Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts na categoria "Anita Garibaldi"

Familiares se despedem de vítimas de acidente

10 de janeiro de 2013 0

Miria Regina Dutra, Leila Lúcia Dutra, Dayane Dutra Machado e Letícia Dutra foram veladas no salão paroquial de Anita Garibaldi. FOTO: VANI BOZA

As quatro vítimas do acidente envolvendo um Celta e um Peugeot 308, que aconteceu na manhã dessa quarta-feira, em Lages, foram sepultadas na tarde dessa quinta-feira em Anita Garibaldi, cidade em que residiam três delas.

Familiares, amigos e conhecidos das vítimas prestaram as últimas homenagens no velório que ocorreu no salão paroquial da cidade. Depois o cortejo seguiu para o cemitério municipal, onde os corpos foram sepultados às 14h.

Miria Regina Dutra, 43 anos, sua irmã, Leila Lúcia Dutra, 36 anos, sua filha Dayane Dutra Machado, 24 anos, e Letícia Dutra, 10 anos, filha de Leila, voltavam de Florianópolis, onde estavam curtindo as férias com a família desde o dia dois de janeiro, e iam em direção à Lages, ontem, quando sofreram um acidente e perderam a vida, no km 201 da BR 282, na Localidade de Lambedor.

Segundo Gislaine Machado, que era prima de Dayane, as irmãs Miria e Leila eram super mães. Leila era dona de casa e tinha o maior zelo do mundo pela filha única, Letícia. Miria, era professora de libras e junto com o pai e o irmão de Dayane, estavam empenhados com a formatura da filha, que concluiu o curso de direito em 2012 e colaria grau nesse ano, em Lages, onde residia.

Adelino Dutra, pai de Miria e Leila afirmou que estava com as filhas, netas e outros parentes na praia desde o início do mês, e que na quarta-feira cedo, as filhas e netas resolveram voltar para Lages e ele decidiu ficar por mais dois dias.

_ Eu ia ficar até quinta, coloquei elas no carro às 7h e às 10h30 aconteceu essa tragédia. Eu nunca troquei nem uma palavra ruim com elas, nós éramos sobretudo amigos. Sei que amanhã e depois eu vou sentir muita, muita falta delas _, lamentou Adelino.

O pai disse ainda que não acredita que sua filha tenha sido imprudente no transito, nem que ela tenha tentado uma ultrapassagem forçada e disse que ele e a família vão em busca das reais causas do acidente.

VANI BOZA, ANITA GARIBALDI

Bookmark and Share

Fraudes em licitações renderiam R$ 6,7 milhões

16 de maio de 2012 1

O suposto esquema criminoso de fraudes em licitações praticadas em pelo menos quatro prefeituras de Santa Catarina – Anita Garibaldi, Cerro Negro e São Joaquim, na Serra, e Porto Belo, no Litoral, – poderia ter rendido muito mais dinheiro aos suspeitos se não tivesse sido descoberto a tempo.

Por bem pouco, os valores desviados dos cofres públicos não dobraram, e isso dificultaria ainda mais o ressarcimento por parte dos responsáveis, mesmo estando mais ricos.

Os promotores de Justiça Samuel Dal-Farra Naspolini, que iniciou as investigações em maio de 2011, em São Joaquim, e Joel Rogério Furtado Júnior, coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) de Lages, contam que, entre 2009 e 2011, teriam sido fraudadas pelo menos 15 licitações, com um total de R$ 3,7 milhões já desviados.

Em dezembro, o Gaeco começou a monitorar ligações telefônicas dos investigados e descobriu que uma nova fraude de R$ 3 milhões estava prestes a ser concretizada.

O suposto golpe só não foi colocado em prática porque o departamento jurídico da prefeitura de São Joaquim não autorizou o pagamento e, assim, a prefeita Marlene de Fátima Kayser da Rosa (PP), que assumiu o cargo em janeiro após a cassação de José Nérito de Souza (PSD), não fez a homologação.

_ Foi muita sorte, porque os valores pagos somariam R$ 6,7 milhões, e o ressarcimento aos cofres públicos é um dos fatos mais difíceis _, diz o promotor Joel.

