quando Fernando e outro policial, Nilton Cesar Cardoso Meira, foram até o Bairro São Luís para apaziguar uma discussão entre vizinhos. Entre os envolvidos estavam Danilo Ricardo de Souza e Luiz Carlos de Souza, respectivamente irmão e pai de Daniel.

Enquanto os policiais controlavam a situação, Danilo teria os desacatado verbalmente, motivo pelo qual foi preso. Mas ao resistir à prisão, Danilo desferiu um soco contra o policial Nilton e ainda conseguiu pegar a arma do militar, com a qual disparou contra os policiais.

Mesmo feridos, os militares conseguiram se recompor e revidaram, sendo que um tiro disparado por Fernando atingiu a cabeça de Danilo, que morreu na hora. No intuito de defender o filho, Luiz Carlos partiu para cima dos policiais e foi atingido por tiros efetuados pelo soldado Fernando, ficando gravemente ferido. Por fim, Daniel foi ajudar o irmão e o pai, e também acabou atingido por disparos da arma de Fernando, morrendo em seguida.

Depois de se recuperar dos tiros sofridos, os policiais voltaram à ativa e continuaram trabalhando normalmente lotados no 6º Batalhão da PM, com sede em Lages. Durante as investigações, o Ministério Público entendeu que Fernando agiu em legítima defesa ao atirar contra Danilo e Luiz Carlos, mas os disparos contra Daniel, atingido nas costas, teriam caracterizado homicídio.

Fernando Batista Angonese Duarte é acusado de homicídio simples, com pena de seis a 20 anos de reclusão, e será julgado por sete cidadãos lageanos que serão sorteados na hora. Mesmo que seja condenado, dificilmente ele sairá preso do fórum, já que respondeu a todo o processo em liberdade e poderá recorrer da eventual condenação nessa condição.

As advogadas de defesa do réu, Roberta Dalva Costa Vergutz Fernandes e Janaína Ferri Maines, adiantaram à reportagem do Diário Catarinense que durante o júri popular irão sustentar a tese de que o seu cliente agiu em legítima defesa e no estrito cumprimento do dever legal ao atirar contra Daniel.

Pablo Gomes, Lages

Bookmark and Share