Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Suspeitos deverão pagar elevadas multas

17 de dezembro de 2013 0
Movimentação foi intensa nesta terça-feira na delegacia da Polícia Federal de Lages, onde as investigações foram concentradas. Foto: Pablo Gomes

Movimentação foi intensa nesta terça-feira na delegacia da Polícia Federal de Lages, onde as investigações foram concentradas. Foto: Pablo Gomes

Na manhã desta terça-feira, durante a Operação Caduceu, em referência ao bastão entrelaçado por duas serpentes e um elmo alado e que simboliza a contabilidade, foram cumpridos 18 mandados de busca e apreensão e 22 de condução coercitiva para interrogatório dos suspeitos.

Os trabalhos foram realizados nas residências deles, nas cidades de Curitibanos, Lages, Chapecó, Criciúma, Içara, Lebon Régis e São Paulo (SP).

Foram apreendidos recibos falsos, declarações de Imposto de Renda e materiais de informática.
Com autorização da Justiça Federal de Caçador, também foram quebrados os sigilos fiscal e profissional dos investigados.

Os 60 suspeitos identificados até agora, sendo três funcionários do escritório de contabilidade, 19 profissionais da saúde e 38 clientes, responderão na esfera criminal por falsidade ideológica, organização criminosa e crime contra a ordem tributária.

Já na esfera administrativa deverão pagar, com juros e correções, os valores que teriam burlado e multa que varia de 150% a 225% calculados sobre o valor do Imposto de Renda.

Pablo Gomes, Lages

Bookmark and Share

Envie seu Comentário