Continua…

Bookmark and Share

Compras exageradas e produtos bem mais caros

16 de maio de 2012 0

Os promotores contam que as fraudes iniciaram com cartas-convite, para compras com valores entre R$ 8 mil e R$ 80 mil.

Depois, o esquema partiu para a modalidade de pregão, para valores acima de R$ 80 mil. Só no ano de 2010 teriam sido fraudadas 12 licitações.

E em todas, os produtos licitados – pneus, peças e lubrificantes automotivos – seriam bem mais caros que os efetivamente entregues, além do fato de as quantidades adquiridas pelas prefeituras serem muito além das necessidades dos municípios.

_ É bem parecido, do mesmo jeito _, completa o promotor Samuel, numa comparação deste esquema com o descoberto em um hospital público do Rio de Janeiro e que escandalizou o Brasil após ser exibido pelo programa Fantástico, da Rede Globo, em março deste ano.

Ao todo, 19 suspeitos estão presos. De uma forma geral, eles poderão responder a crimes como fraude em licitação (crime básico para todos), formação de quadrilha, peculato (apropriação e/ou desvio de bens públicos em benefício próprio), corrupção ativa ou passiva e falsidade ideológica.

Pablo Gomes, Lages

Bookmark and Share

Polícia ocupa prefeituras no combate à corrupção

16 de maio de 2012 1
O trabalho mais intenso do Gaeco ocorreu na prefeitura de São Joaquim na noite de segunda-feira. Foto: Dionata Costa, São Joaquim Online, Divulgação

O trabalho mais intenso do Gaeco ocorreu na prefeitura de São Joaquim na noite de segunda-feira. Foto: Dionata Costa, São Joaquim Online, Divulgação

Três pequenas cidades da Serra Catarinense que, juntas, somam menos de 40 mil moradores, viveram momentos atípicos nesta segunda e terça-feira.

E uma delas, conhecida por ser uma das mais frias do Brasil e que todo inverno é visitada por milhares de turistas do país inteiro, desta vez virou destaque por um grande trabalho policial no combate à corrupção.

Durante a Operação Bola de Neve foram presas sete pessoas em São Joaquim, uma em Cerro Negro e uma em Anita Garibaldi.

Todas em virtude de mandados de prisão temporária de cinco dias, prorrogáveis por mais cinco. As nove são suspeitas de envolvimento no esquema de fraude em licitações e estão à disposição da Justiça no Presídio Regional de Lages.

Em São Joaquim foram presos José Nérito de Souza (ex-prefeito), Flares Fabre Melo (ex-secretário de Obras e atual vereador), Jader Prochnow Nunes (contador concursado da prefeitura), André de Souza Spolti (servidor concursado do setor de compras da prefeitura) e outros três servidores diretamente ligados à administração de José Nérito.

Continua…

Bookmark and Share

Ex-prefeito vai do céu ao inferno na vida política

16 de maio de 2012 0

Após dois mandatos consecutivos de vereador, um deles como o mais votado da história do município, José Nérito de Souza chegou à prefeitura em 2008 com mais de 52% dos votos válidos, mas em menos de quatro anos perdeu apoio político, enfrentou CPI, foi cassado e agora está preso. Fotos: Dionata Costa, São Joaquim Online, Divulgação

Após dois mandatos consecutivos de vereador, um deles como o mais votado da história do município, José Nérito de Souza chegou à prefeitura em 2008 com mais de 52% dos votos válidos, mas em menos de quatro anos perdeu apoio político, enfrentou CPI, foi cassado e agora está preso. Fotos: Dionata Costa, São Joaquim Online, Divulgação

Em São Joaquim, um dos destaques da operação Bola de Neve foi a prisão do ex-prefeito José Nérito de Souza, que nos últimos quatro anos viveu o céu e o inferno no meio político.

Vereador por dois mandados consecutivos (eleito em 2000 e 2004 pelo PTB, sendo o mais votado da história do município em 2004, com 1.311 votos, 429 a mais que o segundo colocado), chegou à prefeitura em 2008 pelo PPS, obtendo 8.209 votos de um total de 15.642 válidos, o equivalente a 52,5%.

Mas os problemas não tardaram a surgir. Em 2011, ele precisou cancelar a tradicional Festa Nacional da Maçã por não encontrar apoio junto a entidades de classe e empresas ligadas ao setor rural do município.

Ainda em 2011, enfrentou uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Câmara de Vereadores por não ter feito a prestação de contas da Festa da Maçã do ano anterior.

Já em janeiro de 2012, José Nérito foi cassado pelos vereadores sob a acusação de ter contratado sem licitação uma empresa da cidade para fazer a vigilância do Parque Nacional da Maçã.

E agora, José Nérito, já como ex-prefeito e agora filiado ao PSD, foi para a cadeia pela suspeita de estar envolvido num milionário esquema de fraudes em licitações quando era o chefe do Executivo.

Continua…

Bookmark and Share

A defesa dos presos em São Joaquim

16 de maio de 2012 0

* JOSÉ NÉRITO DE SOUZA: o advogado Ivo Carminati disse não conhecer o conteúdo da investigação do Gaeco e solicitou cópia integral do inquérito. Ele não deve entrar com pedido de habeas corpus e vai aguardar os cinco dias da prisão temporária. Porém, entende a prisão do ex-prefeito como desnecessária, uma vez que ele está à disposição da Justiça à espera do resultado de um recurso impetrado junto ao Tribunal de Justiça na tentativa de reverter a sua cassação na Câmara de Vereadores, e porque os documentos apreendidos pelo Gaeco são públicos e integram o balanço da prefeitura entregue anualmente à própria Câmara e ao Tribunal de Contas.

* FLARES FABRE MELO: o assessor jurídico da Câmara de Vereadores de São Joaquim, Fabrício Zílio de Souza, destaca que, neste caso, não é o defensor do vereador preso. A reportagem do DC entrou em contato com uma irmã de Flares, mas ela não se manifestou sobre o caso e não indicou o advogado de defesa.

* JADER PROCHNOW NUNES: a advogada Sarita Nunes disse não conhecer o conteúdo da investigação do Gaeco e preferiu não se manifestar sobre o caso.

* ANDRÉ DE SOUZA SPOLTI: o advogado Juliano Martorano Vieira disse não ter conhecimento total das investigações e vai aguardar os cinco dias da prisão temporária, mas garantiu que André não tem ligação com o suposto esquema criminoso e que não deve nem ser denunciado.

Pablo Gomes, São Joaquim

Bookmark and Share

Engenheiros do Deinfra sobrevoam deslizamento em Anita Garibaldi

02 de setembro de 2011 0

Vani Boza

Vani Boza

Engenheiros do Departamento de Infraestrutura (Deinfra) estiveram em Anita Garibaldi na tarde dessa sexta-feira, 2, sobrevoando a SC 456, com um helicóptero da Polícia Militar de Florianópolis, no trecho que foi atingido pelo deslizamento na segunda-feira, 29, e que provocou a morte do veterinário Diego Martins Hernandez, de 29 anos.

O corpo do veterinário foi resgatado, na tarde dessa quarta-feira, 31. Ele foi atingido por um grande deslizamento de terra e arremessado para fora da rodovia em um precipício de aproximadamente 300 metros. O veículo capotou várias vezes e parou a menos de cinco metros do Rio Pelotas, em uma área pertencente à Usina Hidrelétrica Barra Grande (Baesa).

O objetivo do vôo foi ter uma noção mais clara da dimensão de volume e tamanho do problema, e ter uma base para começar a retirada da terra que interditou a pista. Devido à proporção do deslizamento, considerado grave pelos engenheiros, o trabalho agora deverá ser bastante cauteloso para que não provoque novos problemas no local. O presidente do Deinfra, Paulo Meller, disse que os trabalhos de retirada da terra que continua trancando 175 metros da pista deverão iniciar na segunda-feira, 5.

_ Dividiremos o trabalho em duas equipes. A Baesa disponibilizará a equipe que trabalhará no espaço que pertence a Pinhal da Serra (RS), e o Deinfra ficará responsável pela parte de Anita Garibaldi (SC).

Segundo o presidente esse trabalho deverá ser feito por empresas terceirizadas e pode levar até mais de 30 dias para ser concluído. A SC só será liberada quando não houver mais nenhum risco para quem transitar por ela.

_ Ainda temos várias fissuras na parte do barranco de deslizou. Essas fissuras vão deslizar quando começarmos a retirar a terra, por isso, o trabalho deverá ser demorado _, afirma Paulo.

A análise feita pelos engenheiros constatou que o deslizamento tem 15 mil metros cúbicos de terra, para removê-la, serão necessários 1500 caminhões. O presidente do Deinfra disse que somente quatro caminhões poderão trabalhar por vez, devido à largura da pista e ao peso que cada caminhão comporta, e cada um deles fará aproximadamente sete viagens por dia, por isso, a demora no tempo da liberação do trânsito.

O superintendente regional do Departamento de Infraestrutura (Deinfra), Narciso Leal Narciso, afirma que o trabalho que iniciará na segunda-feira terá várias fases, começando pela limpeza da pista e seguindo com a análise dos lados (RS e SC), possível construção de novos muros de contensão e, para finalizar, devem ser feitas novas vistorias.

_ O monitoramento da situação do local será constante. Precisamos observar o comportamento do deslizamento e das áreas de risco para estudar os próximos passos que daremos _, finaliza o presidente.

Vani Boza, Anita Garibaldi.

Bookmark and Share

Deslizamento e morte em Anita Garibaldi

31 de agosto de 2011 0

Vani Boza

Vani Boza

Vani Boza

O corpo do veterinário Diego Martins Hernandez, de 29 anos, foi resgatado, na tarde desta quarta-feira. Ele foi atingido por um deslizamento de terra ocorrido na SC-456, em Anita Garibaldi, na Serra Catarinense, na manhã de terça-feira, e só foi localizado cerca de 24 horas após a tragédia.

Diego era da cidade de Uruguaiana (RS), mas morava em Pinhal da Serra, onde era funcionário da prefeitura, trabalhando na secretaria municipal da Agricultura. Por volta das 8h30min de terça-feira, o veterinário saiu de Pinhal da Serra em direção ao posto da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc), em Anita Garibaldi, pegar alguns materiais veterinários.

Dois colegas de trabalho iriam pegar carona com ele para retornarem a Pinhal da Serra posteriormente, o técnico agrícola Fabiano Duarte e o advogado Fábio Bento.

_ Eu fui o último a falar com ele por telefone, quando ele saiu de Pinhal da Serra, por volta das 8h30min. Nessa hora a pista já estava toda coberta de terra, só dava para passar a pé. Acho que ele se arriscou _, contou Fabiano.

Às 8h45min, o sistema de monitoramento da Usina Hidrelétrica Barra Grande (Baesa) registrou a passagem do VW/Polo da prefeitura de Pinhal da Serra, em que Diego estava. Cerca de cinco quilômetros adiante, o veículo foi atingido por uma quantidade enorme de terra e arremessado para fora da rodovia em um precipício de cerca de 700 metros. O veículo capotou várias vezes até parar a menos de cinco metros do Rio Pelotas, em uma área pertencente à Baesa.

A prefeitura de Pinhal da Serra deu falta de Diego às 17h, quando entrou em contato com a Polícia Militar de Anita Garibaldi. As buscas começaram na manhã desta quarta, e o carro foi localizado por volta das 9h.
O resgate do corpo demorou cerca de três horas. Os bombeiros precisaram utilizar um bote pelo rio para chegar ao automóvel e vários equipamentos para cortar as ferragens e chegar até ao corpo, preso e em meio a muita terra.

O trabalho foi feito por três bombeiros de Rio do Sul e dois de Anita Garibaldi, com o auxílio do pedreiro Roseni Furtado, que disponibilizou seu barco para o deslocamento da equipe até o local. O cadáver será identificado oficialmente no Instituto Médico Legal (IML) de Lages, para onde foi levado.

O comandante dos bombeiros de Anita Garibaldi, sargento Jorge Antônio Schinaechel, diz que o veículo não será removido do local.

_ Há riscos de novos deslizamentos a qualquer hora. Não colocaremos mais pessoas em risco e, além disso, o carro teve perda total.

Segundo o engenheiro civil e superintendente regional do Departamento de Infraestrutura (Deinfra), Narciso Leal Narciso, o trecho de aproximadamente 100 metros que foi atingido pelo deslizamento deverá permanecer interditado.

_ Levaremos pelo menos 30 dias para remover a barreira de terra que se formou na pista. Agora estamos trabalhando na avaliação técnica da situação e em seguida partiremos para o trabalho de remoção _, afirmou o superintendente.

Vani Boza, Anita Garibaldi.

Bookmark and Share

Guga Kuerten visita Apaes no interior de SC

04 de julho de 2011 1

Guga se sentiu muito à vontade e brincou com alunos da Apae de Anita Garibaldi. FOTOS: PABLO GOMES

Guga se sentiu muito à vontade e brincou com alunos da Apae de Anita Garibaldi. FOTOS: PABLO GOMES

Acostumado a sorrir nas quadras de tênis do mundo inteiro, o catarinense Gustavo Kuerten, de 34 anos, agora sorri também por outro motivo.

Guga conclui nesta semana um roteiro de visitas a instituições atendidas no interior do Estado pelo Instituto Guga Kuerten (IGK), por meio do Fundo de Apoio a Projetos Sociais (Faps).

Nesta segunda-feira, Guga e sua mãe Alice foram aos municípios de Anita Garibaldi e Abdon Batista, no Meio-Oeste.

Em Anita Garibaldi, o ex-tenista conheceu um ginásio de esportes e uma sala multidisciplinar construídos na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae). Nestas duas obras, que custaram, juntas, R$ 81 mil, o IGK investiu R$ 40 mil.

Em Anita Garibaldi, Guga conheceu também parte dos 74 alunos da Apae e brincou com alguns deles, como Jocelino Rodrigues de Jesus, de 53 anos, com quem rapidamente jogou tênis em uma quadra improvisada dentro do ginásio.

_ Eu sempre o via pela televisão e queria conhecê-lo pessoalmente, e agora realizo o meu sonho. É um dia muito feliz na minha vida _, disse Jocelino.

No município de Abdon Batista, Guga conheceu uma garagem e uma sala de eventos também construídas com recursos do IGK na Apae local. De um total de R$ 47 mil investidos, R$ 40 saíram do instituto.

O roteiro de Guga e sua mãe continua nesta terça-feira, às 9h, na Escola Municipal Waldemar Rupp, em Campos Novos, e às 16h na Apae de Celso Ramos. Na quarta, Guga e Alice encerram as visitas às 9h30min, na Apae de Campo Belo do Sul.

_ É gratificante poder conhecer o interior. Experiências assim me fazem crescer muito. Estar em cidades pequenas como estas é tão valioso quanto estar em Nova Iorque ou Paris. Trabalhar o lado social é uma conquista para mim. Vale a pena dar o dia a dia pela causa em busca, principalmente, da acessibilidade e da inclusão social.

Em 10 anos de atuação, o Instituto Guga Kuerten já investiu aproximadamente R$ 10 milhões em ações sociais para atender crianças, adolescentes e pessoas com necessidades especiais.

Foram beneficiadas mais de 21,6 mil pessoas com repasses de recursos a 188 projetos em 165 municípios de Santa Catarina.

Pablo Gomes, Anita Garibaldi

Bookmark and Share

Acidente mata dois irmãos

13 de abril de 2011 2

Um acidente ocorrido na manhã desta quarta-feira, na rodovia SC-456, em Anita Garibaldi, na Serra Catarinense, causou a morte de dois irmãos.

Zaqueu Galvão Vastriche, de 32 anos, e Adonias Galvão Vastriche, 23, ocupavam um caminhão Mercedes Benz que transportava armações de alumínio para a montagem de um palco que seria utilizado em uma festa no município de Pinhal da Serra, no Rio Grande do Sul.

A Polícia Militar Rodoviária acredita que algum problema mecânico deve ter levado Zaqueu, que conduzia o veículo, a perder o controle do caminhão, que bateu em um barranco às margens da rodovia, em uma curva perto da entrada da Usina Hidrelétrica Barra Grande.

O caminhão pertencia a uma empresa de Blumenau, cidade onde Zaqueu e Adonias viviam. Os corpos dos dois irmãos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) de Lages e depois liberados para a família.

Pablo Gomes, Anita Garibaldi

Bookmark and Share